AS RAZÕES DO MEU APOIO À CANDIDATURA DE FILINTO COSTA ALEGRE

“Acredito que o que nos faz falta e, em grande medida, determina as dificuldades em que hoje vivemos, é uma LIDERANÇA comprometida e capaz de mobilizar os santomenses em torno de um PROJECTO, minimamente CONSENSUAL, sobre o futuro do país.” – Trecho introdutório do manifesto eleitoral do candidato Filinto Costa Alegre.

AS RAZÕES DO MEU APOIO À CANDIDATURA DE FILINTO COSTA ALEGRE

À PRESIDENDCIA DA REPUBLICA DEMOCRATICA DE SÃO TOMÉ E PRINCIPE

Por: Olívio Diogo

“Acredito que o que nos faz falta e, em grande medida, determina as dificuldades em que hoje vivemos, é uma LIDERANÇA comprometida e capaz de mobilizar os santomenses em torno de um PROJECTO, minimamente CONSENSUAL, sobre o futuro do país.” – Trecho introdutório do manifesto eleitoral do candidato Filinto Costa Alegre.

No dia 17 de Julho, somos mais uma vez chamados a nos pronunciar sobre o futuro do nosso país e, através do voto popular, eleger livremente o próximo presidente da nossa república. Como é do conhecimento de todos, esse período eleitoral tem se revelado atípico no que concerne ao número de candidatos que até agora se mostraram interessados em ocupar o cargo do mais alto magistrado da nação, o que por um lado, o dos optimistas, pode ser interpretado como o sinal de vitalidade da nossa democracia, mas por outro, o dos pessimistas (onde me incluo), revela apenas a tradicional incapacidade dos são-tomenses em gerar consensos e construir plataformas de entendimento alargadas onde os interesses colectivos não estejam sistematicamente a serem subjugados pelos caprichos pessoais dos aventureiros de ocasião.

São Tomé e Príncipe encontra-se numa fase decisiva da sua história, enquanto nação independente e não podemos correr o risco de voltar a fazer escolhas erradas que condicionem o adiamento consecutivo do sonho do progresso económico e desenvolvimento social que todos nós desesperadamente ansiamos e precisamos. Nestas eleições presidenciais, temos que assumir de uma vez por todas o compromisso de colocar São Tomé e Príncipe em primeiro lugar e começarmos juntos, sob uma liderança esclarecida e competente, a construir o país que nos foi prometido no dia 12 de Julho de 1975, quando solenemente conquistamos a nossa independência e com ela, a responsabilidade de tomar em nossas mãos, a condução dos destinos da nossa pátria. Nestas eleições presidenciais, temos que ser capazes de nos libertar das amarras partidárias e pôr de lado a rede de afectos e interesses pessoais obscuros e efémeros que várias vezes nos têm toldado o discernimento na hora de escolher os nossos dirigentes e, direccionar o nosso sentido de voto em resultado da avaliação séria e descomplexada do perfil do candidato, do seu passado político e cívico e, das ideias e projectos concretos que nos apresentar. São nesses dois pressupostos fundamentais que alicerço a minha decisão de apoiar incondicionalmente o candidato Filinto Costa Alegre nessa luta eleitoral. Por ser a escolha que considero acertada para alavancar as mudanças estruturais que o país tão desesperadamente precisa para começar a trilhar o caminho do desenvolvimento.

Filinto Costa Alegre desde cedo revelou qualidades de líder nato e deu provas de um patriotismo pujante, quando em 1974, aos 22 anos, interrompeu os seus estudos em Portugal para regressar à São Tomé e Príncipe para fundar e dirigir, juntamente com outros patriotas, a Associação Cívica Pró MLSTP, a primeira organização nacionalista efectivamente implantada em STP, cuja acções de mobilização e reivindicação política, contribuíram de forma decisiva para a concretização do processo de independência do nosso país. Mais tarde, em 1991, participou na luta clandestina contra o regime de partido único e foi um dos fundadores do Grupo de Reflexão, organização que liderou a luta pela instauração do processo democrático em STP. Pouco tempo depois das primeiras eleições multipartidárias no país, desiludido com os insucessos do processo de democratização, Filinto Costa Alegre, revelando princípios éticos apurados, auto-excluiu-se das actividades político-partidárias e passou a dedicar-se fundamentalmente à acção cívica, privilegiando a camada juvenil e nunca se abstendo de exercer a sua cidadania plena, intervindo e colaborando de várias formas nos momentos mais conturbados por que passamos desde a instauração da segunda republica. Agora, diante de grandes incertezas em relação ao nosso futuro colectivo e, constatando sinais de algum desalento e frustração em todas as camadas e estratos sociais da nossa população, Filinto Costa Alegre decidiu voltar a pôr-se de uma forma mais assertiva, ao serviço dos seus concidadãos e do país que tanto ama, apresentando a sua candidatura ao cargo do mais alto magistrado da república.

Pelo seu perfil, pelo seu passado, pelas lutas que tem travado em nome do sonho de ver um São Tomé e Príncipe melhor e, por ser efectivamente o único candidato independente de qualquer força partidária, Filinto Costa Alegre posiciona-se claramente como o candidato que carrega a verdadeira bandeira da MUDANÇA; como aquele com quem os jovens mais facilmente se identificam; como a face da luta anti-corrupção que tem que começar a ser travada de forma decidida e irreversível e, na lista infindável de candidatos, é também o único que personifica a ideia do anti-sistema, logo, o único que pode credibilizar e restaurar a dignidade do cargo de presidente da república de São Tomé e Príncipe, que tão mal tratado e banalizado tem sido nos últimos tempos, criando assim condições para que o presidente da república seja efectivamente o defensor das normas constitucionais e o garante da estabilidade política no nosso país.

Notícias relacionadas

  1. img
    Manuel Costa Responder

    Finalmente o nosso “OBAMA”já depositou a sua candidatura.

    • img
      Ana Beatriz Responder

      Não digo que seja o nosso Obama, mas Filinto Costa Alegre é aquele que tem o perfil certo e eu espero muito dessa candidatura. Força! Vamos eleger um presidente sério, que não seja comerciante e que conheça a nossa constituição e as leis da republica.

    • img
      Felismino Bolivar Responder

      O Filinto continua a ser o Meu candidato.
      1. Determinação em relação aos valores da patria;
      2. Chegou a hora de termos um presidente que ponha STP em primeiro lugar. Nós merecemos algo assim depois do Fradique, Miguel e Pinto.
      3. Merecemos um Presidente a sério. Alguém decente, sem casos de corrupção, populismo, etc.

      Filinto trabalha.
      Precisamos de um presidente trabalhador e não alguém que ficou 21 anos fora do poder, sem nada fazer pelo povo;
      alguém que não entenda os dossiers importantes do país;

      Filinto é do bem.

      Eu desejo um país para todos e não um país em que alguém se alia aos corruptos e vem dizer que quer acabar com a corrupção.

    • img
      jaka doxi Responder

      Atenção.
      O nosso “OBAMA” é o candidato LIBERATO MONIZ.
      Alias o nosso embaixador Gapa diz que ele é Homem Limpo com coração limpo que não tém rabo na estrada.
      Bom só.

      • img
        Ana Beatriz Responder

        Também, depois de receber 10000 euros para cantar na campanha, até eu dizia isso do Liberato…Só gostaria de saber onde o Liberato viu tanto dinheiro…e o que ele terá prometido aos seus financiadores para apostarem tanto num desconhecido…são tmé…telaooo…

    • img
      Aida - Mocambique Responder

      Sr Manuel Costa, eu e Eduardo Mulembwe, antigo presidente da Assembleia da Republica de Mocambique, grandes amigos do Filinto da Costa, torcemos tanto por ele. Mas agora precisamos da sua ajuda,a meses que estamos tentando falar com o nosso amigo Filinto atraves do celular mas, infelzmente nao temos tido sucesso, dai que pedimos tua ajuda para nos forncer o contacto actual ou comunicar a ele que seus amigos de Mocambique procuram por ele. Eduardo Mulembwe e esposa Aida. Please

  2. img
    jaka doxi Responder

    Quem é OBAMA?

    • img
      senhor! Responder

      Respeito pelas pessoas por favor.

      o jovem chama-se Olivio Diogo, mais conhecido por Vogado e é homem batalhador e natural da vila de almas. há algum mal nisso?

      Saiba respeitar as opinioes e nao satirize criticando a aparencia do individuo.

  3. img
    fernando seabra Responder

    Agora sim temos um candidato a altura dos problemas de STP. O Homem sem duvida trabalhador. tenho a plena consciência que mesmo com o regime politico que temos ele será capaz de conduzir STP a melhor situação. Meus caros irmaos santomense vamos dar um vota de confiança ao manifeste dele.

  4. img
    Buzio sem pena Responder

    olá Olívio Diogo
    estais com um mau aspecto, velhice precorse

    • img
      Ponta Mina Responder

      Nos dois momentos mais importantes do nosso país, criação de condições de mobilização do povo para a independência nacional e criação de condições de mobilização do povo para a instauração da democracia no país, o senhor Filinto Costa Alegre esteve de forma pró-activa e como protagonista principal nos dois referidos momentos.
      No primeiro momento foi marginalizado e os responsáveis políticos que todos conhecemos deram um rumo ao país com as consequências que se verifica hoje em dia.
      No segundo momento deu a sua contribuição para a instauração da democracia no país e nunca se coibiu de manifestar a sua opinião em prol do aprofundamento da mesma nas variadas vertentes.
      Para tal foi deputado na Assembleia Nacional e defendeu os seus pontos de vista com convicção e determinação.
      Mais tarde participou na criação do Movimento Novo Rumo tendente a modificar as coisas no país.
      Nunca parou de manifestar os seus pontos de vista em palestras, artigos nos jornais, debates, etc.

      Onde é que estavam todos os outros que agora se candidatam? Estavam aonde? Não se lhes conhece uma ideia, um texto minimamente elaborado em prol do enriquecimento da nossa democracia.

      É assim que querem candidatar? É assim que pensam dar o contributo necessário para a consolidação da nossa democracia?
      O mal do país é exactamente este. Nós não sabemos o que é que pensam as pessoas que se candidatam aos mais altos cargos da nação. Qual tem sido o resultado desta politica? Instabilidade! Corrupção! Desastre económico e social! Pobreza! Incompetência!
      É assim que queremos construir o nosso país?
      Temos que ser mais exigentes com os nossos dirigentes. Não basta sermos amigos dos que tencionam candidatar-se aos mais altos cargos da nação. É preciso conhecer as suas ideias e confrontá-las com tal, de forma cívica e educada.

      O que é que pensam os diversos candidatos sobre a organização do nosso sistema político?

      O que é que se pode fazer mais para enriquecer o debate e reflexão no seio dos partidos políticos e melhorar a nossa democracia aproximando os eleitores dos eleitos?

      O que é que pensam fazer mais para melhorar a organização e funcionamento das nossas instituições?

      A nossa constituição deve ser enriquecida nos seus aspectos fundamentais? Como?

      Qual deve ser o papel do Presidente da República para o equilíbrio de poderes no nosso país minimizador das condições de instabilidade política e institucional?

      Qual deve ser o posicionamento geoestratégico do país, tendo em conta as potencialidades/constrangimentos da globalização e o equilíbrio de poderes na nossa sub-região?

      Qual deve ser, em termos gerais, a vocação primordial da nossa política externa tendo em conta a sua dimensão geográfica, sua inserção no espaço da sub-região e a aproximação/afastamento das potencias emergentes relativamente ao mercado do continente africano?

      Qual deve ser o papel das embaixadas na sensibilização e criação de condições para captação do investimento estrangeiro, para o país, num contexto de, cada vez mais, maior competição na sub-região e no mundo globalizado em que nos encontramos inserido?

      O que é que pensam os candidatos presidenciáveis relativamente à dinâmica e modelo organizacional que deve ser imprimido à CPLP para dai nos inserimos, como comunidade de povos, vocacionando-a para expressão de uma particularidade cultural, no mundo, que potencie o que de melhor, cada um de nós, e o todo, possa apresentar?

      Agradeço aos outros candidatos que se aproximem e nos digam a sua visão sobre estes problemas.

      Eu conheço o ponto de vista do senhor Filinto Costa Alegre sobre estes e outros assuntos comprovados em textos que o mesmo foi publicando nos últimos tempos.
      Qual dos candidatos fez uma coisa parecida?
      Alguém sabe o que pensam os outros candidatos sobre estes assuntos?

      Gostaria que me surprendessem apresentando algo, escrito, falado, ou noutro formato qualquer, sobre estes assuntos.

      Só por isso dou o meu voto ao Filinto Costa Alegre.

      Isto não é um Sporting / Benfica .
      É politica e nosso interesse colectivo daqui por muitas gerações, portanto, muito mais do que Sporting / Benfica.

      Ponta Mina

    • img
      chocolate preta Responder

      diz-se: precoce.

      e tu estás com má escrita, ignorancia recalcada.

  5. img
    Adamilson Responder

    É uma condidatura de tirar o chapéu, força, estamos todos contigo FCA

    • img
      mé pombo Responder

      nao ha hipotese mesmo ja vi k bobo forro é de filinto pah…mas força aí meu mano um abraço pra te desde Grecia até ST

      • img
        João Salgueiro Responder

        Mé Pombo é mentiroso.

        • img
          mé pombo Responder

          nao sou da tua laia

  6. img
    Do Morro-Bento Responder

    Pois claro conseguiste cavar a tua própria sepultura.Olha que Obama só existe um se fossem 2 o outro seria AURÉLIO MARTINS.uM TEMPO NOVO PARA TODOS.
    Dia 17 de Julho todos para o voto vota Um tempo Novo para todos.VIVA UM TEMPO NOVO PARA TODOS.VIVA AURÉLO mARTINS.Não se esqueçam dia 17 de Julho.

  7. img
    Oldayr Castro Responder

    Obama virou bobo, como Filinto nao e Obama

  8. img
    gomes Responder

    o homem ta com uma cara de quem esta ali obrigado quer dizer esta a dizer por dizer nem ele ecredita no k esta pra e a falar olha o Sr. deve esta a pensar “o k um homem não faz para ganhar um pedaço de pão” com todo o respeito rsrsr

  9. img
    JOSE TORRES Responder

    Filinto e Filinto e Obama e Obama.
    Vmamos juntamente com Filinto apoiar o Pai da Nacao o DR MANUEL PINTO DA COSTA

  10. img
    Mak Responder

    Este Senhor esta velho e doente. Filintro não tem carisma. É muito arogante.É um mau candidato.

    • img
      Januário Responder

      Tenho muita pena que as pessoas utilizem esta iniciativa para ofender os outros porque são pobres, humildes cidadãos, gente trabalhadora simples que não anda na corrupção. É muito triste. Muito triste, mesmo. É por isso que esta gente que maltrata os outros, porque são pobres, estão com Pinto da Costa, Maria das Neves e outros, e estão contra o Filinto Costa Alegre.
      Mas isto tem de acabar um dia. Os pobres também são nacionais e podem e devem opinar sobre os assuntos do país.

      Viva Filinto Costa Alegre
      Abaixo aqueles que ofendem os outros
      Viva STP
      Januário

      • img
        cidadão Responder

        pois é nem a TVS esteve na sua cerimonia da sua apresentação ao publico. Gostaria saber porquê? talvem porque o anfitiatro estava cheio e não se devia passar essa messagem para fora! Fiquei triste em saber que a TVS não esteve lá para testimunhar o evento. Estive na apresentação do Pinto da Costa como convidado, vi la a TVS e no jornal das 20 foi noticia.

  11. img
    Bejunto Aguiar Responder

    Caro amigo Vogado,

    Felicitações fraternais. Obrigado pelo artigo e por expor abertamente a sua preferencia. Não haja duvidas de que FCA é um bom candidato. Aliás tenho cá dito que os únicos candidatos que me geram alguma confiança são o Filinto e o Pinto por mais ridículo e irracional que isso possa parecer e sabendo de antemão da inimizade que os dois nutrem um pelo outro. Mas tenho as minhas razões.

    Estou totalmente convencido que o Pinto ganhará essas eleições (espero que assim seja) e o FCA será o presidente seguinte. O país neste momento precisa do Pinto, da reconciliação com o passado, com os Trovoadas, reposição de valores perdidos, disciplina e trabalho. Precisamos de um período de estabilidade governativa com o cumprimento completo da legislatura. Pinto tem muito a dizer em relação a esses pontos. E acho que devemos isso ao Pinto. Aos 70 e picos anos o Pinto não se porá com muitas aventuras.

    Tenho visto com alguma tristeza e cada vez mais uma tendência em se elevar os jovens como a salvação dos nossos problemas. Também sou jovem e não creio que as coisas passam apenas por substituir os governantes todos do país pelos jovens formados e por ai fora. A atitude, vontade de querer fazer bem para o país, amor a pátria e ao próximo, experiência, qualificação e competência são para mim os valores mais importantes. Não quero correr muitos riscos depois das desilusões com Trovoada e do Fradique.

    Não quero governos a serem permanentemente demitidos, mesmo não tendo muita simpatia pelo Patrice.

    Depois dessas eleições temos que discutir seriamente o nosso sistema constitucional , mas isso será motivo para um outra constituição. Aliás gostaria de convidar o Telanon a fazer uma sondagem aos seus leitores sobre o regime de governação que temos.

    Bejunto

    • img
      Januário Responder

      Caro Bejunto Aguiar

      O senhor coloca muito bem o problema só que tira as consequências ao contrário.
      Se os problemas são os valores perdidos, disciplina e trabalho, etc., pergunto-lhe, eu: o que é que o Pinto disse ou fez, nos últimos vinte anos, que nos pode garantir que é ele o melhor protagonista para implementação do referido modelo para termos mais disciplina, trabalho, etc.? Onde é que ele estava, este tempo todo, que não disse uma palavra, sobre aquilo que nos aflige e que o senhor diagnosticou de forma fantástica, e que, lhe dá garantias de que ele é o protagonista melhor colocado para materializar tal mudança?
      Quem não diz o que vai fazer , como vai fazer, será o candidato melhor colocado para protagonizar alguma mudança? Quem lhe garante isto? O nosso falhanço, ultimamente, não será por confiarmos demasiadamente naquilo que os outros são capazes de fazer e não naquilo que os outros nos mostram que serão capazes de fazer?
      Em que contexto havia disciplina e trabalho? Foi na ditadura, não foi? É possível aplicar a mesma receita na democracia para que as pessoas voltem a trabalhar mais e a ter mais disciplina? Como fazê-lo, então, em democracia? É isto que temos de ouvir na boca do Pinto e de outros candidatos.
      Januário

      • img
        Independência Total Responder

        granda Januário tiraste,me as palavras da boca…Queremos os candidatos frente a frente a debater o país,com diagnósticos sérios, propostas ,soluções e capacidade de criar cenários alternativos de desenvolvimento para o país….Viva São Tomé e Principe, que vença o melhor…..

      • img
        Bejunto Aguiar Responder

        Caro Januário,

        O Pinto da costa acabou de publicar o seu livro onde expõe grande parte das suas ideias em relação aos problemas do país e aponta algumas soluções. Já leu o livro? Gostou? Concorda ou discorda? Tem contrapropostas ou ideias adicionais ou novas?

        Infelizmente as limitações constitucionais em relação as funções do PR não permitira muita margem de manobra ao mesmo.

        Não quero aqui ser o defensor do diabo, mas o PDC foi enxovalhado, humilhado pelo povo logo a seguir as primeiras eleições da segunda republica. O povo escolheu o seu próprio destino esperançado que tivéssemos descoberto a porta para o sucesso. (e não se esqueça que o PDC foi o grande impulsionador da abertura para o sistema democrático). Creio que o Pinto decidiu por isso remeter-se ao silencio e observar a distancia. Seguramente que muitos o teriam acusado de estar a influenciar o rumo das coisas se tivesse um papel mais activo como alguns reclamam. A verdade é que o país regrediu imenso depois da segunda republica. E hoje muitos que correram com o PDC do cenário político dão a mão a palmatória.

        Entretanto meu caro, não estou a espera de milagres caso o Pinto ganhe. (e acredito que assim será). Mas estou convicto que Pinto Da Costa quererá estar na historia recente do nosso País pela positiva. Pinto quererá provar a todos que poderá ser um excepcional presidente num regime democrático. Tambem estou a espera de restabelecermos a nossa imagem internacional e regional ao nível do continente e de ganharmos a nossa credibilidade. Não lhe resta muito tempo e devemos isso para com o homenzinho que foi, creio, muito incompreendido.

        Garantias que me pede, ninguém as poderá ter, nem em relação ao Pinto ou qualquer outro candidato, caso contrario não estaríamos tão desiludidos com dois outros presidentes e precisamente por isso não querer correr mais riscos. Infelizmente vivemos de esperanças e sonhos. Precisamos de um momento de tranquilidade governativa, de um período de reflexão sobre todos os aspectos do nosso país. Precisamos de rever a nossa constituição e debater se ela é de facto a melhor constituição tendo em conta a nossa realidade que é muito sui generes . Precisamos de definir prioridades e rumos para o nosso desenvolvimento que deverá ser implementado independentemente do partido ou da personalidade que nos representará. Precisamos de restabelecer valores perdidos que ja referi anteriormente e por tudo isso, creio de forma muito convicta que o Pinto estará melhor posicionado para esse projecto nacional.

        Tenho uma grande admiração pelo Filinto. Acredito no Filinto e creio que será um bom presidente mas daqui a 5 anos.

        Bejunto

        • img
          januário Responder

          O problema não é publicar o livro e apresentar ideias soltas ou avulsas no mesmo indiciadoras de um projecto político para o país decorrente das eleições presidenciais que se avizinham.

          Perguntar-lhe-ei:

          Primeiro – Quem foi o responsável político principal pelo projecto político, social e cultural da primeira república que nos trouxe até aqui com as consequências e diagnóstico que todos conhecemos?

          Fui eu? Foi o senhor Bejunto Aguiar? Fomos todos nós?

          Claro que não! Foi o senhor Pinto da Costa. E o senhor Bejunto Aguiar conhece, melhor do que eu, as principais características deste projecto: prisões arbitrárias, torturas, perseguições políticas, mortes, pobreza, miséria e corrupção.

          Se é este o diagnóstico decorrente deste exercício político, é justo dar uma segunda oportunidade ao seu principal protagonista, sem que ele nos pudesse explicar as causas para o falhanço que nos conduziu até aqui, e pudesse apresentar propostas compatibilizáveis que minimizassem o risco de repetir a receita?
          Porquê que ele não o fez, desde que saiu da presidência da república, em nenhum registo (auto-biográfico, palestras, textos nos jornais, conferências, etc.) e aproveita esta oportunidade e contexto, para debitar ideias avulsas num livro que é, simultaneamente, um panfleto programático?

          Em que parte do livro ele faz este exercício ou mea culpa?

          O senhor acha que quem falhou e não explicou, convenientemente,as causas deste falhanço, num exercício de reflexão interior, está em condições de repetir a receita de forma imaculada não correndo os riscos de voltar a falhar? Como é que as pessoas podem acreditar nisto? O que é que me faz acreditar que, quem falhou numa primeira vez, tem mais ou melhores condições da materialização de um projecto, do que aqueles que nunca tiveram a oportunidade de demonstrar as suas qualidades?

          Januário

  12. img
    Bruno Pereira Responder

    Olhe malta este é o meu Candidato de esperança.
    Esperança porque? Porque o que Dr.Filinto Costa Alegre tem feito, para esta tera Natal sem estar no poder, arriscou a sua vida para a Idempdencia Nacional, mataram o sr.Jovame pensando que foce o senhor, porq o Filinto abandonou os estudos em Portugal e veio a sua terra para expulça os Brancos ca em ST. Dr.Manuel P. Miguel T. encontravão em Libreville, depois do Filinto expulça os Brancos ai os Srs vierão só tomar o poder. P.C.

    Dr. fora do poder criou espaço para cerca 400 empragados, fez-se construção para muitos Santomenses, como advogado já defendeu muitos casos no tribunal gratuitamente e etc..

    Estas são as razões que apoio a candidatura do Dr. filinto, porq ele fora do poder já fez muito para sua terra Natal, por isso vos aconselho vamos todos virar a nossas baterias para a candidatura do Dr. Filintro Costa Alegre.

    Sejá a onde estires vamos no candidato de mudança.

  13. img
    Edney Apresentação Responder

    Ola meus queridos.
    Meus amigos eu voto no Dr.Filinto Costa Alegre porque é um Homem de comfiança do povo.
    Vamos todos em massa votar em F.C.A

  14. img
    descontente Responder

    Antes de conhecer a candidatura de Dr. Filinto Costa Alegre estava severamente decidido nao votar mas agora tenho que votar, porque Dr. sim tem alguma coisa dar este país.
    Viva candidatura do Dr. FCA!

  15. img
    santa catarina Responder

    “Acredito que o que nos faz falta e, em grande medida, determina as dificuldades em que hoje vivemos, é uma LIDERANÇA comprometida e capaz de mobilizar os santomenses em torno de um PROJECTO, minimamente CONSENSUAL, sobre o futuro do país.” Qual será este projecto que desconhecemos ?
    Para ser projecto consensual terá de ser de dominio publico.
    Haverá consenso num projecto quando vemos a bicha presidencial?
    É a mesma historia de sempre de nós santomenses o nosso bla bla bla. Nada é serio.Somos com as avestruzes escondemos a cabeça na areia e fica o rabo por fora qualquer um pode apanhar.
    Temos que aprender com experiencia dos outros.Cabo Verde 10 ilhas com uma população superior a nossa tem 4 cadidatos, neste país pode-se falar de projectos. STP duas ilhas 150 mil habitantes com 80 mil eleitores 12 cadidatos.Isto tudo não passa de uma bricadeira de mau gosto.Só estamos a criar mais divisões, mais conflitos e o desenvolvimento espera.
    Até quando STP!

  16. img
    pedro Responder

    É uma condidatura de tirar o chapéu, força, estamos todos contigo FCA

  17. img
    Eliseu Viana Responder

    Oh irmao ponta mina,acredito que es pora e simplesmento o derector da campanha do Filintro,agora so falar nao basta tens que abri o jogo,se o cota Filintro nao tem ativista ou simpatisante em Luanda podemos colabora,mas nao podem ser mao de vaca liga neste numero:923 42 64 61,estamos juntos

  18. img
    Rio de Ouro Responder

    Já não era sem tempo. De todos os candidatos é o mais credível. Só temos a ganhar apostando no Filinto.
    VIVA FILINTO.
    VIVA STP.

  19. img
    VOZ DA VERDADE Responder

    Felinto já esta satisfeito por ser candidato.. Ele não quer ser presidente..

  20. img
    principe Responder

    Por favor respeitam esse nome “OBAMA” porque ele não é nenhum palhaço… É crime tratar esses bobos de candidatos por OBAMA, palhaçada continua a existir só mesmo em STP.

    • img
      Homem da Luta Responder

      O Filinto não é um líder. Deves rever o conceito da Liderança. Se o Filinto fosse um líder nunca abandonaria PCD o partido que contribuiu para a sua fundação deixando nas mãos de Candongueiro Delfim Neves. Ele deveria utilizar as suas influências como líder para organizar o PCD e levar a vitórias nas eleições legislativas.

      Por favor, diga-me onde e quando o Filinto foi Líder? O Filinto foi líder de quê em STP?
      Convenhamos! As suas razões cheiram ao tacho no Palácio. Isto nunca Vai acontecer!

  21. img
    rui medeiros Responder

    Caro colega Olivio fiquei satisfeito com o seu ponto de vista tentando mostrar o motivo do teu apoio ao Dr FCA nao poderei dizer o mesmo do Sr Eliseu Viana que até deixa o n do telemovel para ser contactado com intencoes de ser banhado que vergonha um abrc e felicidades .Ruca

  22. img
    Josefina Responder

    Viva FCA!!!!
    Já ganhou :)

  23. img
    Anjo Grabriel Responder

    Já Perdeu :p

  24. img
    BURKINA BÉ Responder

    E tudo lindo ver estes comentários , mas o k me preocupa é os Cortão Eleitor que não esta ao alcance de todos,são muitos pré canidatos e pouco voto , sera que todos poderam cumprir com o seu dever civico….o Honório laves tem razão.

  25. img
    Carga Responder

    Meu povo um comentario para ser comprendido tem que ser curto e breve,não uma pagina assim deficulta a captação dos lentores.bjs

  26. img
    Perola santomense Responder

    ja perdeu

  27. img
    Olivio Diogo Responder

    Estou a trabalhar abnegadamente nesta candidatura.
    Vamos vencer, voçes não têm ideia do que é fazer o Filinto Costa Alegre Presidente sem um partido Politico a empurar.
    Vamos vencer, porque somos dedicados.
    Eu, Olivio estou pronto a ajudar a criar um país para todos.

  28. img
    Joao Responder

    Vamos ver. a urna dira!

Deixe um comentario

*