Sociedade

“Operação Rosema” : Cervejeira já foi oficialmente entregue à Melo Xavier

As imagens divulgadas nas redes sociais a partir das instalações da Cervejeira Rosema, confirmam a redacção pelo oficial de justiça da acta que faz a restituição da cervejeira para o empresário angolano Melo Xavier.

Apesar do cordão policial, e da tentativa inicial de impedir a entrada dos oficiais de justiça e do empresário angolano, a ordem do Supremo Tribunal de Justiça foi executada.

Na altura o empresário angolano não se encontrava nas instalações da cervejeira. Guilher Posser da Costa, advogado do grupo empresarial angolano Ridux, explicou que Melo Xavier regressou a cidade de São Tomé para reunião com o embaixador de Angola na capital do país. Melo Xavier foi chamado pelo embaixador de Angola tendo em conta, segundo Posser da Costa, a a situação tensa que se verificava no local, que poderia gerar problemas …..

Acompanhe as declarações do advogado e as imagens da execução da ordem judicial, a partir dos 21 minutos e 30 segundos.

Publiée par Mutambu Notícias sur mercredi 2 mai 2018

    7 comentários

7 comentários

  1. MIGBAI

    2 de Maio de 2018 as 14:26

    Aos donos o que é dos donos e ponto final!
    Grande XAVIER toma conta agora da tua ROSEMA e faz a mesma crescer.
    Agora, que os antigos donos das roças venham exigir a devolução das mesmas, para poderem começar a trabalhar para o bem coletivo do povo de STP!
    Que se devolvam as roças aos seus legítimos donos!
    Viva a Democracia!
    Viva São Tomé e Príncipe!!!

    • Maria Silva

      2 de Maio de 2018 as 14:50

      Concordo plenamente consigo senhor ( a ) MIGBAI , devolver oqui não é nosso !
      E se trocassem de lugar também estaria do lago dos Monteiros!
      Toda gente que pega oque não é seu lá em STP chamámos de LADRAO, e sendo ladrao não tem espaço nem pode ter espaço na sociedade …

  2. SAMPONHA

    2 de Maio de 2018 as 16:11

    Não foram necessários virem ao País magistrados estrangeiros para dar lição aos nossos magistrados. As populações de Neves um forte abraço pelo civismo em apoiar aquele que na realidade é o verdadeiro dono da fábrica Rosema. Como sabemos esta fábrica tem servido de engorda aos muitos políticos da nossa Praça sem fazer nenhum. Alguns deles com senhores Jorge Amado Aurélio Martins Guiva juntaram-se aos senhores Levi Nazaré, Idalécio pediram a Assembleia Nacional para correrem com o Presidente do Supremo Tribunal da Justiça Silva Cravid, Senhora Maria Alice Carvalho e o senhor Frederico da Glória os mal Amados na luta contra os colarinhos brancos, os corruptos do Sistema Nacional de Justiça Antigamente quando estava a dirigir o Supremo Tribunal de Justiça o senhor José Bandeira não havia nada disto porque ele contribuía com a corrupção e obedecia tudo fora da lei do senhor manda Chuva Patrice Trovoada. Vamos todos mobilizar contra estes senhores Aurélio Martins, Jorge Amado, Guiva, Levi Nazaré, Idalécio Celisa Deus Lima e outros malfeitores que vivem à custa de afabal de Rosema. Com a entrega da Fábrica ao senhor Mello Xavier a chupeta acabou. Vão chupar os dedos.Se por ventura o Governo Angolano exigir do Governo Santomense pagar todas as dívidas que tem com abastecimento de combustível e óleo, seus derivados, nem com cem anos S.Tomé pagaria esta dívida. Pior ainda se aumentar combustível para onde vamos parar.

  3. EX

    2 de Maio de 2018 as 16:17

    Os Irmão Monteiro e seus amigos que devem ir pedir satisfação com a JAS se não me engano, a empresa que lhes Vendeu para pedir satisfação.

    há um ditado que se fez lei e norma, que se diz que quem compra roubo também é ladrão.

    Ou quem vende o que não é seu é Ladrão.
    Então quem comprou roubo é Ladrão e esta sujeito a perder o que comprou.

    Que a Justiça seja efectivada e que não criem mais artimanhas para fazer da coisas ilícita e coisa licita.
    Porque um pais decente não deve promover nem injustiça e roubos.

  4. rostov

    2 de Maio de 2018 as 17:56

    Ozé Mancé sá GLIMIDO ê sa capagi kota canja pa povo na pia Nutixa de KOBO DAWA ” RTP AFRICA”

  5. Descamisado

    3 de Maio de 2018 as 9:40

    O empresário Angolano Mello Xavier está obrigado a pagar imposto avultado no prazo de 10 dias ao Estado Santomense que vai dos anos 2006 à 2009. Quem pagará os restantes anos que se seguem de 2009 à 2018? Tenham a palavra os senhores advogados, os comentaristas, a Sociedade civil, os políticos e a senhora Celisa Deus Lima.

    • Maria Silva

      3 de Maio de 2018 as 10:38

      Tudo isto é tentativa frustada de patrice trovoada para tomar a fábrica rosema

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo