00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

O Sacrifício

Patrice Trovoada decidiu que os Santomenses deveriam fazer, a partir de agora, alguns sacrifícios, tendo em conta a situação difícil, que o país atravessa, momentaneamente. Todavia, qualquer cidadão minimamente informado, sem quaisquer atributos de vidente ou especialização em economês, poderia antecipar este quadro negro que o país viverá no futuro, tendo em conta o percurso medonho que o país fez, sobretudo, nos últimos dois anos.

Não sendo economista, nem de perto nem de longe, fui alertando, em vários artigos de opinião, para as consequências do caminho de aventura que o país decidiu trilhar sob aplausos e encorajamentos de muitos supostos analistas, comentadores e economistas encartados, derretidos que estavam, como cera no fogo, perante a imagem implacável e sedutora do Messias.

A contratação em massa, de apaniguados, para a administração pública, pagos a peso de ouro, passando pela construção de “campos de futebol”, em todos os distritos do país, que hoje se encontram praticamente abandonados, até o cortejo do célebre orçamento do cidadão e outras maravilhas messiânicas, como, por exemplo, o empréstimo sigiloso de 30 milhões de dólares, que ninguém sabe, até hoje, para que serve, contribuiriam, cumulativamente, para a situação presente do país. O único resultado desta autêntica aventura foi a consolidação, no país, do poder absoluto por parte do ADI. Evaristo de Carvalho foi, neste contexto, sem culpa própria, muito provavelmente, o presidente mais “caro”, para o tesouro público, em toda a história do país.

Tudo isto, para um país que não produz quase nada, com uma economia frágil e que sobrevive através de doações e empréstimos, foi uma autêntica aventura. O resultado chegou agora e obrigou o senhor primeiro-ministro a dizer o que disse relativamente ao sintoma de crise e sacrifícios que, segundo as suas palavras, o povo terá que fazer proximamente.

Segundo o próprio: <… a situação está difícil, algumas contribuições dos nossos parceiros falharam, e saímos de um período eleitoral relativamente longo…>. Posteriormente afirmou que <…o importante é que a situação está controlada. Temos um programa com o FMI, estamos a ser seguidos e controlados e não há razões para pânico...>. Por fim rematou que <…vamos tentar ultrapassar esta fase difícil dentro de 1 a 2 meses…>

Só vejo enigmas nestas expressões utilizadas pelo senhor primeiro-ministro, Patrice Trovoada, para pedir sacrifícios aos Santomenses e, como cidadão, gostaria de ser profundamente bem informado pelo meu governo mediante uma situação tão séria como esta. Esta não é uma situação privilegiada para truques, enigmas ou jactâncias comunicacionais.

Em primeiro lugar, se a situação em causa tem âmbito restrito, relacionado com contribuições pontuais dos nossos tradicionais parceiros que, no entanto, falharam, e decorrem, também, de um longo processo eleitoral que o país atravessou, não percebo a sua associação avulsa e descontextualizada, com uma hipotética intervenção por parte do FMI no país cujo âmbito requereria uma ambição mais estrutural.

Em segundo lugar, se o problema em causa implica a intervenção do FMI, tendo como suporte a resolução de um problema estrutural, como é que o âmbito da sua resolução pode ser de 1 a 2 meses?  O povo vai ter que fazer sacrifícios durante 1 a 2 meses? Ou, ao contrário, após a resolução do problema, em 1 a 2meses, o povo fará sacrifícios posteriores?

Como cidadão, assusta-me a leveza, a irresponsabilidade e caricaturismo com que o senhor primeiro-ministro aborda questões tão importantes para o futuro do país comprometedor das condições de vida de milhares de pessoas na nossa terra.

Onde estão os resultados fabulosos de STP in London 2015 que iriam contribuir para a transformação radical da história económica do país e mobilizar financiamentos que pudessem contribuir para salvaguardar as atuais fragilidades do país? Saltámos, rapidamente, de um sucesso estrondoso e tantas vezes verbalizado, por parte do senhor primeiro-ministro e seus colaboradores, relacionado com a mobilização de financiamento estrangeiro para o desenvolvimento de uma agenda de transformação de S.Tomé e Príncipe, no âmbito de STP in London 2015, para o pedido de ajuda ao FMI  e consequente sacrifício do povo. É obra!

O mais absurdo, contudo, é que alguns analistas e defensores desta carneirada irresponsável já vieram ao terreiro absorver o senhor primeiro-ministro afirmando que este tem toda a razão porque os problemas relacionados com o hipotético sacrifico que os Santomenses têm que fazer estão relacionados com as taxas de juro norte-americanas e do Banco Central Europeu e, até, do Brexit, decorrentes da exposição e vulnerabilidade do país aos choques em causa. Todavia, fica esta questão: se o nosso problema é, de facto, este, como poderá ser resolúvel durante 1 a 2 meses?

É caso para dizer: com amigos destes, o senhor primeiro-ministro não precisa de oposição nenhuma.

Adelino Cardoso Cassandra

Notícias relacionadas

  1. img
    Levê Levê Responder

    Fantástico senhor Adelino Cardoso. O meu muito obrigado. Sinceramente muito obrigado.

    • img
      Joana Cassandra Responder

      A tarefa de governar faz-se, cada dia, mais complexa e difícil. Conduzir uma nação, só o pode e deve fazer quem seja capaz de tudo pela felicidade comum.
      A ninguém é permitido descrer da grandeza futura de São Tomé e Príncipe. Deixem o Patrice Trovoada Trabalhar ele esta no caminho certo.
      Se havia alguém com coragem a Governar durante os anos que os camaradas andaram no poder esse pais estava com cara levantada e os comentadores portugueses não faziam estes comentadores tristes sobre a CPLP e nem tão pouco subestimariam o papel de São Tomé e Príncipe.

      • img
        Maria de Fátima Santos Responder

        Cruzes credo!!!

  2. img
    luisó Responder

    Sem tirar nem por, assim é.
    Esta crise que agora “chega” ás ilhas não vai sair tão depressa.
    Isto será o principio do fim. Já o disse aqui várias vezes não é só hoje.
    41 anos passaram. Para além das obras dos parceiros socialistas (assembleia, miramar, etc) nada mais se fez. O País não tem estruturas bases, não tem classe dirigente, não tem funcionários públicos, não tem regras, não tem empresariado, não tem….
    Infelizmente não vejo futuro e como disse esta crise, que estava aos olhos de todos, veio para ficar por muito tempo ou para sempre.

  3. img
    Veloso Neto Responder

    Meus conterrâneos. Não acreditem na falâcia deste homem. O barco está-se a afundar.Os graves erros de gestão macroeconómica cometidos , vão nos custar anos, senão décadas de sacrifício.Dois(2) meses, estão lucos ou quê?
    Primeiro FMI não dá dinheiro? O dinheiro da UE é para financiar projectos de agua e agricultura, uns 2/3 milhões, o de Banco Mundial é para devolver ao Banco Central, uma vez que já foi comido.
    Então como Mecias? Como é que os importadores vão abastecer o mercado para o fim do ano?
    O arroz já não existe. Como é papa?

  4. img
    Gita Responder

    Ninguém percebeu o que é que o Patrice Trovoada quis dizer. O homem está atrapalhado, tem dificuldades a expressar-se, não consegue fazer um discurso coerente que toda a gente percebe e é um mentiroso compulsivo. É isto que infelizmente temos neste momento cá em S.Tomé e Príncipe. Muito triste mesmo. Depois de tantas promessas vamos acabar em sacrifícios para o povo.

  5. img
    General na Reserva Responder

    Não se preocupem que o sacrifício só é entre 1 a 2 meses. Palavras do senhor primeiro-ministro.
    Fui

  6. img
    Poder Absoluto, Ditadura do ADI... Responder

    O problema de Patrice Trovoada, tem haver segundo uma fonte, não querer eleições automáticas e regional no próximo ano. Por tanto vem falar da crise para depois justifiar a não realização das eleições de acordo com a Lei. Um aviso nada que PT faz é inocente, esse indevido é muito perigoso. Vão ver de o que estou a dizer se vai ou não aconter. Homem é a pior praga que nos bateu a porta.

    Esss anúncio é estratégico! Cuidado

  7. img
    Teresa francisco de Jesus Responder

    Meu caro amigo Cassandra, o Patrice uma vez mais está brincando e enganando este povo, que por sinal até merece por ser um povo irresponsável. Informações credíveis que tenho de um alto funcionário das finanças do estado é que mesmo que o governo consiga mobilizar hoje 100 milhões de dólares a situação do país não melhorará muito. Tudo porque o estado tem uma divida publica muito alta provocada pelo populismo e ignorância do governo, particularmente do seu chefe Sr. Patrice Trovoada.

  8. img
    Sum José Responder

    Kidalêo Patrice Trovoada! Kidalêo Sum Patrice!!!! Credo! Credo! Credo! Diabo leva o senhor para o inferno.

  9. img
    Martelo da Justiça Responder

    Eu continuo a afirmar que, depois da maioria absoluta, depois da eleição fraudulenta de Evaristo de Carvalho a Presidência da Republica, depois da saída da cena politica de Manuel Pinto da Costa e depois do silenciamento dos partidos da oposição, o Primeiro Ministro Patrice Trovoada perdeu todos os argumentos com que justificava a sua incompetência para resolver os problemas do Pais.
    Isto de pensar que governar um Pais como São Tomé e Príncipe significa excluir todos aqueles que não estão de acordo com o rumo que o Pais está a tomar por mero interesse pessoal ou de grupo, o Primeiro Ministro enganou-se redondamente. Vê-se mesmo que ele conhece muito mal São Tomé e Príncipe.
    É verdade que os outros muito pouco fizeram, mas o Patrice Trovoada teve a vantagem de beneficiar dos erros por eles cometidos anteriormente e não fazer o pior como tem acontecido. Por isso é que eles foram penalizados nas urnas. Por isso, Senhor Primeiro Ministro, cumpra tudo aquilo que nos prometeu na campanha e deixa dessas conversas de “sacrifício” porque não vi esta palavra no seu Manifesto Eleitoral. Bem haja!

  10. img
    Martelo da Justiça Responder

    Eu não compreendo algumas vaidades do Senhor Primeiro ministro Patrice Trovoada num pais pobre como São Tomé e Príncipe. Estou de acordo que o Presidente da Republica como o mais alto Magistrado da Nação tenha que ter um Ajudante de Campo. Mas já não concordo que o Primeiro Ministro o tenha. Acho que é mais despesa desnecessária para erário público. Se não estou no erro, nenhum Primeiro Ministro dos muitos que tivemos na nossa República teve essa necessidade, porque será agora que o Pais está em dificuldades??Por favor, quem de direito. talvez a Assembleia Nacional, acabem com essa e outras vaidades desse Primeiro Ministro, fazendo legislações para o efeito.

  11. img
    Feira de Ponto Responder

    Grande aldrabão e mentiroso. Como é que querem que lá fora nos possam respeitar com este tipo de dirigentes.

  12. img
    Parabéns Dra Maria do Carmo Silveira, filha digna de São Tomé e Príncipe Responder

    Julgo poder falar em nome de todos que consigo privaram ou trabalharam e apreciam sua personalidade e capacidade de trabalho. Estou encantada com a boa nova da sua escolha para secretariar a CPLP. Um orgulho para todos os santomenses. Muitas felicidades para si Dra Maria. Leve longe o nome de São Tomé e Príncipe.

    • img
      seabra Responder

      Quanto lhe custou tal comentàrio?
      Foi paga em DBRAS ou em DOLARS?
      Força! Vender STP por uns tostoes é simplesmente “chic”!!!

  13. img
    STP Alerta Responder

    Os salários do mês de Outubro em muitas instituições ainda não foram pagas, algumas fizeram emprestimos nos bancos, outras estão a pagar salários a 50%, outras não pagam segurança social ha anos. Estamos fodidos, 13º deste ano vai estar comprometido, povo temos que ter sr. PT no Parlamento para ir explicar sem complicar a situação do País.Homem está a contar com dinheiro dos doadores para pagar salários, onde é que vamos parar? as delegações (Presidente da República, Presidente da Assembleia e Primeiro Ministro) estão no exterior com balurdios e o zé povinho faz sacrifícios.
    A maioria absoluta não é solução para STP, mas sim visão estratégica de desenvolvimento e por em prática. ADI não aguenta, vai morrer também como PCD, MDF e CODO. Cada membro está saber da sua vida o partido está afundar, mesmo assim ainda ha alguns ferenhos com nariz empinado namorando todas porque estão podendo, pensando que é muita gente, daqui ha pouco vão ficar que nem Pires Neto, nem gasolina para por no pôpô, isto é S.Tomé e Príncipe, radiografia atual. Fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

  14. img
    Lima Responder

    Eu estou de boca aberta com atuação deste senhor. Como é possível que um homem que eu acreditei nele tanto pode modificar desta forma em menos de dois anos? Homem virou mentiroso, enganador, olho rijo, mau, etc. Agora é que eu percebo porquê que toda a gente tem tendência a afastar deste homem quando fica a conhecer ele melhor. Ele engana as pessoas uma a uma e quando as pessoas descobrem mudam. O país assim não pode desenvolver. Eu tinha muita confiança neste homem mas agora eu dou mão a palmatória e tenho de reconhecer que estava erado e não ouvi conselhos de muita gente. Uma data de negócio que se ouve que aconteceu e o povo não sabe nada disto. Onde param os 30 milhões de dólares ninguém sabe. Só ele e o grupo dele é que sabem. Misericórdia minha gente.

  15. img
    Voz do Povo Responder

    Minha gente, os sacrifícios já começaram. Arroz já acabou no mercado. Não há luz. Estamos já preparados para o sacrifício.
    Fui

  16. img
    Voz do Povo Responder

    É verdade, agora é que eu lembrei. Onde está os 30 milhões de dólares que este homem pediu emprestado. Este dinheiro pode ser utilizado para os sacrifícios.
    Fui

  17. img
    Guarda Florestal Responder

    Eu só digo uma coisa que é: se arrependimento matasse …
    Maldita hora. Onde é que eu estava com a cabeça. Muito obrigado senhor Patrice. Aqui se faz aqui se paga. O senhor pode crer nisto. S.Tomé e Santo António não dormem.

  18. img
    E.A Responder

    Estamos tramados e tenho medo daquilo que virá no futuro. Que Deus ajude esta terra e este povo que por tanto já passou.

  19. img
    Senhora de Trindade Responder

    Senhor de gente pegou terra destragou comnpletamente ainda fica a gozar com as pessoas. Palavra de honra minha gente. Isto é um abuso também. Aqui se faz aqui se paga. Não tenho nada mais a dizer.

  20. img
    Bem de S.Tomé e Principe Responder

    ADI está caindo aos pedaços. PT é o virus Ebola. Cauique disse isso para outros partidos aquando da campanha.Agora temos o verdadeiro Ébola.O Cassandra fala no seu penutimo paragrafo de analista que andam aí a defender o PT. Trata-se do Abilio Neto, que antes era bom comentador.Mas com entrada do PT no poder tornou-se em promotor de incompetencia do governo do PT.

  21. img
    Kundu Muála Vé Responder

    Patrice é um enganador. Cuidado com este homem.

  22. img
    zagaia Responder

    Meu povo, estamos condenados,não temos líder,temos um homem que não sabe aquilo que anda à fazer.Ele fala em captação de investimentos directos, onde está????? Qualquer dia, o que já foi feito estará à caminho de desaparecer, como o maior investimento directo no país, os tubarões do GRUPO PESTANA,em qualquer altura fugirão para outros destinos mais rentáveis, pois 22000 visitantes anuais é muito pouco, para rentabilizar os investimentos, mais uma vez um grupo de nossos empresários irão comprar PESTANA com pagamento às prestações.

  23. img
    Boa Vida Responder

    Raciocínio muito real da situação do país. Estamos fodidos.

  24. img
    João Barbosa Responder

    Caros e Caras
    Porquê tanta lamentação agora.
    A crise começou agora?
    Onde é que esteve o senhor Adelino Cassandra, quando o seu ídolo Delfim Neves, escreveu uma carta para um país vizinho a pedir ajuda de arroz, porque dizia ele que o povo santomense estava faminto.
    Naquela altura o país estava na época da vaca gorda?
    O mesmo recebeu o dinheiro dos contribuintes e trouxe arroz podre para a população, o senhor Adelino comeu e agradeceu e não disse na altura uma só palavra. Aquele é que era o seu verdadeiro Messias.
    Vai te catar e vai trabalhar meu querido amigo
    JB

    • img
      Emiliano Responder

      Sr.João Barbosa o sr. Delfim trouxe arroz podre impróprio para o consumo na altura e agora o que se passa com o arroz, esclarece ao povo..

  25. img
    Costa Responder

    S.Tomé virou lixo. Ninguém respeita nada nem ninguém. Palavra de honra. Quem ti vêm quem te viu.

  26. img
    conobia Responder

    Meus caros, este comentário não podia vir em melhor altura! Vejam o descarramento desse vendedor de sonhos em pedir sacrificios a este povo! Afinal de contas quem deve dar exemplo de contenção das despesas públicas não será o próprio primeiro ministro? Meus caros esse tipo é o pior primeiro ministro de todos os tempos da nossa república. Ele pede contenção e viaja ainda há pouco gastando mais de 1.200.000.000std (um bilhão e duzentos milhoes de dobras). Imaginem se numa viagem gasta isto, somando todas as viagens inúteis desse antipatriota, quanto será que isto ascenderá num ano? Ele e o senhor ministro das finanças em vez de ajudar o país a gerar riqueza ficaram ricos. Mas as coisas um dia terão que ser explicadas por esses dois corruptos.

    Viva s.t.p

    Fui

  27. img
    Guadalupe Responder

    João Barbosa demostra ser um lambe-botas com suas palavras de defesa a este bando de sabutadores. Quanto ja recebeste? Ou quanto esperas receber? para salteres em defesa destes malfeitores!
    Cego, sei que não és. Destraido, também não. Obsecado pelas promessas demagogas, talvez acertei.
    Homem… Ganha vergonha e olha para o País com olhos de ver. Analisa o dia a dia dos ultimos meses.
    Pecador somos todos, mas o senhor é pecador sem escrúpulo porque quer fazer seu bem, prejudicando uma nação. Tu sim, vá trabalhar e ganhar o que é seu, mas com dignadade.

  28. img
    EX Responder

    Muito Bom dia

    Amigos e Amigas, ao ler esse artigo e já lendo alguns comentários, alguém, mencionou a divida Publica, e me ocorreu a cabeça, e como estou fora do país, será que extinguiram a INE em STP?

    Nunca fazem um Boletim com informações económicas, e ponto da situação no pais e do mercado Sã-tomense, como é possível alguém ir investir em STP se não há informações do mercado e da situação económica do país.

    Se fala em investimento estrangeiro, acham que estrangeiros são parvos pra investir num buraco sem fundo.

    E sobre o anuncio do Sacrifício do P.M. é necessário perguntar ao PT se ele sabe o que é sacrifício. Ele andou a fazer inúmeras viagens em nome de busca de apoios e contactos para o Orçamento, andou por mundo fora a fazer show off. e muitas das vezes nem tinha propostas para apresentar porque viajava sem informações e nem dados concretos somente com uma frase país é pobre precisamos da vossa ajuda.

    Prometeu paraíso e agora vemos apresentar ao Povo a Porta do Inferno.

    Credo!!!

  29. img
    seabra Responder

    Lima, todos nos conhecemos o PT (a familia cambalacheira que difamou a reputaçao de STP em França, quando exilados), como um homenzinho preguiçoso, incapaz de trabalhar, de estudar…tanto detestou STP e o seu povo, que chegou-se a pensar que os Trovoada tinham cortado o “nombril”definitivo com STP. Infelizmente, um dos elementos da JOTA(menino bonito do Pinto da Costa) e mais sao-tomenses que eram estudantes em França,trairam o Pinto,e fizeram campanha ferrenha a favor dos Trovoada…hoje o senhor chefe da campanha, Gabriel Costa, jà nao se entende mais com os Trovoada, que aliàs, foram muito sacanas com ele (quem trai é traido). Quase que destruiram, a carreira politica do Gabriel, com o auxilio do dito bom-falso amigo Afonso Varela (outro membro influente da JOTA, que em França detestava os Trovoada, estando mesmo contra a posiçao do Gabriel), hoje o ajudante de campo e de cambalacho do PT.
    A sra Dona Trovoada mae, foi até ao ponto de aconselhar o Gabriel de tomar por espôsa uma sao-tomense ( por ser tao patriota, contado pelo PROPRIO Gabriel), e deixar a estrangeira com quem ele tinha compromisso em França…isto, para deixar o Gabriel na lama, algum tempo depois…ele tem o que merece! Quando tudo se quer, tudo se perde, sobretudo em detrimento do mal que se faz aos outros.
    PT vai afastando à volta dele, todo aquele ou aquela que recusa de partilhar o cambalacho de “mafioso”ladrao do pais STP, porque nao concordam com a politica de interesse pessoal que prejudica o povo e STP. Quem resiste ao PT torna-se um inimigo e um “MEC à ABATTRE”.
    Todos aqueles que caiêm na graça deste ditador PT, sao aqueles que apoiam a politica dele de MAFIOSO, porque recebem uma “gorjeta”,e alinham no bem estar das viagens e pequenos favores. Sao eles que defendem o PT com garras e dentes!!!
    Estamos aqui à espera do DEPOIS…e agora Afonso, Agostinho,Abnilde,Diego, Levy….!Demora, mas vai chegar este grande dia, bem merecido!

  30. img
    MinaMolê Responder

    Meus caros.
    Nós os jovens temos que estar muito atentos ao que tem acontecido no país, estamos sendo enganados e desta vez pior, ouvimos e vimos provas, dos apoios entrados nos Bancos, outros na conta aleia, como si não basta-se o Chefe do governo vem publicamente pedir-nos sacrifío, como si fosse-mos inocentes.
    A promessa é a divida, os apoios têm vindos, porquê o sacrifício? a nossa família está com fome, o sacrifío de fome é a morte, será??.

    Em nome do pai o que nos veio a porta.

  31. img
    Ralph Responder

    O primeiro-ministro e todos os seus colegas deveriam começar por se darem um corte de salários a si próprios para demonstrar que entendam a gravidade da situação e que estejam comprometidos a uma resolução. Só então poderão os políticos falar sobre austeridade e pedir que as pessoas cinjam os cintos.

  32. img
    pauleta Responder

    Espero brevemente ler um artigo seu que questiona a forma como o seu irmão tem gerido as receitas dos impostos cobrado nas finanças regionais. Pois, até então o senhor não se pronunciou sobre o despedimento em massa dos funcionários da empresa HBD.
    De salientar, de que um dos factores em causa do despedimento em massa, tem a ver com a forma como o seu irmão tem gerido essas receitas…aguardo atentamente o seu brilhante artigo.

    Pauleta

  33. img
    Tomé Assunção Responder

    A desordem total na Agência nacional do Petróleo. O Director Executivo da ANP-STP, chamou a TVS para falar “não se sabe de quê” após os funcionários desta instituição terem enviado uma carta reivindicativa ao Ministro da tutela sobre o comportamento do Director para com os quadros. Deste modo o famoso director quer branquear a sua falta de competência como director assim como o seu comportamento na instituição.
    Coisas de gente Burrrrra.

  34. img
    explicar sem complicar Responder

    TRIBUNAL COM PROBLEMAS:
    Depois de tanta bandidagem nos Tribunais, agora o Governo não tem dinheiro para PAGAR SALÁRIIOS aos homens.
    Êh bobôôêhhhh

  35. img
    AUGUSTA QUARESMA Responder

    AS DIVIDAS AVOLUMAM-SE.

Deixe um comentario

*