Sociedade

Covid-19 limita a celebração de 12 de Julho ao Palácio do Povo

As celebrações do 45º aniversário da independência nacional, no próximo dia 12 de Julho, serão realizadas no interior do Palácio do Povo.

Decisão saída do sétimo encontro entre os titulares dos órgãos de soberania, e a sociedade civil,  para analisar a evolução da Covid-19 no país.

Os participantes a reunião convocada pelo Presidente Evaristo Carvalho, chegaram a conclusão que a doença já faz parte do quotidiano santomense.   Facto que motivou o porta voz da reunião, o secretário de Estado da comunicação social, Adelino Lucas, a dizer que « a vida Continua».

“Bola para frente” a vida continua, e a recuperação económica do país em momento de Covid-19, é a maior prioridade. O Governo foi orientado a apresentar ao parlamento um orçamento rectificativo, com medidas que permitem a recuperação da economia.

«Apelou-se ao governo e muito particularmente ao ministério do plano e finanças, para que no orçamento rectificativo a ser muito brevemente apresentado na Assembleia Nacional, se dê uma atenção particular aos aspectos que visam a recuperação económica do país», afirmou o porta voz da reunião.

No ritmo da vida que continua, apesar de todos os percalços da vida, São Tomé e Príncipe, completa no próximo dia 12 de Julho 45 anos como Estado independente.

Pela primeira vez a festa da independência nacional, vai ser realizada dentro do Palácio Presidencial. «O senhor Presidente da República partilhou algumas preocupações, ficou decidido que o acto central ao que tudo indica terá lugar neste palácio cor-de-rosa, respeitando as decisões decretadas pelo Estado santomense desde logo, o menor número de pessoas em espaços fechados. Não haverão grandes actividades», pontuou Adelino Lucas.

Covid-19 impõe mudança total nas celebrações da festa nacional de São Tomé e Príncipe, que aos 45 anos vive em Estado de Calamidade Pública.

Abel Veiga

    1 comentário

1 comentário

  1. Joni de cá

    3 de Julho de 2020 as 14:03

    Celebrar a miséria, a pobreza a destruição……

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo