00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

Meninas libertadas por Boko Haram na Nigéria terão recuperação longa

PARCERIA – Téla Nón /Rádio ONU

Fundo da ONU para a Infância, Unicef, refere-se a 21 estudantes soltas pelo grupo terrorista da Nigéria; grupo junta-se a 750 mulheres e meninas vítimas de violência sexual do Boko Haram em outras ocasiões.

O Unicef destaca que as meninas não devem ser esquecidas e merecem apoio suficiente para reconstruir as suas vidas. Foto: Unicef/Andrew Esiebo

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, declarou que a libertação de 21 meninas raptadas pelo Boko Haram é uma “boa notícia”, mas alertou que a recuperação do trauma será “longa e difícil”.

A agência da ONU defende que é importante que continue a pressão para que sejam soltas todas as mulheres e crianças sequestradas pelo Boko Haram.

Chibok

Agências de notícias anunciaram que o grupo libertado na semana passada é parte das mais de 200 estudantes raptadas em abril de 2014, de um dormitório escolar, em Chibok, nordeste da Nigéria.

O Unicef revela que trabalha com as meninas e que o seu retorno às famílias e comunidades é o início de uma nova provação marcada pela estigmatização depois de terem sido vítimas de violência sexual.

A agência revela que as comunidades vivem com “medo de que as meninas tenham sido doutrinadas pelo Boko Haram”, e aponta haver risco para as crianças nascidas como resultado da violência sexual.

Reintegração

O Unicef destaca que as meninas não devem ser esquecidas e merecem apoio suficiente para reconstruir as suas vidas.

A ação da agência, em parceria com a ONG International Alert e com apoio de doadores, inclui um programa abrangente de assistência à reintegração de mais de 750 mulheres e meninas vítimas de violência sexual do Boko Haram em outras ocasiões.

 

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*