00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Tendo Cão Preferiu Caçar com Gato

Muito se tem falado sobre o discurso do senhor primeiro-ministro, Patrice Trovoada, em Francês, na recente Assembleia Geral das Nações Unidas. A discussão em causa ganhou contornos clubísticos dividindo os Santomenses, momentaneamente, em aqueles que acham que a iniciativa em causa foi boa porque proporcionou uma oportunidade ímpar para o senhor primeiro-ministro mostrar que sabe expressar-se em Francês e, por outro lado, outros alegam, em contraposição, que a Língua oficial do país é o Português e o senhor primeiro-ministro deveria falar nesta língua num palco com aquela grandeza.

Não me interessa, contudo, discutir os gostos ou preferências linguísticas do senhor primeiro-ministro, enquanto cidadão. Este é um problema dele. O que ninguém, todavia, ainda não questionou, é o que ganhou ou perdeu, eventualmente, o país, com a atitude do senhor primeiro-ministro. Isto é o que me interessa, como cidadão nacional.

Em primeiro lugar o país perdeu tudo, ou quase tudo, porque em vez de se discutir ou analisar, no contexto nacional e internacional, momentaneamente, o conteúdo e impacto do discurso do senhor primeiro-ministro que, aliás, ninguém falou sobre ele ainda, estamos a discutir os seus dotes ou preferências linguísticas, estendendo tais propósitos ao juízo popular, como coisa que isto é relevante para a nossa existência como comunidade.

Se perguntarem a qualquer cidadão Santomense, mais ou menos instruído, uma frase, um parágrafo ou uma ideia simples, relacionada com conteúdo daquele discurso, tenho dúvidas que alguém esteja em condições de o fazer. Todavia, se perguntarem a qualquer cidadão nacional em que língua foi feito o discurso do senhor primeiro-ministro, na recente Assembleia Geral das Nações Unidas, todos dirão que foi em Francês. É este o primeiro resultado negativo desta decisão do senhor primeiro-ministro. Para um país pequeno como o nosso, com uma diplomacia fraca e sem meios ou recursos, esta foi atitude pouco sensata e aconselhável politicamente.

Em segundo lugar não se pode andar a acusar a Guiné Equatorial, depois da sua adesão à CPLP, do fraco empenho e vontade desta na transformação do Português como Língua oficial e, no entanto, num palco desta grandeza, como é uma Assembleia Geral das Nações Unidas, fazer exatamente o contrário, voluntariamente, como contributo do país para a secundarização da língua oficial da referida organização. E é bom que se saiba que o Português, ao contrário de Inglês, Chinês, Francês, Espanhol, Russo e Árabe, não é a língua oficial das Nações Unidas, nem no seu secretariado ou como língua de documentação, e que existe consenso e praxe, no interior da própria CPLP, no sentido de criação de condições, paulatinamente, para a mudança desta realidade que passa, também, pelo uso do Português nestas reuniões. Não é por não saberem Francês, Inglês ou Espanhol, que todos os líderes ou protagonistas políticos da CPLP têm discursado em Português nestas Assembleias. Tínhamos que ser nós, como sempre, a romper com este consenso e praxe.

O próprio ex-presidente da república Portuguesa, Cavaco Silva, na 70ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas disse isto: «…O Português é um veículo de comunicação global e economicamente relevante, na qual se exprimem cerca de 250 milhões de pessoas da Ásia à Europa, da África à América na sua vida quotidiana. É também língua oficial e de trabalho em diversas organizações internacionais, nomeadamente em algumas das agências especializadas das Nações Unidas. A legítima ambição da CPLP é ver a língua portuguesa como língua oficial das Nações Unidas…»

Em terceiro lugar tenho dificuldades em compreender que alguém que deseja, e já manifestou esta intenção, apresentar uma candidatura ao secretariado desta organização, CPLP, na conferência de chefes de Estado e de Governo que se realizará proximamente, manifeste, pelo menos simbolicamente, uma atitude que enfraquece a referida organização, tendo em conta o conteúdo do discurso do ex-presidente da república Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, aparentemente em concertação com outros líderes da CPLP. É óbvio que, de ponto de vista estratégico, ninguém compreende esta situação depois do próprio primeiro-ministro, Patrice Trovoada, ter garantido que a candidatura nacional, neste âmbito, deveria acrescentar valor à referida organização. Provavelmente, a primeira pergunta que irão fazer, ao nosso candidato ou candidata ao cargo de secretário-executivo da CPLP será se a pessoa em causa expressa-se em Francês ou em Português como fez o seu primeiro-ministro na recente Assembleia Geral das Nações Unidas.

Tudo isto é muito mais importante, para o país, do que os dotes ou preferências linguísticas do senhor primeiro-ministro. É isto que nos interessa como comunidade de pertença. Ao expressar-se em Francês, numa Assembleia com esta característica, o senhor primeiro-ministro comportou-se como alguém que, tendo cão, preferiu, no entanto, caçar com gato desbaratando, contudo, o potencial de uma iniciativa que tinha tudo para dar certo. Agora, como presa, temos a única coisa que ficou desta atitude: em que Língua o senhor primeiro-ministro expressou-se na recente Assembleia das Nações Unidas?

Adelino Cardoso Cassandra

Notícias relacionadas

  1. img
    Nuno Miguel De Menezes Responder

    Nao sei se o nosso Povo sabe quem ‘e esse Senhor José Manuel Barroso o mesmo ‘e Portugues nascido em Portugal Ex-presidente da Comissão Europeia, O mesmo Pessoalmente fala Ingles e Frances e nao so isso seguinifica que tem estudo e tem capacidade para exercer a profissao para Tal, eu pessoalmente nunca vi o Senhor Jose Manuel Barroso Falar Portugues se nao for apenas em Portugal.
    Senhor Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada para mim neste sentido esta de Parabens….
    Quem sabe amanha O nosso Povo de Sao Tome e Principe pede ao Senhor Patrice Trovada falar dialeto de sao tome e principe dentro da Assembleia Geral das Nações Unidas.

    Nuno Miguel de Menezes
    ( Lincoln, Reino Unido )

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Que confusão sr. Nuno Menezes!!!. O Sr. Durão Barroso exerceu um cargo internacional, portanto, Presidente da Comissão Europeia, em que são membros muitos países que expressam diferentes línguas. Enquanto que o Sr Patrice Trovoada é Primeiro-Ministro de um Pais de expressão portuguesa e que por sua vez é membro da CPLP que tem lutado para o reconhecimento do português como língua de trabalho nas Nações Unidas.

      • img
        Nuno Miguel De Menezes Responder

        Sr.Martelo da Justiça,eu pessoalmente nao Tenho Partido em Sao Tome e Principe, apenas comento o que leio, nao existe confusao da minha parte, apenas existe criticas ao Senhor Primeiro Ministro de Sao Tome e Principe sem fundamento.

        SE eu Lhe Perguntar qual ‘e o seu Partido em Sao Tome e Principe concerteza vou perceber a razao.

        Em relacao a esse Senhor José Manuel Barroso Ex-presidente da Comissão Europeia, apenas um exemplo que assim dei.
        Vejo que existe falta de comunicacao ou a TV em sao Tome e principe nao traduz Lingua estrangeira e o povo preferem que o senhor Primeiro Ministro fale Portugues.
        Quando se ve um filme em ingles existe traducao por baixo.Se Calhar Por essa Razao que o Povo pede para falar Portugues.
        E acredita nisso, de escala de 0 a 100 Assembleia Geral das Nações Unidas dao 100 por ter falado Frances que tambem ‘e muito importante e boa impressao assim se tem do senhor Primeiro Ministro.

        como causar uma boa impressão: Essa frase na Google nos ajuda a perceber
        Um abraco para si

        • img
          Londres Responder

          Senhor Menezes, o problema não é traduzir o discurso. O problema é o ato em si mesmo. O senhor já parou para pensar a razão pela qual o representante de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné Bissau e Portugal falaram em Português e só o primeiro-ministro de S.Tomé é que falou em Francês? Pensa um bocado. A cabeça é para pensar e não para andar a dizer só superficialidades. Isto não tem a ver com o facto do senhor não ter partidos políticos. Isto é um problema do senhor.

  2. img
    Malebobo Responder

    Um país pobre com dirigentes com complexos de grandeza e pouca cultura, é nisso que dá. Este complexo de grandeza começou com a ideia de que “dinheiro é capim”. Depois passou para complexo de construção de Dubai. Depois foi o complexo de alguém cuja mulher não pode viver no interior do nosso país porque é mulher diferente das nossas mulheres. Depois é o complexo de não poder ir para a Assembleia Nacional prestar contras aos deputados. Agora é o complexo de não poder falar Português nas Nações Unidas. Quem paga estas coisas todas é o povo de S.Tomé e Príncipe que pensa que estão bem representados com dirigentes deste tipo. Palavra de Honra. Já estou farto destas coisas.

  3. img
    joao Responder

    Este fraco ate fala mal o francês, quanto mais o português?

  4. img
    Original Responder

    1-Expressou na língua do seu País de origem porque os Francófonos tinham que estar a par do seu discurso.

    2-Se expressase em Português,ninguém lhe dava atenção por falta de credibilidade.

    • img
      Martelo da Justiça Responder

      Ainda assim, tinha uma plateia quase vazia.

  5. img
    STP Responder

    Patrice Trovoada é exibicionista nato, queria mostrar que sabe falar francês, ou que sabe falar francês melhor que os próprios franceses.
    Ups, esqueci-me que na ONU, cada deve falar a língua do seu país. Tendo em conta que Patrice Trovoada é gabonês, é normal ter falado francês.
    Patrice Trovoda não se identifica com o povo santomense, que tem como língua oficial, o português.
    Patrice Trovoada gosta de aparecer, gosta de ser visto, deve consultar um psicólogo com alguma urgência.

  6. img
    Neto Responder

    Concordo com tudo que o senhor escreve. Não tenho mais nada a dizer. Parabéns pelo artigo.
    Neto

  7. img
    Fuba com Bicho Responder

    Patrice Trovoada é um doido varrido e pessoa perigosa. Quando este homem deixar este país é que muita gente vai ver o que aconteceu realmente cá em S.Tomé. Quem consente um doido a governá-los são também pessoas doidas. Nós todos somos doidos. É triste dizer isto mas é pura verdade.

  8. img
    vicente Responder

    Nesta minha curta vida e de pouco conhecimento, muitas vezes ouve-se algumas palavras que exigem explicação de pessoas de direito e conhecimento.
    Depois de tanta complexidade descrita por Senhor Malé Bôbõ poderia algum Psiquiatra me explicar o que significa complexo de superioridade, ou ser BIPOLAR. É muita coincidência. Sendo assim, tirem as vossas conclusões.

  9. img
    Londres Responder

    País de anedota!!!! Sinceramente. Pobreza a aumentar, economia a afundar e a resposta do senhor primeiro-ministro é aparecer a falar em Francês.

  10. img
    Juro Por Deus Responder

    Ola bom dia ou boa tarde ou boa noite

    Na realidade nao consigo perceber a cabeca a forma de ser e de perceber a logica da noticia em cima, o desenvolvimento da mesma noticia acho eu tem haver com o senhor primeiro ministro de sao tome e principe no estrangeiro.
    O senhor primeiro ministro de sao tome e principe a passar a fronteira deveria entao falar portugues ao entregar o passaporte.
    Em sao tome e principe existe torristas que visitam o pais servicos de imigracao de sao tome deveriam falar apenas uma lingua que ‘e portugues.
    Sou muito Hipocrita por essa razao gostaria que alguem me ajuda-se ou explicar para assim perceber.
    Sera que os Hoteis em sao tome e principe apenas falam uma lingua em sao tome e principe?
    Que ‘e o Portugues?

    Fuba com Bicho escreveu:Patrice Trovoada é um doido varrido e pessoa perigosa

    STP escreveu:Patrice Trovoada é exibicionista nato

    Sao Tome e Principe neste sentido nunca seguira para frente.

    Ser Primeiro ministro nao ‘e uma tarefa facil, normalmente se ve a sujidade dos outros governamtes que assim tem que resolver e por ai fora.

  11. img
    Teté de Almeirim Responder

    Ora o senhor primeiro-ministro faz afirmações ou acusações dizendo que jornalista tem armas ofertadas pelo gabinete do anterior presidente da república. Ora o senhor primeiro-ministro aparece a falar francês quando deveria falar português e ninguém percebe o que ele diz. Ora o senhor primeiro-ministro não vai para assembleia prestar contas da sua atividade governativa. Ora o senhor primeiro-ministro pende empréstimo de 30 milhões de dólares sem ninguém saber nada e ninguém sabe onde para este dinheiro. Eu pelo desculpas mas já começa a ser muita coisa para um governo que tomou posse há pouco tempo. Muitas trafulhices e esquemas que ninguém compreende. Isto está a ficar feio.

  12. img
    Explicador Meu Responder

    Aliás meus senhores. Os países da CPLP, tem um pacto e têm trabalhado no intuito de promover a Língua Portuguesa. Uma língua que é nossa, de todos nós e não um Patrimonio de Portugal
    Por isso nas organizações internacionais temos vindo a promover a nossa língua tentando fazer intervenções recorrendo a nossa língua. Isto acontece com nós Caboverdianos, Angolanos, Portuguêses, Moçambicanos, Brasileiros, Guineenses , Brasileiros e mesmo hoje os timorenses.
    O nosso objectivo é afirmar e engrandecer a nossa língua comum.
    Agora o tipo vem-me discursar em Francês. Ainda um francês com sutaque gabonês?
    Até pode, porque é normal, mas a questão é que precisamos promover e afirmar a nossa lingua que é se não me engano a quarta mais falada no mundo.
    Será que o PT, não se identifica como cidadão lusófono?

  13. img
    Explicador Meu Responder

    Senhor Numo Miguel de Menezes
    Caro Amigo e compatriota. Conheço-te muito bem. Evite opinar quando estás anestesiado. Isto fica-te mal.
    Não faça o jogo dos outros sem pensar.
    É esta a mensagem que tenho para ti amigão.

    • img
      Nuno Miguel De Menezes Responder

      Sr.Explicador Meu, em primeiro Lugar boa tarde ou boa noite consoante o tempo e a hora.

      Em relacao conhecer a mim, a minha pessoa, muito bem, caro escritor, eu pessoalmente uso o meu nome verdadeiro em tudo o que faço online, nao tenho necessidade de esconder a minha cara ou ter medo de algo.
      Acredite nisso!!!

      Em relacao a conhecer a mim como assim escreveu, nao diga isso nem para seu melhor amigo ou filho ou familiar…
      Tive um cao o mesmo conhecia eu a ele e ele a mim muito bem, sabes o que aconteceu…. um belo dia acordei no meu quintal fiz o mesmo judiaria, e ele o cao atacou a mim e mordeu.

      Se o senhor gosta de ler noticias, e nao so apenas online, ou ver televisao na sua lingua Portuguesa, nunca lhe aconteceu a si a ver uma noticia e a mae a dizer poxas criei o meu filho conheco a ele muito bem nunca esperei que ele pega-se a arma de fogo e matou o vizinho de lado.

      Nunca usa esse termo na sua vida acredite em mim que o senhor conhece muito bem alguem nem seu proprio irmao ou alguem da sua fmilia ou amigo ou conhecido.

      Uma forma rara da sua personalidade que assim vejo para criar confusao, eu normalmente dou primeiro a pessoa, aviso apenas 3 vezes. por essa razao vejo que o senhor procura algo e aqui fica o aviso, a sua forma anestesiado de escrever ou expressar para as pessoas, toma,Tome cuidado nem todos leva a bem o que escreveu, como assim vejo milhares de pessoas a falar mal do senhor primeiro ministro de sao tome e principe e etc…

      Anestesiado a palavra pode ser da droga, nunca tive involvido na minha vida com a droga,anestesiado pode ser da bebida, sim bebo e tivesses a minha frente a dizer essas coisas a anestesia fazia grande efeito.

      NAO APENAS A MIM ACREDITE NISSO, TEUS AMIGOS OU FAMILIA PODE ASSIM ACONTECER, NAO ‘E ASSIM QUE SE FALA COM ALGUEM.

      Em relacao ao jogo dos outros sem pensar, da minha parte nao existe jogo, nao sou jogueiro e nem frequento alguma casa de jogo. E pessoalmente da minha parte nao tenho necessidade de jogar ou adquerir alguma fazendo jogo como por exemplo: casa,carro e outras coisas mais….para assim adquerir fazendo jogo.

      Concerteza o senhor nao conhece a minha pessoa.
      E outra coisa Meus amigos nao trata a mim amigao acredita nisso nao usamos esses termos uns com os outros nunca na vida por essa razao nao podes ser meu amigo.

  14. img
    Bem de S.Tomé e Príncipe Responder

    E com S.Tomé e Principe a assumir brevemente a presidencia da CPLP.

  15. img
    Jorge Delgado Filho Responder

    Quê isto de o gato caçou o rato. Mate a cobra e mostre o pau Senhor Mecias?
    Eu ainda não vi o rato que o gato caçou? O que estou a ver e a pressentir é que a ratazana vai engolir o gato. E infelizmente vamos pagar todos pelas suas loucuras.
    Então não viram a radiografia preocupante que o FMI fez do país?

    Deram cabo das Empresas Públicas em dois(2) anos de governação, meteram tanto nas Empresas como nas administrações( ex: ENASA,ENAPORT, EMAE, INSS só para citar alguns porque a mais e sobretudo nas diferentes Direcções do Ministério das Finanças; da Economia e Cooperação Internacional; Obras Públicas) centenas de funcionários tal preparados e muitos sem ocupação, só para dar tachos e criar bufos.

  16. img
    pedroantonio Responder

    SONANGOL VAI FAZER PATRICE DANÇAR MÃO CHÃO-CHÃO

    O governo santomense está em maus lençóis com a petrolífera angolana Sonangol, tudo por causa de 110 milhões de dólares, divida do governo de Patrice Trovoada com a petrolífera.

    A Sonangol enviará uma equipa técnica à São Tomé e Príncipe, a fim de acertar contas com o primeiro-ministro santomense Patrice Trovoada. A petrolífera Angolana pretende receber pelo menos 50% do valor ou então interromperá o fornecimento de combustível a ENCO.

    A petrolífera Angolana fez saber ao governo que não está interessada na gestão da Empresa de Água e Electricidade, EMAE, mais sim o dinheiro vivo, uma situação que fora atenuada com o poder negocial dos outros governos mas a vaidade do primeiro-ministro Patrice Trovoada permitiu o balanço e acertos de contas.

    Batata quente nas mãos do primeiro-ministro Patrice Trovoada, que terá que procurar parcerias para colmatar um problema ou terá que inventar novas propaganda para fazer o povo crer que é sempre o inocente quando o problema nos bate à porta.

    Patrice que já contraiu muitos empréstimos em nome do estado santomense, últimos dos quais no valor de 30 milhões de dólares que até hoje ninguém sabe o paradeiro do dinheiro, terá que procurar formas para resolver um problema que a petrolífera já deixou bem claro ao governo, ou 50% ou os próximos fornecimentos de combustível ao arquipélago será com o pagamento a vista.

    Patrice que fez cortejos com geradores, fazendo crer que é o salvador dos 41 anos que ele e o seu pai ajudaram a destruir, prepara para acertar contas e arranjar um culpado.

    Certo é que os 30 milhões já não se encontram no Banco em Portugal e a culpa dessa vez morrerá solteira.

    Gorgulho dos raios.

  17. img
    FÉDÉ KÁ DÓXI Responder

    O Patrice Trovoada tem razão. Todo mundo fechou os olhos e deixou-lhe fazer o seu malabarismo, ganhando todas as eleições e agora?
    Lição trazida do Gabão, sua terra natal.
    Ele pensava que, falando em Francês, conseguia mobilizar outros países para o ajudar a sair do buraco. É o sais.
    Gostaria de perguntar:
    Resultados da mesa redonda de Londres?
    Arroz 13 contos?
    Resultados dos motores adquiridos recentemente?
    Porquê das cortes constantes de energia eléctrica?
    O que é feito dos trinta milhões de euros?
    Porque razão os funcionários públicos cujos salários saõ pagos pelo BISTP, nunca mais sai?
    Porque razão as obras, cujas pedras foram lançadas durante a campanha, nunca mais arrancam?
    Porquê da paralisação da obra da estrada de Pantufo (marginal)?
    Uma pôrra.
    O Patrice quer afastar os sus incompetentes para colocar “competentes” (entre aspas) para justificar posteriormente o seu fracasso.
    Senhores do MLSTP, PCD e outros, cuidado com oportunismo. Vcs vão ser sacrificados e dados como incompetentes no fim de tudo isto. Cuidado!
    Um bem haja

  18. img
    FÉDÉ KÁ DÓXI Responder

    O Senhor PR, disse que não é pau mandado. Então quem lhe mandou ir para o Gabão para participar na cerimônia de tomada de posse do Sr. Ally Bongo?
    E segundo se sabe que as ordens foram determinante. Nestes termos o Sr. tem que ir o avião está a chegar.
    O Sr. EC saiu sem autorização da Assembleia Nacional. As escondidas. Primeiro acto.Vamos vero qu vem por aí.
    Para qdo a Assembleia? Depois ou antes da remodelação Governamental?

  19. img
    Zemé Responder

    Cada dia que passa o país afunda mais em vez de melhorar. Onde vamos parar é que eu não sei. Tristeza Muito.

  20. img
    vela Responder

    S.r paprice trovoada é um bom sacana ele prometeu tanto no fundo nada .cada vez mas miserável não sei gue será a vida dos nossos jovem em s.tomé e prinçipe neste país sé continua assim estamos mal .

  21. img
    Rui Dortenelle dos Santos Responder

    Vela, Não sabias? Este povo na sua grande maioria, por ser ignorante, pobre e até por necessidade agindo como uma puta caiu nas lábias do Patrice. E agora vão ver.
    Vão comer pão que Diabo Ammassou.
    É pena que o Abilio Neto, o Gete Moniz e outros não se encontram cá para ajudar-nos com esta bosta toda.
    Por isso é que para mim, a Diáspora nunca devia votar nas Legislativas. Presidênciais sim, uma vez que é a escolha de alguém suprapartidário, embora em STP isto não acontece.

Deixe um comentario

*