“Uma Garrafa Lançada ao Mar dos Deuses das Ilhas”

Domingo 06 de Agosto 2017, hoje ajudei uma organização ambiental a plantar árvores num outro continente e num outro país que o meu. Feliz por ter ocupado o tempo desta maneira e talvez um dia terei a felicidade de fazer o mesmo na minha terra natal São-Tomé e Príncipe.

Passaram-se mais de dois meses e o Ministro da Agricultura, o governo, continuam surdos e mudos aos nossos pedidos de debates públicos sobre a produção, consumo do milho transgénico e /ou hibrido nas ilhas de São-Tomé e Príncipe.

Pedimos que nos mandassem uma amostra do milho para que fosse analisado em Portugal graciosamente e não obtivemos respostas. Pedimos transparência e informações de modo a tranquilizar o nosso povo. Nenhuns destes pedidos foram atendidos, pelo contrário o Senhor Teodorico de Campos, o governo, escolheram o caminho da desinformação, teoria do complô, silencio, desprezo e desrespeito pelos direitos básicos da nossa jovem democracia. E enquanto isso, uma grande parte dos meus conterrâneos estão enterrados na ignorância e no medo. Outra parte agarrada nos privilégios, conforto e favores do poder e insistem em não compreender a diferença entre o interesse geral e interesse pessoal. As nossas classes ditas mais iluminadas ou ditas elitistas insistem em não tomar parte nesta luta que seria enriquecedora e esclarecedora para todos nós.

Porque funcionamos no sentido contrário do relógio? Alguns dos meus irmãos que têm acesso a palavra e mais informados, preferiram permanecer no silêncio, outros perderam o tempo no julgamento da mulher que teve a ousadia de questionar, em vez de ajudarem a pressionar e apoiar na compreensão do problema. Outros ainda, serviram-se desta causa para consolidar e concretizar as suas nomeações nos cargos que ocupam atualmente.

Tenho a desejar-lhes sucesso e longa carreira profissional e que consigam olhar-se no espelho. Os meios de comunicação social nacional permanecem anestesiados! Não investigam sobre o tema, não dão informações cruciais a nossa população. Caros antigos colegas da RNST e TVS, então, o que ensinaram-me e inculcaram-me durante os meus primeiros passos profissionais morreu? O que foi feito da liberdade de expressão jornalística, o código deontológico, o gosto de investigar e informar?

Recebi, li e ouvi mensagens de conterrâneos afirmando que existia outra forma de lutar! Passados dois meses até a data de hoje, aguardo uma boa ideia para que possamos ter o direito a informação e debates públicos sobre a questão dos OGMs. Estratégia de “ Não faço e nem deixo os outros fazerem”.

Com esta atitude, Não sabemos que espécie de milho foi introduzida no país; se o milho já entrou na cadeia alimentar do nosso povo; O que levou o Ministro de Agricultura a aceitar plantar uma espécie desconhecida sem aplicar o princípio de precaução tendo em conta a pequenez do nosso território terrestre, a saúde pública, o nosso meio ambiente em geral e a viabilidade económica a medio, longo prazo; ficamos sem saber porque somos privados dos nossos direitos básicos: Liberdade de expressão, liberdade de debater entre os prós e contras, direito a informação, direito de questionar e obter informações claras.

Será necessário alguém sacrificar-se para libertar os são-tomenses do medo? Como dizia o Martin Luther King“Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito.”  Será este o meu destino? Entrar na história do país como aquela que lutou até ao fim por causa da arrogância dos nossos governantes? Pois bem, se o pior vier a acontecer Excelências, saibam que a culpa do meu sacrifício passará para vos e de geração em geração. Que fique gravado na história do país. Serei a heroína do milho transgénico e / ou hibrido.

Existem momentos na vida em que não podemos trair quem somos realmente. Então, rastejarei e rastejarei até o fim mas continuarei em frente em prol da minha pátria e das minhas gentes.

Manchester, 06 de Agosto de 2017. Elsa Maria Garrido C.G.E.S

Notícias relacionadas

  1. img
    falar não pode Responder

    Agora tas em Manchester????
    Vc é nomada? Não tem lugar fixo?
    Vc não tava em Portugal a dizer k é empresária?
    Desemprego está a matar a gaja

  2. img
    Dende Responder

    Estás em pról de dinheiro
    Se estivesses em prol da tua terra vc ia la dar o teu contributo. Deixa de falar von von

  3. img
    Ditadura de pedra Responder

    Falar não pode! Tu es um besta, voces são analfabetos e deve ficar encostado,essas poucas vergonha so acontece no continente africano, onde que ja se viu que governo introdur algo duvido no pais como caso do tal milho sem dar as devidas satisfacões as pessoas consumidoras, vomo voces são tipo cavalo corrida é por isso, deus tem piedade de voces

  4. img
    zé maria cardoso Responder

    Por barriga que pariu ôcê, non toma peto bala pá Santomé, mais não é!
    Continue a rastejar, desviando os obstáculos e se possível ultrapasse a actual etapa. Nunca mais ponha em risco o seu precioso e bem único, a vida.
    Volte sempre e continue no mesmo esforço e na mesma dedicação de semear e plantar o seu coração solidário na saúde e na assistência aos mais carenciados das nossas ilhas.

  5. img
    Mulato Responder

    Essa gaja é uma mentirosa
    Vcs acreditaram nela
    Ela andava na Embaixada de São Tomé em Portugal a dizer que está em greve de fome só para fama, chegava em casa comia, bebia bom vinho e rotava.

  6. img
    Sandro Responder

    Foste para Manchester? Cuidado com Brexit
    Subsídio vai acabar

  7. img
    Alberto d' Oliveira Responder

    Rico artigo, Elsa! São Tomé e Príncipe nunca viveu a tamanha corrupção e ditadura. O governo de ADI rouba desavergonhadamente, e a população vive acomodada com este fenómeno. Sou de opinião que um debate construtivo é de salutar mas vivemos numa ditadura sem precedente. Oposição não tem lupa, o povo está míope e a elite vai favorecendo aos seus bajuladores. Um dia esses políticos renascerao para Nova realidade e desafios, enquanto o povo dormir, a carruagem passa. O Levy Nazaré (constroi hotel), Abnildo de oliveira etc, são deputado, existe incompatibilidade para exercerem outros cargos, mas são membros de conselhos de administração de várias empresas públicas e semi-públicas no país , chegam a auferir cerca de 230 milhões de dobras mensal, Watson da JADI (juventude de ADI), recebe 180 milhões por ser membro de Conselho de administração da CST e Agência Nacional de petróleo, Lucas Lima por ter um tacho e viatura de estado tornou-se grande bajulador, vendendo sua imagem. O ministro das finanças o atual, reparou Mercedes e negociou-o com Patrice Trovoada, este que ofeceu a sua bouquita. Este mesmo ministro das finanças compra um Jeep wolkswagen 2017- dupla cabine e outros Jeeps, criando frota de Jeeps no país e várias quintas,. E no hospital medicam o doente para sua propria morte, cinco mortes com arma de fogo o ministro de defesa e administracao interna vem a televisão dizer que foram acidentes, tropas santomenses formados pelos militares ruandeses para matar e proteger os políticos, tantas viagens de governo na classe executiva sem retorno, as ruas e cidades têm como visitantes os ratos, moscas e cães. Qual o país que suporta esta corrupção, ? Queremos um político que transforme São Tomé é Príncipe e que os filhos desta terra veja novo horizonte. São Tomé atingiu o limite de endividamento, o que nunca aconteceu, temos o programa com FMI e Banco Mundial há décadas, é um grupo de elite que não pensam e agem sem pensar, pretendem cortar relações com está instituição multilateral para angariar fundo da China ou seja abandonar FMI e o Banco Mundial. Acha normal que esses corruptos afudem o nosso país e nada se passa, que letargia? Em breve iremos comer produtos produzidos na base de plastico se continuarmos nesta passividade. Vamos nos unir e ativivamente reveindicar os nossos direitos: pela má gestão de riqueza nacional, pela liberdade de expressão, pela coesão nacional, pela melhoria e bem-estar das nossas populações, pela dignidade e liberdade humana, pela saúde, educação e pela maioria que clamam fome e miséria!

  8. img
    Vicente Responder

    Querida Elsa
    Saiba que o teu sacrifício não foi nem será em vão. Infelizmente as mentiras e contrainformação lançado pelo Adi e os seus seguidores durante décadas, digo desde a sua criação, não deixando nenhum governo, mesmo com a maioria parlamentar acabar a sua governação, levando S.Tomé e Príncipe a situação económica em que se encontra deu o fruto na última eleição levando ao poder este governo de carácter fascista de quem não está comigo e está contra mim. Está proibido o contraditório. Com a maioria parlamentar aprovam tudo que quiserem. Pessoalmente penso que o povo já descobriu quem é o ADI e a família Trovoada. É necessário ter a paciência e esperar a próxima eleição. Assim funciona na democracia. Como disse um líder Santomenses “o povo manda nas urnas”
    Dizia o meu Avô,Nguê cu cumé maguita fotchi cela ê góló aua fia calôlô.
    Hão de recordar-te querida.

  9. img
    Original Responder

    Elsa,não tente indicar o caminho a alguém que não quer ver e faça isto apenas aos cegos de nascença.Há muitos que só têm olhos para enfeitar a cara e só serve para ver o que outros querem que vejam e estamos rodeados deles.

    • img
      Diasporano.CV Responder

      Lamentavelmente sou de concordar conigo.

  10. img
    socope Responder

    Essa gaja, mais o Abilio, Jet e outros bandidos andava no seu grupo STP tela non a defender Patrice Trovoada quando ADI estava na oposição. Agora ja vê defeitos?
    Vai tomar banho Elsa. Só cegos acreditam em vc.

  11. img
    SUNGUE Responder

    Elsa não tem moral para criticar ADI nem PT nem raios que a parta
    Ela foi defensora desses bandidos da ADI.
    Bandida

Deixe um comentario

*