Política

PCD leu situação política interna à luz da alegada Intentona «Águia»

Numa declaração política, o partido PCD condenou todos os actos que possam traduzir-se na subversão da Ordem Constitucional e do Estado de Direito Democrático. « O PCD tem-se manifestado sistemática e peremptoriamente contra todos os atos que visem a subversão da ordem constitucional em São Tomé e Príncipe, nomeadamente, os que vêm sendo praticados pelo I Ministro e seu Governo, assim como pelo Grupo Parlamentar do ADI. Nestes termos, tendo o referido caso sido entregue ao Ministério Público para efeitos de investigação, o PCD exorta as autoridades judiciais competentes a levarem a cabo as suas funções com independência, isenção, competência e profissionalismo. Caso as acusações venham a ser julgadas procedente, devem as autoridades judiciais adoptar as medidas que se impõem, estritamente com base nas leis em vigor». 

A declaração política do PCD que chegou a redacção do Téla Nón, o Ministério Público é exortado a «a investigar as outras denúncias sobre mandantes de Golpes de Estado e assassinatos que deram entrada naquela instituição», sublinhou o Presidente do PCD, Arlindo Carvalho.

O papel desempenhado pelo Ministério da Defesa e da Administração Interna, é contestado pelo PCD.  «Embora sem nos surpreender, o PCD considera impróprio o papel jogado pelo Ministro da Defesa e Ordem Interna, através do seu comunicado, no qual assumiu mais o seu papel de dirigente efetivo da Polícia Secreta e de cariz repressivo do que de membro de governo num Estado de Direito Democrático. Não cabe, ao Primeiro- Ministro nem ao seu Ministro da Defesa, a condução da investigação criminal, nem o julgamento ou a condenação pública prévia de um suspeito, nem tampouco lhes cabe o envio de ordens ou diretivas a magistrados, com ameaças à oposição, através dos meios da Comunicação Social», frisa o PCD na sua declaração política.

O papel do Governo no caso, é considerado como mais uma tentativa de vitimização. «– Desviar a atenção da população sobre os graves problemas que mais afetam o povo são-tomense;

– Aparecer uma vez mais como vítima inocente aos olhos do povo; – Buscar pretexto para perseguir os políticos da oposição; – Legitimar e reforçar a presença de tropas estrangeiras nos serviços de sua segurança pessoal, e; – Finalmente, adiar o calendário eleitoral de acordo com as suas estratégias e ambições políticas». 

Segundo o PCD Portugal foi o único país que oficialmente reagiu condenando a alegada intentona para assassinar o Chefe do Governo são-tomense. « O PCD considera positiva a pronta reacção do Governo português, face a qualquer tentativa de subversão da ordem pública em STP e consequentemente, em defesa do Estado de Direito Democrático. Neste quadro, queremos renovar o nosso apelo ao Estado e ao Governo português, no sentido de se pronunciarem com igual afinco sobre o golpe de Estado institucional que se vem aprofundando neste país, mediante repetidas e flagrantes violações da Constituição da República, perpetradas pelo Iº Ministro e seu Governo, assim como pelo Grupo parlamentar que o sustenta», conclui a declaração política do PCD.

Abel Veiga

    7 comentários

7 comentários

  1. Francisco Ramos (PARDAL) B I 26649

    27 de Junho de 2018 as 13:35

    Povo de São Tomé e Príncipe,
    Governar para cima, só é e foi pelos desonestos, arrogantes, malvados, brutos e incompetentes. Neste tipo de governação há sempre concentração de poderes, corrupção, ganancia, perseguição e muitas outras acções condenáveis, porque o objectivo é roubar, saquear a riqueza do povo.

    Governar para baixo, é feita pelos inteligentes, humildes e honestos, de uma forma inclusiva e participativa. Haverá equilíbrio dos poderes, as instituições funcionam bem, etc etc. Quando se governa para baixo o país desenvolve-se bem, são produzidas riquezas e essas riquezas são partilhadas para todos.

    É assim que aproveito para dar os meus parabéns ao PCD e dizer ao PCD que o povo está a contar consigo para pôr o país de pé, ou melhor paara concluir o programa de 1991 que ficou no meio do caminho.

    Viva PCD
    Viva São Tomé e Príncipe

  2. António cunha dos santos

    27 de Junho de 2018 as 14:37

    Muito bem PCD.

    Acho que o Governo português, apressou-se bastante, ou seja foi inoportuno. Ainda não se sabe ao certo que há ou houve mesmo uma tentativa de assassinato ou é montagem do PT?

  3. Arroz substância

    27 de Junho de 2018 as 19:56

    Só quero dizer aos partidos políticos que as eleições ganha-se e perde-se nas urnas não é com assacinatos o fanatismo político não pode chegar a este ponto a nossa democracia já é suficientemente madura para termos um retrocesso a este nível se não dá para ganhar na política paciência vão trabalhar.

  4. Seabra

    27 de Junho de 2018 as 21:19

    O padrinho PT-ADI e a sua MAFIA, já estão aprontando MONTAGEM de falsos e inventados tentativa de golpe de Estado com um suposto pretendido assassinato na pessoa do primeiro Vigário de STP,com o título de PM. Mas quem o PT pensa que vai convencer? Inclusive já prestou um falso testemunho sobre esse feito “monté de toutes pièces” , na coluna da revista jeune Afrique (a desmentir de imediato, já feito por uma carta aberta ). É de lamenter, de facto,que este acontecimento não teve lugar. Mas de tanto mentir , o PT vai acabar por provocar este acontecimento, que aliàs, seria legítimo pois que é de uma importância capital de EXPULSAR de vez este individuo e a sua MAFIA ADI, fora da direção política de STP. Ele é os seus medíocres colaboradores ,tão CORRUPTOS como ele, querem atribuir a má GESTÃO e o CAOS do país a este falso ATENTADO (soit disant,les responsables de ce faux attentat ce sont le militaire et le ministre , ces deux boucs émissaires, tout trouvé par lui…Et les crimes,les vrais assassinats, dont le dernier de l’economiste JPS? Lui est mort, il ne nous reviendra plus jamais. À qui doit-on cette situation de STP? ).
    PT,você e os seus homens ADI, sabem que a vossa hora està à espreita, o povo está mais do que FARTO da vossa POLÍTICA NÃO DEMOCRÁTICA e do vosso régime de TOTALITOLOGIA. Ils te disent ÇA SUFFIT….DEHORS! PT já sente que o vento está a empurrá-lo, SÉRIEUSEMENT, para FORA. Eís porque ele e os seus homens da mão … da DITADURA, montaram esta PROPAGANDA.
    Em STP, só uma vez houve uma verdadeira tentativa de golpe de Estado com tentativa de assassinato, nos anos 70, do PM Miguel Trovoada, contra o presidente Manuel Pinto da Costa. Tão verdade foi este atentado, que a família Trovoada foi expulsa de STP e refugiou -se em França, tendo passado longos anos,morando em Pantin – departamento 93. Regressaram para STP , outubro/novembro de 1990,acompanhados do ex militante preveligiado da JOTA MLSTP, Gabriel da Costa , Pascoal Daio e Afonso Varela etc.
    A situação política actual de STP deve-se também a estes individus, que levaram este mal,os Trovoada , para STP.
    Seja como for,com o sem esta falsa TENTATIVE DE COUP D’ÉTAT ET D’ASSASSINAT SUR LE PM PATRICE TROVOADA, a democracia, a liberdade de expressão do povo,dos médias, dos jornalista. …tem que ter o seu lugar na vida dos sãotomenses. A BUFARIA, O MEDO,A INTIMIDAÇÃO tem e vai ACABAR.
    STP é um país independente,livre….BASTA!

    • Revoltado com o governo de adi

      28 de Junho de 2018 as 10:54

      Sr. Seabra voçê arrasou. Você deixou tudo preto no branco. Assim eles ficam muito furiosos porque não querem que o povo abra vista. Bem haja Sr. Seabra

  5. Ex Militante do ADI Aborrecido

    29 de Junho de 2018 as 10:49

    Nos mesmo o povo santomense somos culpados de todos esses acontecimentos. Nos deixamos ser enganados pelo PT ADI e sua Máfia. Mas que venha as eleições com transparência para os pontos voltarem a entrar nos i. Deus abençoe STP.

  6. SAMPONHA

    16 de Julho de 2018 as 12:44

    Uma montagem de tentativa de assassinato do senhor Patrice Emery Trovoada, Primeiro Ministro e Chefe do Governo da República Democrática dfeito por ele mesmo para desviar a atenção das populações com aumento repentino de combustível.
    As populações e o mundo em geral querem saber a onde para o terceiro elemento conhecido por Alfa 3, por sinal um Tenente das Forças Armadas de S.Tomé e Príncipe, que tem feito sua vida normal no Quartel.Recorda-se que a família deste Tenente já foi ameaçada por um encapuçado.Se não fosse montagem porquê na altura do julgamento, o Tenente que fez a gravação da conversa de café, entregando ao Governo a cassete não compareceu ao julgamento, tendo refugiado no Quartel?O senhor Juíz do processo na minha opinião e penso da maioria das populações teve bem em mandar os dois para casa com o termo de residência. É este Patrice Trovoada que você quer bem como o povo Português através do seu Embaixador em S.Tomé querem para continuar a governar o nosso belo País que é o Santo Tomé e Santo António?Um senhor Embaixador que está na boa vida com grande barriguinha que nem o casaco o serve.

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo