Entrevista

Sannio Torres o basquetebolista são-tomense que brilha em Portugal

Felissanio Tebús da Silva Torres conhecido em Portugal por Sannio Torres tem vindo a mostrar serviço na formação do Algés. Este saotomense de 19 anos, natural de Água Grande é oriundo de uma família de basquetebolistas e Sannio mantém esse gosto. Começou no Voleibol mas o Basquetebol recolheu o atleta mais tarde. A Tela Non foi ouvir os desejos e anseios deste jovem que se encontra em Portugal a estudar e a levar mais longe o nome de São Tomé e Príncipe.

O Basquetebol levou a melhor sobre o Voleibol

Vasco Antão

Fala me do teu percurso no basquetebol. Por onde jogaste desde que começaste?
Eu antes de começar a jogar basquete joguei Vóleibol, mas por insistência dos meus irmãos mais velhos que jogavam basquete e dos seus colegas fez de mim um jogador de basquetebol. Daí em diante comecei a treinar e fui apanhando o gosto pela coisa isso começou aos meu 14 anos.
Quais foram os melhores momentos que já tiveste?
O meu melhor momento foi quando fui seleccionado para os jogos da Lusofonia que ocorria quatro em quatro se não estou em erro e era a única competição importante de basquete do nosso país por baixas condições financeiras. Não podia-mos participar em certos jogos que éramos convidados, eis que era o meu grande objectivo porque  os dois meus irmãos Ody conhecido como “mão inglesa” pela sua eficácia nos lançamentos  e Sany o “melhor” porque foi o melhor daquela altura  e eu como o  mais novo não podia deixar esse império morrer uma vez que eles tiveram que parar por causa dos estudos tendo ido estudar num país que não daria jeito para dar continuidade a esse sonho”Cuba”. Por isso concluí  o objectivo da minha família Tebús Torres e decide não parar por aí.

O Algés recebeu te em Portugal? Quais os objectivos da equipa?

Quando cheguei a Portugal para a conclusão dos meus estudos não queria parar de jogar Basquetebol e então perguntei ao meus colegas aonde podia se treinar basquete ou coisa do género e eles viram a minha aflição e o meu sonho por querer jogar basquete. Por sorte um meus colegas “Romeno” que tem também um sonho de jogar futebol entendeu a minha aflição e levou me pessoalmente ao Algés pois dizia que era uma boa equipa e era a terceira melhor equipa do meu escalão, atendendo que o Barreirense é a primeira e o Benfica a segunda o terceiro é o Algés. Fiz o meu primeiro treino e eles gostaram e fiquei a treinar não podia jogar nessa época pois tinha chegado ao meio da época e as inscrições estavam fechadas e fiquei aí a treinar sem competir. Esta época fui finalmente inscrito. O objectivo da equipa nesta momento é chegar a final four e depois e vencer o Campeonato Nacional em que só duas equipas da zona sul passam, Barreirense, Benfica ou nós do Algés. Uma tem que ficar eis que existe uma grande rivalidade entre essas três equipas, porque somos os favoritos para jogamos contra duas equipas da zona norte que passarem o FC Porto e outra obviamente!!!
Como decorreu a tua adaptação?


Foi duro porque em São Tomé e Príncipe não tínhamos um rigor táctico era mais individualismo mas com tempo e dedicação tudo se resolve!!
O Algès tem em Portugal desenvolvido um excelente trabalho no basquetebol sentes isso?

Claro é uma das melhores escolas de formação de basquete de Portugal.

Quais as principais diferenças que encontraste te no basquetebol em Portugal e que não estavas habituado?

Acima de tudo o rigor táctico!

Até onde pretendes chegar nos Basquetebol?

Ao mais alto nível  se tudo correr bem uma vez que não é fácil conciliar estudos o Basquete e sem a família .

O basquetebol é uma paixão?
Sim!

Continuas a acompanhar o Basquetebol em ST príncipe?

Sim! Apesar dos pós e contras…

O que consideras que falta para um melhor desenvolvimento do basquetebol em ST príncipe?

Mais competições internas a externas e melhores condições internas  para isso acontecer, porque talento não nos falta !
Acompanhas o evoluir do teu pais em termos económicos?


Sempre, um estudante que quer regressar a sua terra após os estudos é muito importante está a par da evolução do país em termos económicos!
Sentes saudades da tua terra?
Obviamente minha terra é minha casa.
Aonde mora a tua família em ST príncipe?

Campo de Milho.

Vais voltar nas Ferias a ST Príncipe?
Estive nas férias de Natal mas pretendo voltar em breve…

DADOS DO ATLETA

NOME –
Felissanio Tebús da Silva Torres
DATA DE NASCIMENTO –
2-04-1991
NATURALIDADE –Água Grande

ALTURA –1.92

PESO -85

    16 comentários

16 comentários

  1. Luis

    1 de Março de 2011 as 11:08

    Mais uma vez, não concordo com o título que o Tela Non atribui a esta notícia. Acho até que se pode considerá-lo de publicidade enganosa. De facto, pelo que foi escrito na edição anterior, esse concidadão que está em Portugal para estudar tem ocupado os seus tempos livres actuando como atleta da Equipa de Basquetebol do Algés. Não concordo quando se utiliza o termo “brilhar”. Desejo boa sorte ao meu patricio e auguro que de facto venha a brilhar. Mas, quando se fala de brilhar para um atleta que não é totalista e que não tem uma das maiores percentagens de pontuação da sua equipe ( atendendo a sua posição no campo, acho algum exagero. Não é sempre que o nosso pais tenha atletas em equipas de desporto colectivo em Portugal; face a isto a presença do Sanio é algo quase insólito. Talvez por isso, considera-se um feito especial i.e. “brilhante” a situação do jovem Torres. Desejo-lhe boa sorte e sinceros votos de que de facto venha a brilhar e, como diz precipitadamente o Tela Non, “levar mais longe o nome de São Tomé e Príncipe”

  2. praxx

    1 de Março de 2011 as 13:38

    epa é melhor ficares calado Luis. quem não sabe cala boca.
    O sannio é jogador oficial do algés. e realmente ele brilha, deixa mas é de inveja.
    acredito que ele vai mais longe.

    • Albertino Silva Braganca de Sousa

      1 de Março de 2011 as 23:23

      todas as criticas nao implicam estarem imbuidas de inveja.

    • Edson Costa

      3 de Março de 2011 as 12:52

      Acho ridiculo chamares alguém que não conheces de invejoso, por um comentàrio simples e inofensivo!

  3. Fréd

    1 de Março de 2011 as 21:20

    Inveja é uma coisa memo lixada

  4. pop

    1 de Março de 2011 as 22:42

    Há dreds invejosos!!!

  5. Havana City

    2 de Março de 2011 as 8:34

    Como diz o Afromen *mentalidade atitude comportemento deve………..*
    po Luis voce é santola mesmo? esse pais ta lichado…..eh

    Sorte e sucessos sucessivos….Sanio 1 dia o Luis vai dizer esse jogador é santola….
    energia +++++++++++

  6. edna

    2 de Março de 2011 as 10:34

    ohh migo…..desejo-te o melhor……e sobretudo nunca desistas dos teus sonhos……

    lindo o artigo

  7. Carpe diem

    2 de Março de 2011 as 20:55

    Força nisso Sannio..dá-lhe com toda a força..um abraço…!!!

  8. Tramados

    2 de Março de 2011 as 21:27

    Que perguntas! Meu Deus!
    E Chamamos a isso uma entrevista?
    hum….

  9. sincereramente

    3 de Março de 2011 as 15:16

    concordo plenamente com luis..

  10. edicley dalva

    22 de Março de 2011 as 18:11

    epa devemos dar cesar oque é de cesar,eu nao concordo com oque disseste luis se o nosso camarada esta a brilhar pra que estas a dizer o contrario.eu sei que foi um enigma seu de dizer isso.é isso mesmo sanio leva teu pais avante e nao pares por aqui,eu sei que tens essa compitencia.um abraço do teu colega edy.do not let your dreams stop here,go ahead

  11. S.tomé

    6 de Abril de 2011 as 19:48

    Gostei muito de saber que os jovens de S.tomé também são notícia!
    Espero que o Sannio continue a crescer e a “brilhar” como professional e levar o nome do nosso país até ao mais alto nível, e nunca desistir pois o que faz de nós humanos são os nossos sonhos.
    Desejo-te tudo de bom e quanto as críticas encara-as com professionalismo, melhora e fá-lo principalmente por ti 🙂 Tudo de bom!

  12. Norberto

    25 de Abril de 2011 as 14:56

    No desporto nao e so futebol basquetebol uma das modalidades mas completas para o caso e preciso ter muita vontade e dedicacao consiliar escola e desporto parabens ao jovem Torres

  13. gata verdadeira

    10 de Julho de 2011 as 21:44

    hum os saotemenses nunca sabem fazer uma critica construtiva mais sim distrutiva o jovem esta levando o nome do nosso país longe para o alto e voces deveriam apoia-lo nao dizendo que isso e um exagero a isso chama-se inveja seu que nao devo julgar ninguem mais e o que penso quanto a ti sannio muita luta força e coragem chegaras la

  14. Valdemar Ramos (Big Man)

    29 de Julho de 2011 as 9:36

    Sem dúvida o Sannio tem potencial pra tal, visto que acompanhei de perto Todos os jogos na qual o mesmo tinha participado, os pontos marcados, as tosas que e os abafos que o mesmo já havia dado. Sannio be like that (show).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo