Sociedade

OMS anuncia redução de ajuda para STP

Matshidiso Moeti(na foto), Diretora Regional da OMS que chegou a São Tomé no ultimo domingo para visita de dois dias, reuniu-se na segunda feira com a ministra da saúde Maria Trovoada e com o Primeiro Ministro Patrice Trovoada.

Parceiro tradicional de São Tomé e Príncipe, no domínio da saúde a OMS, anunciou através da sua Directora Regional, que vai reduzir a ajuda para São Tomé e Príncipe. Tudo porque o país evoluiu e atingiu o patamar de “Desenvolvimento Médio”. «É um país que atingiu o nível de desenvolvimento médio. Isto significa que o apoio que vem dos doadores internacionais vai diminuir», assegurou Matshidiso Moeti.

Segundo a Directora Regional da OMS, a redução da ajuda para São Tomé e Príncipe estende-se à todo o Sistema das Nações Unidas no país. Um país de desenvolvimento médio, «Tem que utilizar os recursos nacionais para os canalizar para o sector da saúde», reforçou a chefe da OMS para a região africana.

Segundo uma nota da OMS, durante a visita que termina esta terça feira, a Directora Regional da OMS, aborda com as autoridades nacionais questões que se prendem com o reforço de parcerias, visando construir um Secretariado regional com maior capacidade de resposta, mais eficaz e orientado para resultados, capaz de fazer avançar os esforços de cobertura universal de saúde e acelerar os progressos com vista a alcançar os objectivos de desenvolvimento global.

Natural do Botswana Matshidiso Moeti, é a primeira mulher a ocupar o cargo de Directora Regional da OMS para a África.

Veja o programa de visita e o retrato da Directora Regional da OMS.

1 – DR. MOETI BIOGRAFIA

2 – DR. MOETI PROGRAMA VISITA1

    6 comentários

6 comentários

  1. Antonio Pedro M.

    10 de Julho de 2018 as 6:23

    Já estamos em DUBAI.
    Estamos para além do desenvolvimento médio.
    Onde param os 30 milhões de dolares que Patrice Trovoada pediu emprestado em nome de S.Tomé e Príncipe?
    O povo precisa saber.
    A comunidade está nos acompanhado desde que Patrice Trovoada assumiu o poder pir saberem quem é Patrice Trovoada.
    Agora temos que plantar e colher mais.
    Se não há agora medicamentos no Hospital, com este anúncio da Directora da OMS sobre redução das ajudas à STP, NÓM MOLÊ.
    Como disse Isabel Domingos do ADI : Isto também é DUBAI.

  2. Pinóquio

    10 de Julho de 2018 as 19:26

    Resultado de mentir para comunidade internacional. Resultado de fornecer dados adulterados a comunidade internacional. Agora os doadores pensam que STP já virou Dubai. M* muito é.

    • Ralph

      12 de Julho de 2018 as 2:10

      Isto poderia ser tomado quer como uma realização, quer como um erro de classificação. Não sei como as classificações são decididas, mas eu ficaria muito surpreendido se STP realmente é um país de desenvolvimento médio. Imagino países tais como a Tailándia e a Malásia como nações que merecem o estatuto de desenvolvimento médio. Ao meu ver, STP tem muito mais desenvolvimento a realizar para ser na mesma liga com esses países. Quão bem a economia de STP desempenha com a redução de ajuda financeira da ONU vai determinar se o país é ou não é merecido da classificação desenvolvimento médio.

  3. Angel Alison

    11 de Julho de 2018 as 12:37

    “Segundo a Directora Regional da OMS, a redução da ajuda para São Tomé e Príncipe estende-se à todo o Sistema das Nações Unidas no país. Um país de desenvolvimento médio, «Tem que utilizar os recursos nacionais para os canalizar para o sector da saúde», reforçou a chefe da OMS para a região africana”.

    Agora que vai ser elas. Estmos todos lixados. Vamos morrer quase todos. Eu quero ouvoir explicar sem complicar.

  4. Martelo da Justiça

    11 de Julho de 2018 as 18:15

    Este Governo de Patrice Trovoada de diplomacia não percebe nada nada. Passa o tempo a fazer politiquices, promovendo a corrupção, destabilizando o pais com a perseguição, intrigas, violando a constituição e as demais Leis do Pais, espalhando dinheiro por aí para enganar as pessoas, não se sabendo a sua proveniência, apenas com um simples propósito de manter-se no Poder. Esses quatro anos o Pais ficou mais pobre e ninguém nos dá dinheiro porque não confia em Patrice Trovoada e o seu ADI. Manter o ADI no poder será uma catástrofe para o Povo e o Pais. Deus nos livre!!

  5. Reflexão

    18 de Julho de 2018 as 8:20

    Este homem veio mesmo para matar o povo de São Tome e Príncipe. Já vínhamos sofrendo. Mas agora credo, credo. Que mal lhe fizemos senhor? O senhor expulsou os Taiwaneses apenas usando a diplomacia da sua característica e não de um governo. Não reconheceu que foram eles quem reduziu consideravelmente a taxa de mortalidade infantil na nossa terra. Agora vem vangloriar às comunidades internacionais que o país atingiu a meta do desenvolvimento médio, o que leva a OMS a cortar apoio a saúde à este povo. E dai senhor? Que tão mal lhe fizemos senhor?

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo