Destaques

Patrice revela o calcanhar de Aquiles do Povo

O Primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe Patrice Trovoada, decidiu revelar desta vez de forma mais contundente, o ponto fraco do sã-tomense, que dificulta a transformação do enorme e diversificado potencial que o país tem, em fonte de riqueza e de desenvolvimento. «Temos um país em que se trabalha pouco», declarou o Chefe do Governo.

Declaração idêntica foi feita ainda nesta semana, por um alto dirigente de um país africano de expressão portuguesa, no caso a Guiné Bissau.

Em São Tomé e Príncipe, país onde a demografia aumenta cada vez mais e a produção diminui aceleradamente, o Primeiro-ministro considera que «É um país onde quase tudo está por fazer. Um país cheio de vícios», sublinhou.

Um país que Deus terá dado tudo para dar certo. Água abundante resultante de 9 meses de chuva numas regiões e cerca de 12 meses noutras regiões (sul). Terra fértil em que toda semente germina e dá frutos, mar rico em pescado e outros recursos ainda por explorar. Terra de beleza singular e rica em história e cultura, mas que os homens ainda não conseguiram potencializar tais valores para construir uma verdadeira indústria turística para mexer com a economia.

Enfim uma terra que Deus plantou estrategicamente no meio do mundo e no coração do Golfo Africano da Guiné, onde os países vizinhos assinalam progressos, menos o referido país recheado de potencialidades. «Temos um país em que as pessoas cada uma no seu canto exige, mas não está preocupado em dar a comunidade, em dar ao Estado. O país precisa de paz, de estabilidade, de diálogo, mas sobretudo de trabalho e seriedade», precisou Patrice Trovoada.

A dedicação abnegada ao TRABALHO para transformar o potencial em riqueza, parece ser o Calcanhar de Aquiles do homem são-tomense.

No seu desabafo feito no terreiro da roça Canavial, onde inaugurou a instalação de luz eléctrica para a comunidade agrícola, Patrice Trovoada, voltou a dizer que as diversas promessas que fez ao povo, serão materializadas.

Abel Veiga

 

    62 comentários

62 comentários

  1. True

    12 de Junho de 2015 as 0:51

    É verdade!
    90% do povo são super preguiçosos!!!
    Assim não vai nunca…

  2. O Revolucionário

    12 de Junho de 2015 as 1:12

    Embora não seja fã da sua (Sr.º 1º Ministro) personalidade nem tão pouco da forma como governas, ou melhor de todos os trapaceiros que se dizem representantes do povo que la passaram e ainda estão, mas sou obrigado a concordar consigo. É necessario que nós os Santomenses tenhamos consciência que somos um dos poucos privilegiado na face da terra. Se hoje, o nosso São Tomé e Príncipe esta na miséria, não é por culpa dos colonos que la passaram um dia, mas sim de cada um de nós e das pessoas incopetentes que colocamos como os nossos representantes. Mas nada está perdido, ainda é tempo de arregaçarmos as mangas e comerçarmos a trabalhar, enterrar aquilo que um dia nos causou dores e abraçarmos as oportunidades que a natureza nos oferece, é tempo de trabalharmos por um só proposito que é o “Bem comum” e não o bem individual. Os recursos naturais existem em abundancia, e se soubermos aproveita-los da melhor forma de certo que atingiremos um desenvolvimento ecónomico, mas para isso, chega desse léve léve de quem nunca quer trabalhar e sim estar sentado a espera que os outros trabalhem por sim, chega de acomodações, de pensar que tudo está bem e que as coisas hão de mudar sem o nosso esforço, chega de sermos dependentes dos outros paises em quase 95% – pois acreditem que ninguem dá nada sem esperar algo em troca, e comecemos a trabalhar… Deixemos de ser aquele povo que se contenta com pouco- para não dizer nada- quando temos oportunidade de ter muito mais do que aqueles que nos dão apenas migalhas ou sobras… Só com o trabalho conseguiremos ter aquilo que sempre desejamos… Força STP….

  3. Teresa

    12 de Junho de 2015 as 3:20

    Oh rapaz, vai tomar banho.

  4. Raposao

    12 de Junho de 2015 as 5:54

    Brothers
    Nao sei se temos Uma comunidade, temos sim grupos de interesses, pessoas individuais que so pensam nelas, malfeitores.
    Temos que criar o ispirito de comunidade atravez da boa convivencia e cumplicidade pra termos Uma comunidade forte e disposta a trabalhar.
    Esta comunidade so estaria disposta a lutar se a cumplicidade nao ser traida pelos Homem do poder atravez da corrupcao, da engorda, do luxo e da modermia vizivel que os mesmo demostram.
    Pois, o incentivo e fator determinante. Ninguem vai querer “bulir” quando esta cansado de o fazer e mesmo assim nao consegue alimentar os filhos.Os putos a chorar frusta o ser, desesperado, busca biscato, mtas vezes fora da lei. Ai vem o Homem do poder, o Homem da comunidade, e castiga o Homem.Mtas da vezes ja nao podera ver os filhos a chorar, nao…que triste.

  5. Manuel Alegre Costa Pinto

    12 de Junho de 2015 as 6:53

    Este primeiro ministro não tem vergonha. Ele é o maior preguiçoso. homem nunca trabalhou. Sou colega de idade deste primeiro ministro. Nunca conheci um lugar em S. Tomé onde este senhor tivesse trabalhado. O PT só vive de truques e malabarismo. De trabalho serio e honesto nunca viveu o PT. Qual é moral que este homem tem de dizer que o povo trabalha pouco?

  6. fuba com bicho

    12 de Junho de 2015 as 8:10

    kkkkkkk, OHOHOHOH, o “GAJO”, chamou todos aqueles burros que nele votou de “BURROS”, estou a gostar, vamos em frente com o nosso “DUBAI”!

  7. João Trindade

    12 de Junho de 2015 as 8:16

    Este Patrice trovoada não tem vergonha! Ele é o maior preguiçoso e sanguessuga de S. Tomé. O rendimento do pouco que este povo trabalha ele usa para pagar a sua vaidade e truques políticos viajando pelo mundo fora. Que vergonha! Alguém conhece aonde o PT já trabalhou? Sei que ele andou perto do pai ” Miguel Trovoada” e do Fradique de Menezes utilizando influência dos mesmos para negócios escuros. Sei também que ele foi segurança de apartamentos em França. Este homem é perigoso. O povo que votou nele massivamente hoje de uma forma sorrateira ele chama de preguiçoso. É para saber.

  8. santomense

    12 de Junho de 2015 as 8:18

    Para além do povo trabalhar pouco, um dos maiores calcanhares de Aquiles desse país é o governo cujo os ministros passam a vida a VIAJAR em excesso.É triste num país onde não se produz riqueza, os governantes viajarem tanto, desde o inicio desta legislatura há ministros que já viajaram mais de 10 vezes, com secretárias e assessores. Ainda por cima quando viajam levam subsidios elevados. Vocês acham que isto é normal?
    Porquê que o governo quando entrou comprou carros novos para os ministros, sabendo que os anteriores ministros deixaram os carros nos respectivos ministérios? Dou exemplo do Ministério da Juventude e Desportos onde o carro que o anterior Ministro Danilson Cotú usava está no quintal parado, porquê? Havia necessidade do actual ministro adquirir um novo carro? O sr. Primeiro-ministro não acha que isto é desperdício de dinheiro? Não acha que isto também é calcanhar de Aquiles do nosso país?
    Sr. Primeiro Ministro primeiro o exemplo deve vir de cima, são os senhores que devem dar exemplo. O país encontra-se nesse caos não apenas porque as pessoas trabalham pouco, mas também porque os nossos governantes andam a gastar o dinheiro do país em viagens e coisas desnecessárias.

  9. kwatela

    12 de Junho de 2015 as 8:47

    sabia reflexão senhor primeiro ministro
    mãos a obra.
    quero ver meu pais transformado em dubai.
    mas não quero o dubai politico para stp.
    pelos visto é esse o dubai que o senhor quer para stp.
    valha-nos DEUS.
    que a graça e a misericordia do nosso DEUS seja com o senhor para bem do nosso stp. embora não seja da sua cor partidária desejo o melhor para si e para o seu governo, pnda kwa ka da ni uê lixe ka cole aua.

  10. Miki

    12 de Junho de 2015 as 8:53

    Desculpe primer ministro mas se falar do “Povo Pequeno” isso não é a verdade. Eu vi Santomenses a trabalhar 18 oras por dia e mais ainda. Isso por um salario miserável. Nunca mais dizer que o povo Santomense trabalha pouco. Tal vez voce referia a os politicos e os homens de poder. Viva o povo trabalhador Santomense!

  11. Leve-lengue

    12 de Junho de 2015 as 9:02

    Bem dito!!! Sinal de que é conhecedor dos factores críticos de sucesso deste País cheio de vícios.
    Siga a frente e não fica só nas palavras…

  12. Pumbú

    12 de Junho de 2015 as 9:39

    Acho que a verdade foi bem dita!!! Só falta que o exemplo de como “trabalhar mais e com eficiência” venha do topo á base.

  13. JB

    12 de Junho de 2015 as 10:12

    A revelação está certa.Contudo friso que a prodtuvidade a nível de trabalho é baixa devido a determinados fatores que condicionam a este facto: Baixo salários,desemprego na camada jovem, nível de vida elevado e falta de indisciplina geral da população em termos educacionais.Deixo aberta a seguinte reflexão: Como dar a solução a estes problemas e quais as alternativas?

  14. Atento ao Dossier

    12 de Junho de 2015 as 11:14

    País aonde o Povo “trabalha pouco” ,mas aonde os governantes
    “ROUBAM MUITO”,era isto que o Primeiro Ministro queria dizer…

    • Eusébio Pinto

      13 de Junho de 2015 as 16:58

      Bem observado, Sr. ou Sra. Atento ao Dossier!

      Eusébio Pinto
      Luanda – Angola

  15. Dihnis

    12 de Junho de 2015 as 11:46

    Esta infeliz declaração do Sr Primeiro Ministro é muito inteligente e com certeza sortirá efeito desejado,
    porque o grave não é o povo trabalhar pouco, pois ele na qualidade de chefe do governo devia criar incentivos
    para mudar esta constatação.O grave é o nosso povo andar bastante distraído, pois a semelhança das promessas feitas nas
    campanhas eleitorais (Arroz 13.000 conto (Dbs 13.000) e Internet grátis para todos)para centralizar atenção no seu partido e desta forma conseguir uma maioria absoluta que lhe dá plenos “poderes” para fazer o que quer sem dar satisfação ninguém, ele traz agora esta filosofia barata de ataque ao povo de modo desviar a atenção nos últimos acontecimentos vividos no país e que dele revelou uma certa falta de comunicação no seio do governo, pois o Ministro de Administração Interna (MAI) manda abrir um inquérito no dia 05 de Junho para estar concluído em 72h, o que de facto não aconteceu e mesmo sem antes conhecer o resultado deste inquérito vem o Estado Maior das Forças Armadas dizer que a morte do jovem resultou do despiste do automóvel…se o inquérito ainda estava a decorrer, como é que ele sabe, ele esteve lá? ele é vidente?

    Não vos canso mais meus caros compatriotas, eu sei que existe uma enorme vontade de ver o nosso País crescer…mas numa coisa eu
    acredito, o país não está como está porque o povo trabalha pouco mas sim por falta de consciência, temos homens e mulheres fortes
    que não têm medo de trabalho, têm talvez medo da insegurança que muitos patrões oferecem, inclusive o governo.

    Um grande bem haja a todos,
    Filho da Terra e Cidadão Cumum

  16. Floli

    12 de Junho de 2015 as 11:58

    Patrice Trovoada o senhor diz que o povo trabalha pouco, falar é fácil. O povo quer solução para este problema.
    Como senhor pensa resolver este problema? Vai dar mais trabalho as pessoas? Quem não tem emprego o senhor vai dar emprego? Queremos soluções.
    Não é só ir para televisão chamar o povo de preguiçoso, com se o senhor fosse o grande e o melhor trabalhador do mundo.
    Vá as roças e vê se as pessoas trabalham ou não. Procura saber se no sector privado as pessoas trabalham ou não.
    Muitos funcionários públicos muitas vezes não estão a trabalhar porque o ministro ou director não lhes deu nenhuma tarefa, inventar trabalho é que não dá.
    Muita gente não trabalha porque simplesmente não tem emprego.
    Senhor primeiro-ministro, antes de andar a dizer por aí que as pessoas não trabalham, crie condições, só assim poderá reclamar com razão.

  17. Tunchá

    12 de Junho de 2015 as 12:18

    Ok, vamos imaginar que o povo saontomense é mesmo preguiçoso como senhor 1° primeiro ministro diz, agora a pergunta é; Qual é o incentivo que o governo da ou põe a disposição desses mesmos “preguicosos”

    • Pumbú

      14 de Junho de 2015 as 3:17

      Incentivo número 1: que cada um mantenha a sua gleba limpa e bem cultivada.
      2: (…)

  18. Manuel Jorge Santos

    12 de Junho de 2015 as 14:20

    Pela 1ª vez vejo o sr Primeiro Ministro a dizer algo isento de populismo.Efectivamente as pessoas têm de trabalhar mais e não,pensarem só em serem Directores e Ministros.

  19. Besta

    12 de Junho de 2015 as 14:24

    sejamos serio o senhor Abel se tu continuar com insulto no seu jornal vamos lhe poder o juízo eu não quero que tu seja o primeiro inimigo de PT

    • STP

      17 de Junho de 2015 as 8:45

      Cada maluco que aparece só podeias ser um(a) “Besta!” mesmo 😀 .

  20. Dihnis

    12 de Junho de 2015 as 14:54

    O Sr Primeiro Ministro e presidente do partido ADI, vem agora dizer que o povo trabalha pouco, a pouco mais de um ano quando tentava um “assalto” ao poder, o lema do seu partido era “DEVOLVE PODER AO POVO” e isso foi feito, o povo foi as urnas e agarrou o poder elegendo o Presidente do partido ADI como Primeiro Ministro…agora o senhor diz que o povo trabalha pouco, então quer dizer que afinal QUEM TEM O PODER TRABALHA POUCO, não é meu caro!? Os nossos governantes vivem fazendo SHOW-OFF, fingindo que trabalham, uns mais fora do país do que dentro e vão sempre gozando com muitos que ralam sol e chuva para garantir o sustento das suas humildes famílias.
    É comum os pais dizerem aos filhos, estuda para ser alguém amanhã, hoje, o que vale dizer em STP, é seja político para seres alguém amanhã e é esse triste episódio que tem que acabar.

    Um grande bem haja à todos,
    Filho da Terra e Cidadão Comum

  21. Edgar

    12 de Junho de 2015 as 14:57

    Vi que há pessoas que em vez de pôr a mão na conciencia,sabendo desta dura realidade, por serem igualmente preguiçosas, preferem justifica-la com acusações improvaveis. Enquanto prevalecer esta mentalidade, o país nunca progredirá por existirem pessoas pobres de espírito.

  22. Ospibinho

    12 de Junho de 2015 as 15:31

    Eh verdade que Dubai nao se crie de um dia pra noite. Tambem eh verdade que se criou e continua-se criando Dubai com trabalho arduo. Falo disso porque tive a sorte de la ir inumeras vezes e constatei em loco.
    Os nossos politicos ao inves de criarem uma estrategica de desenvolvimento para o Pais continuam criando grupelos e cheia de artemanha falando mal dos Governantes e esqueceram que estao manchando o nosso Estado. Outros patrocinam e brincam com o defunto para tirarem proveito. Ao invez de unirmos fazendo critica logica para o melhoramento do nosso Pais.
    Eles jah estiveram no poder e nunca fizeram nada. Durante o tempo que o MLSTP e outros estiveram no poder nao se notou nenhuma satisfacao das necessidades da populacao resolvida. O que eles resolveram foi a vida deles. Tanto o proprio o Pinto que esquematizou o golpe de Estado Parlamentar nao confio neles para Governar o nosso destino. Imagina soh.
    Forca Patricio. Nao desvie a sua atencao com esses bandos de preguicosos e gatunos. O povo jah os conhece por isso os sensurou nas urnas.

  23. Amilcar Deus

    12 de Junho de 2015 as 16:08

    Isso não é inédito por parte de PT, se fizer uma investigaçao exaustiva nas suas anteriores entrevistas isso já foi dito

  24. Eusebio Neto

    12 de Junho de 2015 as 16:58

    Mais uma vez o sr PM, desvaloriza o povo que o elegeu. Como pode um dirigente chamar de preguiçoso um povo que lhe deu a maioria absoluta? Ora vejamos, tomemos como exemplo o desporto em geral e o futebol em particular. Quando uma equipa não atinge os resultados necessários, não são os jogadores que são chamados de incompetentes e demitidos! E o treinador! Ou seja, se o povo não trabalha como diz o chefe do governo, o único culpado por essa situação e o senhor Primeiro Ministro pois, assim fica claro que o sr PM não tem competência para motivar o povo a trabalhar. E o grande segredo da motivação e o exemplo pois, geralmente os liderados seguem os passos dos seus lideres. E como os fãs, emitam os seus idoles e defendem-nos com unhas e dentes. Questiona-se que exemplo de homem trabalhador tem o sr PM dado ao povo santomense? Sera que viajar e inaugurar tudo que e chamado de construção e exemplo de homem trabalhador? Na verdade o Calcanhar de Aquiles do Povo de S. Tome e Príncipe esta na ausência total de bons exemplos vindos de cima! Quem quiser pode apostar, quando o sr PM e os membros da sua equipa e todos os dirigentes começarem a trabalhar, o povo ira a atras de tronco nu e calcas enroladas. No trabalho que e exigido ao senhor PM esta incluído o escrupuloso cumprimento de todas promessas que foram feitas na campanha eleitoral. Por exemplo, se o sr PM colocar no mercado o arroz a 13.000 Dobras, as pessoas passarão a trabalhar mais porque sabem que o seu esforço lhes permitira comprar o arroz para alimentar a sua família. Trabalhar e não encontrar os resultados desse esforço jamais motivara alguém a trabalhar.

    Patrice Trovoada, fica o meu desafio serio e sincero, mude a sua forma de gerir, abandone o gabinete e vá escutar o povo pessoalmente, viaje mais cá dentro, reduza o numero de viagens dos dirigentes ao exterior, comece a cumprir o que você prometeu ao povo santomense e veja o que vai acontecer. Seja serio e pareca serio porque e deste tipo de PM que o povo procurou ao votar em si. Se você não se sente capaz de motivar o povo para o trabalho, coloque o lugar a disposição e volte para as mordomias alheias Lisboa.

    Aguardo a sua reacção porque já não aguentamos tanta miséria, tanta falta de consideração, tanta falta de respeito e tanta incompetência.

    Viva o Povo Trabalhador de S. Tome e Príncipe.

    • Pontes

      15 de Junho de 2015 as 11:55

      Pode muito bem chamar de preguiçosos , e não são?
      estais a tentar tirar proveito politico disso isso sim é mau, porque nós devemos falar a verdade porque ela liberta as pessoas ..
      eu não sou do ADI mais concordo plenamente com o primeiro ministro falar a verdade os homens santomense incluído você são preguiçosos.
      muda cabecinhas meu queridos compatriotas
      Fuiiiiiii

  25. Ospibinho

    12 de Junho de 2015 as 17:26

    Infelizmente temos que concordar com Primeiro Ministro. (90% da nossa populacao eh mesmo preguicosa). Comecando pelo Presidente da Republica que nunca fez outra coisa, mesmo assim ainda faz mal.

  26. Original

    12 de Junho de 2015 as 18:04

    Grande parte do nosso cidadão trabalha pouco porque quase não necessitam tendo em conta que têm mensalidadde garantida através de bufaria e prestação de certos serviços ocultos,que Srs sustentam.Verdade ou mentira?

  27. Vexado

    12 de Junho de 2015 as 19:00

    Vamos fazer um abaixo assinado para proibir o primeiro ministro de ausentar constantemente do país de maneira a trabalhar mais em prol do povo santomense.
    Ele virou ministro DVD e anda a gozar com o povo. Vamos coloca lo em sentido.

    • Seabra

      15 de Junho de 2015 as 22:22

      Excelente observação. PT é pm por procuração. Vive mais no exterior do que em STP …o seu braço direito”meia-jarda AV”,governa no lugar dele. Eis o que o “baixote comandante” sonhava….de reinar como um SOBA,sem nenhum esforço. Quer dizer,fazer os outros trabalhar,eis o Varela que eu conheço.
      Você fez uma boa e importante observação do personagem PT. Muito bem…que hajam mais verdades sobre esse individuo.

  28. Aguaizense

    12 de Junho de 2015 as 20:02

    Podem muitos tirar ilações errada daquilo que disse o P.T, mas é a mais pura verdade, pena é que dói,né!

  29. Seabra

    12 de Junho de 2015 as 21:06

    Ô P.Trovoada,o que acha se Vossemece começasse por dar esse “honorable exemple”de TRABALHAR? Seria uma EXCELENTE decisao da sua parte,em vez de passar o seu tempo a viajar de BORLA,às custas dos contribuintes,dos bens e ajudas internacionais de STP ,que vai para a sua ALGIBEIRA e à dos seus CAPANGAS.
    Quando é que o P.Trovoada trabalhou na sua vida de cambalacheiro,quando? Em França,você viveu assistido pelo Estado (prestações da CAF,da ASSEDIC…que se pode obter e expor facilmente,como prova), e alguns biscaites como seguranca,dito “vigile”. Eis em quê se limita o seu curto e pobre curriculum vitae.
    O P.T.não tem moral nenhuma para si,muito mais tem lição para dar aos outros. A sua imunidade não é permanente, você terá contas à dar a STP,pelos seus actos. Embora, todos sabemos que você nunca viverá em STP (por não ser saotomense ,por não ser patriota),visto estar no país com um só e único objectivo: dinheiro e poder! Uma vez que o atingir, vai o PT de Novo fugir(como é seu hábito….).
    Eu concordo consigo PT , que o Povo de STP é indulgente consigo e com à banda ADI, não sabe o que quer,tem memória curta …precisa conhecer e exigir os seus direitos. É de uma importância capital, de conhecer os seus deveres, os seus direitos.
    Quanto ao trabalho,muitos trabalham demasiado,todos os dias,horas sem contar,São explorados,mal pagos…trabalham e fazem a vossa riqueza,PT,a sua e a dos seus amigos,outros Ali Babá…e você ousa chamá-los de preguiçosos.
    Franchement,é gozacao,senhor pm.
    É assim,com esse propósito desprezível,que o senhor P.Trovoada e os seus colegas,vem agradecer o povo de STP, pela confianca que tiveram em vós (com a ajuda do BANHO),votando PT/ADI?
    ….e por cima,você é ingrato!

  30. Maiker

    12 de Junho de 2015 as 22:05

    Olha quem fala. É preciso ter muita lata, o maior preguiçoso que a história da democracia conheceu.Nunca fez algo de útil a não ser negócios que nungúem vê, investimentos que ninguém vê, empresa que ninguém vê, Patrice cala.te por favor.És um grande preguiçoso, ficaste 2 anos em Portugal, trabalhaste?
    Cabrão.

  31. Mundo

    13 de Junho de 2015 as 2:59

    Bom, infelizmente temos um primeiro-ministro que nao conhece o recurso (povo) que tem…Constata que nao pode cumprir as promessas, porque o povo trabalha pouco! Ooh!!!Sera que os que dirigem trabalham? ou sabem como fazer trabalhar com eficiencia? Gosto muito da forma como o treinador Jose Mourinho faz a gestao da sua forca de trabalho (o dito recurso humano). Nao vem choramigar na praca publica. E um verdadeiro gestor.Dist o de atirar culpa aos outros…De boas intencoes esta o inferno cheio, como dizia um velho amigo meu.
    Deem o exemplo, os dirigentes, comecem, geator ja a trabalhar.

  32. Maria silva

    13 de Junho de 2015 as 12:09

    Isso mesmo patrice trovoada , chame-nos de preguiçosos e burros que nós agradecemos , até porque não é a primeira vez que nos menospreza !
    Nos os santomenses ” verdadeiros ” nunca ouvimos nem vimos uma empresa na qual patrice trovoada foi funcionário, o tipo sempre viveu de business ” negócios escuros , “malabarismos “!
    Patrice emery trovoada deveria agradecernos por tudo que temos feito por se, por ter servido de degraus para se, e assim vamos nós rumo as presidenciais 2016!!!

  33. Calos MENEZES- cabe Angola - batepa

    14 de Junho de 2015 as 11:28

    Que bom , mais um a nos chamar de preguiçoso
    Ora bem senhor Pm e vergonhoso fazer o que os senhores estão a fazer com este povo quantas empresas o senhor tem em stp para dar emprego a essa gente toda , alias quanto vão ganhão . Um pais como stp o povo e dono e só deve aprender a ser patrão voo dar alguns exemplos .
    No Gabão quem trabalha ? Guine equatorial , em Angola , em Austrália , nova zenlandia etc. O cidadão tem os seus trabalhos como o dono do pais que sao . Sao professores , enfermeiros médicos , policias , bombeiros , militares , serviço secretos , e políticos , patrão ou seja donos das fazendas e empresas . Para dar trabalhos aos estrageiros e contratados de outros paises . Estamos em uma ilha que deus nos deu tudo , afinal estamos a construir um Dubai os cidadãos do Dubai como vivem e como sao governados . Olha a muitos bons quatros santomense no estrageiro e mesmo em stp que não tenhem oportunidades por não vestirem a sua cor de camisola .
    Eu estou a favor de grandes mudanças mais mesmo radicais mais cada macaco no seu galho. O senhor tem muitos políticos no seu partido que vieram do partido único que sao ovelhas negras e cheio de artimanhas e alguns que si Dezembro cabo – verdianos. A falar mal do foro que si dis nativos que sao preguiçosos . Olha quem criou cão mau , agora Fassa favor de os educar . Mudamos de panela , mais o tempero e sempre o mesmo . Mos encina a trabalhar e só depois nos chama de vadios . Depois da sua volta muita gente já tem duvidas ao seu respeito . Estamos de olho

  34. FCL

    14 de Junho de 2015 as 16:49

    …..o que faço eu se nao tenho facebook, o que faço eu se nao tenho arroz a 13 contos, o que faço se nem tenho agua no quintal, o que faço eu diz me aonde reclamar. Me diz porque pelo amor de deus, sabes que eu votei para ti de coração, eu nao mereço, Sao Tome nao merece, esta muito pior que bala de canhão de príncipe para o Rei do Jajao…

  35. Ralph

    15 de Junho de 2015 as 1:54

    É decepcionante ler um artigo como este. Todos os países do mundo têm problemas políticos e económicos que precisam resolver. Mas o trabalho de um líder nacional é levantar o seu povo para superar aqueles problemas, não criticar os esforços da população. Na minha opinião, a maioria de pessoas quer trabalhar e melhorar as suas condições mas podem fazer isso apenas se haja um meio para o fazer. Elas não são preguiçosas, como uma regra geral. O governo precisa de criar a infraestrutura subjacente para encorajar o desenvolvimento da economia, resultando em mais crescimento e condições melhoradas. Este é a tarefa principal de qualquer governo. As pessoas não podem fazer trabalhos que não existam. Este tipo de queixa do primeiro ministro só cria mais divisões e resistência entre a população e não avança a situação.

  36. sotavento

    15 de Junho de 2015 as 8:16

    Vamos a ver!!
    Que em STP se trabalha pouco é verdade, mas nao se pode generalizar esta teoria.Dos que menos trabalham sao os politicos a comecar do proprio primeiro ministro.A nossa classe politica está cheia de preguicosos que somente buscam protagonismos e dividendos e nada mais.A maioria dos nossos politicos e tambem diretores de servicos quierem estar aí no poleiro e com esse ar de arrogancia e prepotencia que lhes define sem fazer nada.Portanto isto de que em STP se trabalha pouco vindo da boca do Patrice Trovoada nao é exemplo.

  37. Fruta pão

    15 de Junho de 2015 as 10:19

    Esse homem tem mania de chamar esse povo humilde de preguiçoso. Preguiçoso é o próprio Patrice Trovoada que só está interessado no poder para não fazer nada e nas viagens a custa do dinheiro do Estado.
    Este senhor não devia insultar este povo dessa maneira. Este homem acha que a vontade do povo é ficar na rua sem fazer nada? Este senhor acha que as pessoas não trabalham porque não querem?
    O Estado por acaso incentiva, motiva os trabalhadores a produzir mais?
    Porquê que o senhor e os seus ministros cabo-verdianos não vão para Cabo verde governar, lá os senhores não encontrarão preguiçosos.

    • Seabra

      15 de Junho de 2015 as 13:50

      …jà agora, cite os nomes dos ministros cabo-verdianos em questao…quem sao eles?
      Que eu saiba, os braços direitos do PT sao bem nativos de STP, bem foros, em tudo!
      – Afonso Varela, Agostinho Fernandes, Levy Nazaré, José Diogo, Abnilde etc, etc! Nada têm de caboverdianos, por esmola!!!
      E quem foi que votou ADI/PT? Foram caboverdianos?
      Os saotomenses,devem assumar as suas falhas e parar de atribuir aos outros, que nada têm a ver com a historia, a situaçao complexa do povo, da sociedade…o governo,foi a ESCOLHA DO POVO DE STP, ele é que gritou VIVA ADI,VIVA PT, estàmos contigo, é para ti que vamos votar, nao queremos os outros partidos etc…hoje, esse mesmo povo deve reconhecer a falha e a leviandade da mà opçao que fizeram, e tentar remediar a situaçao, criando uma base solida e séria, que combate e afaste definitivamente ,estes corruptos no poder ADI/PTe CAPANGAS.Poupem as vossas energias para este COMBATE, que é mais ùtil e eficaz, em vez de tentarem encontrar um BODE EXPIATORIO, que nada tem a ver com o vosso ÊRRO de escolha dos dirigentes saotomenses.
      Eis a verdade.O momento nao é oportuno para essa contenda que fragiliza mais do que fortifica.
      O MAL jà foi feito, tentemos resolvê-lo com INTELIGÊNCIA, de modo coerente e duradouro!!!

  38. Maria Ricardo

    15 de Junho de 2015 as 10:53

    Este 1º. Ministro não tem soluções para este país. Muito bem feito para aqueles que nele votaram. Chamou a todos aqueles que nele votaram de preguiçosos, porque sabe que não vai conseguir arranjar emprego para grande parte da população que está desempregada. Porque ele não traz investidores para cá, de modo a criar pequenas industrias de transformação? Temos jaca, mamão, cajamanga, goaiba e outras frutas tropicais, sem falar de tomate e fruta pão, frutos esses que muitas vezes estragam, porque não temos como manter a sua conservação. È isto que dá emprego às pessoas e faz desenvolver o país. Patrice Trovoada é malicioso e veio mais uma vez para enganar este povo. Ele deve estar enganado, porque este povo não é parvo. Ele vai comer o pão que o diabo amassou. Deixá-lo… O pior está para vir. Ele meteu com o Diabo para ganhar as eleições e o Diabo vai lhe mostrar. Ainda é muito cedo…

  39. Pontes

    15 de Junho de 2015 as 11:48

    È Verdade Sr.Premeiro Ministro só deveria ter um representante máximo presidente ou primeiro ministro .
    porque nós os santomense somos nato preguiçosos e intriguista, gostam de estar sentadinho a ver a mulheres a carregar sacos e vender bananas e sustenta a casa, homens preguiçosos- polígamos varias mulheres isso somos bons, trabalhar que é bom nada assim vamos estar mergulhado na pobreza cada dia.
    eu vivo fora deste país e tenho acompanhado de perto o que se passa lá , o pais parece que sofreu guerra, esperamos ansiosos por um DUBAI que Deus tenha misericórdia de Nós.
    Que Deus abençoe S.Tomé e o Povo Santomense
    Fuiiiiiiiii
    Luanda-Angola

  40. Seabra

    15 de Junho de 2015 as 14:01

    Pontes, o seu comentàrio interpela-me, porque tem um fundo de verdade, embora eu reconheça que os primeiros a criticarem esta atitude sao os dirigentes mesmo, a começar pelo primeiro ministro, o Patrice Trovoada, o Afonso Varela (rei dos preguiçosos, acho que foi a motivaçao dele para estudar, porque quis sempre ser bem servido sem nada fazer…), e outros tantos da ADI.Sem dùvida!
    Mas, infelizmente, esta observaçao nao é justa para todos …o verdadeiro povo, aquele que tem mais dificuldades, é aquele quem trabalha mais e sem reconhecimento…foi esse mesmo povo que votou para estes verdadeiros Preguiçosos do homens politicoas.
    Mas , reconheço e conheço certos homens politicos e outros que têm um bom posto de direçao, que realmente, so pensam em assinar, em dar ordens, a gastar dinheiro em barda, sem calcular, a ter amantes em todos os cantos, nao so de STP copo do mundo…é simplesmente HORRIVEL!!!

  41. LÔÇÔ TLÊZÊ CONTO - IRMÃO P.TROVOADA

    15 de Junho de 2015 as 16:23

    Sou obrigado a concordar com a declaração do preguiçoso Nº1 de STP -P.Trovoada!Costuma-se a dizer: Bom dirigente, bom povo; Mau dirigente, mau povo. Portanto o P.T. tem aquilo q merece! Sendo o Sr. grande preguiçoso e promotor da incompetência e de populismo barato jamais vistos em STP, claro q o sr tem q estar rodeados de preguiçosos!

  42. Seabra

    15 de Junho de 2015 as 17:55

    Gente,advinhem quem é o TALON de AQUILES de STP?
    Quem responder bem,terá uma camisola ADI.
    Força…reflitam!

    • arelitex

      18 de Junho de 2015 as 8:23

      boa, boa. senhor Seabra mas que tal comecar pelo talon do seu pe. pode ser que voce proprio ganhe a dita camisola do ADI .. eh,eh,eh. um abraco ( quem discute um valor quer comprar. )

  43. Piá cú uê só semê cá boca

    16 de Junho de 2015 as 10:10

    Vª Excelencia 1º Ministro, gostaria só de acrescentar uma parte do seu texto que diz assim « Temos um país em que se trabalha pouco» esquecendo a V. Ex de dizer tmbém que « Ganhamos pouco », e quanto ao nosso mar, certo que o nosso mar é rico em pescado, mas só pra outros países oque não poderia estar a acontecer, pois não?

  44. lotxiga

    16 de Junho de 2015 as 10:11

    Eu concordo em pates com as declaracoes do pt, mas diria k o povo faz-se de preguicoso e nao, preguicoso. Muitos homens nao trabalham pork o salario nao chega nem pra comprar uma calca. O pequeno almoco e pao e cha de goiabeira. Esses homens preferem trabalhos informal (biscates) pois assim fica-lhes melhor. Se querem k o povo trabalhe mais, paguem um bom salario. Tambem ha necessidade de criar infraestruturas, mais energia e saneamento do meio, para k cada 1 desenvolva o seu potencial. Acabar com a impunidade. Hao pessoas k nao trabalham pork o ex ministros, ex directores, lhes dao dinheiro quando querem pork nas eleicoes, se assinam acordos. Sr fulano e meu duque, vou dar-lhe babete ele mete-me 3 paus e eu safo. Eu ja houve homens dizendo isso. Tem k se criar industria de transfomacao. E os dirigentes tem que parar de roubar ou roubar menos

  45. Alfredo Gentil

    16 de Junho de 2015 as 10:18

    Francamente, que absurdo. Chamar o povo trabalhador de preguiçoso. Grande mangonheiro e preguiçoso é quem chama e que só está interessado no poder para não fazer nada e viajar, quando chega vem com uma mão cheia de nada e com discurso patético para enganar os menos atentos. Pergunto trabalhar é fazer negócio consigo próprio mais o seu sócio libanês Ramy, com a Casa Benfica aonde deixou um buraco no OGE de milhões e milhões de dobras? Trabalhar é mandar o senhor Vice-presidente da Assembleia (Levy Nazaré,) para Londres para ir estudar inglês (três meses) com 51.000 (cinquenta e um mil euros) euros no bolso? Viva os espertos… Abaixo os preguiçosos que trabalham para encher os cofres do Estado.

    • Franciso

      11 de Setembro de 2015 as 19:46

      Concordo plenamente contigo. Para adicionar mais, ele foi visto em uma pequena,não muito longe de Londres. Ele estava na praia com uma menina de 25 anos de idade… Ele nem sequer tem um anel de casamento em seu dedo..Isto é absolutamente inaceitável para um homem casado de sua idade que nos representa no exterior comportandose assim…Esta é a forma como ele estava estudando Inglês? Enquanto estiver aqui, ele age como um bom pai de família, mas agora sabemos o que eles estão fazendo no exterior. Podemos confiar?

  46. arelitex

    17 de Junho de 2015 as 18:00

    na realidade o saotomense sempre foi e sempre ha-de ser preguicoso . independentemente que tenha muitos ou poucos estudos. remedio para tudo mudar de 8 para 80 . 1: dar 5 milhoes de salario minimo e condicoes. 2: a seguir obrigar a cumprir horarios e as 8 horas efectivas de trabalho. 3 : folhas de producao diarias. 4: contrular baixas medicas. 5: quem. nao aguentar. que siga outra. vida

    • Seabra

      28 de Junho de 2015 as 21:10

      Imbecil,dito ariletex,você será o primeiro a ter consequência negativa-porque é o + preguiçoso de todos saotomenses reunidos,vivendo das migalhas ofertas pela ADI- da sua própria proposta !
      O pior talão de Aquiles em STP,é gente como você…não obstante,têm má fé!

  47. Amilcar Cabral

    18 de Junho de 2015 as 6:09

    O Olivio e’ feio, mas ele da boa contribuicao ao enriquecemento do raciocinio dos meus compadres e comadres.
    Obrigado,
    Amicar

    • Seabra

      18 de Junho de 2015 as 14:01

      Peço ao Abel Veiga,para não mais publicar ao impostor que usurpou a identidade de Amílcar Cabral.Há princípios morais,sociais, deantologicos que devem ser respeitados por todos.
      O individuo que ousou utilizar o nome A.C. é um atrevidote – pretencioso. Ele deve saber que existe sempre uma família atrás de um nome, que as pessoas devem respeitar.
      Estimo que devemos todos compreender,mesmo se não se trata de nós.

  48. supreendida

    19 de Junho de 2015 as 8:58

    Mesmo si há simpatizantes e não simpatizardes do Governo, temos de convir que está é a nossa realidade CRUA E DURA. Nós trabalhamos muito pouco. E por isso não pode haver uma melhor remuneração. Estou de acordo que é um circulo vicioso. Mas por uma lado tem que se começar. E bravo senhor Ministro de ter feito esta constatação como ponto crucial dos nossos problemas. Não caiu de amores por si mas as verdades devem ser ditas; Si não, nunca mais saímos deste turbilhão. A questão actual é como inverter está dura realidade! Como incutir a cultura de trabalho nos São-tomenses! Quando penso nos Camaroneses e comparo-os com connosco, nada Haver! Força primeiro Ministro! Mas não vai ser nada fácil para si. Devemos estar no entanto convictos que o desenvolvimento de um país passa obrigatoriamente por medidas não-populistas: Mas o que fazer, si queremos mesmo o desenvolvimento? Força!

  49. hj

    19 de Junho de 2015 as 13:27

    eis a nação mais preguiçosa do mundo,comandando a lista esta o senhor Patrice Emery Trovoada.

  50. Santomense

    4 de Julho de 2015 as 7:44

    Isto nao , constitui a verdade, se nao gostamos de trabalhar já estaríamos todos mortos.
    Se eles disse que seu elenco nao gosta de trabalhar para satisfação das necessidade colectiva tudo muito bem, aí eu concordo prenamente.
    Para este povo que sol e chuva estão a batalhar para sustento das sua família.
    Deixa falar e atrai investimento para país, mais sem interesse de formar os investidores possa acreditar, porque muito estão espera para demostrarem o seu potêncial.
    Outra questão que mi aflige é uma noticia publicada neste jornal digital que tinho como titulo qualquer coisa explicação ou a verdade sobre força de bloqueio, em o ministro da justiça o senhor Raposo madou instaura uma acareação junto ao jornalista Abel Veiga, bem como os funcionários afecto seu ministério.
    Por isto lhe convém.

    Senhor primeiro ministro, o director geral dos registo foi a comunicação social dizer que os seus estagiários nao tenhem vicio, logo os foncionarios estão dotados de vícios.
    Agora, veja o director ao qual que dizer estar isento de vicio celebra contrato sem qualquer licitação, em que trinta e cinco (35) foto passe custa cento e cinquenta milhões de dobras, aquisaçao moveis (cadeira e mesa) no valor aproximado setecentos milhões, usando campanha de nacionalidade atribuído nacionalidade a estrangeiros que hoje ao país, criação de labirinto fortunario nos serviços, no presente seculo administração deve estar perto dos utentes, mais agora nos os utentes que pagamos os serviços temos que pedir favor para ter acesso a serviços para explicação ou para realizar um determinado acto junto as serviços, outra barbaridade uma estagiário sem qualquer vinculo com os serviços pratica o acto casamento, que um acto definitivo e vinculativo, minha gente consulta o codigo de registo civil, sera que este serviços nao esta dotado de pessoas legitimado para efeito. Como mesmos disse na comunicação social eu tenho um ministro colaborador e verdade, segundo alguns funcionários afecto a esta direcção nao vale apenas informar o ministro da área é mesmo que dizer o director geral devido cumplicidade dos dois.
    É uma pena que os outros funcionário nao tem esta informação.

    Isto que. Se chama de Dubai, má gestão de fundo e delapidação de bem publico. Porque o senhor manda instaurar uma auditoria nesta direcção, onde esta tribunal de conta, onde esta inspecção das finança, nesta situação como convém o ministro de tutela ele nao manda, nem mandara instaura uma auditoria……
    Um homem com pouco tempo na direcção serviços com uma lista de currículo tão vasto imagina cumprimentos de todo o tempo.
    Um bando de currupto desclassificado.
    Viva Adelino Pires dos santos, homem sem vícios….

  51. MUKLUKÚ

    5 de Agosto de 2015 as 15:59

    1º Ministro devia ter vergonha, pois ele é o maior preguiçoso d STP. Passa tempo a viajar pra conseguir encher a sua algibeira, está nas lides d poder cerca d 30 anos. Se país está nessa situação, ele é um dos culpados! Como pode o povo trabalhar, se P.T guarda sacos e sacos d dinheiro de proveniência duvidosa em casa pra embriagar o povo? Povo n quer saber dessas conversinhas d vizinhas! Povo está a espera d DUBAI E ARROZ D 13 CONTOS

  52. Ana Maria Costa

    15 de Setembro de 2015 as 1:05

    Como mulher Santomense e em nome de todas as palaiês, lavadeiras, mulheres de limpeza em Portugal e Reino Unido, cozinheiras e todas as mães solteiras que criam os filhos sozinhas, com muito trabalho de sol a sol e esforço,venho por este meio dizer ao Exmo. Sr. PM, PT.que o povo Santomense deixou de trabalhar porque aprendeu que “BANHO” é para ser dado ao longo do tempo das legislaturas. Se o País pára durante a campanha para receber o “BANHO”, porque é que há de fazer outra coisa depois das campanhas? Sejam pelo menos coerentes!!!

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo