00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Porquê que eu vim estudar na Rússia ?

МИНИСТЕРСТВО ОБРАЗОВАНИЯ РОССИЙСКОЙ ФЕДЕРАЦИИ

Ministerio da Educacão da Federacão Russa

 

РОССИЙСКИЙУНИВЕРСИТЕТДРУЖБЫНАРОДОВ

Universidade Russa de Amizade entre os Povos                         

                          Факультет-«Филологический»

                              Faculdade-«Filologia»

 

                Кафедра-«Интегрированных Коммуникаций»

                  Departamento-«Integracao de Comunicacao»

                  Работапопратике-«Trabalho Pratico»

 

                           Студент 1 курса Гр-фсб 13:Де Ассунсау Жозе Лайме

   Estudante 1 curso grupo-fsb:13 Laime de Assuncao Jose

    Студ.билет -1032145571

                                                                                 CartaoEstudantil-1032145571

                                                                     Страна:Сан-Томе и Принсипи

                                                                                      Pais: Sao Tome e Principe

МоскваОктябрь2016

Moscovo Outubro de 2016

RUSSIAN PEOPLES FRIENDSHIP UNIVERSITY«RUDN»

Historia porquê que eu vim estudar na Russia        

Chamo-me Laime de Assuncao Jose, nascido em dezasseis de Novembro de 1991 na cidade de Sao Tome. Nasci numa familia pobre e numerosa e de poucos recursos economicos e financeiros,obrigando desta forma a minha mae a trabalhar forcadamete para sustentar a familia,uma vez que a mesma nao tinha qualquer apoio do marido ou do Estado Santomense.

Contudo, encontro-me a viver e a  estudar na Russia«moscovo» mas concretamente na Universidade Russa de Amizade entre os povos no segundo ano do curso de publicidade e relacoes publicas.

Todavia, a vida  estudantil em moscovo como em qualquer  parte de mundo e muito deficil em detrimento da situacao politica, economica,financeira,social bem como climatica do pais,por conseguinte, a Russia«moscovo»nao foge a regra.

Eu vim para Russia aproximadamente a  dois anos atraz concretamnete em 12 de Novembro de 2014 com o objectivo de dar continuidade aos meus estudos.No entanto, apos minha chegada na russia sobretudo em moscovo posso dizer que a primeira vez que pisei no territorio russo por um lado foi muito extranho ,uma vez que fazia muito frio e eu nao possuia nenhum casaco de frio e tinha muitas dificuldades em respirar obrigando-me a entrar rapidamente no carro.Contudo,o primeiro dia e os dias seguintes foram muitos deficeis uma vez que na epoca nao sabia nem dizer um« ola» em russo e tudo era muito estressante « as pessoas e os comandantes dos blocos,os vizinhos dos quartos bem como viver tres ou quatro nos quartos, as consultas de clinicas bem como os primeiros dias semanas e meses de faculdade de lingua russa».

Por outro lado, havia muitas coisas interessante como pela primeira vez na vida tinha vido a neve a cair proporcionado o gelo algo que no meu Pais nao se ve,por conseguinte, a outra coisa era a famosa praca vermelha que sempre um dia queria conhecer assim como  os museus russos.

Todavia, acho que a minha vida como estudante em moscovo e muito boa mesmo apesar das deficuldades financeiras que enfrento  assim como na universidade devido a lingua russa.

Contudo,penso que a Russia e um bom Pais para viver e aprender e ainda considero que pra quem quer aproveitar em termos de educacao assim como na  outras areas penso que a russia tem muito a oferecer.

Certamente que o ingresso de qualquer aluno numa  universidade e um processo bastante dificil em detrimento de factores economico e financeiro que em determinado sentido condiciona o mesmo. No entanto, falando especificamente ao meu respeito posso dizer que, a minha vida como estudante no meu Pais era muito deficil pra mim bem como para os meus familiares sobretudo a minha mae que arcava com todas as consequencias e despesas da universidade.Por conseguinte, em determinado momento da minha vida sentia muito mal com isso, uma vez que a minha mae ja era uma mulher com um  pouco de idade avancada.

Entretanto, muitas vezes tinha esperanca que depois do termino do meu curso profissional na area de tecnico de servicos juridicos na escola profissional de Agua-Grande em Sao Tome e Principe, acreditava que poderia encontrar um emprego na referida area e poder prosseguir meus estudos na Universidade Publica de Sao Tome e Principe,podendo desta forma assumir todas as minhas despesas universitarias e desta forma  livrar os meus familiares inclusive a minha mae destes gastos ,mas contudo, nao foi isso que aconteceu.Nesta optica e de ressalvar que muitas vezes tambem concorri  para conseguir a bolsa interna do Estado para que eles pudessem assumir as minhas despesas universitarias,mas nunca cheguei a ser selecionado nestas bolsas internas.

Nesta ordem de ideia, digo que por etes e outros motivos,inclusive o motivo financeiro decidi entao concorrer para bolsas externas, uma vez que tambem fiz parte de elenco dos alunos que tinham terminado o curso com uma media superior a quinze valores. Neste sentido, posso salientar que concorri  a bolsas de estudos nomeadamente pra Russia,Portugal,Franca e Morrocos bem como concorri pra vagas de bolsas pra  Brasil no sentido de sair de Sao Tome e Principe.

Por conseguinte, posso dizer que entre todos esses paises que concorri pra prosseguir os meus estudo superiores,desejava mesmo estudar num pais de lingua extrangeira como a Russia, Franca ou Morrocos, uma vez que queria experimentar algo de novo estudando numa  lingua extrangeira.Felizmente ou infelizmente foi selecionado pra estudar numa das potenciais mundiais como a Russia e numa das melhores universidades da Federacao da Russia bem como ao nivel mundial «UniversidadeRussa de Amizade entre os Povos (RUDN)».

23 de Outubro de 2016

Autor :Laime de Assuncao Jose

Residencia:Moscovo«Russia»

Tel:+79663359444

 

  1. img
    Guida Gostosa Responder

    Li do princípio ao fim, mas não percebi o propósito do autor do texto em escrevê-lo!

    • img
      Seabraseabra Responder

      …o texto não é para “perceber-se”,mas sim para se compreender. Só sendo e estando de má fé,é que não entendemos o objetivo do autor…portanto é simples e transparente !

  2. img
    não entendendo Responder

    Quis focar alguma coisa?

    • img
      Seabraseabra Responder

      “Não Entendendo” (agente anônimo)
      é finalmente você que vem,fazer comentário sobre os outros ? É você quem vem jogar o papel de àrbitro e de doador de lição? Depois de ter feito um breve comentário tendencioso,que contribuiu à pôr óleo no lume?! Eu,pôr acaso nem tinha visto…acabo de vê-lo.
      Eis porque pedi ao A. Veiga de preservar” precisamente”,esta troca de corriel,porque há gente “malandra e oportunista”,que. Vira a casaca,segundo o seu interesse. Temos o caso do “Não Entendo”,que ao fazer o último comentário,fez-se de esquecido,ou mesmo,”não existência” no 1o….eis uma má fe,em.flagrante delito.
      Leia este proverbio “malandro que é malandro,não muda de esquina”.

  3. img
    Juel Trindade Responder

    Parabéns, irmão. não só a ti mais como também aos demais estudantes estrangeiros com histórias de vida como a sua, saúde, paz e sucesso são os meus votos. a luta continua.

  4. img
    João Neto Responder

    Vai cortar cabelo jovem.
    Andas na Universidade e escreves essa m*rda de texto.
    Sem vergonha

    • img
      Seabraseabra Responder

      …J.Neto,o seu “infeliz”argumento,não merecia publicação,porque é agressivo e grosseira (aquilo que você é,certamente). Que mal fez-lhe o jovem estudante? O artigo escrito por ele,é muito interessante,e dá uma idéia da vida de um estudante no estrangeira,em ocorrência,na Rússia. Trata-se do principio de um lindo romance,que poderá ter como titulo “eu estudante saotomense de diploma vermelho russo”…ele começou bem.
      Li e apreciei. Compreendi a boa intenção dele de querer partilhar a sua jovem experiência. Felicito a mae deste jovem,porque ela tem mérito…pela mesma ocasião,felicito a todas as MÃES que lutam para a boa educacao dos filhos . Elas merecem respeito.
      O estudante que evocou e engrandeceu esta mae,BRAVO…que Deus lhe guie e lhe abençôe abundantemente.
      Você tem um bom “look”,um estilo unico…fica-lhe o seu cabelo e não o corte.
      Boa sorte e sucesso nos estudos,futuro grande Homem de Estado.

      • img
        MIGBAI Responder

        Por favor criatura “SEABRA”
        Então o nosso jovem tem um bom “LOOK”, um estilo único???
        O cabelo fica-lhe bem, e ainda por cima já o considera um futuro grande Homem de Estado.
        Santa paciência para aturar o “seabra” com as suas observações medíocres direi mesmo patéticas.
        Criatura “Seabra”, o nosso jovem está num país estrangeiro, e se, ser preto na Russia já é sinónimo de macaco, imagine-se agora se os nossos jovens não utilizam no seu dia a dia um aspeto limpo e asseado, em conformidade com uma aceitação de nível das suas populações, respeitando os seus usos e costumes.
        Eu conheço o racismo dos russos, e quem lá viveu também o conhece muito bem.
        Os nossos jovens têm que primar pela elegância, asseio, pela altives de comportamentos, e sempre de acordo com os conceitos vivenciais dos países onde se encontram a estudar ou a trabalhar.
        Não podemos ir viver para países estrangeiros e julgarmos que somos superiores ao ponto de continuarmos a vestir-nos e a apresentar á sociedade como se ainda estivéssemos a viver nas roças.
        João Neto, o senhor tem razão sim, este jovem que se mostre mais aprumado no seu dia a dia enquanto viver num pais estrangeiro, pois só dignifica o seu povo e país.
        Agora e para terminar, considerar este nosso jovem, já um futuro Homem de Estado, é caso para dizer deixa-me rir com mais uma patetice do “Seabra”.
        Este jovem como tantos outros que se encontram ou que já estiveram no estrangeiro a formar-se, terá que provar muita coisa, e pelo que aqui apresentou, e o aspeto com que o faz, acredito que será mais um funcionário de mão estendia á procura do suborno.
        Mas a criatura “Seabra” sempre teve umas intervenções pouco dignificantes e no meu arquivo encontrei este meu comentário em resposta a uma comentário do “Seabra”
        Vou partilhar convosco, embora seja um comentário rude de mais, mas que mesmo assim não fez efeito perante esta criatura.
        Então aqui vai:
        Meu caro e desprezível “seabra”.
        Efetivamente você não mede minimamente as suas palavras, e não é de estranhar, pois você deve ser diminuído intelectualmente.
        Em vários comentários seus ao longo destes tempos, é possível ver a sua negritude de ideias, o seu racismo tipificado num nacionalismo estupido e desgovernado.
        STP nunca irá para a frente enquanto coisas como o “seabra” andarem a vegetar nesta terra que os Deuses fizeram questão de criar.
        Não o vou qualificar como animal racional, mas sim como uma mera coisa acéfala, acraniana e doentia.
        Grunhe o “seabra” o seguinte: “nao creio que os demais partidos politicos , intelectuais saotomenses e a populaçao , vao admitir uma presença estrangeira, para imiscuir nos problemas internos de STP…afinal, o pais é independente e livre, suficientemente capaz e responsàvel para decidir do seu futuro, de resolver a situaçao politica, economica, social , a nivel nacional sem que haja a intervençao de estrangeiros.”
        Desgraçado sejas para sempre, coisa do demónio, pois nem reconheces minimamente que são os estrangeiros que ainda vão mantendo esta terra com algum oxigénio.
        Se não fossem os apoios alimentares, financeiros, sociais, educacionais e militares dos estrangeiros, e tu estarias a ser observado como um primata num laboratório qualquer na procura de um tratamento.
        É doentio ler o que escreves, seu racista tacanho!
        Quem és tu para vir chamar os intelectuais para serem contra os estrangeiros, quando são os estrangeiros que lutam para manterem esta terra com alguma dignidade?
        Deves ter pertencido á Cívica, que fez questão de destruir STP.
        Vai morrer longe alma do diabo!

        • img
          Kúassa - kúassa Responder

          Guerra entre Seabra e MIGBAI: fôgô quemá mú món!

        • img
          Vexado Responder

          Stp não evolui por causa do preconceito. Se o jovem sente se bem com o seu estilo faz lhe bem usar.
          Certas pessoas deixaram o tempo passar ou viveu juventude espremida e quer que o outro viva o mesmo que passou.

          Só um ordinário como MIGBAi exprime as suas vaidades.
          Quem estudou no estrangeiro e passou dificuldade entende o desafio que o jovem tem pela frente.
          Ignorante MIGBAI, o jovem até deixou o seu contacto. Imagine se o seu filho for ali parar? Quem ias contactar para ter a mínima informação? Aproveite e pede para enviar uma peça de carro lada, e para aqueles camiões russos ca do país.
          Migbai atrasado

        • img
          Pumbú Responder

          Amigo, Você Pensa nos modldes do século XVIII??? Que descriminação!!!
          O que tem a ver o cabelo (penteado) do estudante com a futura carreira profissional dele? Você preferia ver foto de um estudante careca?

  5. img
    Seabraseabra Responder

    MigBai,já só pelo seu nome “anônimo”,diz tudo sobre que você pode ser,um imbecil nato,ordinário,estúpido,sem o mínimo de educacao…aliás,responde-lo é perder o meu tempo,é acorda-Lo uma atenção,que você não merece,criaturinha reles,complexada e frustrada. Enfim!
    Apenas pelo respeito e consideracao que tenho dos internautas e do criador do site,que tomo o tempo para responder…e,sobretudo pela digna Mãe,do jovem em questão que escreveu o artigo.
    Antes de você criticar,condenar e ensinar este jovem estudante que postura deve ele ter no estrangeiro( segundo o seu gosto),ocupe-se de ir criticar,denunciar a catastrófica situação politica,a decadência,a fome,a miséria ,a corrupcao,a má conduta e direção dos dirigentes políticos em STP. Não é este jovem,que vai mudar imagem do país no exterior,mas sim os responsaveis políticos,o governo… pare de tentar tapar o céu com as maos…o seu discurso disparatento é uma distração para afogar o verdadeiro problema de STP,querendo atribuir a responsabilidade da péssima reputacao de STP,ao jovem estudante… É baixaria,cara! STP não precisa deste jovem,para contribuir a difamar o país,o indecente governo Trovoada, fã-Lo muito bem.
    Enfim! Quanto ao resto,nem estou aí para lhe responder…em condições normais,nem um “a”,o dirigeria,se o fiz,repito,é para reconsiderar as Mães Maravilha,que merecem respeito,pelo sacrifício que tiveram para educar os filhos sozinhas,pois que homens da sua laia,só sabem é “sacudir as suas frustracoes numa mulher e depois bazam ,sem assumir o rebento,e depois querem vir fazer moral,dar lição aos filhos alheios,ora que são incapazes de educar os deles…é certamente o seu caso Migbai”couilles molles”.
    Allez,sans rancune,super CONNARD!

  6. img
    seabra Responder

    Ah,Maigbai,acredite-me que nunca me apercebi de si ou dos seus pobres e rancorosos comentários,recheados de ódio e frustração…você mesmo reconhece o quanto é rude o seu modo bruto e selvagem de ser… pobre criatura que lhe suporto na vida (se é que tem alguma presenca feminina,PD va).

  7. img
    Maria de Fatima Santos Responder

    Parebenizo o jovem pelo valor dado à sua mae! Por ter dado tanto valor ao seu esforço teve boas notas no liceu. Por ter dado tanto valor ao seu esforco fez várias tentativas para estudar internamente e assim aliviar o seu fardo. Por ter dado tanto valor à sua mae lembra-se dela mesmo longe e eleva-a na sua mensagem. Grande jovem e futuro homem. Nao interessa o cabelo que tem, os erros de escrita que fez. Valeu a mensagem! Boa sorte nos estudos, na vida na Rússia que nao é fácil (mas vale a pena), e no em tudo no seu futuro!

  8. img
    naide Responder

    Laymer Deus te proteje e te abencoe. Sentiste vontade de partilhar uma historia que eu bem conheco so posso te parabenizar pela coragem e parabenizar a grande mae que aqui esaltas pois elas quando querem fazer de filho um homem conseguem. Quanto ao teu cabelo nao muda nada tas ai Lindo assim. A um ditado que se diz quem desdenha quer comprar os recalcados reclamam pk nao tiveram coragem de o fazer. Fica bem meu Bro Deus Com tigo

  9. img
    nay .Ponte Responder

    Laymer Deus te proteje e te abencoe. Sentiste vontade de partilhar uma historia que eu bem conheco so posso te parabenizar pela coragem e parabenizar a grande mae que aqui esaltas pois elas quando querem fazer de filho um homem conseguem. Quanto ao teu cabelo nao muda nada tas ai Lindo assim. A um ditado que se diz quem desdenha quer comprar os recalcados reclamam pk nao tiveram coragem de o fazer. Fica bem meu Bro Deus Com tigo

  10. img
    Não entendendo Responder

    Não se entende o porquê de tanta ferocidade nas comunicações quando o propósito poderia ser de contribuir para o crescimento através da troca de impressões. Qual é o contributo das agressões verbais praticadas neste espaço?
    O jovem articulista deve ser enaltecido pela valorização do sacrifício da mãe. Se todos os jovens tiverem reconhecerem o sofrimento da mãe sem ajuda do pai para lhes colocar onde estão, teremos amanhã homens com qualidade para assumirem o seu papel de educador dos filhos de modo a reduzirmos a nossa miséria mental e, em consequência, as outras misérias
    Se o Laime quis dizer isto, devia fixar a mensagem e desenvolver as ideias neste sentido. Quanto não precisa o país desse assunto em debate! Mas o texto acabou por parecer uma divagação parecendo que alguém quis falar sem decidir o que ia dizer. Nem o título foi respeitado. Se formos construtivos nas críticas o jovem poderá ter melhores regressos ao jornal.
    Não foi construtivo o Seabraseabra colocar o Laime em patamares de sonho com um texto destes sem o ajudar a reconhecer em o que poderia melhorar. O João Neto somente agrediu sem explicação. O MIGBAI foi um caso a parte: focou vários pormenores que podem ser correctamente discutidos, mas fez da agressividade o modo de estar. Assim, MIGBAI, as pessoas procuram fugir em vez de entender as verdadeiras mensagens nas suas palavras.
    Resumindo: O jovem articulista que tocou também num ponto que pode mudar o país, deve se cingir a o que for importante. Às vezes é preciso perguntar: “qual é o interesse para os outros naquilo que vou dizer?” Como o poderei dizer de forma que suscite interesse?
    Quanto às aparências do jovem, podemos reflectir.
    O escritor Aquilino Ribeiro no romance ”Quando os Lobos Uivam” afirmou numa passagem que “a boa aparência é sucesso garantido num meio atrasado.”Terá razão?
    Preferimos um médico vestido de ganga e calçado com umas socas a se preocupar com investigações para melhorar os cuidados aos utentes e à humanidade em vez de se preocupar com o corte perfeito do cabelo ou preferimos um todo penteadinho de gravata que só passeia arrogância e incompetência?
    Se o articulista for um aluno dedicado e que saiba ter atitudes cordiais, não será respeitado com o seu visual? Ao se tornar investigador de renome o seu cabelo não poderá tornar uma referência da moda que enaltecerá a própria raça negra?
    Talvez tenhamos que discutir “o ser”, “o ter” e “o parecer.” Antes disso, esqueçamos a agressividade nas nossas comunicações e sejamos mais construtivos

    • img
      seabra Responder

      “Não Entendendo”,foram precisos vários comentários,para enfim,você compreender o objetivo da mensagem “reconhecimento”à mãe dela (através ela todas as outras mães coragem). Logo à 1a leitura. a mensagem é clara. Ora que você diz o que quis o jovem “evocar”.
      Se houve coisa que ele não cometeu no texto foi “divagação”,como você pretende.
      A segunda mensagem,sublinha as dificuldades de um estudante bolseiro no estrangeiro (em questão a Rússia).
      Agora,sou eu que não compreendo,qual é a sua intenção no seu último comentario?

  11. img
    Seabraseabra Responder

    Abel Veiga,venho pedi-lo um grande favor. Queira guardar esta troca de conversa e principalmente,o texto do jovem estudante enviado da Rússia.
    Aposto, que dentro de alguns anos,ainda há-de se falar deste jovem,que terá um cargo de destaque em STP. Aí,veremos as” carochas”,dos J.Neto e do MaiGbai,que insultaram o jovem em questão…e garanto que estes dois imbecis, irão seguramente virar a casaca,esquecendo ou fazendo esquecidos dos insultos de runheza que fizeram sobre ele (texto,look,mãe….).
    Neste momento,vindouro,lembrar-lhes-ei do como trataram o jovem.
    Gente de má indola…

  12. img
    seabra Responder

    …satisfaz-me,enormemente,de ler todas estas boas e positivas reações.
    Estamos na boa via : a de apoiar o jovem,a de reconhecer esta mãe coragem (as mães maravilha),que nos dão os grandes homens,as grandes Nações. Pouco importa se apreciamos ou não os looks. Exemplo do Einstein,que até hoje temos como imagem uma”cabeleira” branca,com um dedo a enrolar o cabelo,temos também o exemplo dos apóstolos e mesmo de Jesus. O look,não impede a nenhum homem de ser inteligente e capaz…já os tacanhos,os ditadores,podem e têm como objetivo,impedir tudo que é criatividade,inspiração.
    Adelante! Ignoremos os pobres de espírito,nada de bom dão na sociedade.

  13. img
    seabra Responder

    “Não Entendo”,é difícil comunicar com um anônimo.
    Creio que você não compreendeu bem o meu argumento. Não dei nenhum falso sonho ao jovem,porque ele é suficientemente adulto e inteligente, para interpretar o meu propósito. A minha atitude chama-se “Apoio,Encorajamento,Motivacao,Reconhecimento…”,tudo menos ilusao.
    Quantos ao estilo e fórmula escrita,é compreensiva,tem idéias ricas,exprime-se bem…o resto,é menos importante. A mensagem dele é excelente,porque suscita emoção quando se lê,quando fala da Mãe,é um autêntico poema de declaracao de amor e de reconhecimento. O escrito dele toca à sensibilidade .
    ( por ter um doutoramento em ciencias da linguagem,posso confirmar).

    • img
      Não entendendo Responder

      Não entendo a dificuldade em entender a mensagem e comunicar se a diferença é só dizer se me chamo Américo ou José. Como era só para uma pequena chamada de atenção, não achei necessário afirmar-me com o nome próprio.Quanto à interpretação que fez da palavra sonho… Quando se diz que um jogador de futebol fez uma exibição de sonho não se lhe está a dar um falso sonho está-se a qualificar a exibição como sendo de qualidade elevada. Ao dizer que colocou o Laime num patamar de sonho, era dizer que lhe atribuiu o nível demasiado alto de qualidades quando o texto que ele fez com boa fé (a boa fé que deve ser estimulada entre os jovens) não chegou a provocar discussões com enfoque no tema. Só si viram querelas menos dignificantes entre os comentadores que se quiseram manifestar.
      Seabra, continue a encorajar no bom sentido que isto é o melhor que o ser humano tem para dar. Ajude também dizendo aspectos específicos em que cada um possa melhorar sempre que isso estiver ao seu alcance.
      Grande abraço, ó SANTOMENSE meu irmão.

  14. img
    Seabraseabra Responder

    “Não Entendendo”,com o seu afirmação (termo inapropriado para o contexto em questao),da sua verdadeira identidade,constato que você tem um perfil de “oportunista”,de intriguista (pôr uns contra os outros)…eis porque razão não se manifesta com a sua verdadeira identidade. É só por isso!
    Você quer dar lição,de como se deve exprimir por escrito,ora que você mesmo não se sente à vontade no domínio.” Si” nós todos que escrevemos mediocremente,com êrros e estilo defeituoso,como podemos subir no *estribo de querer emendar os outros.
    Sê humilde,honesto,sério e assume o seu jeito -de ser,tentando corrigir-se.
    Respondi-lhe a todos os seus comentários de “malandro”…não mude de esquina “si”.

  15. img
    não entendendo Responder

    Desculpe, caro Seabra. Não o entendo. Quero por uns contra os outros quando o Seabra já estava tanto contra o MIGBAI? Depois de dizer que não acho bem esse tipo de guerras, sou eu quero uns contra os outros? Qualquer que seja o seu comentário, vou evitar voltar a responder porque eu só falo para entender com os outros e aprender. Mas, consigo não estou a conseguir.

  16. img
    Seabraseabra Responder

    ” Não Entendendo”,é lamentavel a sua má fé e por cima com “boca rija de profiador”…engane-se a si mesmo,mas não tome os demais por imbecis, por esmola!
    Você é tão idiota,a ponto de ser incapaz de entender como funciona um debate,ou seja uma troca de impressões…para dar o exemplo do fulano agressivo,que foi verbalmente violento e grosseiro com o estudante,é porque nada seguiu. Respondi ao jovem,para apoiá-lo,por ter compreendido a mensagem e a boa intencao dele. Há-de notar,que não dei a minha opinião sem mais ….dentro do contexto. A criaturinha,é que veio disparar o seu ódio,o mal estar, frustração “i tutti cuanti” de negativo. Eu respondi sobre o mesmo tom…não fui eu quem começou,porque tanto você como a criaturinha,foram voces que dirigiram em primeiro os vossos venenos contra mim…mas eu não levo desaforo pra casa. Comigo é tiro e queda. Não perco pela demora.
    Estimo ter respondido,suficientemente,sobre este assunto…..porque aprecio os filhos que reconhecem o valor das mães,porque admiro as mães que sacrificam e dão uma boa educação aos filhos….isto,sem a presença do pai . É louvável e nobre.
    Eis porque achei bom tomar o meu tempo para esclarecer as mentes “ferozes e ingratas”.
    Dou por encerrado este assunto,definitivamente.
    Boa continuação Mães Maravilha,
    Bênçãos abundantes aos bons filhos ! Sucesso nos seus estudos,jovem Sãotomense,nas terras Russa.
    Bom domingo a todos .

Deixe um comentario

*