Arlécio Costa foi condenado a 5 anos de prisão efectiva

Publicado em 11 Nov 2009
Comentários; fechado

arlecio-costa.jpgArlécio Costa líder do partido FDC e antigo oficial do batalhão búfalo é o único arguido condenado a prisão efectiva no âmbito do caso de alegada tentativa de Golpe de Estado. Foi condenado a 5 anos de prisão efectiva, sobretudo por posse ilegal de 5 armas, e também porque tinha sido condenado no ano passado a 6 meses de prisão com pena suspensa por dois anos, no âmbito de um litígio com o Presidente do Tribunal de Contas. Bonifácio Ramos um dos membros do grupo apanhou 1 ano e 6 meses de prisão por posse ilegal de armas, tendo a pena sido suspensa por um periodo de 2 anos. Os outros 15 arguidos foram absolvidos pelo tribunal, porque segundo o colectivo de juízes não ficaram provadas as acusações de associação de malfeitores, de actos equiparados a rebelião, nem tão pouco de actos preparatórios contra a segurança do estado. O acordão do tribunal da primeira instância lido pelo Juiz Silva Gomes Cravid, deixa entender que o caso da detenção dos membros da FDC no dia 11 de Fevereiro passado, por alegada tentativa de subversão da ordem constitucional, foi um fiasco. Um assunto que o Téla Nón vai detalhar na edição desta quinta-feira.