Garimpo de gasóleo em cenário de crime ambiental

O bairro Saton nos arredores da capital São Tomé, se transformou num centro de garimpo de gasóleo de origem duvidosa. Todo o manto freático do bairro foi inundado pelo gasóleo. Um riacho que atravessa o local, mudou de cor. A água ficou espessa e com intenso cheiro a gasóleo.

Segundo os populares a poluição do riacho, já dizimou várias espécies de peixe de água doce, vulgarmente conhecidos no país por “charroco”, “papê” camarão, e “cocumba”.

garimpoHá dois meses, as mulheres que estavam a lavar roupa e talheres no riacho, deram conta que muito gasóleo descia na água. Os homens e mulheres de Saton e de outros bairros periféricos da capital, descobriram assim uma nova forma de ganhar a vida. Com uma esponja absorvem a grande quantidade de gasóleo que bóia no riacho, e comercializam.

No curso do riacho os homens perceberam que o solo passou a ter uma tonalidade negra. Começaram a escavar a região e muito mais gasóleo começou a jorrar do subsolo. Odair das Neves, residente na Praia Gamboa também está destacado nas margens do riacho que atravessa o bairro Saton. «O que está a acontecer é que enquanto vamos cavando sai gasóleo como se fosse água numa nascente. É um gasóleo natural que não é preciso refinar. Pode-se utilizar no carro ou barco sem problemas», explicou.

Segundo Odair, com o comércio do gasóleo que sai da zona de garimpo já conseguiu resolver muitos problemas da vida e o sustento da família. Dezenas de homens estão no local realizando a mesma actividade, o garimpo do gasóleo. «Sempre há gasóleo. Extraímos 150 litros, as vezes 70, e as vezes 200 litros. É muita gente que extrai o gasóleo cá, isto quer dizer que é muito gasóleo que sai daqui», reforçou Odair das Neves.

Alguns agricultores da região já lançaram sementes de milho ao solo. Dizem que nunca virão coisa igual na vida. O solo está oleoso por causa do gasóleo.

buraco garimpoOs garimpeiros, confirmam que está a acontecer u crime ambiental em Saton. «Está perigoso. Perigo para os cacaueiros e outras plantas que estão cá, o pape, e outros peixes também. A coisa está perigosa, já não há rio para lavar roupa. É só gasóleo a surgir», afirmou Odair das Neves.

No local o Téla Nón acompanhou os passos de um menino. Chama-se Fradisson. E aluno da sexta classe. Na manhã de quinta – feira esteve na zona de garimpo do gasóleo. Levou um balde cheio do produto que segundo ele deverá ser comercializado rapidamente. Fradisson andava apressado porque se aproximava das 12 horas, altura em que deverá tomar um banho e seguir para a escoa. De manhã está no garimpo e a tarde na escola.

Todo este cenário de crime ambiental, acontece há menos de 100 metros da Central Térmica de Santo Amaro, a maior do país.

gasóleoOs populares suspeitam que o gasóleo que está a jorrar no riacho e no solo, têm origem na central térmica. O Téla Nòn procurou ouvir o Director Geral da EMAE que administra a central de Santo Amaro, mas não teve sucesso.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    explicar sem complicar Responder

    Só faltava isto. O prometido CAOS CAOS CAOS. Lembrem-se?

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Feitiço virou contra o feiticeiro…

  2. img
    rapaz de Riboque Responder

    mais uma maldade de alguém de má fé este caso deve ser investigado e o autor da maldade ser severamente punido .

  3. img
    rapaz de Riboque Responder

    ou sera um milagre?

  4. img
    verdade doi governo e adi Responder

    TVS e Radio Nacional não fazem noticia? Isto é noticia.
    Tem a ver com o AMBIENTE.
    PROBLEMA GLOBAL.
    Fechem essa m….então.
    Temos telanon rtpafrica Zap DSTV.

  5. img
    José Responder

    Se isto acontece há várias semanas, senão meses, porque é que não se procura saber a causa deste desastre! Onde está a EMAE. Onde está a Direcção do Ambiente. Onde está o Ministério da Agricultura. Onde está TVS e RNSTP? Onde está Direcção dos recursos Naturais e Energia? Onde está o Governo? De quem será a culpa por este crime ambiental….Quem vai dar a cara!
    TVS e Radio Nacional, por favor vocês são organismos da comunicação social públicos, devem informar com verdade e não sensurar. Nos telejornais a noite só aparecem notícias a volta do 1º ministro, do PR., dos ministros, dos Presidentes de Câmara e dos órgãos de soberania. Que pena meu país…. A voz do povo não é tida nem achada….

  6. img
    Brasileiro Observador Responder

    Perigoso isso, os órgão competentes precisam apurar com urgência para diminuir os prejuízos.

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Apurar o quê?? Alguma vez se apurou alguma coisas aqui em São Tomé e Príncipe?? Cria-se equipas de inquérito só para inglês ver mais nunca se tornou publico o resultado do inquérito. Com este governo as coisas pioraram. Muita incompetência!!!

  7. img
    Original Responder

    Não fazem medição de gasóleo para saber o consumo dos geradores?
    Central de S.Amaro funciona sem ninguém?

  8. img
    Carlos Mendes Responder

    Granda M. Isto é mesmo assim. Em Dubai é so cavar a terra e sai o gasóleo. Estamos prestes a chegar. Só faltam uns poucos metros para o El Dourado, isto é a Terra prometida.

    É a forma desgraçada que se têm para entreter o povo pequeno que foi enganado pelo Mecias.

  9. img
    Pumbú Responder

    Que prejuiso para EMAE???!!! Esta empresa está perdendo muito dinheiro!!! Será que têm o depósito roto?

  10. img
    Nuno Miguel de Menezes Responder

    Uma equipa tecnica ir a Sao Tome e Principe analizar a situacao em causa, quem sabe O Povo de Sao Tome e Principe esta a perder dinheiro, muitas das vezes pode estar diamante Branco e pedras preciosas aonde sai esse mesmo gasóleo.

    E o valor das mesmas pode ajudar a pagar a divida que assim Sao Tome e Principe tem com outros Paises.
    Se nao for esse caso, a EMAE que administra a central de Santo Amaro esta a ter FUGA DE gasóleo e nao estao a dar por isso.
    “papê” camarão, e “cocumba” ‘e uma maravilha na mesa pronto a comer, na mesa de todos nos, e no tempo da crise faz mesmo falta e da jeito.

    Nuno Menezes
    Lincoln Reino Unido

  11. img
    Brincadeira Responder

    O Director Geral da EMAE ganha mais 100 milhões de Dobras (4.000 Euros). Os outros Directores, por volta de 80 milhões (3.500 Euros). A Empresa anda deficitária. Dizem que há perda comercial de Energia além de roubo de electricidade generalizada. Mesmo assim, somos surpreendidos com uma notícia tão triste e inexplicável.
    1. Estes Gestores devem ser responsabilizados;
    2. O Estado deve de uma vez por todas recrutar gestores públicos por via de um concurso público e não pela cor partidária;
    3. Os gestores públicos devem ser nomeados e com uma orientação estratégica de gestão centrada na rentabilidade da empresa que deve ser feita com rigor e competência;
    Agora quero ver o que vai acontecer daqui pra frente…brincadeira.

  12. img
    Lemba Responder

    É um gasóleo natural que não é preciso refinar… kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Só falta dizer que tem uma refinaria debaixo da terra

  13. img
    Kkk Responder

    Aí… tem um grande GATO. Infelizmente a verdadeira verdade não são difundidas pela TVS nem pela rádio. Mas o povo sabe!!!

  14. img
    Martelo da Justiça Responder

    É impressionante e irritante!. Radio Nacional e a TVS nunca sabem nada sobre tudo o que pode comprometer o governo do ADI. Só passam a vida a passar as entrevistas do Patrice Trovoada.

  15. img
    programa 50 minito da tvs Responder

    Patrice Trovoada falou e deixou bem claro :
    “Governo não é escravo do povo”
    Então querem explicação de quê sobre este crime ambiental?

  16. img
    Clemilson souza Responder

    Se fosse um país um pouco mais descente já tinham interditado o local , mas como alguém deve estar ganhando com esse comércio não acontece nada !

  17. img
    Lupuyé Responder

    Se fosse num país onde a lei funcionasse a EMAE iria pagar uma porrada de dinheiro para limpar o subsolo e indemnizar os donos dos terrenos afetados. Esses terrenos estão todos contaminados e agora sem valor.
    Que o povo não seja estupido, não há óleo nem nenhum outro produto petrolífero que sai do solo já refinado: isso e óleo que está vindo de algum lugar e isso tem que parar e já.

  18. img
    rapaz de Riboque Responder

    nesta terra tudo serve para venderem, mais burro é quem esta a comprar este gasóleo todo contaminado que vai dar cabo dos motores

  19. img
    olivio da trindade Responder

    que especie de radio e tv existe e stp nao informam nada nao ha debate so musicas devem criar programas televisivos e na radio nacional mais informativos ,noticias de hora em hora , falar sobre o desporto, economia, cultura etc,etc ..radio bastante pobre em termos informativos…….

  20. img
    afonso Responder

    É muito bom!
    O povo está a utilizar a sua necessidade para sanear o meio ambiente. ganhando com isso dinheiro, até chegar o momento em que as autoridades encontrem a causa da nascente de gasoleo.

    Devem mobilizar-se mais pessoas para a limpeza dos sitios onde saem tal combustivel, pois os responsaveis publicos parecem ser muito lentos, ou ja sabem e estão a procura de uma justificação aceitavel.

    Enquanto nada dizem, os populares devem continuar…

  21. img
    Fugii Fala Responder

    Parece incrível! Onde se viu o gasóleo refinado a sair de subsolo? Sugestão de uma ignorante: SE for verdade que não há rotura, nem “sabotagem” no depósito, só resta fazerem um percurso minucioso ao longo deste riacho e no terreno circundante, muito atenciosamente para poder detectar se não houve indício deste combustível ter sido armazenado num recipiente imprópio por alguém. E, daí provocar a fuga do mesmo.

Deixe um comentario

*