Sondagens

Acto Central de 3 de Fevereiro a porta do Museu foi boa iniciativa?

    10 comentários

10 comentários

  1. Liz

    4 de Fevereiro de 2015 as 13:18

    FOI PÉSSIMA!

  2. Menezes

    4 de Fevereiro de 2015 as 17:02

    Enquanto Cidadão leigo na matéria e que sempre estive neste Evento fiquei surpreendido quando mi foi dito que Sua Excelência o Senhor Presidente não estaria do Evento logo perguntei o Senhor Presidente não esta no País, e a pessoa mi disse Esta.
    Uma coisa é certa temos que refletir que País e que testemunho queremos passar a novas Gerações, mais continuo a dizer que o Governo tem uma palavra a disse relativamente a mudança do Evento para o Museu Nacional e porque não o Consenso daquilo que são os interesses do País a cima dos interesses de pessoas e de grupos.
    É tudo quanto mi cabe reportar.

  3. Elizabete

    4 de Fevereiro de 2015 as 22:56

    Agora eu me lembro que ministro Olinto Daio nunca apareceu a defender essa ideia de 3 de Fevereiro no Museu. Quem deu sempre a cara foi o jovem da Cultura. Pergunto. Olinto Daio é um defensor convicto da santomensidade e da cultura santomense. Tem um livro publicado que mostra as suas raízes fortes de santomense. Será que ele foi OBRIGADO a fazer esta farsa do museu?

  4. Luís Noronha

    5 de Fevereiro de 2015 as 2:55

    Gostava de um esclarecimento.

    Qual foi a justificação que o Governo de Rafael Branco ter mandado derrubar o património do estado, escrito pela Escritora Alda Bandeira, no Fernando Dias?
    qual o foi o valor que esse monumento tem?
    qual foi a importância deste monumento?
    qual é vantagem da destruição deste monumento.

    chamo atenção a Director da Cultura para entrever nessa minha modesta pergunta, ando bastante indignado com esta situação.

  5. Xico Du

    5 de Fevereiro de 2015 as 8:45

    Baluba a colocar coroa de flor diante de porta de museu. Como é que um homem de cultura como Olinto Daio liderou essa pouca vergonha? GRANDA PALHAÇADA.

  6. Tlovada

    5 de Fevereiro de 2015 as 9:36

    O ADI trata este povo de burro. Toda gente viu na televisão os protestos da população de Fernão Dias contra a mudança do local celebração de 3 de Fevereiro. Para enganar a população, o ADI contratou os seus militantes para dizer que o protesto que vimos na TVS não foi protesto. Haja paciência, as imagens falam por si.

  7. Rodrigo Cardoso Cassandra

    5 de Fevereiro de 2015 as 11:14

    No próximo ano as festas de 3 de fevereiro t~em que ser no Príncipe. na roça Infante (Rodrigo Cassandra ) DIGO

  8. Duda

    5 de Fevereiro de 2015 as 14:49

    No próximo ano as comemorações de 3 de Fevereiro regressam a Fernão Dias de onde nunca deveriam ter saído!

  9. Jose Manuel Leal

    6 de Fevereiro de 2015 as 16:40

    Como santomense com muito orgulho fico triste em ter esta informação , os locas históricos não se devem mexer isto e não respeita os nossos antepassados q por eles fizeram por nos , temos q respeitar os nossos antepassados e deixar uma historia tao linda bonita para os nossos filhos , a ignorância dos nossos políticos só esta atrasar este pais.

  10. Carlos MENEZES - cabe /. Angola / pateta

    20 de Maio de 2015 as 22:53

    Que espanto eu já a muito tempo dei conta deste nau caminho que estamos a seguir . Eu não tenho nada contra os cabo-verdianos ou outras raças que estão a viver e trabalhar em stome eu também estou fora do pais a 26 anos e neste momento tenho 45 anos e tenho a minha ligação muito forte a stome . Quem não tem identidade cultural e afectiva com stome não pode exercer cargo político . Ou seja a muita gente falsa com bons cargos em stome mais em casa não tenhem identidade cultural santomense . Em poucas palavras falao mal de foro dizem sao muitos preguisouso afinal ate aonde vamos ? Ou seja cada macaco no seu galho . S.tome e principe não e uma província de cabo verde nem de Angola . Os meus filhos que nasceram em Portugal sao santomenses . Só um exemplo ta

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo