O comportamento do Governo no caso “São Lima-TVS” é democrático?

Jornalista da TVS não deverá continuar nas suas funções a partir de 1 de janeiro de 2011 por decisão do governo. O Téla Nón quer saber a posição dos leitores através da Sondagem. 

  1. img
    Diógenes Responder

    Se, se fazer jornalismo é estar fora da tutela do governo, então não é democrático, mas como este gorverno pretende assumir tudo e nada…. portanto…

    • img
      jaka doxi Responder

      Aqui está uma posição oficial…
      Leiam e informem-se com verdade….
      São Deus Lima: Eclipse total ou parcial?
      PostDateIconSexta, 10 Dezembro 2010 22:55 | PDF | Versão para impressão | Enviar por E-mail

      Foi divulgado pelo Tela-Non de que o Governo cancelou o Programa “Em Directo” da TVS apresentado pela jornalista São Deus Lima e que teria igualmente suspenso o contrato com a mesma na sequência de uma entrevista que a jornalista teria combinado com o Dr. Carlos Veiga.

      A narração intencional destes factos pela própria jornalista e pelo Tela-Non, tal qual apresentada, deixa qualquer cidadão indignado.

      Mas, para que a verdade não esteja à penumbra entre as frustrações pessoais e opções políticas, vale a pena explicar sem complicar.

      O Governo, em especial o Dr. Patrice Trovoada, sempre apreciou o desempenho da jornalista São Deus Lima. Prova disso, na sua dinâmica de apostar nos jovens e na competência, o Dr. Patrice convidou, logo após a tomada de posse do seu governo, a jornalista São Deus Lima para criar e liderar o Gabinete de Comunicação e Imagem do Governo. Convite que apenas de forma indirecta negou.

      O Programa “Em Directo” da TVS, que inexplicavelmente expulsou o seu antecessor e semelhante em termos de conteúdo e formato, animado pelo jornalista José Bouças, pelo seu cariz de confronto de ideias, granjeou simpatias de inúmeros círculos da nossa sociedade. Apesar de muitas vezes parecer pressionar os participantes a desprestigiarem o trabalho do Governo, ou de alguns dos seus membros, não deixou de ser igualmente apreciado pelo actual executivo, tal como no passado o programa “Grande Entrevista” do José Bossas, como um dos melhores programas de confronto de ideias e de informação que a televisão pública sãotomense tem neste momento.

      O “Em Directo”, tal como outros programas estão de férias e não suspenso devido a quadra de Natal e a preparação do lançamento dos novos conteúdos da TVS para 2011, por decisão da direcção da TVS. E Esperemos que o Programa EM Directo regresse em 2011 com ou sem São Lima.

      A jornalista São Lima está consciente de que a República de Cabo Verde está neste momento em pré-campanha eleitoral. E sabe igualmente que a Televisão Pública Sãotomense deve ser imparcial a lidar com este dossier sobretudo que o Primeiro-Ministro há menos de duas semanas esteve em Cabo-Verde e assinou protocolo de cooperação com o Governo Cabo-verdiano em diversos domínios: educação, agricultura, energias renováveis, cooperação macroeconómica.

      Quando o Governo soube que a jornalista São Lima iria consagrar mais ou menos 1h:30min do seu programa ao candidato Dr. Veigas, orientou a TVS, atempadamente, que fizesse apenas uma entrevista com o candidato para ser notícia no telejornal ou um debate entre representantes das candidaturas, uma vez que o outro candidato, Dr. José Maria Neves, no poder, não teria direito à resposta caso houvesse alguma “carga política”. Ora, a jornalista não comunicou esta ideia ao candidato, deixou que o Dr. Veiga chegasse à TVS minutos antes do início do Programa em Directo e levou-o ao Gabinete do Director da TVS e disse-lhe: “Aqui está o Dr. Carlos Veiga e o Senhor Director faça dele o que quiser”. E bateu a porta e foi-se.

      O Dr. Carlos Veigas ficou estupefacto e o Senhor Director da TVS entorpecido com a atitude da sua assessora. Como resolver esta situação? Um desrespeito ao Dr. Carlos Veiga e ao Director da TVS, para além de uma atitude prejudicial para com a imagem do Estado Santomense.

      O MPD estabeleceu excelentes relações com o ADI e os dois líderes tiveram juntos em Marrocos, em Outubro para a reunião dos líderes da Internacional dos Partidos do Centro, e ainda a poucos dias na Cidade da Praia durante a visita oficial de Patrice Trovoada; com o Primeiro Ministro Cabo-verdiano José Maria Neves, as relações são de uma amizade sincera. Estes três líderes são verdadeiros homens de Estado com postura e responsabilidade que não merecem ser joguetes nas mãos de pessoas sem sentido de responsabilidade e do uso apropriado do poder que lhes é dado como fazedores de imagem e de opinião.

      E ainda necessário acrescentar o facto de São Lima ser assessora da TVS no âmbito de um contrato que ela assinou com o anterior Governo. Ela não é jornalista da TVS ou da Rádio Nacional, ela é recrutada temporariamente por um Governo para propósitos específicos que lhe permite a qualquer momento retomar a sua liberdade. O que supõe ela trabalhar com, e para a realização dos objectivos do Governo e não contra ele. O facto de ter continuado com o Governo ADI sugere implicitamente São Lima ter aceite trabalhar em sintonia com e para os objectivos programáticos do actual Governo.

      São Lima não pode ser assessora de dia do Governo e opositora obstinada do mesmo Governo de noite. Para isso existe a imprensa privada. O Primeiro-Ministro respeita e protege a liberdade de imprensa, mas não deve conviver com a incoerência ou a ma fé.

      O tratamento dado ao caso do embaixador Jorge Amado é mais um exemplo como uma considerada falha administrativa de um embaixador, funcionário público, dependendo hierarquicamente do Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, que tem o direito e o dever de reagir em conformidade, transforma-se numa questão política ou mesmo politiqueira, na escrita da jornalista/assessora do Governo São Lima.

      Se São Lima já não vai continuar na TVS, isso não é da competência do Governo. A TVS saberá a quantidade e a qualidade de recursos humanos de que necessita mediante um enquadramento segundo as regras da administração pública. O que se sabe é que o contrato assinado entre o Governo anterior MLSTP-PCD do Rafael Branco e a São Lima, quando era Ministro da Comunicação Social o senhor Carlos Gomes, Vice-Presidente do PCD e membro de Comité de Apoio do Dr. Carlos Veiga, é um contrato que termina no dia “31 de Dezembro”. O mesmo contrato refere explicitamente que “não é renovável”.

      Relembre-se que actualmente o país depara-se com diversas dificuldades de ordem sociais e económicas e não é nada ético e cívico desviar a atenção dos cidadãos para querelas estéreis e egocêntricas e muito menos tentar mobilizar a opinião pública internacional ao desfavor de um Governo que luta arduamente para mobilizar recursos indispensáveis à sustentação financeira do País.

      Portanto, lamenta-se que a Jornalista São Lima tenha deixado os seus sentimentos sejam eles de frustração ou de obsessão “anti-trovoadista” ou “anti-Óscar Medeiros” ou ainda de opções políticas, ofuscarem a sua competência e a sua idoneidade e colocar o seu talento na penumbra da ignorância. Mas acredita-se que o sol da mudança iluminará a mente dos cidadãos e prevalecerá a racionalidade e o bom senso.

  2. img
    Nikilay Monteiro Responder

    Num estado em que se diz democrático, esses tipos de coisas não acontecem.Será que S.Tomé é um estado Democratico? O que lá existe é Autocracia!

  3. img
    Madalena Responder

    A continuar assim, este governo está a fazer em 100 dias,muito mais, do que os outros fizeram em 10000 dias.
    Mau, mau.
    “laise fair laise passe””

    • img
      neto Responder

      a espresao laise fair laise passe, signica caso a madalena não saiba, significa em economia na escola clasica, de david ricardo deixem os agentes economicos em paz, ou seja deixem os agentes economicos para resolver os seus problemas

      • img
        H DA SILVA Responder

        Nos recursos humanos significa acreditar na capacidade dos empregados e deixarem os fazer(desenvolver a suas creatividades) depois supervisionar.laise fair e por isso nao vejo onde a madalena erra em utilizar essa expressao.o Governo nao quer dar oportunidade de creatividade a ninguem a liberdade de imaginacao.tudo em STP saira da cerebros desses k ja se pensam ser super-dotados.basicos isso sao.flopppppppppp

  4. img
    sinceramente Responder

    JA se sabe aonde esta desgraca atraso do pais essas gente de cabeca oca,gostaria saber qual o impacto politico que o programa apresentado pela jornalista tem para esse governo ,o governo bloqueia tudo ate coisas simples desse geito nao vamos la se nao mudar de mentalidade

  5. img
    JRufino Responder

    Bem,não e normal que Governo persegue qualquer jornalista muito menos qualquer programa,e verdade que esse governo tem la gente que nós conhecemos muitissimo bem por isso não e de admirar.Isto é S.Tomé e Príncipe.

  6. img
    rosema Responder

    PERGUNTAR SE ESSA ATITUDE É DEMOCRATICA, É O MESMO QUE PERGUNTAR SE EM STP ALGUMA VEZ OUVE UMA ELEIÇÃO DEMOCRATICA, PORQUE TODOS SABEMOS QUE ELAS SÃO GANHAS COM BANHOS E DUCHES…

  7. img
    rosema Responder

    ASSIM NUNCA MAIS O MEU STP SAI DO FOSSO EM QUE SE ENCONTRA. MUDAM-SE AS MOSCAS, MAIS A MERDA É A MESMA…

  8. img
    O MLSTP/PSD AINDA BLOQUEIA Responder

    ACREDITO QUE ESSA SITUAÇÃO É OBRA DO MLSTP/PSD.
    QUANDO ESTE PARTIDO ESTÁ A GOVERNAR, NADA DISTO SURGE; O SILENCIO É TOTAL NEM DOS JORNALISTAS NEM DO POVO.

    E QUANDO O PCD, MDFM E ADI GOVERNAM, O POVO E JORNALISTAS MANIFESTAM.
    E QUANDO É MLSTP/PSD A GOVERNAR OS MESMOS RECLAMAM NOS CORREDORES. ISTO É OBRA…
    O MELHOR É MANISFESTAREM, PORQUE RECLAMAR TEM A VER COM O MEDO.

    • img
      O MLSTP/PSD AINDA BLOQUEIA Responder

      Sao de D.Lima foi escolhida pelo mlstp para asumir o cargo de Coordenadora de TVS. Na altura estava calada, agora ataca, isto é obra… é mesmo estranho.
      Até quando esta atitude para com os outros e com o mlstp/psd tudo fica nos corredores.
      Com a escola do mlstp/psd (imcompetencia total), definitivamente, o nosso STP ficará na miseria.

      • img
        O MLSTP/PSD AINDA BLOQUEIA Responder

        O Abel Viegas e São de D.Lima são meninos da escola do mlstp,isto foi encomendado,eles irão fazer de todas maneiras voltar ao poder o mais rapido possivel. Cheguei a conclusão de que todos os incompetentes gostam do poder.
        Meus senhores do mlstp, o vosso fim esta proximo.

  9. img
    BLAGA PENA Responder

    A democracia constroi-se com criticas, Sao Lima é uma amiga, pois ela critica para ajudar o governo a corrigir os possiveis erro. E é o governo a sentir-se ofendido.
    O pior aminal neste planeta é o homem

  10. img
    Mario Pinto Responder

    A democracia constroi-se com criticas, Sao Lima é uma amiga, pois ela critica para ajudar o governo a corrigir os possiveis erro. E é o governo a sentir-se ofendido.
    O pior aminal neste planeta é o homem

  11. img
    João Responder

    Votei “não”. Todavia, a questão não me pareceu melhor colocada!

  12. img
    clima Responder

    Se a jornalista encontra-se a exercer a sua actividade através de um contrato a termo certo, acho que deve estar claro, escrito numa das clausulas a duraçäo deste “acordo” e a tempo certo a direcçäo da TVS a comunicou que a partir de Janeiro acabará o “namoro”.
    Por outro lado, é vergonhoso essas cenas chegarem a televisäo, sabemos que este sector é do controlo do partido no poder, a informaçäo tem que estar controlada, sempre existiu, em toda parte do mundo ainda por cima uma televisäo do Estado.
    Mas, cenas semelhantes têm acontecido, um pouco por todo o país, quero dizer “o povo näo deve saber muito”.
    É repudiante, este acto de cobardia; o país necessita de pessoas enovadoras e a Säo Deus Lima tem este caracter e dom.Julgo ser o programa de maior grande audiência, infelizmente o que está acontecer é ” se näo és meu amigo, és meu inimigo”.

  13. img
    ADELINO DOS SANTOS Responder

    UM DIA A DE EXISTIR DEMOCRACIA EM S.TOMÉ TENHO FÉ EM DEUS

  14. img
    KeilaK Responder

    Espero que publiquem os resultados dessas pesquisas para que o povo sem acesso a internet veja ….em pé estamos!!!

  15. img
    Teodoro Menezes Responder

    Tentar silenciar jornalista como a São é pior asneira que este governo ou outro que vier pode cometer.Há muitos temas que os leitores tomaram contacto graças a São e também sabemos que para este país avançar,temos que por dedo na ferida e só assim encontraremos cura.Creio que a São só contribuiu para denunciar o que esteve mal;se o pagamento é este,então mudança só daqui a alguns anos.

    • img
      Pumbu Responder

      Bem dito, sr. Teodoro!

  16. img
    Santolas Responder

    A TVS precisa da São Deus Lima

    A TVS precisa de jornalistas capazes e não manda pau do Governo

    Bém haja Sao Tomé e Principe

  17. img
    Filha STP Responder

    sinceramente não sei onde os governantes querem levar o país!!
    acham que afastando a pessoa que quer ajudar é que é ajudar o povo?
    querem sim é deixar o povo na ignorancia para poderem aproveitar na altura das eleições.
    Belos governantes temos.

  18. img
    Pumbu Responder

    sim “belos” mas infelzmente com catinga…

  19. img
    Bili Uê Responder

    Já começaram a mostrar o cheirnho do fracasso e da mesmice.
    Parabéns

  20. img
    Tira Saia Responder

    A proximidade com o Obiang faz isso…

  21. img
    Ke kwa Responder

    Ha um mes e meio neste espaço chamei a atencao dos santomenses para terem cuidado com euforias e fui chamado nomes pelos defensores das ditas mudanças que em nada se diferem com uma revoluçao. Mais está para vir isto é só o inicio.

  22. img
    "Nós por cá e a nossa maneira" Responder

    …….o que é democratico neste país???? se nem as eleições são democraticas, quanto mais as decisões governamentais!!!!!!!!!!!!

    …….tudo parece ser, nada é de verdade….assim é o estado da nossa dita democracia………….boas festas a todos!!!!!!

  23. img
    Rogério Baltazar Responder

    Melhor seria fechar o TVS.

  24. img
    Mangulú Responder

    O Governo de Patrice Trovoada atropelou a Democracia em S.Tomé e Príncipe.

  25. img
    Pick Responder

    Só é triste estarmos aqui a dar as nossas opiniões e andarmos a ver coisas absurdas acontecer cada vez mais e não fazer nada S.tomé e Príncipe..
    “não foi dito povo põem povo tira”
    Isso tá cada vez mais grave!??

  26. img
    Miná di Céliví Responder

    É muito mau para a democracia…
    Começaram com a São…daqui a pouco vão atacar ao Telanón…
    E depois a todos aqueles que se escondem por detrás de falsos nomes…
    É agora…!é agora que este país afunda!
    Afinal, a mudança é neste sentido?

  27. img
    Carii Responder

    Pediram ADI??…pois então,eis os primeiros resultados,de uma escolha sem futurooo.

  28. img
    Paterson Responder

    O Abel Veiga que tome cuidado. Comecou com a Sao. Quem sera o proximo? Votaram na mudanca sem saber se a caixa esta lubrificada ou nao. Agora toma.Tal pai tal filho. Depois de aprovarem o orcamento geral do estado e que voces vao ver. Estamos ca para ver…..

  29. img
    Edson Responder

    Este governo vem dando tiros nos pés desde a sua tomada de posse. Não se comprende como é que um dos principais fundamentos da democracia (liberade de expressão) possa ser violado barbaramente por um orgão de soberania! ! Que artigo da consituição da ao senhor Patrice esta legitimidade?

  30. img
    zewilson viana Responder

    Em que pais estamos? no artigo 1º da nossa constituição diz que STP é um país de dtº democrático, se isto for democracia quero jamais estar em qualquer faculdade neste país, porque isto significará que neste país o conhecimento ao nível universitário é administrado de forma distorcida. Não fui às urnas ainda há poucos meses para vir a assistir a essa pouca vergonha, pq em pleno sec.XXI nao se devia assistir a cenas deste tipo, num estado que se afirma com todas as letras “DEMOCRÁTICO”.
    Meus Senhores, meus representantes…a vós peço muito encarecidamente não me envergonhem com o meu próprio país mais do que já estou.”Punda ola non coiê nance, non flá: non scá coy’inem mé xi ê xê culú ou cozido non ca plové axem mé”

  31. img
    Pelax Oliver Responder

    isso não pode acontecer pork kem faz pior mal não é julgado. pork k não toma medida drastica com akeles k sabem do 30 mil barris de petrólio. e é atravez desse program k alguns jovem estão a saber ukê é e como esta correr politica em são. Tomé e principe e jovem estão a ser bem informado quanto a política. se é assim k é mudança, não vejo mudança nenhuma

  32. img
    waik maik Responder

    pessoal ao que se refere a imagem do pais as autoridades competente tem de agir , democracia não é fazer oque se quer e bem apeteci.,em s.tome sim deveria é haver concorrências, mas cadeias televisivas, porque acho oque esta realmente em questão não é tomar partido de um ou de outro , como tenho visto , mas sim reflectir o porque que ainda acontecem cenas destas , e o que devemos fazer para o mudar

  33. img
    dini Responder

    …creio que ela tem contas a dar ao pùblico saotomense, quanto a razao porque foi expulsa da Inglaterra. Quando vocês souberem, nao penso que alguém vai aprecià-la. Que cambalacheira, esta SAO , é uma oportunista , uma interesseira e uma “arriviste”, capaz de matar pai e mae para obter o que ela quer e sonha ter…O PODER!!!Jà tem um nivel social , que lhe era inesperado.
    Dà mais SHOW do que outra coisa…as entrevistas dela sao VAZIASe BRUTAIS, sem classe (como ela).INCOMPETENTE!!!
    Ela é a vergonha dos jornalistas(também sou e trabalho numa radio parisience).

Deixe um comentario

*