Opinião

Pedofilia, violações, roubos, assassinatos vs corrupão

As imagens últimas de S.Tomé e Príncipe são de uma população especialmente a Trindadense, inconformada com a onda de violência que apoderou-se do país nos últimos tempos. – assassinatos, roubos, violações, violência doméstica e familiar, justiça popular, etc.

Perde-se a vida por roubar cacau. Pernas ou mão por roubar banana, ou mesmo por necessitar de protecção, como o caso recente na freguesia da Trindade.

Hoje, tudo serve para garantir ganhos e prazeres de forma fácil.

Importam-se produtos alimentares impróprios para consumo humano, sem se importar com a saúde pública e a vida dos semelhantes.

Há quem se venda a troco de rebuçados ou entregues a favores sexuais a preço de refeições, como vem acontecendo com uma franja da sociedade, sobretudo crianças.

Não sendo desejável, era previsível o surgimento alargado de todos estes males. Em várias ocasiões, como alguns outros, também chamei atenção para o potencial país que estávamos a criar.

Infelizmente em S.Tomé e Príncipe vencem os de sempre ” Não é bem assim ” Quem alerta, ou visualiza está sempre a exagerar, até que o mal aconteça.

Atribuo a responsabilidade destes males que hoje nos tem revoltado; aos sucessivos governos, aos órgãos de soberanias com as suas acções nos últimos actos de gestão do país.

Claro que a sociedade civil também é culpada, embora em menor escala.

Causa única comum da situação da revoltante em que vivemos – A CORRUPÇÃO NOS ÓRGÃOS DO PODER –

Se um dirigente, rouba ou apodera-se de milhões destinado ou país ou qualquer outro bem colectivo, o que impede um pacato cidadão de roubar um cacho de banana ou outro bem alheio?

A facilidade com que os indivíduos ligados ao poder adquirem tudo, influenciou ao subconsciente colectivo que tudo são facilidades e que não vale a pena esforços.

Seduzir uma mulher, é trabalhoso, é mais fácil seguir pelo caminho da violação.

Educar uma criança é trabalhoso, porque não a pôr a prostituir, tal como vendem os políticos o país a troco de nada mais que alguns benefícios pessoais.

Organismos internacionais como a UNICEF, UNESCO e próprios países amigos têm assistido tudo o que tem passado com as crianças, idosos em S.Tomé e Príncipe. Infelizmente refugiam-se no silêncio compreensível.

Mas que uma marcha contra violência, como a que o país assitiu na Trindade, o país precisa de acções contra a CORRUPÇÃO e a FAVOR DE JUSTIÇA SOCIAL, mesmo que isso significa obrigar aos ex dirigentes políticos e partidários devolverem ao erário público os benefícios e bens ilegalmente apoderados.

Estes últimos acontecimentos – pedofilia, roubos, violações, assassinatos, justiça popular, e o combate da causa principal – A CORRUPÇÃO – mas do que um desafio ao actual governo, é uma obrigação patriótica para a viragem histórica que o país precisa.

Que Deus abençoe S.Tomé e Príncipe.

Danilo Salvaterra

Regards/Cumprimentos

 

    7 comentários

7 comentários

  1. LÔÇÔ TLÊZÊ CONTO - IRMÃO P.TROVOADA

    21 de Maio de 2015 as 15:21

    Se é uma verdade inequívoca q a criminalidade aumentou fortemente nestes últimos tempos, tbm não é menos verdade q o seu recrudescimento tenha sobretudo a ver com a falta da autoridade deste governo meio analfabeto, mais interessado no populismo do q na tomada de medidas.

  2. Horácio Will

    21 de Maio de 2015 as 15:25

    Danilo, pessoa conhecida e estimada antes de qualquer motivação que nos traga a este espaço.
    Verifico que as suas preocupações são as mesmas que me levaram a fazer artigos e comentários como forma de dar algum contributo naquilo de mais estamos a precisar no nosso STP: REFLEXÃO.
    Há um aspecto em que nos divergimos muito. Refiro-me a “obrigar aos ex dirigentes políticos e partidários devolverem ao erário público os benefícios e bens ilegalmente apoderados”.Se o fizermos estaremos a distrair todas as pessoas com o passado quando o presente é o que está mais a mão para ser corrigido. Não é contra este governo mas ao lado deste é que nos devemos colocar conscienciosamente para, em conjunto, com seriedade e intransigência, começarmos a corrigir o rumo da governação são-tomense.

  3. igreja Matinal

    21 de Maio de 2015 as 16:35

    Meu amigo Danilo,
    Como disse no Palamento,o Deputado do ADI ABENILDO DE OLIVEIRA, o DUBAI JÁ COMEÇOU.
    Portanto:
    PEDOFILIA,VIOLAÇÕES de menores,ROUBOS,ASSASSINATOS,CORRUPÇÃO etc que está ocorrendo em S.Tomé e Principe é precisamente o PROMETIDO DUBAI ou se quiser o tal CAOS/CAOS/CAOS.
    Tudo isto É DUBAI,quem afirmou é o deputado de ADI ABENILDO de OLIVEIRA.
    Welcome to DUBAI.

  4. Eduardo Malé Bobo

    21 de Maio de 2015 as 21:08

    Estes artigos nós já estamos fartos deles. Roubou, corrupção, matou, esfolou, bateu, comeu, etc. Sinceramente, meu amigo Danilo Salvaterra, deste tipo de artigos, com todo o respeito, há muita gente a fazer. Eu deixei de ler porque a receita é sempre a mesma. Não há nada a acrescentar nem de inovação nestes artigos. Eu gosto de coisas um pouco mais arrojada que nos faz pensar e encontrar alternativas para o desenvolvimento do país em todos os aspetos. é bom existir pessoas com estes artigos mas, não me levas a mal já existe muita gente a fazer deste género. No entanto se é só isto que você pode fazer nós agradecemos na mesma, continua a nos brindar com aquilo que podes oferecer.
    Muito obrigado.

    • André

      25 de Maio de 2015 as 8:26

      Concordo com o senhor Malé Bobo. Nós já estamos fartos destes artigos. Não acrescenta nada aos leitores. São só acusações e grande parte delas sem qualquer prova ou confirmação ou noutros casos são interpretações de notícias.De qualquer forma se estas pessoas não conseguem fazer melhor agradecemos que continuem a escrever na mesma. O país agradece. Vale sempre a pena escrever do que não escrever. Só que nós temos a mania de andar a criticar os políticos dizendo que eles não fazem nada, são incompetentes, etc. E no entanto alguns que escrevem nestes jornais são como os políticos porque não fazem esforço para inovar, apresentar ideias novas nem tão pouco uma reflexão que enche os olhos daqueles que a leiam. É esta a incoerência que eu critico em muitos que escrevem e andam só a dizer mal dos outros. Tentem também fazer as coisas bem feitas quando ousam escrever, falar, nos vossos empregos, nas vossas casas, nos escritórios, nas roças, no estrangeiro, para que o país possa progredir. Não é só os políticos é que são maus e incompetentes. Não me levem a mal.

  5. Francisco Neto de Oliveira

    22 de Maio de 2015 as 21:08

    Caríssimos Compatriotas
    Tenho seguido os vossos comentários
    Não faço parte de partido nenhum. O meu partido é S.Tomé e Príncipe.
    Mas como cidadão que sempre viveu nesta linda terra, e que tem acompanhado sempre a vida neste país, não considero que a pedofilia, o roubo e a criminalidade tenha crescido com este Governo.
    O que considero, é que este Governo dinamizou novas medidas de combate a este tipo de crime organizado, o que tem permitido que os cidadãos estão mais vigilantes e estão a denunciar mais estes casos.
    Anteriormente, estes casos aconteciam com igual ou maior profundidade, mas passava-se despercebido. Muitas pessoas diziam, queixar para quê, se as autoridades não vão tomar medidas.
    Todos conhecem com outros governos anteriores, a senhora que roubou as duas crianças de Monte Café e levou para Gabão. O que é que aconteceu com ela. Nada. A mesma regressou ao país com as crianças, e andou por ai a fazer a passagem de modelo nas ruas, gozando com a população. O que é que aconteceu com o atual francês que já tinha violado no país algumas crianças com os governos anteriores. Ele foi ilibado de tudo e adaptou-se a situação de falta de autoridade no país, e continuou com a sua atividade de pedofilia. Era outros Governos e não este. Se vamos analisar, existe casos sem fim de drogas e outros males nos Governos anteriores, que deram origem a uma grande onda de maldade e indisciplina no país.
    Por isso, regozijo com as medidas que este Governo está a tomar
    Bem Haja S.Tomé e Príncipe
    F.N.O

  6. Martelo da Justiça

    25 de Maio de 2015 as 12:10

    “Quem semeia vento colhe tempestade”, diz o velho ditado popular. Enquanto este governo não parar com o populismo barato e sem sentido e comece a trabalhar a sério, a situação vai-se degradar cada dia que passa. Pensar que com a maioria absoluta, excluíndo todos que não fazem parte do ADI, eu garanto que esse Pais não vai avançar. As tarefas são enormes e São Tomé e Príncipe tem particularidades que não se compara com outros Países grandes ou Pequenos. O que importa é que se tenha uma Administração Pública organizada, moderna, dotada meios modernos e de funcionário com competência e não nomeações absurdas baseadas em cor política.
    Este governo devia ter a coragem de voltar a traz e desalojar esses palhaços colocados a pressa a frente das Direções. Se as coisas não iam bem com alguns Diretores antigos, os atuais tem revelado um autentico desastre. Em termos de Administração Pública, o Pais regrediu 20 anos em tão pouco tempo.
    Esta falácia de “confiança política” serve apenas para encobrir outros interesses. O que importa é que se crie regras claras baseadas nas Legislações em vigor e se adote o habito de responsabilização e prestação de contas.
    Já agora, alguém pode dizer-me se os membros do atual Governo declararam os seus bens?? Seria um primeiro sinal positivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo