STP interessado em participar no consórcio da CPLP para exploração de petróleo em Timor

As autoridades são-tomenses consideram de positiva a iniciativa de Timor Leste de criar uma consórcio composto por empresas petrolíferas da CPLP, para explorar um bloco de petróleo on – shore no território timorense.

Representantes da Autoridade Nacional de Petróleo de Timor Leste e da empresa timorense de exploração de petróleo, apresentaram na última semana, às autoridades são-tomenses o projeto de criação do consórcio da CPLP para exploração de petróleo em Timor.

Gualdino Silva, Presidente da Autoridade de Petróleo de Timor Leste, disse que a iniciativa de criação do consórcio é do Primeiro-ministro Xanana Gusmão, e que o objectivo é promover a integração económica dos países da CPLP.

São Tomé e Príncipe qua ainda não tem uma empresa nacional de petróleo em actividade, apoia a iniciativa. Cristina Dias, Directora Administrativa da Agência Nacional enalteceu a iniciativa e considerou que o Governo são-tomense deverá se pronunciar sobre o assunto.

São Tomé e Príncipe e Timor Leste, assinaram em 2011 um memorandum no domínio dos recursos naturais. Um entendimento, que permite a troca de experiência entre os dois países no domínio do petróleo e a formação de quadros são-tomenses do sector petrolífero.

Segundo o Presidente da autoridade Nacional de petróleo de Timor Leste, o projecto de criação de um consórcio da CPLP para explorar petróleo no território timorense, já foi analisado, com a Galp de Portugal, Petrobrás do Brasil, Sonangol de Angola, assim como as autoridades de Moçambique.

O consórcio deverá estar estruturado antes de Julho próximo altura em que Timor Leste, assume a presidência da CPLP.

Abel Veiga

  1. img
    STP Responder

    Novo avanço para o país “Petróleo”…

  2. img
    Stwart Afonso Responder

    Agora entendemos a correria que existe entre os politicos na criação de empresas de petroleo. Esta dito.
    Olha so tinha que vir dos timorenses…enquanto que nos os africanos so queremos lixar uns aos outros.

  3. img
    marco silva Responder

    Deixemos de coisas e tenhamos juízos, devemos arrumar primeiramente a casa antes de entrarmos em coisas que não temos tacto nem competência, mais uma vez vamos ser prudentes e chamar quem percebe de coisa e não esticar como concón homem.

  4. img
    Eterno Madiba Responder

    Os politicos santomensas são mesmos uns morcegos vampiros. Estão à espera de primeiro homem que lhes pesca os olhos.Porquê que não se sentam e traçam um verdadeiro plano económico para o país ao invés de estar à espera de chupetas dos outros e que nunca mais chegam.Quando os politicos santomenses falavam de petroleo, os timorenses ainda estavam sob jugo da Indonésia. De lá para cá, com ganância de dinheiro vivo já esperimentaram Nigéria, Gabão,Guiné Equatorial, Angola, off shore e on shore santomense. E estou desconfiado que só falta inferno!

    • img
      Stwart Afonso Responder

      Meu caro, com esses politicos, no inferno ja estamos , faz tempo. A nos so nos resta morrer ou levantar … nada mais. Não acredito nessa gente … é muita lama.

    • img
      angustiado esperancoso Responder

      Meu compatriota estas mais do que certo. So sabem estender a mao. Sem vergonha dos gajos!

  5. img
    3 Macucu Responder

    Tua casa està a molhar e voçe està a tapar buraco no zinco de outra pessoa bobo pà

  6. img
    Barão de Água Izé Responder

    O dossier (existe?) petróleo em STP faz lembrar o gato que tenta agarrar a cauda.
    Bem roda, bem tenta, mas não consegue.
    Bem se tem falado e escrito, mas não há maneira de se chegar ao fim do assunto.
    A Ag. Nacional do Petróleo (ANP) é como o gato?

Deixe um comentario

*