Desporto

Secretário de Estado do Desporto promete mais organização e humildade para ultrapassar a Serra – Leoa

O Governo está empenhado em promover o desporto nacional, e o relativo sucesso que a jovem selecção nacional de futebol, está a ter nas competições africanas, é segundo Abnildo de Oliveira, fruto da aposta do executivo e da sociedade civil na selecção nacional.
O nome de São Tomé e Príncipe regressa aos palcos africanos de futebol. Reagindo para o Téla Nón, sobre a eliminação do Leshoto, pela equipa nacional, o Secretário de Estado da Juventude e Desportos, Abnildo Oliveira, diz ser prova clara de que o país tem potencialidades. «Demonstra que temos alguma potencialidade a nível do futebol. Isto apesar da ausência durante algum tempo nas competições internacionais. Estamos a demonstrar que temos condições de chegar longe», referiu o Secretário de Estado da Juventude e Desportos.

O sucesso até agora alcançado pela selecção de futebol, que começou a ser organizada há cerca de 6 meses, é atribuído ao empenho do Governo em redinamizar o desporto nacional. Mas não só. Abnildo de Oliveira, disse ao Téla Nón, que a sociedade civil tem jogado papel determinante na promoção da selecção de todos nós. «É fruto do grande empenho do governo e dos cidadãos particulares que têm contribuído para o desenvolvimento do desporto nacional», afirmou Abnildo de Oliveira.

Efectivamente, o Téla Nón tem testemunhado acções cada vez mais fortes de cidadãos nacionais em apoio à selecção nacional. David da Mata, gestor de um restaurante na apital são-tomense, garantiu refeições para a selecção nacional, antes e depois do jogo da primeira mão com Leshoto em São Tomé. Individualmente surgem mais cidadãos a darem a sua colaboração.

Tudo indica que de mãos unidas com o Governo, com o Presidente da República e demais instituições do país, levaremos ressuscitaremos o futebol nacional, e recolocaremos a selecção nacional pelo menos nos principais palcos africanos.

O próximo adversário da equipa de Falcão e Papagaio, é a Serra-Leoa. A primeira mão será disputada em São Tomé no mês de Fevereiro. «Vamos nos organizar para tentar ultrapassar a Serra Leoa. Com humilde vamos tentar dar o nosso melhor», declarou Abnildo de Oliveira.

São Tomé e Príncipe, já saiu do anonimato e tem lugar no ranking da FIFA. «Paulatinamente vamos subindo no ranking da FIFA e isso para provar a FIFA que algum aporte financeiro que tem canalizado a São Tomé e Príncipe tem sido bem empregue», conclui o Secretário de Estado da Juventude e Desporto.

Abel Veiga

    18 comentários

18 comentários

  1. Calibre-12

    22 de Janeiro de 2012 as 18:14

    Esse Abnilde é simplesmente uma vegonha nacional!
    Não mais se pode dizer.
    Basta ouvir-se e ler-se as babuseiras que esse individuo diz.

    • OLHO

      23 de Janeiro de 2012 as 1:39

      Caro calibre-12, aprenda a criticar desapaixonadamente, so assim podemos fazer criticas construtivas. O sr Abnilde ja teve momentos “menos bons” segundo a maioria, mas deve-se parabeniza-lo nesse momento pelo trabalho que vem desenvolvendo em relação a futebol pelo menos, com mais ou menos recursos, é claro. Mas agora é momento de regozijar-se. Não esqueçamos tb que qd Pachire assumiu a federação havia um rombo de cerca de 200 mil dolares, e ainda nao sei se esse caso esta no ministerio publico ou não, espero que seja julgado. Em cerca de 30 anos de vida n me lembro de qd STP passou de uma fase se quer.

      Parabens Abnilde, mesmo sendo “vergonha nacional” segundo o prodígio nacional Calibre 12

  2. Hiost. Vaz

    23 de Janeiro de 2012 as 7:10

    Apos a explanaçao acima eu sou de opiniao que o Governo projecta 1 insentivo merecedor a cada jogador de forma a garantir-lhes mais responsabilidade e coragem. So assim teremos a dita vitoria

  3. Mak

    23 de Janeiro de 2012 as 7:17

    Tens razão, e preciso insentivar os nossos jovens jogadores. Da cada jogador no mínino 3000 USD para ver como coisa vai correr…

  4. Mimi

    23 de Janeiro de 2012 as 8:46

    Quero parabenizar a selecçao nacional e rezo para que as instituiçoes responsáveis possam ter e dar o seu melhor para que continuemos nesta onda de sucesso a nível do futebol nacional. Ter passado esta primeira fase dá sinais de que somos capazes de nos empenhar e conseguir algo que dignifique o Homem e a Naçao santomense. Que mesmo que nao passemos para a próxima fase nao se cruze os braços mas que se continue a investir no futebol nacional em jogos amigáveis, por exemplo, para que a selecçao continue activa e nao volte a aparecer somente da próxima vez que houver necessidade de participar em novos desafios continentais. Bem haja o futebol santomense e todos os que contribuirem para que este nao volte a adormecer.

  5. Luis Guilherme

    23 de Janeiro de 2012 as 11:08

    Minha gente, porque será que o nome da selecção tem que fazer referência às duas aves???? Nunca vi coisa igual. Porque não denomina-la apenas de Papagaio ou Falcão. Se existe receios em “ferir susceptibilidades” num periodo em que se vê nascer tiques vergonhosos de regionalismo, ent que se encontre um nome da nossa fauna que seja comum às duas ilhas? Haveriamos de encontrar nomes sujestivos. E porque não “Lagaia”?

    • Luis Guilherme

      23 de Janeiro de 2012 as 11:12

      Creio que nos anos seguintes à independência a nossa selecção era apelidada de “Os Falcões”. Não vejo mal que assim continuasse, pois na ilha do Príncipe também existem falcões,pelo que essas aves são comuns ao arquipélago.

    • Falcão e Papagaio

      23 de Janeiro de 2012 as 15:20

      Mas este senhor tem algum problema com o nome da selecção. Nunca vi tanta patetice. Que problema tem a selecção se chamar papagaio e falcão? Que raio de homem somos? Onde está mal nisso? Com tantos problemas que oi país tem aparece um idiota a se preocupar com nome da selecçã. Sinceramente! Há idiotas para todo o tipo. Digam-me, por favor, num país com tantos problemas para que as pessoas possam se indignar há, no entanto, gente que se preocupa com nome da selecção. Que maldição! Se este senhor não tem nada para fazer, faça um levantamento de nomes de todas as selecções para descobrir a essência dos mesmos. Seria um bom exercício para quem não tem nada para fazer.
      Fui
      Falcão e Papagaio

    • Mimi

      23 de Janeiro de 2012 as 15:37

      Boa! Tambem nao entendo o porquê da designacao “Falcao e Papagaio”. Nao soa a nada! Era bom sim que se encontrasse algo mais sugestivo e que já agora desse mais ares de coesao. Pq apesar de se designar neste momento “Falcao e Papagaio” esta designacao dá ideia (mesmo que abafada) de regionalismo…

      • Luís

        23 de Janeiro de 2012 as 17:16

        Então deve ficar “Papagaio” e pronto! Concordam? Eu não dou importância a isto porque não existe em nenhuma parte de registo, a designação para a selecção nacional. Isto é ciumeira ou ignorância para quem não tem nada para fazer. Se vocês tivessem que trabalhar não andavam a se preocupar com isso.
        Onde é que existe algo assumido ou oficializado que a selecção deve chamar um nome ou outro? Isto é a designação que alguém decidiu chamar a selecção para um determinado contexto desportivo. Que problema isto encerra? Então chamem-na outro nome. Eu não sou obrigado a chamá-la deste ou daquele nome. Isto é problema para quem quer criar problema ou para quem não tem nada para fazer. Num país que se trabalha a sério isto não deveria incomodar ninguém. Como os senhores (as) não têm nada para fazer arranjaram uma preocupação desnecessária.
        Fui
        Luís

  6. dany

    23 de Janeiro de 2012 as 11:32

    Temos que atribuir o merito as equipas a onde sairam o jogadores para a nossa Seleção. REBOQUE, 6 DE SETEMBRO, PRAIA CRUZ, DESPORTIVO DE AGUA IZÉ, OQUE-DEL-REI E ACADEMIA DE GOSTAVO.
    UM BEM HAJA ATODOS

  7. tiocego

    23 de Janeiro de 2012 as 17:08

    Nunca se consegue a todo mundo agradar.
    Queriam Dêndên hen!
    Viva Mudança!
    Viva a Selecção!
    Viva o Governo e as suas mudanças!
    Viva S.Tomé e Príncipe
    Parabéns Abenildo

  8. Digno de Respeito

    24 de Janeiro de 2012 as 1:48

    Realmente, as pessoas quando inocentes (para não atribuir-lhes outro nome) carecem de olhar distante que se projecte para além do alvo (mais próximo). Então, porque inventar o que já está e foi inventado? Onde é que agora surge a FALCÃO e PAPAGAIO?!! é preciso que haja no Pais uma entidade auto-reguladora a fim de fazer perceber aos (in)cultos (a)culturados pelo desvaneio mental alheio de que a imagem de qualquer País, se constrói pelo raciocínio lógico, pela sua essência pelo o que se pretende atingir. Acima de tudo, facilitar a leitura visual e nunca complicar mas sim “descomplicar”……. Pois, a nossa selecção sempre foi apelidada de “FALCÃO” uma ave rara e comum abundam as duas ilhas. Poupa tempo, recursos expressivo, é apelativo e causa curiosidade. Pois, o nosso problema está nas inexistencia de regulamentações, princípios, normas e regras que substanciam as leis…

    • Luis Guilherme

      24 de Janeiro de 2012 as 14:58

      É exactamente o que acaba de dizer: “Pois, o nosso problema está nas inexistencia de regulamentações, princípios, normas e regras que substanciam as leis…” Por estas e por outras é que o novo mercado chama-se “Mercado de côcô-côcô” e que ouve-se por aí falar de Rua Ex-Gago Coutinho, etc…

  9. Flogá

    24 de Janeiro de 2012 as 8:54

    Também acho que quando chamamos a nossa seleção de “Falcões e Papagaios” já estamos a fazer política. Também acho que a designação “Falcões e Papagaios” não se adequam. Também não acho que discutir essa questão seja perda de tempo. Também acho que deveríamos opatar por apenas uma dessas aves emblemáticas. No entanto acho que ter um Falcão como adversário impõe mais respeito do que um Papagaio.
    Fui

    • Idalécio

      24 de Janeiro de 2012 as 11:41

      Já agora poderia ficar Selecção “Tlúqui Sum Deçu”. Este é mais bonito compatível com a pequenez da vossa alma que não têm mais nada para fazer senão discutir nomes para selecção. Vão mas é trabalhar. O país está como está porque em vez de vocês trabalharem mais passam a vida a discutir nomes para selecções. Não me admira nada que mesmos alguns ministros que não têm nada para fazer estejam nesta cena
      Fui
      Idalécio

  10. Antonio

    25 de Janeiro de 2012 as 7:58

    AH Sun Punu Galo!
    Ah Nganhã Pachença!
    Ah Sun Cónobia!
    Ah San Tluqui
    Ah Camucéla Galo
    Ah Munquén

  11. Claudino Monteiro Tavares

    25 de Janeiro de 2012 as 10:25

    podia ficar de forminga aliança, ponto final…..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo