União Europeia financia projecto descentralizado de segurança alimentar

produtos-na-mesa.jpgPara reforçar a capacidade da sociedade civil são-tomense na matéria de segurança alimentar, a União Europeia avançou 780 mil euros. O projecto vai ser executado pela Federação das Organizações Não Governamentais de São Tomé e Príncipe e pelo Instituto marquês de Valle Flor. Apoio a produção, transformação dos produtos agrícolas, reabilitação das infra-estruturas e promoção da boa nutrição são os principais eixos do projecto de descentralização da segurança alimentar. Segundo dados divulgados pelo estado são-tomense, o país importa anualmente 20 mil toneladas de alimentos. Uma dependência alimentar forte dos são-tomenses em relação ao exterior, apesar de beneficiaram de terra fértil e irrigada com chuva abundante. 

Deixe um comentario

*