Destaques

Ébola : Governo pede mais de 800 mil dólares a comunidade internacional

São Tomé e Príncipe, precisa de mais de 800 mil dólares para garantir a execução do plano de contingência de prevenção contra o Ébola. Para angariar financiamento da comunidade internacional o Governo organizou uma mesa redonda com os parceiros de Desenvolvimento.

São Tomé e Príncipe, está desprovido da maior parte de meios técnicos e materiais para prevenir o Ébola, e combater a doença em caso de entrada do vírus no arquipélago. O Governo elaborou um plano de contingência para ser implementado durante 6 meses.

São necessários mais de 800 mil dólares.«O desafio mais urgente que temos presentemente é o de mobilizar a quantia de mais de 800 mil dólares para responder as exigências actuais de combate a epidemia por um período de 6 meses. Daí espectativa gerada a volta desta reunião e esperamos receber junto dos parceiros de desenvolvimento», declarou o Primeiro-ministro Gabriel Costa, na mesa redonda que decorreu no Hotel Pestana na segunda – feira.

O Executivo apresentou um argumento forte para convencer os parceiros internacionais a financiar o plano de contingência. É que os estudos feitos indicam que há grande risco de o país, ser infectado pelo vírus do Ébola.

São Tomé e Príncipe pede Ajuda financeira internacional, para criar condições, para prevenir e combater o Ébola.

Abel Veiga

 

    4 comentários

4 comentários

  1. Atento ao Dossier

    16 de Setembro de 2014 as 16:18

    Que vergonha só fazem é pedir dinheiro,viraram
    mendigos de fato e gravata,isto só nas reuniões
    internacionais porque fora delas particularmente com
    o dinheiro que roubam vivem na maior das mordemias,bons carros
    boas casas,boas garinas etc.
    O Povo esse de certeza vai morrer de Ébola porque o dinheiro oferecido,nunca vai chegar a comprar nenhum equipamento nem nenhum medicamento.

  2. Peixe Frito

    16 de Setembro de 2014 as 19:27

    O motor da economia de S.Tome chama-se pedir esmola ao estrangeiro.

  3. conselheira

    17 de Setembro de 2014 as 16:36

    Um conselho prático. Ao invés de pedirem dinheiro, olhando na consciência que não será usado para este fim, porquê não peçam directamente os materiais necessários para prevenção de ebola?

  4. Pumbo

    18 de Setembro de 2014 as 17:24

    Oportunistas de uma FIGA!

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo