Opinião

O que aconteceu com você e comigo? Muita criatividade para pouca inovação

Vendo algumas das ultimas noticias publicadas no jornal Telanom e algum comentários dos leitores do mesmo principalmente a ” Gabão lança maior zona económica especial da África Central ” venho assim expor este texto e espero que seja de reflexão para todos. 

Edeias

Quantas vezes eu fui chamado e Piotário? Sabes o que quer dizer?

Uma mistura de Pioneiro e Otário. Grandes ideias, muita criatividade, projetos inéditos que se realizaram na minha imaginação, não transformei a ideia em realidade.

“Sabe aquela tua ideia fantástica que você teve a 5 anos atrás e que só agora uma outra pessoa realizou? Ham esse cara roubou a minha ideia, essa ideia era minha. ”

Ideias não pertencem a ninguém, são patrimônios da humanidade.

O que aconteceu com você e comigo? Muita criatividade para pouca inovação.

Criatividade e ter a ideia original e combinar coisas que ninguem nunca imaginou.

E inovação? É gerar valor de qualquer tipo, a partir da criatividade, a partir das ideias originais. Só criatividade não resolve nada.

Nações que não têm reputação de criativas são ricas e o povo desfruta de uma melhor qualidade de vida. Para ser criativo basta ter alguma necessidade mas para ser inovador, é preciso ter CONHECIMENTO, ESPIRITO EMPREENDEDOR, DISCIPLINA E EDUCAÇÃO, EDUCAÇÃO, EDUCAÇÃO E DA BOA EDUCAÇÃO.

Conhecimento para transformar a ideia em algo tangível, em algo pegavel. Um projeto, um protótipo e espirito empreendedor para acreditar na ideia. Assumir a responsabilidade sobre ela. Inspirar, motivar o seu time e assim vender a inovação.

Seja persistente, corajoso porque assim que aparece algo novo todos se poem contra. Dedique-se aos detalhes e seja rápido porque neste exato momento milhares de pessoas tiveram a mesma ideia que você.

Para sermos mais inovadores precisamos desafiar a logica, a tradição, autoridade, praticidade. Precisamos perder o medo de errar e perder um pouco de senso do ridículo. Para sermos mais criativos, precisamos recuperar a inocência perdida e imitar mais as crianças, manter o espirito de aventura e escutar mais o nosso coração. Ele fala mais alto nas transições do Millennium.

Meu coração esta dizendo que o meu tempo acabou. Tchau tchau, tchau tchau, tchau tchau. 

Chris Allen Barroso

Contacto: barroso_chris@hotmail.com

    8 comentários

8 comentários

  1. "Deixa Andar"

    19 de Setembro de 2011 as 8:23

    …Esse artigo precisava ser revisto no aspecto ortográfico…

    • Helves Santola

      19 de Setembro de 2011 as 15:13

      Me desculpe, mas é muita parvoíce da sua parte!! Um texto para reflexão, um texto com conteúdo de pretende nos desafiar enquanto seres pedintes e totalmente dependentes. Um texto de santola para santola, nem olhaste para o conteúdo e tiveste tempo para olhar para a ortografia…..me diga um erro que o texto tem?? Eu não reparei em nenhum……

      Oh Chris Barroso, vejo que és como teu irmão Eriksson, ou o contrário, kkk, mas eu penso nisso todos os dias. É como vc diz: “…neste exato momento milhares de pessoas tiveram a mesma ideia que você”. O meu irmão já me falou isso, pra eu nunca pensar que sou o primeiro a ter uma ideia…isso aconteceu quando eu tive uma ideia que achava que era inédita e ele me falou que isso já existe, rsrsrsrs. A diferença realmente reside no espírito empreendedor, desafiados, persistente……é disso que os são-tomenses precisam, ñ tenho dúvidas. Fico feliz por ver que tem mais santolas e pensar sobre isso e, diferente de mim, decidiram partilhar isso com o povo. Valeu brada, abração!

  2. Hugo Menezes

    19 de Setembro de 2011 as 15:49

    O jovem tem vontade de exprimir o que sente/sabe…

  3. Chris Allen Barroso

    19 de Setembro de 2011 as 16:33

    Boa tarde,
    Antes de mais quero agradecer ao jornal Telanon pela publicação do meu texto. Gostaria também assumir alguns erros e falar que os erros que vocês viram passaram despercebido dos meus.
    Quero enfatizar que a ideia de escrever este texto foi de alertar as pessoas para o espirito de Empreendedor e de alerta ao país quanto aos projetos que muitas vezes ficam no papel. Todo mundo em geral.
    Obrigado

  4. Obikwelo

    19 de Setembro de 2011 as 17:54

    Mais um a escrever um dos mil textos com palavras bonitas que aparecem aqui no telanon, oh meu comppatriota, nós santomenses somos os campeoes do mundo em escrever bonito, ao mesmo tempo os piores do mundo na criatividade,patriotismo e objectividade porque a má fé está enraizada em nós…fui

  5. Ogimaykel da Costa

    20 de Setembro de 2011 as 6:01

    Meus parabéns! Grande reflexão!

  6. Martelo da justiça

    20 de Setembro de 2011 as 9:04

    Por amor de Deus meus senhores, erros ortográficos não podem ser tolerados, sobretudo num artigo de opinião. O Téla Nón devia criar condições para corrigir textos antes de eles serem publicados.

  7. Chris Allen Barroso

    20 de Setembro de 2011 as 12:15

    (Obikwelo) Meu caro compatriota, eu concordo com você mas precisamos acordar para realidade. O pais precisa de nós e todos nós temos que fazer alguma coisa. Quem sabe assim despertamos atenção dos outros. Pense nisso

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo