Opinião

Até concordo consigo

A maioridade do ADI. LI com interesse o artigo do Parvo, sobre os 21 anos do ADI, precisamente no dia do pai, 19 de março. Dou os a parabéns aos militantes e ao partido, pois faz parte da sociedade santomense e, de facto, em números expressos de votos nas urnas e o maior partido! Estou de acordo que os “passados” até podem ser conquistas históricas, com mais ou menos história!

Também estou de acordo com o apelo ao respeito da diferença e de opiniões, sejam as favoráveis, seja das contrárias, e reforço a ideia de que em todos os casos, não só pelos partidos, se deve respeitar as decisões do povo soberano exercidas nas urnas.

A liberdade de viver “livre”  na sua própria terra constiui direito fundamental constitucional.

Achei por bem escrever está crônica pois o órgão oficial em papel do ADI escreveu:

“O maior partido político de SãoTomé e Príncipe, Acção Democrática Independente (ADI) fez hoje, 19 de Março, 21 anos de existência. Por essa ocasião, este partido, numa comunicação aos órgãos de comunicação social, disse que neste “21º aniversário o ADI olha o passado como uma conquista histórica” e apela “o respeito à diferença e de opiniões contrárias e o respeito às decisões do povo soberano exercidas nas urnas” de forma que “cada são-tomense possa viver livre na sua terra sem perseguições, exercendo os seus direitos e deveres cívicos”.

Mas Sr Dr Abnildo sei que alguns militantes são efetivamente “caros” ao partido, mas nos outros partidos que eu saiba os militantes também lhes saem caros!

Pelo que dizem todos e todos sabem e criticam mas fazem sempre que há eleições gastam uma pipa de massa a lavar os santomenses, dando lhes o famoso banho!

Portanto não e só ao ADI que os militantes são e saem caros!

Eu sei o que o senhor quis dizer e acho bem que assim saúde os seus correligionários políticos, mas não pude resistir, quis parodiar, mas sempre com sentido de respeito pela gravidade do banho que além de ser uma forma feia de ganhar consciências ainda por cima constitui um crime!

Já uma vez escrevi e repito, o banho até pode ser uma cosa boa para os santomenses, se o povo não fosse e, ainda bem que o e,  um povo generoso e humilde, veja lá senhor político porta-voz,  eu explico, se em vez dos cem contos, cada um ao tomar o banho devia exigir pelo menos mil euros de  cada partido, assim sim eu ia ver o povo feliz, com bom dinheiro no bolso, e do que conheço do nossos povo iam, depois de uma crioulas ou da cacharamba, comprar uma cervejas para revenderem e fazerem outros pequenos negócios!

Assim não era melhor ? O povo podia dizer que tirava a fome da barriga e os partidos com o banho contribuíam para a riqueza do povo, que já não gritaria tanto, pois esqueciam-se que não teem saúde, a educação e as escolas estão muito mal, a justiça malcheirosa e mal afamada, a polícia a bater no cidadão, o arroz podre, sem dinheiro a não ser nos esquemas e bisnis, bom tudo aquilo que o senhor sabe, mas a sua consciência calou  e a prática do seu governo mostrou o contrário entre o que diz agora, que dizia antes e que não fez!

Também concordo Dr Abnilde, que foram e continuam, nas suas próprias palavras, “a ser parte dos obreiros na defesa e na consolidação do nosso regime político e do nosso sistema de governação[1]

O senhor disse e bem, “parte”,  pois as outras partes tocam ao MLSTP, PCD, MDFM e outros menores, na defesa e consolidação do regime político que e mais “vosso” dos partidos do que “nosso” do povo,  e aí estou mais de acordo consigo, quando diz “do nosso sistema de governação”

Aí sim “do nosso sistema de governação” o seu partido tem uma boa parte, foram os últimos, mas leram bem na cartilha do MLSTP, do PCD, do MDFM,  pois afirmo e venha o senhor desdizer que o sistema de governação e mais vosso, aliás, tem sido mais “vosso” digo dos partidos e seus acólitos mais chegados, e não tanto ou até nunca do Povo!

E dr Abnilde o senhor tem carradas de razão quando diz que “Contudo, por razões sobejamente evidentes aos olhos de todos os são-tomenses e da comunidade internacional, sobretudo dos nossos parceiros de cooperação e de desenvolvimento não podemos dar-nos por satisfeitos. A situação actual do país é preocupante. Em cada distrito, região e localidade há gritos e relatos da difícil situação por que passam as nossas populações. ” será que só agora o senhor ouve estes gritos? Esteve surdo ou onde esteve durante o seu governo?

Está cassete já a ouvimos e de todos, quando estão na oposição, mas neste ponto, começo a discordar de si, pois o senhor não pode, nem deve deitar todas as culpas, ao Gabi, ao Pinto, ou ao DN! Aí meu caro Dr o senhor que foi do governo, e todo o seu governo, ministros, diretores, e compadres e clientes, espetaram a faca da vossa governação na carne do povo, como fizeram o governo Rafael, como qualquer dos outros desta segunda república, pois a situação “dos gritos e relatos de difícil situação por que passam as nossas populações” não os ouvimos só agora e deste ultimo ano ou ano e meio ou dos últimos dois, cinco, dez, quinze ou vinte anos, para não ir mais longe!

Para ilustrar o que escrevo, uma vez mais, utilizo as suas próprias palavras “apesar da injustiça social, da desigualdade entre os são-tomenses, da situação económica e social das populações se encontrarem a baixo das suas expectativas, da intolerância política registada, da perseguição de cidadãos que, no exercício dos seus direitos e deveres cívicos garantidos por leis da República, se têm criticado as decisões tomadas pelo actual poder, nós acreditamos que S.Tomé e Príncipe ainda tem mulheres e homens capazes de fazerem  prosperar o país com a contribuição de todos.”

Se eu não acreditasse que STP tem homens e mulheres capazes de fazer prosperar o pais não me dava ao trabalho de escrever e por essa via contribuir, como posso e sei, para fazer prosperar o pais, mas eu não acredito que possa ser consigo ou com alguns outros do seu partido, pois não acredito que a sua vontade e ideia, bem como estas suas palavras,  sejam de verdade a de fazer prosperar o pais! Mas olhe, perdoe que lhe diga, eu não vi o senhor fazer isso, nem vi outros do seu partido e do seu governo, por isso desconfio do seu discurso!

Mas veja, sem o querer insultar ou diminuir a sua inteligência, onde esteve o senhor e os outros que quando governaram o pais foram os senhores do governo, dos negócios e das negociatas e porque não o vejo agora na televisão como o vi muitas vezes, ser o porta voz da crítica fundada a este governo, ao presidente, ao diálogo nacional?

Porque então só agora o senhor ouve os gritos do povo?

E será que outros importantes dirigentes do seu partido, que estão muito longe, ou não se vêem em STP,  também agora ouvem estes gritos, que não ouviam quando governaram?

Por hoje, termino esta crónica, com as suas próprias palavras!!!

“Entendemos, igualmente, que devemos cultivar o espírito da união, da paz, da tolerância política entre os São-tomenses para que de forma aberta, honesta e sincera as palavras possam se reflectir em actos e, para que o povo possa se rever nos seus dignos representantes.”

E já agora, gostava de saber se vai estar no diálogo nacional com este seu espírito de união, de tolerância política, de forma aberta, honesta e sincera?

Se estiver, Bem haja ao senhor.

    25 comentários

25 comentários

  1. Espirito Santo

    24 de Março de 2014 as 8:49

    Não sbes o que quer.

    • Encapuzado Assumido

      24 de Março de 2014 as 22:33

      O Sr Semedo sabe sim e muito bem.
      Pergunto ao Sr Semedo e só para ter melhor esclarecimento. O Sr esta a participar no DN com que estatuto, representando quem? Santomenses em Portugal juízes ou com quadros Santomenses?
      Os convidos ao DN recebem alguma remuneração, têm ajuda de custo e deslocação?
      Quem lhe pagou a passagem?
      É que eu também sou quadro Santomense estudei em Portugal por minha conta. Ha 16 anos que não vejo o meu Pai por falta de meio para pagar passagem(incrivel né?)e pergunto, Porque que não me convidam a mim também para defender esse DN e assim aproveito vou a STP dar uma volta com passagem paga e tudo? É que nessas condições EU também seria um defensor acérrimo desse DN. Ah outra coisa, também mando muita boca na net. Abraços com muito respeito por si

  2. Santana Grande

    24 de Março de 2014 as 9:24

    O ADI está completamente desorientado e sem norte. Não tem um líder. Tem uma direção cá em S.T.P que não sabe o que há-de fazer. Tornou-se num partido radical. Não participa em nada e tem o insulto como a sua principal arma política. Como é que o país pode avançar com um partido de oposição com este perfil? é triste, isto. Isto não é oposição não é nada. O ADI deveria estar a fazer uma boa oposição, credível que ajudasse as pessoas a decidir em quem votar. Eu sinceramente com este clima político não sei em quem votar. É óbvio que vou abster. Estamos metidos numa grande irresponsabilidade. Vou confiar em quem? Todos são bons bandidos e aldrabões.

    • Teté

      24 de Março de 2014 as 11:34

      Mas o quê que o senhor pode esperar de um partido cujo líder está fora do país há mais de um ano? Só cá em S.T.P.
      É o país que Deus nos deu e dirigentes que temos.
      Quem viver verá.
      Fui

    • feijoada

      24 de Março de 2014 as 11:46

      Será? O povo esta atento. Os partidos que sustentam o governo descredibilizaram o dialogo nacional. So estão ali de corpo e não da alma. Andam ai a fazer campanha contra o dialogo e Pinto da Costa. Fui….

    • Tretas

      24 de Março de 2014 as 13:42

      Bem dito Santana Grande. Também tenho a mesma impressão. Temos que ser mais tolerantes com os outros. Eu não percebo este radicalismo do ADI. Mas eles devem a sua razão. No entanto não deve ser assim que se resolve os problemas. Se cada um comportasse assim onde iriamos parar. Não pode ser olho por olho e dente por dente. Se assim fosse todos cá em S.Tomé ficaríamos sem dentes e olhos. Vamos com calma minha gente.

  3. arroz podre

    24 de Março de 2014 as 10:38

    Meus senhores, não são os elementos do ADI que dizem que as coisas degradaram(pioraram), mas sim das outras forças políticas. A Deputada Filomena reclamou na sua intervenção no Parlamento aquando da aprovação do OGE que a saúde degradou em comparação com o ano de 2012. O Presidente do Governo Regional também reclamou, dizendo que o ano de 2013 foi o pior de sempre. O Presidente da República nas suas entrevistas, mais, aquando da sua saída sem honras militares, também reclamou das dificuldades. O povo agora está a ver a sua vida, dia a dia com maior dificuldade em todas as vertentes. Quero perguntar aos cidadãos honestos e ao subscritor da crónica, quando o ADI estava no governo havia estas reclamações?
    Da parte do Pinto da Costa nunca ouvi. Da parte do Governo Regional nunca ouvi.
    Da parte do povo nunca ouvi.
    Sejamos honesto, para que, os nossos filhos possam orgulhar de nós.

  4. socorro

    24 de Março de 2014 as 10:46

    O Trioca está completamente desorientada e sem norte. Tem um líder fraco. Tem uma direção cá em S.T.P que não sabe o que há-de fazer. Tornou-se num governo fraco Participa em tudo e tem o fingimento como a sua principal arma política. Como é que o país pode avançar com um partido de responsavel com este perfil? é triste, isto. Isto não é partido não é nada. O troica deveria estar a fazer uma boa governação, credível que ajudasse as pessoas a decidir em quem votar. Eu sinceramente com este clima político não sei em quem votar. É óbvio que vou abster. Estamos metidos numa grande irresponsabilidade. Vou confiar em quem? Todos são bons bandidos e aldrabões.

  5. Tome Nota

    24 de Março de 2014 as 10:54

    Neste momento o verdadeiro partido político existente em STP é o ADI e mais nenhum! Para quem está em STP sabe disso!

    • Martelo da Justiça

      24 de Março de 2014 as 14:55

      ahahahahah. Que disparate!! Até apetece-me rir…

    • Martelo da Justiça

      24 de Março de 2014 as 15:09

      Há uma verdade que ninguém ainda disse. O ADI não aparece no Diálogo Nacional porque não tem Caché. Lembram-se quando ausentaram da Assembleia, só voltaram quando ameaçaram de lhes tirar as benesses(regalias, subsídios e viaturas) pois, regressaram rapidamente sem nenhuma explicação convincente. É assim as políticas e os políticos em São Tomé. ‘E tudo numa lógica baseada em interesses de pessoas e de grupos.

  6. APOLO/2010

    24 de Março de 2014 as 11:15

    Semedo – Sem-medo!!!

    Muito bem sr. Carlos Semedo, sem medo de dizer e espírito aberto o que vai na alma seja para quem for. Haja mais santomenses com esta coragem. Muito obrigado pelas suas palavras. Um bem haja! Viva STP.

  7. Alfredo Gentil

    24 de Março de 2014 as 11:24

    Fantástico o seu trabalho, como sempre. Este senhor Abnilde é um dos muitos paus-mandados do Patrice, imagine que este senhor chegou a puxar da pistola para balear um mezochiano. Apoderou-se do terreno aonde seria o Campo de Futebol da Trindade e abocanhou toda a massa que Cidadãos de bem e Organizações depositaram, porque até lá, acreditavam neles sobre a capa de ONDA DA VICTÓRIA. O outro é o senhor Ambrósio Quaresma dono do Pasquim o Parvo, que de forma descarada insulta a mente dos santomenses. Este senhor teve o topete de dizer que há um imensurável colo do nosso povo com ansiedade e espera por PT para o acolher e acarinhar. Na verdade o regaço deste senhor vai ter plumas de ganso. O outro é o senhor Abílio Neto, filho de boa gente, piá bô mé, homem estudado, intelectual, agora com a mente baralhada por causa da sua dependência monetária e subserviência ao Patrice Trovoada. É bastante triste. Quase me deu vontade de chorar ao ver a entrevista conduzida por este lacaio ao soldo do PT, Instabilidade em S. Tomé, no canal STPTV, aonde o Patrice Trovoada vomitou todo o seu veneno contra o Pinto da Costa, e o Abílio Neto sempre a acenar positivamente a cabeça. Até fez-me recordar a fábula de O Lobo e o Cordeiro. O cordeiro estava a beber água no rio quando vem de cima um lobo que questionou o pobre cordeiro: – Porque turvas a água que eu bebo. O cordeiro admirado diz senhor eu estou em baixo, como posso turvar a água. Se não foste tu, foi o teu pai e assim abocanhou o cordeiro. Naquela entrevista tudo o que de mau aconteceu no País era Pinto da Costa. Até os Governos com maioria absoluta do PCD derrubados pelo seu Pai foram a mando do PC. Convenhamos. Porém, o inevitável aconteceu. No rol de acusações do Patrice o mesmo perdeu a estribeira e disse: O Pinto da Costa pensa que ele é dono de S. Tomé e Príncipe? Mas, desta vez, Abílio Neto, não acenou afirmativamente e disse perentoriamente: Nem ele, nem ninguém. E isto demonstra que a emenda foi pior que o soneto ou ensaiam bem a entrevista ou a corda vai romper no lado mais fraco, porque depois daquela resposta o Patrice não gostou e o boló poderá faltar no fim do mês. Como conselho, Abílio Neto, não maltrates o nosso Povo falando de mente fraca, porque há muitas mentes fortes corrompidas de ódio e dinheiro. Não penses que o Patrice vai continuar a patrocinar esta máquina propagandística da STPTV. Daqui há mais alguns meses quando ele for capturado pelos crimes de colarinho branco, descaminho financeiro, usurpação de poderes, lavagem de dinheiro, branqueamento de capitais, navios ancorados, gabinete da prematura vandalizado e surripiado documentos do Estado, assinatura do Kosovo, aliciamento mensal em euros as chefias militares à margem do OGE, entre outras, e que o senhor apelidou de Boa Governação, não sei que crónicas irás escrever. Para eles o Diálogo Nacional é como a Cruz, fogem dela como o Diabo.

  8. Saudoso Francisca

    24 de Março de 2014 as 11:40

    Meus caros,
    Deixem o ADI em paz, não se esqueçam de que o ADI representa neste momento cerca 30 e tal mil eleitores do nosso país, ou seja uma grande parte do nosso povo. Tenham um pouco mais de respeito e civismo por estas pessoas. Vamos moderar a nossa lingua. Não podemos ter a mesma maneira de pensar e por isso a não participação do ADI, não significa o fim de mundo!

    • ddd

      24 de Março de 2014 as 14:15

      De facto, Sr(a). Saudoso Francisca, os eleitores os escolheram para representar na assembleia Nacional, não só quando for governo ou no momento que estão no poder, Os deputados deveriam trabalhar para os eleitores e não para Patrice Trovoada. Numa boa oposição também é governar.

  9. Kanimambo

    24 de Março de 2014 as 14:24

    O ADI tira o sono ao Semedo. O homem está a fazer desesperado. Via-se tratar pah

  10. Realista

    24 de Março de 2014 as 14:41

    Saudo ADI dialogo nacional deveria ser sim kuando o ADi tava no poder partido k conkistou o poder a baze de voto foi dissolvido pelo presidente k akele dia confie d lhe dar o meu voto so kem nao ve e nao sente o sabe e k corre vai a esse dialogo a base de interresse pessoal do pinto da costa

  11. Londres amor STP.

    24 de Março de 2014 as 14:49

    Boa tarde Meus caros camaradas!
    Lamento muito a forma que alguns dos sao.tomenses encaram com este Dialogo como salvação do pais,não, não, não,olhem o Pinto andou a pedir dinheiro aos seus homólogos para esta conversa,em vez de pedir para abastecer arroz, feijão, açúcar ,medicamentos para povo, isso que melhor fosse feito do que esta pouca vergonha, do Dialogo, UMA CONVERSA DOS COMPADRES E NADA MAIS, E PARTILHAR O DINHEIRO PARA CAMPANHA,E NADA MAIS, concordo com ausência do ADI,e de mais pessoal contra, …..,OLHA SENHOR Abel, VERIFICA AS CLASSIFICAÇÕES,e faca a sua correcao, PORQUE QUANDO SI VOTA CONTRA O RESULTADO ALTERA SEMPRE A FAVOR ,PARA SERMOS JUSTOS E SEM RETIRAR O PARTIDO A FAVOR DOS manhosos confirma isso si faz favor.
    bem Aja Fui………

  12. S.Tomé Poderoso

    24 de Março de 2014 as 15:32

    O Pinto mais é está a amealhar dinheiro com este diálogo para a sua reforma. Quando acabar o diálogo o Pinto leva o seu, o Amaro Couto leva o seu e mais alguns e o povo continua nas amarguras!
    Isto é diálogo ou estão é abusar do povo! Problema de STP está no diálogo???!!!! Brincadeira!!

  13. manuel soares

    24 de Março de 2014 as 17:32

    Boa tarde meu caro Dr Semedo, tudo bem, estamos em democracia, o senhor cá esteve no tempo do Presidente do supremo tribunal de justiça, DR Silvestre Leite, mas que eu saiba não foi por culpa do ADI que o Sr não deu bem em STP, mas por

  14. arelitex

    24 de Março de 2014 as 17:34

    senhor Carlos semedo , eu penso que no nosso país STP .dificilmente seja que partido for ,vai ter uma pescentagem alta de ministros adequados ,para levarem para a frente o nosso país .porque os graus de incompetência ,falta de iniciativa ,falta de empenho dentro dos governos é muito grande . muitos pensam que por ir tirar um curso qualquer lá fora ,já estão prontos para governar STP . é mentira porque ainda têm que crescer muito . o ideal no meu entender , é haver sim uma escolha ou um concenso entre todos os partidos das pessoas ideais para desempenharem a função de ministro nas diferentes áreas com dedicação empenho e iniciativa . haver sim uma politica única virada e empenhada em desenvolver STP . nós temos tantas prioridades como a saúde ,falta de emprego e outras . temos que contar com quem quer estár cá dentro do país a dar a cara ( ou seja com a prata da casa ) .e haver uma escolha das pessoas mais competentes . nâo perdermos tempo com falsos ministros que se encontram em todos os partidos . penso é esta melhor ideia olhando á gravidade da situação do país

  15. manuel soares

    24 de Março de 2014 as 17:36

    cont – que carga de água o senhor ataca tanto o ADI e o Patrice Trovoada que está fora do governo? Sejamos justos e sérios, o senhor quer forçar o ADI a ir ao Diálogo Nacional dos surdos, por amor de Deus, eu o vi cá hoje, vende bem o seu peixe e vê se o sr se safa como safaram muitos. Diz -me o sr acha que este governo governou e está a governar bem e têm entendimento político? Vamos esperar pela eleições para vermos que paga a dívida deste desgoverno? Tenho dito!

  16. Barão de Água Izé

    24 de Março de 2014 as 20:20

    O partido ADI tem pessoas respeitáveis e quer se queira ou não, há muito povo que nele vota.
    O que não é compreensível ou talvez inaceitável, é o seu líder não estar presente no País a maior parte do tempo e não lutar politicamente pelas suas opções de sociedade.

  17. Artur

    24 de Março de 2014 as 23:10

    Como diz, Humbah Aguiar, deixam homem sozinho depois reclamam. O país vai mudar pra presidencialismo e Pinto mais tempo no poder, desta vez com poder absoluto.

  18. Malagueta

    25 de Março de 2014 as 9:05

    Meu caro Barão de água Izé, não é só quem está a frente do combate a abrir fogo é que está a lutar. O verdadeiro cérebro do combate está no gabinete de controlo e de estratégia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo