Economia

Rosema começa a dar dinheiro ao Estado

A Direcção dos Impostos de São Tomé e Príncipe, “está cega”. Assim o ministro das finanças e economia azul, Osvaldo Vaz, definiu o comportamento da nova direcção dos impostos de São Tomé e Príncipe. A determinação na recolha das receitas pertencentes ao Estado, ficou provada no mês de Maio, quando o grupo angolano Ridux retomou a administração da fábrica de cervejas Rosema.

Segundo o Governo, imediatamente a Direcção dos Impostos entrou em campo. Toda a produção de cervejas passou a ser fiscalizada e tributada. Só no dia 13 de Maio último, a fiscalização da direcção dos impostos sobre a produção de cervejas, permitiu ao Estado são-tomense encaixar mais de 81 mil euros, por via do imposto sobre o consumo de cervejas produzidas na Rosema, naquele dia.

«As receitas com as taxas de consumo, aumentaram e têm que aumentar. Agora a direcção dos impostos está a controlar toda a produção, e a produção tem que ser tributada», assegurou o Ministro das finanças.

O Governo, ficou surpreendido com o encaixe que os cofres do Estado tiveram em apenas um dia de fiscalização do negócio de cervejas na Rosema. «Tivemos uma experiência de 13 de Maio, com a nova administração na fábrica, em que tivemos um valor de imposto sobre consumo, e só o imposto sobre o consumo, de quase 2 milhões de dobras(mais de 81 mil euros). Um valor que nos últimos anos o Estado não conseguia arrecadar num mês na Rosema», acrescentou o ministro.

Pelo valor que os cofres do Estado arrecadaram em apenas 1 dia de actividade na Rosema, o Governo, acredita que quando terminar o mês de Junho, a contribuição da Rosema, para os cofres do Estado, será muito maior. «Acredito eu, que neste mês de junho completo, os impostos sobre consumo que a Direcção dos Impostos vai arrecadar na Rosema, serão muito mais. E quem beneficia com isso, é o povo de São Tomé e Príncipe. Por isso apelamos a nova gestão a facturar toda produção e a declarar esta produção à direcção dos impostos», precisou Osvaldo Vaz.

O ministro avisou que a direcção dos impostos está cega. Uma cegueira que já provocou a convocatória da actual administração da Rosema, comandada pela empresa Ridux do angolano Melo Xavier, no sentido de pagar os impostos em atraso, que a referida sociedade, acumulou até o ano 2009. «A nova administração já recebeu uma nota para pagar a dívida atrasada que tem desde 2009. E segundo a Direcção dos Impostos a actual Direcção da Rosema já negociou a modalidade de pagamento», concluiu o ministro.

A dívida em impostos que a Ridux de Melo Xavier, acumulou até o ano 2009, está avaliada em cerca de 3 milhões de dólares. Na altura o ex-Juiz do Tribunal de Lembá, Augério Amado Vaz, aproveitou –se de um pedido de penhora da fábrica, solicitado pelo Tribunal de Angola no âmbito de um processo que decorria em Luanda envolvendo a Ridux, e decidiu vender a cervejeira para a empresa Solivan dos Irmãos Monteiros.

Por outro lado, no quadro da cegueira completa na arrecadação de receitas para os cofres do Estado, a nova Direcção dos Impostos, fiscalizou em Abril último o mapa de produção de cervejas na Rosema, e constatou que a anterior administração da cervejeira(a Solivan dos Irmãos Monteiros), sonegou ao Estado são-tomense impostos na ordem de 8 milhões de euros, no período compreendido entre o ano 2014 e Janeiro de 2019.

Com os dados nas mãos, o Ministério das Finanças, que tutela o sector dos impostos, remeteu ao Ministério Público uma queixa crime contra a sociedade Solivan dos Irmãos Monteiros, solicitando em nome do Estado são-tomense(povo) que o Procurador Geral da República e os seus pares, ajam no sentido de cobrar o valor de 8 milhões de euros, que pertence ao Estado e que deve fortalecer as finanças públicas, para resolver os problemas sociais do povo são-tomense.

Abel Veiga

    14 comentários

14 comentários

  1. Povo pequeno

    24 de Junho de 2019 as 8:03

    Senhor Ministro, vai enganar quem não conhece ou entende de fiscalidade…
    Deixa de politiquice…
    Deixa de burrice…
    Queres ser bom Ministro de coisa que não entendes patavina de nada.

    Todo Santomense sabe que a fabrica “Rosema” é sua.

  2. Crisotemos Café

    24 de Junho de 2019 as 9:22

    Mas senhor Augério Amadao Vaz, senhor é armado em chico experto. A penhora é sinonimo de venda? Explique-me isto mas sem complicar.

  3. EX

    24 de Junho de 2019 as 10:08

    Atitude das Finanças deve ser considerada de Positiva, e abrangente a todas as empresas e todos os sectores só assim será cega e justa.

  4. Referendo pela Autonomia com Portugal

    24 de Junho de 2019 as 10:40

    Rosema continua com as suas. Fazendo o que uma fábrica de cervejaria deve fazer, embriagar.
    Embriangou os políticos, os magistrados, os técnicos dos impostos, etc. etc.
    Por isso e muito mais que eu digo, referendo para Região Autonoma.
    São Tomé e Príncipe como Estado falhou, agora só nos resta pedir por um referendo para que o povo manifeste a vontade de pertencer ou não a parte de Portugal.
    Muitos vão vir aqui defender que não, mas pergunto e volto a perguntar, que político não tem dupla nacionalidade. Quem em São Tomé e Príncipe não quer ir a Portugal. Quem é o são-tomense que não beneficia com ajuda direta de Portugal.
    Referendo sim, já e agora.
    Ze Povinho

  5. Militar descalço

    24 de Junho de 2019 as 11:20

    1 dia 81.000 euros, em 30 dias 2.430.000 euros,mesmo assim ainda fica a faltar muito dinheiro para o orçamento de estado.
    Senhor ministro, vá dar banho ao cão, eu que não percebo nada de matemática nem de orçamentos, quero saber onde o senhor vai encontrar dinheiro para materializar o orçamento de estado, e mais, quero saber como é que o senhor deixou que o governo do ADI ficasse a dever a ENCO tantos milhões de Dólares, e já agora, quero também saber quanto é que as companhias aéreas que fazem voos regulares para São Tomé e Principe devem a ENCO de combustível. TAAG , TAP e outras mais por esta ordem.
    O senhor esta tão empolgado mas o senhor é o maior fiasco que alguma vez apareceu a frente de um ministério tão importante como é o das finanças nessas ilhas
    Vá fazer publicidade para outro lado corrupto de uma figa. Coitado do Jorge Bom Jesus, vocês vão acabar por mata-lo politicamente.

  6. Atento aos que sonharam acordados.

    24 de Junho de 2019 as 12:10

    O ministro das bandidagens a dar o seu shô, onde andaste este tempo todo quando comias e bebias com os Monteiros? Começa a trabalhar e deixa de shô of

  7. jordão fernandes

    24 de Junho de 2019 as 16:55

    Se Rosema está já a dar dinheiro, então o senhor já não necessita negociar com FMI. Resolva já o problema do povo.
    Não se esqueça que o povo está a espera.
    Baixar o passaporte
    Baixar as taxas alfandegárias
    Baixar consultas médicas
    Baixar o passe dos alunos
    Criar postos de empregos para jovens
    Reabilitar estradas da capital
    Enviar dinheiro para os bolseiros
    Tirar o povo na miséria
    Estas são apenas algumas pequenas promessas feitas na campanha.
    Força Governo, que vamos transformar este país numa pequena Suíça
    Os primeiros passos já foram dados. O primeiro Ministro devolveu o troco das primeira missões que tinha feito. Agira foi a Itália e estávamos a espera da devolução do troco, e nada saiu. Parece que já está a contaminar. Já não devolve os troquinhos, ou será que o que está a levar é o que a lei dá direito.
    Aguarda-se pela devolução. As boas práticas são para continuarem
    Bem Haja. JF

  8. Suite

    24 de Junho de 2019 as 17:24

    Um bom ministro. Fala de economía e muita gente nao entende porque estao acostumados a ouir ministros de copie colé.

  9. Adeliana Nascimento

    24 de Junho de 2019 as 17:45

    Senhor Atento aos que sonharam acordados.

    Escreveste of em português? Eu não sabia que é assim.

    • Atento aos que sonharam acordados.

      25 de Junho de 2019 as 7:55

      Por favor corrija_me, Adelina do Nascimento… Estou cá para aprender com os espertos/as.

    • Atento aos que sonharam acordados.

      25 de Junho de 2019 as 7:58

      É essa a sua contribuição para o tema em questão? Acho que devia comentar a notícia em vez de se armar em professor/a.

  10. Dogmar Ayres

    25 de Junho de 2019 as 11:13

    Kuá scabi……………….

  11. Barão de Água Izé

    14 de Julho de 2019 as 20:17

    O comunismo afinal não estava morto em STP. Estava comatoso e parece que acordou, para continuar a castigar o povo.
    As Finanças a controlarem a produção de uma empresa??
    Resolvam legalmente o caso Rosema, nem que passe por um leilão internacional e tornem essa empresa uma decente empresa
    Srs. Ministros, acabem com as nacionalizações e reativem agro e a pecuária, pela privatização.

  12. Bruno moreira

    27 de Julho de 2019 as 6:16

    Muito bem Sr ministro!
    Ora veja,
    Para um pais que o seu PIB é baixíssimo, nao se pode dar ao luxo de ter empresas que fogem ao fisco, quem nao sabe que a Rosema era um saco azul apadrinhada pelo pinta cabras? Hoje ja se sabe o buraco causado pelos bandidos dos monteiros por sonegarem impostos!?
    Foi preciso coragem para acabar com essa pouca vergonha, porque quem estava a ser lesado, era o povo, dinheiro que deveria pagar impostos, ia para boa vida da máfia dos monteiros e do pinta cabras, ia em jeeps, amantes, casino, boa vida nos hoteis e por aí fora.
    Doa a quem doer, avance sr ministro.
    Falta de respeito tem limites

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo