Sociedade

Intervenção de Taiwan no Banco de Urgências do hospital Ayres de Menezes começa a dar sinais positivos e deve ser alargada aos sectores do hospital de referência

A interveenefermia-e-madico-taiwan.jpgnção de Taiwan no banco de urgências e no bloco operatório do hospital Ayres de Menezes, iniciou há cerca de 4 meses.  Um cirurgião ortopedista e uma enfermeira começaram a preparar caminho para a melhoria do atendimento médico no único hospital nacional de referência. Introdução de novos valores através da mudança da mentalidade, é o trunfo da intervenção taiwanesa, que já organizou o sistema de atendimento no banco de urgências. Ao mesmo tempo vários equipamentos estão a ser instalados no bloco operatório.  O primeiro-ministro Rafael Branco, foi avaliar o impacto da primeira intervenção de Taiwan no hospital Ayres de Menezes.

Organização do serviço de atendimento no banco de urgência, é a acção da cooperação taiwanesa que se destaca na principal porta de entrada do hospital Ayres de Menezes. O processo de triagem dos doentes, melhorou bastante, com uso pela primeira vez no banco de urgências de sistemas electrónicos de selecção dos pacientes.

o hospital tem falta de equipamentos, consumíveis e quadros No banco de urgência está destacada uma enfermeira taiwanesa que trabalha junto com os colegas são-tomenses. No bloco operatório está um cirurgião ortopédico. O aumento dos acidentes, por causa do fenómeno “motoqueiros”, levou a cooperação taiwanesa a optar em primeiro lugar pela intervenção no bloco operatório.

 A equipa médica que está a trabalhar no hospital Ayres de Menezes, conta também com um médico estomatologista. Segundo José Luís, director geral do Ayres de Menezes «o hospital de referência tem falta de equipamentos, de consumíveis e de quadros».

Carências que a primeira intervenção taiwanesa no hospital Ayres de Menezes, pretende dar resposta. Vários equipamentos para atendimento de urgência, foram ofertados ao banco de urgência e ao bloco operatório, destacando-se aparelhos de reanimação cardíaca.

Ao mesmo tempo a equipa médica taiwanesa, está a formar o pessoal clínico do banco de urgências em matéria de socorros urgentes, nomeadamente reanimação dos doentes em caso de paragem cardíaca. «A sala de operações e a sala de urgência vão receber equipamentos importantes para melhorar os serviços prestados aos nossos cidadãos. O que viram é só uma parte dos equipamentos, outra parte vai vir. Isso representa um esforço do ministério da saúde de Taiwan mas também do nosso governo que contribui com alguma soma para aquisição desses equipamentos», declarou o Primeiro-ministro Rafael Branco.

O Chefe do Governo que tomou contacto com as acções da cooperação taiwanesa no sentido de melhorar o atendimento e tratamento médico no hospital Ayres de Menezes, acrescentou que a parceria entre os dois países vai recuperar o elevador do bloco operatório. Um equipamento fundamental para o transporte dos doentes que saem da sala de cirurgia ou dos cuidados intensivos para a enfermaria do bloco, e que está avariado há cerca de 20 anos.

Até o momento após a intervenção cirúrgica os pacientes são transportados em macas para a enfermaria, correndo riscos na subida das escacas até o quarto.

A equipa taiwanesa apresentou ao governo o plano de acção para os próximos tempos. Apetrecho clínico para o bloco operatório e para o banco de urgência destaca-se no plano de acção que também dá prioridade a formação dos quadros nacionais. «Esperamos que no próximo ano essas intervenções se alarguem a outras áreas como otorino e outras áreas de especialidade», sublinhou o Ministro da Saúde, Arlindo Carvalho.

O sucesso da cooperação taiwanesa a nível da saúde é comprovado no combate contra o paludismo, e nas actividades de cuidado de saúde no centro policlínico de água grande. Hospital Ayres de Menezes, principal unidade de saúde do país, é o próximo alvo. Para que toda verdade seja dita, o Téla Nón recorda que o avanço de Taiwan para melhoria do atendimento médico no hospital Ayres de Menezes, resulta de um desafio lançado ao governo de Taipé pelo Presidente da República Fradique de Menezes.

Abel Veiga

Recentemente

Topo