Opinião

Direito de resposta aos anónimos que me criticaram no Téla Nón

Com a Vossa permissão, não vou entrar em detalhes porque não me foi possível ler os vossos textos por razões de saúde.Fui informado telefonicamente de São Tomé, de alguns textos cuja autoria não é difícil de identificar. Vou só fazer uma abordagem global.

Em primeiro lugar, eu considero-me um ser humano extraordinário, único e maravilhoso. Criei entre outras instituições: a  STP CONSULTING RITA, LDA. que formou  4000 ( Quatro mil) quadros profissionais;  sozinho com capital próprio o único banco nacional privado, que depois vendi 80% do capital e que até agora dá trabalho a 75 famílias são-tomenses; a primeira universidade de São Tomé e Príncipe que já formou  cerca de 400 quadros superiores e  300 médios com equivalência ao 12º ano liceal num pequeno pais de 178.739 habitantes (recenseamento de 2012) ; a Associação dos economistas de São Tomé e Príncipe; a Sociedade Hidrocarbonetos de São Tomé e Príncipe que é o 3º acionista da ENCO depois de SONANGOL e o Estado São-Tomense .

Por incompatibilidade exerci cargos públicos em São Tomé e Príncipe, durante muito pouco tempo. Fui  o primeiro Administrador Executivo  do BISTP. Acabei por fazer uma carreira internacional. Nunca roubei nenhuma dobra ao Estado, todos os meus recursos e a minha prosperidade financeira vieram do exterior;  exerci entre outras funções: Conselheiro pessoal de Gustave Bongo, Alto Comissariado do Plano do Gabão; Chefe Executivo   de um projeto das Nações Unidas; Consultor Internacional  na Europa para  a criação de bancos em vários países africanos, etc., etc.

Ninguém  me pode apontar de  me ter apropriado de algum bem ou dinheiro do Estado. Eu desafio a quem for, que diga e indique publicamente e não no anonimato

    15 comentários

15 comentários

  1. Anonimo

    19 de Agosto de 2014 as 15:56

    Loool. Não ponham autor que não é preciso

    • Responsabilidade

      20 de Agosto de 2014 as 13:28

      Senhor Agostinho Rita devia estar calado.
      Um conceiptuado economista que o senhor diz ser diz publicamente que a empresa do senhor Antonio Quintas foi a falencia e fechou as portas pelo facto de não ter participado num concurso? Que vergonha. A sua capacidade demonstrada nessa sua declaração foi suficiente para todo o mundo compreender a razão de ter levado o Banco Equador a falência. Vejam só o seu IUCAI como está. A beira da falencia. O senhor é tão aldrabão que nem paga os professores para não falar o dinheiro de hidrocarboneto que o senhor nao paga os socios e apodera-se de todo o dinheiro. Não brinque comigo senão eu abro o funda. Esse seu primo que o senhor acusou de corrupto é burro. Se fosse eu abria todo o seu jogo. Tenho a certeza absoluta que ele conhece bem o senhor.

    • Que pena

      21 de Agosto de 2014 as 8:49

      Senhor Agostinho Rita se ficasse calado seria melhor. Não sei que tipo de Economista conceiptuado que o senhor é quando diz numa das suas entrevistas ao Radio Nacional que o senhor António Quinta foi a falencia porque não participou num concurso. Que vergonha! A não participação num concurso leva uma empresa a falência? Agora que eu pude depreender da sua incapacidade de ter levado o Banco Equador a Falência.O senhor nem devia falar do hidrocarboneto porque o senhor tem sido o maior aldrabão nesse processo. Não paga os sócios os seus dividendos, come o dinheiro todo, nao paga os professores da IUCAI enfim…Mas mesmo assim o senhor não dá saltos e a Universidade está um esqueleto.

  2. paparazzi

    19 de Agosto de 2014 as 17:52

    Continua no anonimato

  3. bintoudjalo

    19 de Agosto de 2014 as 22:09

    Ô senhor Rita, você é pretencioso. Sabe q quando morrer será enterrado debaixo do chão, apesar do ser MARAVILHOSO como pretende ser! Limito-me a este breve comentario”pra quem é, bacalhau basta”. Um homem de bem, não faz elogios e tao pouco mete “en avant” as boas obras q fez, deixa q os outros o façam no lugar dele. Quel dommage!

  4. Barão de Água Izé

    20 de Agosto de 2014 as 7:04

    “Ser humano extraordinário, único e maravilhoso!”
    Faltou incluir “e poderoso ego”. Pessoa que se assume tão capacitada e empreendedora, mas que ainda falta construir humildade pessoal.

  5. anônimo

    20 de Agosto de 2014 as 7:13

    Enfim….

  6. anônimo

    20 de Agosto de 2014 as 7:16

    Vendo bem, este país precisa de psicólogos, há muita gente a precisar de tratamento.

  7. Carlos Manteigas

    20 de Agosto de 2014 as 15:52

    Bem visto.
    Psicólogos mesmo

  8. VIOGO

    20 de Agosto de 2014 as 17:19

    E isso de sr. fazer entrar pessoas na chama universidade IUCAI bastando que tenha dinheiro para pagar tal “universidadse”, funcionários que nem 9 ano têm etc.
    Os cursos que inventa. A própria “universidade que cria sem diploma legal depois entra em malabarismos com governos e presidentes da república para legalizar, uns até dão cara nas “abertuyras de anos…”. É umja podridão…
    O Banco que sucumbiu é pior que o BES de Portugal. ED lá deu cadeia… aqui….os presidentges da R. brtanqueam-nos nas “aberturas de de anos…”.
    Desapareça oh MARAVILHOSO!

  9. Maria silva

    20 de Agosto de 2014 as 19:36

    Haja adjectivos se qualificar !!!!!

  10. Maria silva

    20 de Agosto de 2014 as 19:36

    Para se qualificar

  11. zeme almeida

    27 de Agosto de 2014 as 1:52

    Falando do Hidrocarboneto este senhor Agostinho Rita anda a gozar com alguns socios que depositaram o seu dinheiro nesta sociedade.Este senhor tem dinheiro de muitos socios retido e ele vai ter que esclarecer aonde foi parar o dinheiro.Nestes casos aqui tem ser no anonimato e ele vai ter que repor o dinheiro que encontra nas suas maos.A justica Saotomense tem que funcionar e eslarecer as verdades e tambem para sabermos quem tem razao.Haver vamos

  12. pontapécavalo

    4 de Setembro de 2014 as 13:03

    enfim

  13. pontapécavalo

    4 de Setembro de 2014 as 13:06

    tantas criticas só para uma pessoa ? então significa entender que essa pessoa é muito importante e competente , motivos fazer instar os incompetentes.viva doutor AGOSTINHO rITA.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo