Sociedade

Penúria de combustíveis em STP

Tarde e noite de terça – feira, 8 de Outubro, foi de muita luta dos são-tomenses em busca de combustíveis, principalmente a gasolina. A luta continua nesta quarta feira. O país se confronta com mais uma rotura no stock de combustíveis.

Desde Setembro último que o Governo vem anunciando que a petrolífera angolana Sonangol, reduziu para apenas 1/3 a quantidade de combustíveis que fornece ao país.

O Téla Nón apurou que nos últimos tempos, o Governo de Jorge Bom Jesus, tem recorrido a um fornecedor nigeriano. Em concertação com a ENCO, empresa de capital angolano, o fornecedor nigeriano abastece os reservatórios da ENCO na cidade de Neves, e o mais importante segundo fonte governamental, é que o pagamento ao fornecedor nigeriano, é feito em dobras, a moeda nacional.

Um negócio aparentemente lucrativo para o Governo santomense, que vê assim resolvido o quebra cabeças, de ter que cambiar a dobra pelo euro ou pelo dólar, para depois pagar o fornecimento de combustíveis. As reservas cambiais do país estão também praticamente nulas.

No entanto o negócio com o fornecedor nigeriano, está a provocar algumas interrogações nos círculos financeiros do país. Analistas temem que daqui a algum tempo, o tal novo fornecedor nigeriano de combustíveis ao país, venha a ter na sua posse mais dobras do que o próprio sistema financeiro nacional. Tornando-se assim no dono e senhor da moeda nacional, a dobra, e consequentemente de todo o resto.

.O Governo de Jorge Bom Jesus, parece estar numa encruzilhada. O povo está novamente na rua em bichas intermináveis, na luta por um litro de combustível.

Abel Veiga

    21 comentários

21 comentários

  1. Balon Clé-clé

    9 de Outubro de 2019 as 9:06

    Governar não é fácil! Força Bom Jesus!!!

  2. LIBREVILLE

    9 de Outubro de 2019 as 9:14

    Os nossos Políticos só querem resolver o problema a curto prazo, nunca pensam nas consequências futuras… Como pode um estado aceitar este tipo de negocio?

    Meus senhores vamos parar e pensar com cabeça, estamos a gerir um pais não uma quitanda!

    Somos inteligentes o suficientes para podermos pensar com cabeça antes de agirmos.

    • semedo

      9 de Outubro de 2019 as 16:50

      É ai que esta o problema.
      Pensar com cabeça aceitar que esta mal, e que temos juntos
      tomar uma decisão mesmo que seja drástica mas tomar para um
      futura razoavelmente aceitável.

  3. Frederico Ferreira M. de Ceita

    9 de Outubro de 2019 as 10:09

    inteligentes sim, são super, mas falta a visão e maturidade, um país não se constrói com imediatismo.

  4. Sotavento

    9 de Outubro de 2019 as 11:30

    Faz rir…

  5. Vera Marquês Cardoso

    9 de Outubro de 2019 as 11:39

    Não se coloca remendo novo em odres velhos (conselho evangélico). Enquanto assim mantivemos, todos os problemas serão irresolutos!

  6. Gil Catarino

    9 de Outubro de 2019 as 12:25

    Tipo o Dubai de África… faz todo o sentido agora! LOL

  7. Observador

    9 de Outubro de 2019 as 12:34

    É que nem uma empresa sobreviveria a tamanha burrice quanto mais um país. Lamento por todos os sao tomenses, mais vale fechar a loja.

  8. amilcarsantos

    9 de Outubro de 2019 as 14:22

    Um governo que não consegue resolver os problemas da população. Isto é demais Jorge Bom Jesus. Nós não merecemos isto. Estou farto de politicos mentirosos.Prometeram tanto que afinal era tudo mentira.

  9. amilcarsantos

    9 de Outubro de 2019 as 14:24

    Não me digam que agora para além de fazer deposito para armazenar água cada sao tomense também tem que fazer em sua casa depósito para guardar combustível.

  10. Joni de cá

    9 de Outubro de 2019 as 17:12

    Acho que a empresa Nigeriana, em alguns poucos anos vai ficar dona de Stp a receber em dobra, fica dona do sistema financeiro, só não consigo entender como se fazem estes negócios, tendo em conta que alguém que foi formado no exterior , porque é dos livros o resultado deste tipo de negócios.

    Stp, tem gestores que são uma vergonha, qualquer um engana, assim só posso chamar a estes gestores ou governantes de burros, com deferência ao animal burro que só faz o que lhe convém….

    Outra situação que Stp tem que aprender é que as dívidas têm que ser pagas, e a amizade revolucionária não dura para sempre, o MPLA mudou muito!!

    Enfim mais uma vergonha dentro das quase infinitas desde a Independência.

    Ironia: Viva Stp independente, mas dependente de tudo, grande trabalho feito em 44 anos!!!!

  11. Salamandra Goveia

    9 de Outubro de 2019 as 22:39

    Povo Guadalupense E pa você sassassssabeeee!!! Quando estavam no bem bom subiram a camioneta e desceram ba posson e pernoitaram diante da CME em defesa da vossa liberdade! Agora, toma! Não há rosas sem espinhos! Agora tá pica neeh. Só que voltar para traz já não dá! Nunca no tempo de Pinta Cabra aconteceu tamanha barbaridade. Palhacos, brincando a queima de viaturas de estado! Patilfes brincando a barricadas na estradas. Agora toma! E engolir a seco! Sem água para ajudar. E pa vocês sabeee!!

  12. Vanplega

    10 de Outubro de 2019 as 6:34

    Temos um acordo de exploracao conjunta com Nigeria, certo.

    O que temos directo vai aonde? Porque nao transforma-la em parlamento e receberiamos em troca o combustivel!

    Ha qualquer coisa que nao bate certo, neste negocio chamado exploracao conjunta( exploracao de petroleo)

    Daqui a pouco, vem um tal MIGBAI, perguntar aonde eu estudei, que as contas estao mal feito.

    E preciso o governo explicar melhor, sober exploracao conjunta

  13. Madiba

    10 de Outubro de 2019 as 8:49

    É preciso ver para crer, como S. Tomé.

  14. Vedé

    10 de Outubro de 2019 as 10:39

    A rotura de combustível é um caos para o governo e um sacrifício para o povo. O negócio com o fornecedor nigeriano é uma solução imediata , mas terá seu risco no futuro. Agora eu pergunto qual é saída do beco?
    Como diz uma música do Álvaro vulgo “Gapa”, Ê tê uã bana mon só, ku ka fiká lemblança. Essa lembrança é o ex-presidente angolano José Eduardo, esse homem foi um pai para os santomenses. Já o João Lourenço é dê cá toma lá.
    Tenho pena desse governo que herdou um país totalmente falido e a gerir uma pobreza sem procedência.

  15. Vedé

    10 de Outubro de 2019 as 10:48

    Veja só, tantas dificuldades que o país está atravessar na mobilização de capitais externos pra ajudar o orçamento, mesmo assim há dirigente que defende a construção da nova sede da Assembleia Nacional como uma prioridade. Se convencermos o investidor da obra (Guiné Equatorial), a financiar a construção das centrais hídricas e outras renováveis, ou mesmo a reabilitação do hospital e abastecimento de medicamentos, não seria prioridade das prioridades? Sim ou não?

  16. josemanuel

    10 de Outubro de 2019 as 11:04

    Estou farto desta situação de falta de combustível. Não dá para aguentar. É muita falta de respeito o governo não conseguir resolver esta situação.É uma vergonha estarmos assim.

  17. antonio joão

    10 de Outubro de 2019 as 11:24

    Uma coisa boa de sao tome é que cá se faz cá se paga. Os elementos do actual governo incentivou a população a desordem na altura que estava na oposição por causa da falta de energia e combustível.Agora em menos de 1 ano a mesma população se revolta contra este governo por causa de falta de combustível.

  18. jordão fernandes

    10 de Outubro de 2019 as 16:06

    Gostaria de perguntar ao MLSTP e ao senhor Jorge Bom Jesus, quando ele estava a fazer a campanha que iria resolver todos os problemas em S.Tomé e Príncipe, o que é que ele estava a pensar.
    Ele estava a pensar que quando ganhasse as eleições iria pedir a Angola e Guiné Equatorial para implementar o programa da sua campanha? Ele disse que iria resolver o problema do emprego jovem. Hoje os jovens foram a porta do seu gabinete para saber quando é que vinha a gasolina já que o motoqueiro é o único emprego jovem que existe no país, e os jovens foram recebidos a tiro. Várias rajadas de tiro se fizeram sentir hoje na cidade capital para afugentar os jovens. Será que isto estava no programa da campanha e do Governo de MLSTP/PCD/UDD/MDFM?
    O Governo em vez de se preocupar com a governação e gestão do país está mais preocupada com a perseguição ao Patricio Trovoada. Não se esqueçam e perguntam ao Fradique numa das campanhas que o Patricio não tinha chegado ao país, o Fradique abriu a sua campanha perguntado onde é que estava o Rei Don Sebastião. Quando o Patricio chegou, passado dois dias vi o Fradique a andar com bengala. Tinha apanhado tanto susto que caiu e torceu a perna.
    É o que vai acontecer com esta Troika que está no poder. Se continuarem a preocuparem com o Patricio em vez de governar o país, o povo vai sair a rua e não haverá balas suficientes para fazer calar este povo.
    O Governo anda a preocupar com dívida oculta. Deviam preocupar com combustível, energia, água, a cidade de S.Tomé que parece uma pocilga de porco etc. Vaiam para a praça do táxi a ver os buracões que lá estão na praça. Vaiam a volta do mercado a ver como as pessoas estão a vender comidas e mercadorias em lamas. Quando deviam acelerar o processo de construção de mercado no Bobo forro que já tinha sido iniciado pelo governo de PATRICIO, mas como não têm a massa cinzenta na cabeça, estão a condenar todo o povo a esta imundice com o risco de termos um grande ataque de cólera com todas as consequências para a população.
    Vocês deviam ocultar toda a divida do mundo e fizessem pelo menos metado daquilo que o Patricio fez em 4 anos.
    Este Governo é mesmo um quinclatá e vai transformar todo o povo santomense no quinclatá também.
    Vamos a ver até onde isto vai chegar.
    A única coisa que o Governo da Troika fez foi baixar o preço de bebidas alcólicas e manter as vendedeiras na rua, conforme a promessa da campanha. Foi isto que o povo escolheu então aguentem. É pena a alma que não merece. Por isso a alma que não merece vai ter que sair as ruas proximamente para mandar o Governo da Troika ir tomar banho.
    Bem Haja povo santomense
    JF

  19. Fla Veve

    10 de Outubro de 2019 as 17:09

    Sao Tomé é poderoso. Aqui se Faz aqui se paga. Quem mata com ferro, morrerà com ferro. Mais uma vez, combustivel. Este negocio com Negeriano, é suspeito …

  20. SMASH

    10 de Outubro de 2019 as 23:20

    Infelizmente a “BIOS” é bastante limitado.
    continuem a comer camiões de gelado com a testa. não há combustível, não há orçamento de estado e não há paciência… assim vamos nós para o abismo.
    slogan “Vou baixar… vou baixar… vou baixar…” é só RIR!!!

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo