São-tomense radicado nos Estados Unidos reage a polémica entre a TAP e a STP-Airways

Publicado em 01 Set 2008
Comentários; fechado

A partir daadalio.jpgs ilhas virgens americanas, o professor de línguas, critica a posição da TAP, e apoia  a companhia de bandeira nacional, a STP-Airways.

Vivo nas Ilhas Virgens Americanas (EUA), nas Caraibas. Trabalho ha 19 anos como professor de linguas, como professor de educacao fisica e como treinador de futebol numa escola privada (Virgin Islands Montessori School).

O facto de certas palavras que merecem acentos nao os terem deve-se ao facto de usar um teclado americano desprovido desses sinais graficos.

Adalio Araujo
Caros amigos,

Por muito tempo a TAP monopolisou a rota Sao Tome – Lisboa – Sao Tome. Os precos praticados durante esse periodo de tempo eram proibitivos fazendo com que muitos filhos da terra e homens de negocios nao pudessem viajar. Mas a companhia sempre viajou com os avioes cheios porque algumas pessoas, ou podiam pagar o preco dos bilhetes, ou nao tinham outra saida senao “subir a bucha” da TAP.

Algum tempo atras a STP AIRWAYS concluiu os seus negocios com os seus parceiros incluindo a TAAG, companhia que deveria fornecer o aviao para que o trajecto fosse efectuado. Acontece que um pouco mais tarde a TAAG foi banida de voar no territorio europeu. As penas da STP AIRWAYS cairam e a TAP continuou voando, uma vez mais sem competicao de nenhuma outra transportadora aerea.

Agora que tudo esta a postes para que a STP AIRWAYS volte a voar, a TAP achou por bem adicionar mais um voo para Sao Tome porque, segundo os seus representantes, Sao Tome esta na fase de lancamento do turismo e e necessario mais um voo para suprir as necessidades turisticas.

E verdade que o numero de procura esta aumentando mas se algo deve ser feito, acho que deve ser a nossa companhia aerea a dobrar os seus voos semanais. A TAP sempre teve a possibilidade de aumentar o numero de voos para Sao Tome mas preferiu guardar a tarifa alta que praticou durante muito tempo oferecendo um so voo, ferindo os bolsos de cada um.

Nao sei porque mas acho que essa competicao desleal cheira a peixe podre. Sempre que a STP AIRWAYS se prepara para voar ha accoes que vem nao sei de onde para limitar as suas actividades. Acho que e hora de  abrirmos os olhos e vermos que ha pessoas que nao querem que Sao Tome tenha uma companhia aerea para nao lhes criar problemas. Mais tarde se a procura for realmente alta entao estaria de acordo que a TAP ofereca mais um voo pra Sao Tome. Mas agora e a nossa vez.

Adalio Araujo