Curso de Treinadores de Futebol Feminino capacita 20 treinadores

A Federação Santomense de Futebol (FSF) levou a cabo entre 14 e 18 de Outubro, em São Tomé, uma ação de formação direcionada para treinadores de futebol feminino tendo em conta que, no próximo mês de Novembro, se inicia o respetivo campeonato.

O curso contou com a presença de 20 treinadores, entre os quais duas internacionais são-tomenses – Jorgina Veiga e Francisca Leal – que vão abraçar o desafio de orientarem, respetivamente, Dinâmicos de Folha Fede e Vitória do Riboque no campeonato feminino que se avizinha.
O curso teórico-prático foi ministrado pelo técnico português Diogo Calado e decorreu no Centro de Estágio da FSF, tendo contado na sessão de abertura com a presença de Bartolomeu Pessoa (responsável federativo pelo futebol feminino) e do diretor técnico nacional, o Professor Filipe Neto “Ratinho”.
O desenrolar dos trabalhos foi acompanhado de perto por Martins Pereira, presidente da Associação Nacional de Treinadores de Futebol e por Carlos Romuel (vulgo “Jalá”), treinador do Varzim de Ribeira Afonso e que conduziu o CD Guadalupe nas competições africanas no início da época.
Os vinte treinadores de futebol feminino capacitados são:
Abdalá Santos (Juba de Diogo Simão);
Adilson Delgado (Oque del Rei);
Adled Bonfim (CD Vila de Conde);
Adriano Eusébio “Tino” (Sporting Praia Cruz);
Alcides Pires (Bairros Unidos FC Caixão Grande);
Arlindo Santos (Santa Margarida);
Arménio Ceita (Juba de Diogo Simão);
Edley Viegas (CD Vila de Conde);
Eldiger Carvalho (GD Palmar de Água Porca);
Francisca Leal (Vitória do Riboque);
Gomolei Lima (Agrosport de Monte Café);
Ivander Rosário (Sporting de São Tomé);
Jorgina Veiga (Dinâmicos de Folha Fede);
José Rocha (FC Neves);
Robson Ventura (Santana FC);
Sadiley Lima (Aliança Nacional de Pantufo);
Saulter Soares (Correia);
Ulisses da Cruz (Oque del Rei);
Vanderley Esteves (CD Guadalupe);
Wilder Pereira (FC Lemos).

Diogo Calado

  1. img
    Machista Responder

    Mulher não deve jogar futebol, isso é coisa de homem.

    Mulher só tem que se preocupar com fogão e com pia da roupa

    • img
      Lupuye Responder

      Ainda estas assim tao atrasado? Pena! Hoje em dia as mulheres podem fazer tudo e mais alguma coisa: sao pilotos, ministras, doutoras, maes de filho, enfermeiras, karatecas, judocas…Nos temos que comecar a ver as nossas mulheres como capazes de fazer as coisas e respeita-las como tal. Infelizmente, por causa de falta de educacao, achamos que as mulheres nao servem para nada, ou melhor, so servem para ter filhos e cria-los. Meu caro, comece a ver a tua volta e ja saberas que as mulheres estao ativas em todos os campos de trabalho hoje em dia. E elas vao estar ainda mais ativas quando a educacao for uma realidade em STP. Vai preparando essa tua mente atrasada.

      • img
        Volto Já Responder

        eu acho que sr.Machista eata a brincar. isto pode ser uma forma de nos incentivar a debater com profundidade sobre a verdadeira inclusão da mulher no mundo actual principalmente no mundo subdesenvolvido.

    • img
      sotavento Responder

      desafortunado comentário…estamos em pleno sec.XXI…triste …triste

  2. img
    osvaldo pereira Responder

    concordo com o sr/a Volto Já, temos que olhar com bastante profundidade para a nossa sociedade e a inclusão das nossas mulheres nessa mesma sociedade, quanto ao desporto sabemos que as diferentes federações nas diversas modalidades tem banalizado muito o lado feminino.

  3. img
    Zunta Mom Responder

    A iniciativa é boa. Mas peca pela falta de meios ou condições. pôr mulheres a jogarem descalças porque a FSF n/ tem dinheiro é pecado. Onde é que para os 15% da FIFA para futebol feminino?. Meus amigos, deixemos de brincadeira e respeitam as mulheres do meu país, srs. da Federação. Isso não se faz e pior ainda quando vcs organizam um torneio de 2 meses e tentam atirar a areia aos olhos das pessoas, fazendo uma brincadeira dessas sem inspecção médica, nem cartão de identificação e dizendo que é Campeonato Nacional de Futebol Feminino! Sinceramente, brincadeira tem hora.Os Clubes deste país não veem essas asneiras e pedir responsabilidade a quem de direito!

Deixe um comentario

*