Se corresponder a verdade os factos narrados pelo Téla Nón, então estamos perante uma tragédia nacional lamentável!

Dos poucos elementos factuais dados a conhecer através do Téla Nón, me permite enquanto cidadão Santomense, sentir – me indignado com a forma que alguns Políticos Santomenses arranjaram para conduzir os destinos do país.
Ressalvando o meu pouco conhecimento dos factos subjacentes a toda essa polémica, daquilo que o Téla Nón deu – nos a conhecer, e tendo em conta outros factos que já é de conhecimento pública salta a vista varias interrogações.
Desde logo, as autoridades Governamentais tinham conhecimento que a mercadoria, alias o combustível que estava a ser contrabandeado nas nossas águas pertenciam a stena oil embora pudessem ignorar em que moldes tal companhia adquiriu esses combustíveis.

Porém, tal companhia não foi tida nem achada no julgamento em que constava como Réu os dois Comandantes dos navios apreendidos, que não são propriedade da stena oil, mais sim dos armadores, este facto de per si, não invalida que o tribunal tivesse declarado perdido á favor do Estado o referido combustível.
Meus caros concidadãos, se o Governo recebeu uma carta da stena oil a reconhecer que não era a primeira vez de estava a contrabandear nas nossas águas e que estava disposta a pagar pela outras operações desde 2011, e que essas mesmas operações estavam a ser realizadas com conhecimento e assentimento do anterior Governo de Patrice Trovada e sem conhecimento das autoridades competentes, significa então dizer que a referida empresa é Autora material confessa de vários crimes de contrabando, cujo Autores moral são os Senhores, Patrice Emery Trovada, Afonso Varela e Carlos Vila Nova, sem contar com outros crimes eventuais que poderão ser indiciados, salvo respeito ao principio da presunção da inocência e da não inversão do ónus da prova.

Se assim for estranha- me que o Governo se dê ao luxo de negociar as escondidas com a referida infratora quando por dever de ofício o Governo devia denunciar esses factos ao Ministério Público, logo que tomou conhecimento dos mesmos ao menos que queira tirar algum benefício pessoal. O Parlamento não serve para julgar casos de crime.
Mais grave ainda é o próprio Primeiro-ministro, justificar uma infração (a falta de concurso público) com outra (eventual infração cometida por anterior governo). Em que Estado nós chegamos? Será que o país é dos políticos? E depois dizem que os Tribunais não funcionam…
As decisões judiciais, não são para serem cumpridas em partes.
Como é que os Tribunais podem funcionar nesse clima? Sejamos sérios!

Augerio Dos santos Amado Vaz, cidadão indignado.

  1. img
    Adálio Responder

    Concordo com o articulista. Boa argumentação.
    Bem haja

    • img
      Indignado com quem? Responder

      Sr. Augerio Dos santos Amado Vaz, cidadão indignado.
      Concordo consigo de que um qualquer actual governo não deve justificar a sua falha com a falha do governo anterior. Quando se referiu no seu artigo que “… o próprio Primeiro-ministro, justificar uma infração (a falta de concurso público) com outra (eventual infração cometida por anterior governo).” No entanto não a entendo como uma justificação da falha mas uma chamada de atenção para se olhar a si mesmo antes de fazer acusações. – Não que eu concorde.
      No entanto, há tempo que venho notado que vossa indignação se prende ao actual governo e muito menos aos abusos do anterior governo. Espero estar enganado mas vejo no seu artigo um esforço demasiado grande para mostrar indignação passando de relance por tudo que foi demonstrado das falcatruas do anterior. Não percebi a sua indignação no seu artigo. Até parece que as atitudes menos correctas, do seu ponto de vista, sejam tão grave ou comparável ao que foi exposto nessa Assembleia relativamente aos negócios do Sr. P Trovoada.
      Sempre expressei neste fórum de que me interessa mais as atitudes de quem esta a governar do que as do que já governaram, pois só os que estão presente poderão alterar alguma coisa para o futuro e não os passados. Entretanto, passar por cima de tamanhas monstruosidade do anterior governo seria deixar caminho aberto para que os mesmos voltassem a fazer das suas num futuro oportuno. Isso não lhe deixa indignado?

      • img
        Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

        Não passei por cima de nenhuma monstruosidade, monstruosidade é julgarmos sempre que o principio da presunção da inocência só é válido para nós e não para outros. Não tenho nada haver com o Senhor Patrice Trovada e que eu saiba ele não é Governo nesse momento e eu não choro sob o leite derramado, a mim o que me interessa é que quem tem os destinos do país que os conduz em conformidade com as Leis da republica; quando o Senhor Patrice esteve no poder escrevi diversas vezes a criticar – lo quando entendi que eu falhou. É a minha maneira de estar na vida, não ando a reboque de ninguém sou maior vacinado e pai de duas filhas.

    • img
      Indignado com quem? Responder

      Sr. Augerio Dos santos Amado Vaz, cidadão indignado.
      O sr. Disse no artigo “E depois dizem que os Tribunais não funcionam…

      As decisões judiciais, não são para serem cumpridas em partes.”
      Como leigo na matéria jurídica, deixo-lhe uma pergunta que agradecia a vossa resposta.

      Após uma decisão do tribunal em que o acusado perca algum bem a favor do acusador, os tais bens passam a ser pertença do acusador em pleno direito, certo?

      Passando o tal bem a pertença plena do acusador, ficarão eles (acusador e acusado) impedidos de negociarem entre si o bem transitado?

      Não poderá o acusador negociar o seu bem adquirido com quem quiser inclusivo com aquele a quem pertencia?

      Depois da sua decisão como juiz, os Monteiros não tinham direito de negociarem a fábrica na sua totalidade, ou parte dela ou somente as suas cervejas com o Melo Xavier se quisessem? Não poderiam eles vender a totalidade, parte dela ou mesmo oferecer ao anterior dono?

      Depois da decisão do tribunal, os barcos e mercadorias passados a pertença do estado, não caberia ao estado vender, oferecer, alugar ou seja o fosse com quem fosse desde que seja a favor do estado?

      • img
        Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

        Indignados com aqueles que julgam que são Estado, Pois o Estado tem regras o Estado para proceder a venda dos seus bens tem procedimentos legais que tem que seguir. No caso da venda deve ser feita através de concurso publico ou então rasguem as Leis da Republica, já que é uma República das bananas.

        • img
          Indignado com quem? Responder

          Sr. Augerio Dos santos Amado Vaz, cidadão indignado.

          No seu artigo deixa entender que o governo teria desrespeitado a decisão do tribunal.
          Entretanto, convido-lhe a reler as perguntas do meu anterior comentário e para simplificar, fá-lo-ei a seguinte pergunta.

          Em que ocasião o governo teria desrespeitou a decisão do tribunal relativamente a esse processo?

          • img
            Augerio dos Santos Amado Vaz

            Desde momento em que o Governo negocia a devolução dos Navios que foram declarados perdidos a favor do Estado que passa a desrespeitar a decisão do Tribunal.

          • img
            Indignado com quem?

            Mas se os navios passaram a pertencer ao estado por decisão do tribunal, o estado não tem direito de o negociar?
            Será uma pertença na totalidade de direito ou será condicional?

        • img
          moreno Responder

          deverias tar calado, vendes-te a rosema sem concurso nenhum, não tens vergonha, tas fazer quê em angola? quere escuar o zé-dú.

    • img
      Indignado com quem? Responder

      Sr. Augerio Dos santos Amado Vaz, cidadão indignado.

      Será indignação ou falta de coerência?

      O governo cumpriu parte da decisão do tribunal ou simplesmente negocio parte daquilo que passou a lhe pertencer por decisão do tribunal?

      O Sr. escreveu: “Mais grave ainda é o próprio Primeiro-ministro, justificar uma infração (a falta de concurso público) com outra (eventual infração cometida por anterior governo).”
      E logo a seguir escreveu: “E depois dizem que os Tribunais não funcionam…”

      Ao mesmo tempo que você acusa, e bem, o governo de justificar uma falta com outra falha do anterior governo, me pareceu que o Sr. seguiu justificando as brutais falhas do tribunal com as eventuais falhas do governo. Será que percebi mal?

      • img
        Justiça XXI Responder

        Deixa de blabla. Sejamos sérios! o Sr. Augerio apenas brindou-nos a sua opinião, dando a cara, sem escamotear nada ele expressou a sua opinião criticando quem tem que ser criticado. Enquanto o sr… esconde-se por detrás de um anonimato querendo ou tentando defender o indefensável. Se quiser fazer-nos confiar nos seus comentário, dê a cara meu caro, tal como fez o outro, porque se não esse vosso parlamento será desigual. Faça como eu argumente apenas contra os que também usam anonimato, pois enquanto estiver no anonimato como eu, não tem qualquer moral para discutir com quem dá a cara para uma causa. Saia do anonimato e venha tentar convencer-nos que os políticos não são todos corruptos. Estarei a espera…

        • img
          Indignado com quem? Responder

          Como é bom não ser igual a si, Justiça XXI, nem ao Sr. Augerio!
          Como é bom ser eu mesmo!
          Que legal deixar o outro também ser ele mesmo!
          Como é gostoso partilhar diferentes ideias e aprender um com outro e formar ideias consistentes para o benefício pessoal e colectivo.
          Adoro ouvir uma orquestra de diferentes instrumentos, muito deles nem nome sei,
          Mas em harmonia adoça os ouvidos daqueles que querem e sabem ouvir.
          A maravilha! É saber que, saber ouvir pode ser aprendido desde se queira.
          Eu quero ser eu e aprender melhor com outros que também são eles mesmos.

    • img
      MICOLÓ Responder

      ABÍLIO NETO:
      O Abel Veiga esqueceu de dizer que o SALVADOR RAMOS também esteve na NEGOCIATA dos PIRATAS DO MAR.
      O próprio Gabriel Costa ao ler o famoso Acordo Secreto, explicou qual foi o papel dele nisso tudo.
      Eu sempre dizia que SALVADOR RAMOS era o DIRECTOR COMERCIAL da Bluesky.
      Gabriel deu show no Parlamento.
      Xin Xió!!!!

      DINHEIRO É CAPIM!!!!!!
      Agora já sabem porquê dessa afirmação, minha gente?
      Donde estava a sair o capim para BANHO?

      O problema é que o PATRICE TROVOADA quis comer sozinho e vai pagar sozinho. Ao querer comer sozinho, alguém do grupo, aborrecido a ver a caravana a passar, desvendou o segredo dos barcos da CALADA DA NOITE, pondo boca no trombone e a Guarda Costeira recebeu ordens de surpreender.

      O ABÍLIO NETO e o SALVADOR RAMOS sabem do que estou a falar.

      O Bala Também sabe do que estou a falar.
      Lembras-te da nossa conversa no Papa-Figo, Bala?
      Não me digas que traíste o Patrice, Bala!
      Eu pensei que estavas a bater-me barriga.
      Estavas a falar a sério, afinal!
      Keeeeeeei…. ôcê matô Patrice, pá. Kei rapaz!
      Todo esse dinheiro d’homem que comeste, pá?

      Coitado do Abílio Neto!
      Dá tanta vida, defendendo o Patrice Trovoada…
      Sabem porquê?
      O Patrice prometeu ao Abílio Neto o lugar que o Afonso Varela ocupava, SECRETÁRIO GERAL DO GOVERNO.
      Uma espécie de Vice-Primeiro Ministro.
      É por isso que Abílio faz da RDP África, o palco da oposição ao Pinto da Costa e o poder actual.
      Ele é capaz de passar sobre o cadáver da própria mãe para conseguir esse lugar.
      Pinto da Costa devia fazer com RDP África o que Eduardo dos Santos fez com a parceria estratégica com Portugal;
      INTERROMPER AS EMISSÕES DA RDP ÁFRICA EM STP, e ponto final!!!!!

      É mentira Abílio?
      Estou a pôr boca no trombone agora, para saberes!
      Quando participei na criação do ADI, tu nem tinhas nascido ainda.
      Apareces como um paraquedista e transformas-te no homem mais fiel do Patrice. E nós que criamos o ADI?
      Eu sei que tu e o Patrice sabem quem sou eu, mas estou-me nas tintas.

      Ê STÔ A PRÉPARÁ FUBA CU PÊXI PÁ LEVÁ ÔCÊS N’CADÊIA!
      SALVADOR RAMOS, PREPARA-TE! Kinga ôcê ku êu!
      ESTÁ QUASE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      PS:
      Já agora:
      Já ouviram o Dêntci Bétu 2, do Pêpê-Lima?
      O CD não para no mercado.
      Desta vês, Pêpê vai ficar rico.
      A saída do CD colou tão bem com o debate solicitado pelo ADI.
      Se eu fosse Patrice, comprava todos os CDs para não ficar nada no mercado.
      Levy, LUPUIÉ: Ainda não acreditas que Pinto da Costa é médium?

  2. img
    António Menezes Responder

    Se existe crime, como é que o actual governo negoceia com criminosos? Ou estamos aí a forjar algo? Porquê?

  3. img
    Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

    Há varias perguntas se podia fazer o Governo:
    1º – Logo que transitou em julgado a sentença que declarou perdida á favor do estado a referidas embarcações( e de facto foi transitada em Juízo, pois o recurso ao Supremo, era um mero expediente dilatório)o Governo procedeu ao cancelamento do anterior registo e procedeu ao registo ao seu favor?
    As vendas dos bens públicos não requerem formalidades legais, nomeadamente concurso público?
    Pode um Governo sério negociar com contrabandistas que ainda por cúmulo insulta o Estado e faz chantagem?
    A lista de perguntas é infindável e pensar que o Primeiro Ministro é Jurista e que diz que os Tribunais não funcionam… Brincadeira tem hora!

  4. img
    Povo Responder

    Chamaram os apresados de piratas, ladrões, bandidos em plena sessão plenária! Em consequência, trataram a empresa Stena Oil de pirata e contrabandista! De seguida disseram que os apresados não merecem estar nas nossas cadeias, porque, como é óbvio, são gentes especiais! A seguir diz que andou a negociar com Stena Oil; Depois diz ainda que falou com embaixadora da União Europeia pois ela ligou dizendo que se tratam de empresas da União Europeia. Querem me dizer que a União Europeia ficará satisfeita com as acções deste governo, não apenas por vender os produtos, mas também pelo tratamento que têm dado as suas empresas e aos seus cidadão??!! Pergunto ainda: Essas Empresas são piratas??? Por que razão os apresados foram indultados e acarinhados alegando que a nossa cadeia não tem condições para cidadãos Europeus!! Querem enganar a quem? Podem crer, disto não tenho dúvidas; o tempo nos dirá o desfecho de todo este episódio!

  5. img
    raposo joaquim Responder

    Augerio;;; o seu argumento tem muita lógica. Realmente havendo um réu confesso, devia-se remeter a instancia competente para os devidos efeitos.

  6. img
    Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

    E mais o Senhor Primeiro Ministro diz que o Combustível apreendido, não tem certificado nem documento de origem então vendeu o combustível a outra empresa pirata?
    Podemos acreditar que uma empresa nordiga seja mesmo sério que este Governo?

    • img
      atento ao dossier Responder

      O Sr.que parece que está ai em Angola,pergunte ai que eles sabem de certeza a origem do produto…

      • img
        Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

        Se a ignorância pagasse imposto, há muito de este país sairia da crise…

        • img
          atento ao dossier Responder

          Parece que o petróleo a bordo é daqueles que têm na sua composição quimica,muito enxofre…

  7. img
    carlitos Responder

    Shiêhhh!´Coitado.
    Gegé Grógu ficou só cabeça.

  8. img
    adelino santos Responder

    Caro compatriota, jurista de profissão o senhor sabe perfeitamente que muitos que exibem riqueza neste País,a fonte é duvidosa.
    Eu estranho a sua indignação porque pelos acontecimentos anteriores tudo leva a crer que muitos têm telhado de vidro. A nossa justiça está moribunda os juízes fazendo parte dos partidos políticos, a nossa vergonha. Caso rosema a nossa vergonha.
    Portanto a sua indignação não tem razão de ser.

    • img
      Augerio dos Santos Amado Vaz Responder

      Até por isso é motivo de se estar indignado, a questão de se estar ou não indignado é uma questão de foro pessoal e que a ninguém lhe diz respeito; outrossim gostaria que me apontasse o meu telhado de vidro. Não vale a pena fazer juízos de valores baseados em factos que desconhecemos apenas com propósitos de defendermos os supostos nossos, que nada mais é do que ser – se lacaio.

  9. img
    Cassuma Responder

    É sem duvida o certo dito pelo “Augerio dos Santos Amado Vaz” É feio se noutrora o Governo acusa ADI e agora faz o pior. Até o Xavier lembrou de saber que o PCD éo mais corrupto mais o Delfim esqueceu de mandar queimar arroz que não bastasse o Ministro do Comercio pertencer ao Delfim ambos do partido PCD.

Deixe um comentario

*