Primeiro-ministro tem os dois pés enlaçados pela população do Príncipe

Na campanha para as eleições legislativas, Patrice Trovoada visitou por 4 vezes a ilha do Príncipe e numa delas, assinou um acordo de honra com a população local, em que prometeu dentre outras coisas, canalizar 10% de toda a ajuda financeira internacional disponibilizada ao país, para a região autónoma. A proposta do Orçamento Geral do Estado desmente tal compromisso.

O primeiro-ministro Patrice Trovoada, parece estar em maus lençóis, na relação com a população do Príncipe, e com o Governo da Região Autónoma. Tudo porque em plena campanha para as legislativas, o então candidato ao cargo de Primeiro-ministro Patrice Trovoada, assinou com a população da ilha autónoma, um compromisso de honra.

A proposta de orçamento geral do estado para 2011, que está a ser analisada pela Assembleia Nacional, veio provar a desonra dos compromissos assumidos. António Barros, deputado a Assembleia Nacional eleito no círculo da Região Autónoma, leu e distribuiu cópias do acordo assinado e colocou o chefe do governo contra a parede. «Importa salientar que o artigo décimo sétimo do acordo relativo a entrada em vigor diz o seguinte: O presente compromisso de honra entra em vigor na data da tomada de posse do doutor Patrice Trovoada ao cargo de Primeiro-ministro, e dos deputados eleitos e mantém-se válido pelo período de uma legislatura após a assinatura por ambas as partes», referiu o deputado.

O deputado provou o incumprimento do acordo. «Como prova do não cumprimento poderemos verificar na página 7 onde diz o seguinte: o governo do doutor Patrice Trovoada compromete-se a mobilizar e a afectar a região do Príncipe, um valor não inferior a 10% dos recursos financeiros, materiais, donativos e ajudas que são postas a disposição da República pelos nossos parceiros de desenvolvimento. Senhor Primeiro Ministro não se compreende como é que na transferência de capital para a região do Príncipe como fonte de financiamento proveniente da China Taiwan o seu governo deu apenas 5% a Região Autónoma do Príncipe», sublinhou.

A situação fica mais complicada para o Chefe do Governo, quando o deputado constata que ao invés do cumprimento do compromisso de honra, o Primeiro-ministro, reduziu o orçamento para a ilha do Príncipe. «Ao analisar este orçamento constatei que o orçamento atribuído a Príncipe, baixou consideravelmente em termos reais quando comparado ao Orçamento do ano transacto», pontuou.

O deputado explicou ainda que a redução do orçamento para o Príncipe, põe em causa outro compromisso verbal, entre o governo central e o governo regional. António Barros, disse que foi informado pelo Presidente do Governo Regional José Cassandra, que o governo central tinha garantido 229 mil milhões de dobras para a região do Príncipe. No entanto sem qualquer explicação ao Governo Regional, o executivo de Patrice Trovoada, reduziu o montante para 200 mil milhões de dobras. «O senhor já é primeiro-ministro e a primeira coisa que fez foi cortar o orçamento do governo regional. A população da ilha do Príncipe está atenta para ouvir a sua explicação», reforçou.

O deputado em causa pediu colaboração de dois deputados da ADI eleitos no círculo do Príncipe, e que foram também subscritores do tal compromisso. No entanto um dos deputados da ADI do círculo do Príncipe, tomou palavra para defender a posição do governo. Pela primeira vez nos últimos anos, a Assembleia Nacional, testemunhou divergência entre os deputados eleitos no círculo do Príncipe, numa situação em que está em causa o interesse da população da região autónoma.

O Primeiro-ministro Patrice Trovoada, não respondeu as questões colocadas pelo deputado António Barros da ilha do Príncipe. Só nesta quinta feira o Chefe do Governo vai falar sobre o caso. «Amanhã darei explicações. Teremos que entrar em detalhes para explicar os números», conclui Patrice Trovoada.

Abel Veiga

  1. img
    SPC Responder

    Meus caros,
    Acompanhei, pela Radio Nacional, o debate da Assembleia Nacional e cheguei a uma conclusão: O GOVERNO ESTÁ EM APUROS!!!
    Durante a campanha o ADI vendeu a alma ao “diabo” para vencer as eleições.
    E adivinhem o que aconteceu? Venceu!!! Mas não consegue convencer…só trapalhadas e mais trapalhadas!
    E para piorar fez um acordo para com a população do meu Príncipe e logo a primeira não cumpriu. A pergunta que se me levanta é a seguinte:
    - Quantas promessas/acordos mais o Sr. Primeiro Ministro vai deixar de cumprir?
    O empregos e alternativas para Juventude sair da situação em que se encontram?
    Como disse o outro: estou pagando pra ver?
    Viva António Barros!!!
    Viva o Príncipe!!!
    Que Deus abençoe S. Tomé e Príncipe.

    • img
      COCO DE BICHO Responder

      DESDE QUANDO OS COMPROMISSOS ASSUMIDOS PELOS POLITICOS SAO PARA SEREM CUMPRIDOS NA INTEGRA? APONTE UM CASO.

  2. img
    ely Responder

    Temos que saber cumprir o prometido. A população da reigião do Principe esta agindo dentro da lei, ela esta a servir de exemplo a outros. Vamos segui-los, só assim é que este clima de engano e egois mo irá acabar no nosso querido e pequeno pias S.Tomé e Princípe

  3. img
    Só sei que nada sei Responder

    Está visto e aprovado que o vosso Primeiro Ministro não possui qualquer identidade… Se tivesse identidade teria assumido o que prometeu. Qual alternativa? Leve-o ao tribunal internacional.

    “Nesta Republica estamos todos a brincar uns com os outros”

    Já não há mais respeito, a população desta ilha por ser tão vulnerável, com um piscar de olho caem que nem uma galinha.

    Vocês do Príncipe sabem perfeitamente que o Tosé já foi censurado pelo Patrice, mas continuem teimando, agora agüenta…..

  4. img
    Daniel Responder

    pois é… há um velho ditado que diz:
    quem que com o tempo não pode, não inventa moda…..

    • img
      Alexandre Viegas Responder

      Exactamente Daniel!

      Além disso, tratando-se de um compromisso de honra, assinado por duas partes, como é que uma delas deixa de o cumprir deliberadamente sem prestar qualquer esclarecimento à outra parte?
      O próprio primeiro-ministro, segundo me informaram, sendo questionado várias vezes pelos signatários do referido documento de honra, garantiu que o cumpriria, porque tinha a certeza de que se o não fizesse teria muitas dificuldades políticas para explicar ao país, o seu não cumprimento, e que os seus inimigos políticos iriam atacá-lo, exactamente, por causa de tal facto. Como é que se compreende, que, mal toma a posse, possa fazer exactamente o contrário sem dó nem piedade, jogando toda a sua credibilidade para rua? Quem, a partir de agora, acreditará nas palavras do senhor primeiro-ministro? Quem reduz a sua palavra e honra ao vazio, num curto espaço de tempo, tem condições para continuar a governar? O senhor primeiro-ministro, a partir de agora, não fará o mesmo com a população de Lobata, Cantagalo, Caué, Mezóxi ou Água Grande?
      Quem continuará a acreditar nas palavras do senhor primeiro-ministro? Infelizmente é este o país que todos nós temos e onde teremos de continuar a viver. Acho, no entanto, que o povo de S.Tomé e Príncipe mereceria mais e melhor dos nossos políticos. Um homem que tinha tudo para se sair bem neste processo de mudança começa a fazer tudo da mesma forma que os outros que lhe antecederam. Quando é que o país irá mudar? Para onde é que vamos? Podemos confiar em quem? É este o exemplo que um primeiro-ministro pode dar ao seu povo? Se o senhor primeiro-ministro faz isto o que é que poderão esperar do povo? É este o exemplo que o povo tem de seguir?
      Eu que não sou natural do Príncipe só tenho de dizer que fiquei triste não com o que foi feito à região pelo primeiro-ministro, mas, sim, por se tratar do primeiro-ministro do meu país que não cumpriu a sua palavra, que perdeu a dignidade, que perdeu a honra e que se transformou num homem com carácter pouco recomendável para as funções que ocupa. Os nossos jovens precisam de exemplos de honestidade, de honra, cumprimento da palavra e seriedade que vêm daqueles que cumprem funções de governação. O povo não precisa de mais exemplos de mau carácter e falta de principios.
      Não sendo natural do Príncipe embora tenha lá estado durante a parte da tropa, como militar, e tendo lá muitos amigos, aproveito esta ocasião para deixar a mensagem de luta, esperança e empenho àquela população como também às populações de Angolares, Neves, Santa Amaro, Trindade, Água Grande e outras localidades onde tenho grandes amigos e familiares. O povo merece muito mais dos seus governantes. A luta tem de continuar.
      Um abraço grande desde Macau e boas entradas a todos

      Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)

      • img
        El Poderoso Responder

        Embora não resida em Macau, mas por manter relações muito próximas com aquele território que tanto adoro, e também por curiosidade meramente pessoal, tive oportunidade de indagar se existia alguém que se chama Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande) a residir em Macau, para minha surpresa disseram-me categoricamente que não.

        Conclusão: pressuponho que as palavras do dito “Xande” partiram dalgum mascarado da oposição MLSTP/PCD, que vive exactamente no Pais, desprovido de humildade suficiente para reconhecer que o Governo tem tido uma actuação bastante positiva. Claro que há ainda muito por fazer e tendo em conta a realidade do Pais seria impossível querer ver já todas as promessas cumpridas.

        Quando alguém quer se identificar, que o faça com honestidade, caso contrario acho preferível manter o anonimato.

        • img
          Alexandre Viegas Responder

          Caro senhor El Poderoso

          Se o senhor não reside em Macau não deveria fazer juízos de valor sobre outros porque a constatação de tal facto, por si próprio, é revelador da ignorância que o leva a dizer disparates e inverdades. O senhor não vive em Macau mas, no entanto, sabe que eu, também, pelas informações dos seus amigos, não vivo em Macau. Repare na incoerência e pouca fundamentação da sua posição e constatação fruto do desespero que já começa a apoderar de Sua Excelência que, provavelmente, deve ser membro do governo do Patrice Trovoada.
          Contiune na sua ignorância. O que poderei fazer para contrariá-lo? Provavelmente, nada. É assim a vida daqueles que vivem de aldrabice em aldrabice enganando o povo sistematicamente.
          Eu garanto-lhe que momentaneamente vivo e trabalho, temporariamente, em Macau
          ( Coloane) e se, me dispensar o seu endereço pessoal enviar-lhe-ei o meu número de telemóvel para trocarmos impressão e desfazer este mal entendido.
          Bem haja a todos.
          Que o povo de S.Tomé e Príncipe saiba, das próximas vezes, escolher os seis dirigentes que tanto os tem maltratado.
          Cumprimentos senhor El Poderoso
          Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)

          • img
            El Grande

            Caro Xande

            É com imenso prazer que te dou o meu e-mail pessoal: albertoc5060@yahoo.com

            Podes dar-me o teu contacto pessoal que estou extremamente ansioso para trocar algumas impressões contigo meu caro amigo.

          • img
            El Poderoso

            Caro Xande

            É com imenso prazer que te dou o meu e-mail pessoal: albertoc5060@yahoo.com

            Podes dar-me o teu contacto pessoal que estou extremamente ansioso para trocar algumas impressões contigo meu caro amigo.

            Nota:N ão te preocupes que também sou conhecido por El Grande

          • img
            El Poderoso

            Caro Xande

            Nota: A mensagem partiu de El Grande porque também sou conhecido por tal, nao te preocupes que estas a contactar a mesma pessoa.

            Repito que o meu e-mail pessoal é albertoc5060@yahoo.com

            Vou aguardar pelo teu n. de telemóvel para trocarmos impressões.

          • img
            El Poderoso

            Será que o revoltado do Xande saiu de cena ou perdeu voz? Ele não me envia o seu contacto telefónico para trocarmos impressões, conforme o prometido. Será que já deixou de residir em Macau?

        • img
          Pensando Responder

          El Poderoso
          Por que motivos tentará localizar as pessoas que fazem comentários?

          • img
            Jose Antonio

            Caro Pensando

            Acho que as pessoas não deviam andar por ai a inventar, descaradamente, com intuito de confundir e lançar confusões.
            As pessoas, se assim entenderem, tem todo o direito de se exprimirem anonimamente, considero entretanto, lamentável e repudiante andarem por ai a se fazerem passar por aquilo que não são com propósitos que facilmente são descobertos pelos mais atentos.
            Se a pessoa em causa (Xande) faz questão de provar a veracidade das suas palavras, disponibilizando o seu contacto, não vejo mal nenhum em tentar apurar a verdade. Não tenho outra intenção, senão esta, pois esta em causa a honestidade de alguém, sob pena desta vir a ser acusada de caloteira.

          • img
            Alexandre Viegas

            Senhor EL Poderoso

            Eu posso ser tudo menos parvo.
            Deixa-me a sua identificação também em vez de cognomes como EL Grande, EL Poderoso ou albertoc5060@yahoo.com para que neste palco, Téla Nóm, toda a gente saiba quem somos verdadeiramente. Eu já lhe disse o meu verdadeiro nome. Queria que o senhor me dissesse o seu também em vez de EL Grande ou El Poderoso e outras aldrabices. Quando o senhor o fizer eu terei o gosto em falar consigo dando-lhe o meu registo de contacto.
            Não sou parvo nem vivo a custa da política
            Alexandre Viegas

          • img
            El Poderoso

            9 de Janeiro de 2011 às 4:35
            Ate me apetece soltar umas gargalhadas. Lá esta o Sr Alexandre Vieigas(Xande) tentando fugir, metendo a cauda entre as pernas. Quem se predispôs em revelar, livre e espontaneamente, a sua identidade, foi o Senhor Xande, ninguém o pediu que fizesse.
            Então, porque agora, em vez de cumprir com o prometido, enviando o seu contacto pessoal para o meu email pessoal, quer agora saber a minha verdadeira identidade. Será que agora deu conta da sua descarada falsidade e tem medo que se descubra a sua verdadeira identidade?

            Cumpra com o prometido enviando o seu contacto para o meu e-mail albertoc5060@yahoo.com que terei todo prazer em lhe revelar a minha verdade identidade. Garanto-lhe que se me enviar o seu contacto pessoal para trocarmos impressões, não terei problemas nenhuns em lhe relevar a minha verdadeira identidade.

            Digo-lhe mais, tenho os tomates lá no sítio certo e nunca enfio a cauda entre as pernas na hora verdade.

            Continuo a sua espera.

          • img
            Pensando

            José António
            Se alguém fizer um comentário e se identificar com dados autênticos ou aprentemente autênticos o senhor irá accionar meios para saber quem é?
            Por que se dará a esse trabalho?
            É para votar caso a pessoa se candidate a alguma coisa?
            Costuma tentar conversar com todos os bons comentaristas?
            Não acha que já tem matéria suficiente para trabalhar pelo país mais que cotinuar a questionar?
            Se Xande não tiver usado dados autênticos, não acha que ele se sentiu aliviado ao saber que haveria alguém a tentar localizá-lo e que ele se “escapou”?
            Nesse caso fica bem denunciar alguém que usou uma forma diferente de não se identificar?
            Não é mais contributivo para o país usar o conteúdo e esquecer da forma?

        • img
          Duvidoso Responder

          O Xande não disse nada favorável à imagem do governo embora tenha transmitido a sua impressão que já é a de muitos são-tomenses. Todos entenderão que agora é difícil continuar à espera indefinidamente que o governo aprente ter projectos. Opovo está cansado e sofrido pelo que deve ser compreendido.
          O El Poderoso pareceu tentar defender o poder, ou melhor, o governo. Criou margem para dois raciocínios:
          - parece ser alguém da oposição a tentar criar imagem de que há pessoas próximas do governo incumbidas de localizar quem faça comentários negativos;
          - parece ser um péssimo agente do governo que não soube ser discreto originando a ideia de que vai iniciar um processo de silenciamento

          • img
            El Poderoso

            Boa!!!

          • img
            José Santiago F.

            Senhor EL Poderoso

            Eu já me identifiquei com o meu verdadeiro nome. Custa-me acreditar que o senhor que se auto-proclama EL Poderoso ou EL Grande consoante as circunstâncias é que, ainda por cima, não tendo escrúpulos suficientes, venha me pressionar para adiantar mais elementos que lhe permitam a minha total identificação civil, independentemente do nome. Porque razão o senhor também não avança ao auditório a sua pretensa identificação, pelo menos o nome verdedeiro, sendo o senhor membro do governo. Neste caso estaríamos pelo menos empatado para ultrapassarmos esta etapa em, termos de identificação pessoal.
            Não o fazendo só posso concluir que o senhor deve ser um agente dos serviços de segurança ao serviço do governo para provocar intimidações, pressões e expulsões no aparelho do estado, na administraçãom pública ou na televisão como fizeram com a jornalista Conceição de Deus Lima. Será por isso que o senhor insiste tanto na minha identificação, para além do nome? O Senhor pensa que eu trabalho para o estado? O senhor anda a fazer o trabalho sujo em prol dos objectivos de limpeza e perseguição política do governo? É ersta a democracia

          • img
            El Poderoso

            Mensagem dirigida ao Sr Xande

            O Senhor cuja, verdadeira, identidade é Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)
            de repente passou a chamar-se José Santiago F.
            É assim que se descobre o verdadeiro carácter das pessoas.
            Será que alguém que proclama, orgulhosamente, estar a fazer uso da sua verdadeira identidade, repentinamente, muda de nome, é de fiar? Lamentável!!!

    • img
      Diana Siva Responder

      LI a vossa mensagem!Uma coisa ti digo todos os politicos na altura da campanha so fazem promessas e ninguem cumpri quem sofre sempre e o povo. Ausentei me deste belo e maravilhoso pais ja ha 10 anos e nunca mas voltei sinto revoltada pelo sofrimento deste povo, espero k os governantes deste pais mundem de mentalidade e nao fazem sofrer mas este povo basta!!!

  5. img
    Trindade Responder

    A Popolação do Príncipe vai ganhar com este Governo liderado pelo Dr Patríce Trovoada. Acho que a população do Príncipe merece muito mais de 10% de apoio de Taiwam. Foi mesmo isto constatado pelo Primeiro Ministro. Na explicação do Governo deixou tudo aberto em honrar o seu compromisso e fazer tudo para desenvolver aquela parcela territorial. Os são tomenses têm razão, porque deixou-se de acreditar em políticos. É só para observar estado do país no seu todo. Nada ou quase nada fazem para desenvolver o país.Idependentemente dos 6% da verba de Taiwam háverá outros investimentos.
    2010 Região autónoma de Príncipe foi afectada com apenas 2% da veraba de Taiwam. É necessário deixar este governo trabalhar. Teremos que dar o tempo, para que possamos outravés em acreditar em nós os políticos.

  6. img
    PPPP Responder

    ANTES DE MAIS BOA TARDE A, POPULAÇÃO DO PRINCIPE ,VOCES TEN É K VER K ESES GAJO AI ESTA SÓ PARA ENCHER OS SEUS BOLSOS E MAIS NADA , PORQUE SI O HOMEN ASSINOU LÁ UM COMPROMIÇO PORQUE NÃO COMPRILA ?A JA SEI TAMBEN TEN LÁ UM PRESIDENTE QUE NÃO CUMPRE COM A SUA PALAVRA , EU MI RECORDO BEM NA SUA PRIMEIRA LESLATUA QUANDO ELE QUERIA SER O PRESIDENTE DOS MÓNCÓ, ELE ANDAVA POR TODA PARTE DO PRINCIPE A CAÇA DO VOTO ANDAVA A ENGANAR OS FILHOS DOS CABOVERDIANO ,QUE IRIA CHEGAR LA E TIRAR TODOS OS CURUPTOS DO MLSTP PSD , O K ELE FEZ? EU MI PERGUNTO O K ELE FEZ? A JA SEI ELE RECORDO K ESTAVA A DEICHAR, PRIMO SOBRINHO PAI MAE AVO AVÔ CUNHADO SEM EMPREGO , PORQUE EU PESSOAL MENTE,. ESTIVE NUMA CONVERSA COM O SENHOR ELE DICE QUE IRIA TIRAR UNS CERTO PORQUE SÓ AVIA QUARTA CLASSE O ELE FEZ ? DEU CARGO SUPERIO SEN FORMAÇÃO ACADEMICO , EU MI PERGUNTO O K O SENHOR PRESIDENTE FEZ PARA O PINCIPE ? NADA . EU TENHO 5 ANOS FORA DO PRINCIPE , FUI LÁ NO MÉS DE AGOSTO , SENTI-ME UMA DOR , DE VER ESTA ILHA DE FORMA K,OS SENHORES FIZERÃO- LE. SENHOR TÓZÉ O POVO DO PRINCIPE DEPOZITOU CONFINÇA NO SENHOR ÉRA PARA O SENHOR FAZER ALGO MAIS E DEIXAR DE FALAR BOBAGEN NA MICROFONE . ALGUMA COISA PORQUE O SENHOR NÃO FEZ NADA PARA ILHA SI NÃO DISTRUILA . QUANTO A PATRICO É IGUAL A TÓZÉ DOIS K NÃO CUMPRE COM A PALAVRA . O RODRIGO CASSANDRA NÃO É TEU IRMÃO ELE NÃO É O DERECTOR DA EMAI NO PRINCIPE ? PERGUNTALE PARA AGUA K LIGA AEROPORTO CRUZAMENTO ? AONDE FOI PARAR ESSE DINHERO AGUA DE PICÃO ? EU PARO POR AI AS COISAS SÃO TANTAS K NEN DÁ PARA FALAR ,UM ABRAÇO DE QUEN COBHECE BEM A ILHA!!!! NACEU CRESCHEU LÁ AQUELA ILHA PARA OS MONCÓ NÃO PARA OS DECENDENTES DOS CABOVERDIANOS ,K SÃO MASACRADOS…

    • img
      Arnaldo Santiago Responder

      Eu não sabia que as pessoas escrevem assim tão mal em S.Tomé. Fogô!!! Este senhor PPP escreveu um pequeno texto com mais de uma centena de erros. Como é possível, nossa Senhora de Fátima? Eu não percebi nada que este senhor quis dizer. Este jornal deveria impedir as pessoas que escrevem desta forma de fazê-lo. Ou, em alternativa, tentar corrigir os erros, de grámatica, de ortografia, de concordância, de semântica… É impossível acreditar que as pessoas possam escrever desta forma num país como o nosso. Como é que eu posso acreditar naquilo que uma pessoa que escreve tão mal possa dizer se eu não consigo compreender e interpretar nada do que a pessoa em causa disse ? E para quê utilizar as maiúsculas? Sinceramente! Nunca esperei que as pessoas no nosso país escrevessem tão mal.
      Fui
      Arnaldo Santiago

      • img
        observador Responder

        escrever mal nao impede de ser pensador, escrever mal nao faz dele mais pobre que tu,este sitio é para todos, mesmo com erros ortografico . se calhar só comeste jaca e bebeste cacharamba e estas a vir curar ressaca a criticar os outros OLHA PARA TI==FOGÔ?== foi tirado do teu testo.
        PERTENCEMOS A UM PAIS EXTREMAMENTE POBRE MAS AS PESSOAS PENSAO QUE DEFECAO OURO.
        PEDE-SE UMILDADE E UNIAO EM VES DE PENSAREM QUE TENHEM REI NA BARRIGA .

        • img
          Arnaldo Bandeira Responder

          Olha o outro que escreve tão mal, meu Deus!
          DEFECAO, UMILDADE, PENSAO, TENHEM, TESTO, VES ..
          Estamos tramados. Este país está perdido.
          Fui
          Arnaldo

          • img
            observador

            VAI COM DEUS. escrevo mal? entao mostre,me como a sua bela escrita melhorou o pais.que eu saiba todos estes formados com portugues de coimbra puserao nosso pais na penumbra actualmente venderao todo o pais a angola ate o espaço aerio e controlado por angola a maior fabrica do pais nao é do pais combustivel nao é do pais nao tarda muito ate a agua nao sera do pais tudo e do sonangol as praias sao todas dos extrangeiros o aeuroporto vai para maos angolanas porto de aguas profundas vai para françeses?ou angolanos?o senhor acredite ou nao, nao tarda nada o senhor e todos nos vamos por visto a embaixada de angola para ir a sao tome,para ver a força dos angolanos em saotome veja o raide que fizerao em sao tome para resgatar um individo progurado por alguns senhores em angola,o governo saotomense nao soube de nada e quando soube ficou mudo e dai nao saio .os angolanos ja dizem que somos a sua colonia.e nao estao longe da verdade.e o senhor e prova cabal que estamos a ter muitos «gabao» no nosso pais .so eles sao tao convencidos que estao bem vestidos mesmo com roupas berante e brageiro como o senhor. SAO TOME PARA TODOS NACIONAIS O PAIS NAO E SO PARA MEIA DUZIAS DE SANGUESUGAS QUE PENSAO QUE SAO DEUSES POIS ELES TAMBEM SAO MORTAIS.SEMPRE QUERO VER SE TUDO QUE ELES ROUBARAO CABE NO CAIXAO.

    • img
      Só sei que nada sei Responder

      Cara, a forma como escreves é gravíssimo. Lamento ter que lhe dizer isso

      • img
        eu Responder

        Incrivel, tas de parabens!pior nao poderia ser.
        Assim,deixas os teus conteranios da ilha mal visto.

      • img
        mino ié Responder

        aaaahhhhh é mesmo lamentável a escrita desse cara..

    • img
      ovo de bode Responder

      Gostei de ler o teu comentário, caro compatriota. São necessárias as tuas constatações. Elas existem porque alguém prometeu e não cumpriu com o prometido. Descobre que na realidade és móncó pelo uso da expressão…EU MI PERGUNTO O K..” “…EU MI RECORDO..”
      Acho a intervenção dos deputadosinhos da Ilha do Príncipe de positivo, um criticar e outro justifica e vice-versa. Gostaria ver o mesmo tipo de debate entre deputadosinhos de diferentes partidos políticos representante na Assembleia Nacional, dos diferentes círculos eleitorais da ilha de São Tomé, estes, sim, são maus deputados, porque aplicam a politica de não agressão. Sobretudo esquecem de todas as promessas que os seus partidos andaram a fizerem aos seus eleitorados.
      Pediram o voto ao povo, hoje são eleitos e as suas bocas não abrem no plenário da Assembleia Nacional.

      • img
        Januário Ceita Responder

        Olhá quem fala???? Você, Ovo de Bode, acha que os naturais do Príncipe falam pior dos que os de S.Tomé? Eu, que, sou de S.Tomé, sempre ouvi dizer o contrário. Sempre disseram que eles tihnam melhor pronúncia em Português do que nós. Não creio que isto tenhya alterado ultimamente. Basta o senhor ir para Feira para verificar como sa trata o Português cá na Terra. Basta o senhor ler o texto “Carta para Apolinária” que a jornalista Conceição Deus Lima escreveu recentemente. O senhor verá como nós os forros tratamos a língua Portuguesa. Ela fez um retrato fiel da forma como nós tratamos o Português.
        Fui
        Januário Ceita

  7. img
    yure Responder

    olha! são essas coisa por isso que STP nunca vai para frente antis eu pensava que o motivo do país não ir para frente era da anafebetização eu sempre digo aos meus amigos que quando um dia o país tiver noventa cinco porcento da população com nono ano de escolaridade se calhar as coisa poderiam modar mais tenho um simplis exemplo que nem com isso,porque como se admite um governo da região do Princípe cai nessa depos estar bater mão no corpo mais vuces não sabem quem é o humem da que á três dias vuces iram recorer ao MLSTP para vos ajudar resolver essa situação eu so peso que MLSTP viri ascosta para vuces povo santomense são engratos e judas o ano que os filhos de pobres vieram para formação foi 2010 pelo partido MLSTP e PCD, asim mesmo vuces foram escolher um homem que espera quatro em quatro anos para dizer que ker moda vida dos santomenses.

    • img
      J. Oliveira Responder

      Aprenda português meu (minha) amigo (a) yure. Não é nada bom maltratares o português desta forma. Ou tente escrever na língua que melhor sabes e percebes. Pelo bem dos são-tomenses.

  8. img
    BLAGA PENA Responder

    icé só a cá samé suba cú aúa mato

  9. img
    NOVO RUMO Responder

    meus caros amigos é verdade que a coisa quando é boa de mais é para ser desconfiada sim também é a verdade que foi assinado um acordo como dizem sim senhor concordo o sr antonio barros defendeu a ilha do principe como deputado que é e ainda do principe isto é bom e muito bom tudo que toca ao principe tem se que debater porque ja fomos vitimas dos anteriores governos mas uma coisa é certa qual dos dirigentes dos anteriores governos ja foi a ilha e assinou o que o primeiro ministro assinou?
    se recordarem nenhum portanto que eu saiba o acordo que foi assinado é para 4 anos eu tenho a certeza absoluta que dotor patrice irá cumprir o que ele assinou se também nao o fizer meus amigos da ilha do principe vamos dizer chega basta de promessas ao qualquer um que venha querer algo para subir seja em que cargo for portanto foi muito bom repito o sr antonio barros intervir mas vamos dar tempo a tempo um abraço e boas entradas a todos

    • img
      Só sei que nada sei Responder

      Meu caro novo rumo, não vejo nehuma concordancia nas tuas escrita…

  10. img
    zeme almeida Responder

    Estamos em preparativo de uma nova compa-nha,preparando o terreno para os sanguesu- gas do MLSTP e o PCD.Estamos a ver que tudo vai acontecer exatamente do que acon- teceu em 2008.As pessoas que fazem parte destes partidos habituado em estar na opo- sicão por muito tempo.Viver na oposicão é a coisa mais triste para um partido.O novo povo tem aprender e estar maduro e nunca acreditar em nenhum partido,seja o partido A ou B.O MLSTP que se o partido historico e com pessoal com elevadissima experiência nunca deram em nada,pelo contrario o enriquerimento ilicito de mui-tos.Portanto,todos os comentários ali passados a intenção é um unica voltar a por poder aqueles sanguesugas deste povo sofredor.Não estou a favor seja de que partido for só peço a todos aqueles que assumam o poder que façam algo pelo nosso S.Tomé e Principe e basta de promessas nas epocas de campanha.Viva este povo humilde e sofredor.Abaixo os parasitas deste povo.Viva S.Tome and Principe

    • img
      Mimi Responder

      Acho que a oposicao ate agora esta sendo responsavel e muito. O facto de indagarem o governo em relacao ao orcamento e GOP e quesionarem algumas posicoes, nao significa que necessariamente queiram regressar ao poder. Afinal o lema e “deixem-nos governar”. As opinioes divergem e em democracia e mesmo assim. Daqui a 4 anos o povo tanto pode voltar a votar no poder actual, como virar o disco. Afinal o partido no poder actualmente tambem ja foi oposicao.

  11. img
    zeme almeida Responder

    Quero dizer(as pessoas que fazem parte destes partidos não estão habituadas a viver na opsicão).(MLSTP que se diz partido historico).Peço desculpas dos erros.

  12. img
    pantufas Responder

    Muito sinceramente,nao entendo certas pessoas,entao,109000000000 e 199000000000,nao ha aumento/

    • img
      Alexandre Viegas Responder

      Mas qual aumento senhor Pantufas? O senhor está a gozar com aquela população do nosso país? Quem mandou o seu chefe assinar um acordo com aquelas características? Alguém apontou uma arma à cabeça do senhor Patrice Trovoada e mandou-o assinar com aquela população um contrato como aquele que ele assinou? É assim que se honra a palavra? É assim que se transmite valores e seriedade política aos nossos jovens e futuro líderes políticos do nosso país? É assim que se credibiliza a política? É assim que se honra os compromissos? É assim que se faz política? É assim que se trata os cidadãos de uma parcela do nosso país que mais sofre? É assim que se trata os nossos irmãos do Príncipe? É assim que se constrói um país e consolida a nossa democracia? É assim que se faz ou constrói um país mais justo e equilibrado?
      Quem chegou ao Príncipe, e viu as condições que as pessoas lá vivem, e chegou a conclusão que aquela região, tendo em conta os problemas ai existentes, precisaria de um reequilíbrio finaceiro e económico para sair da referida situação? Foi o senhor Patrice Trovoada. Ele esteve lá, segunos dizem, e viu com os seus olhos a situação de carência e isolamento que as pessoas do Príncipe vivem. Tendo constatado, isso mesmo, ele quase que chorou, segunod dizem, e contratualizou com a referida população as condições mímimas que poderiam minimizar tais carências. Ninguém lhe obrigou a fazer o que ele fez. Ninguém lhe apontou uma arma à cabeça obrigando a fazer e assinar o referido contrato. O que se não pode admitir agora, é que, de uma forma arbitrária, unilateral, de má-fé, sem escrúpulos nenhuns, sem honra nem seriedade, sem explicações públicas e sem vergonha toma uma decisão totalmente contrária relativamente àquilo que tinha prometido e assinado.
      Isto não é forma de se fazer política nem de se estar na política. Os dirigentes do país têm de dar exemplos de seriedade, honradez e respeito pela palavra e pelos cidadãos. Quem, a partir de agora, acreditará nas palavras do senhor primeiro-ministro Patrice Trovaoda?
      Como é que os outros primeiros-ministros de outros países acreditarão nas suas palavras? Com que cara ele reunirá com outros dirigentes de outros países, para tratar dos problemas do nosso país, dando como prova de autenticidade e credibilidade a sua palavra e seriedade? Será que os outros políticos de outros países acreditarão nas palavras e promessas dele? É este o país que temos e os dirigentes que temos. Cada enxada uma minhoca. Quando é que isto tudo vai mudar? Será que muda um dia? Quando?
      É frustrante esta constatação.
      Os meus cumprimentos a todo e votos, mais uma vez, de um bom ano novo. Que Deus nos ajude a encontrar um novo caminho.
      Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)

      • img
        El Poderoso Responder

        Caro Xande

        Sabes perfeitamente que promessas durante campanhas pré-eleitorais fazem parte de jogada politica nos regimes democráticos.

        Vê o caso dos Estados Unidos em que o Presidente Barak Obama prometeu resolver todos os problemas da camada populacional mais desfavorecida; será que ele já conseguiu cumprir todas as promessas feitas durante a campanha presidencial? Temos exemplos semelhantes em Países como Inglaterra, França e por ai fora.
        Será que os dirigentes destes Países perderam toda credibilidade e já não merecem estar a frente do destinos dos seus respectivos Países?

        Será que os políticos de democracias consolidadas não sabem que, as vezes, as promessas não são cumpridas, não por vontade própria, mas sim por culpa de adversidades.

        A meu ver, a grande diferença entre S.T.P e outros Países democráticos reside nos seguintes aspectos: deficit democrático, dimensão territorial e populacional, capacidade de se auto sustentar e produzir riqueza a curto prazo que em todos eles S.T.P esta em desvantagem.

        • img
          san Responder

          Esqueces-te da diferença no aspecto mais importante: corrupção a um nível completamente inaceitável…permita-me….

        • img
          Alexandre Viegas Responder

          Não senhor EL Poderoso

          A diferença entre promessa eleitoral e contrato é diferente, do ponto de vista político, jurídico, ético e moral.
          Uma coisa é o senhor chegar, num contexto de campanha eleitoral, numa região, de Macau, China, Portugal ou S.Tomé e prometer as pessoas que construirás uma dúzia de casas e campos de basebol e não cumprir a tua promessa eleitoral momentaneamente por problemas de tesouraria ou de finanças, justificando isto ao povo.
          Outra coisa, bem diferente, é o senhor contratualizar, de ponto de vista jurídico, com um conjunto de pessoas, representativo de uma determinada população, um conjunto de medidas para a resolução urgente dos problemas que afectam a referida região, dando a sua palavra de honra que cumprirá, contra tudo e contra todos, este contrato, assinado entre as partes, independentemente dos condicionalismos de natureza financeira existentes no país, e posteriormente rasgar o contrato em causa sem qualquer justificação. Isto é mau porque o senhor assinou um contrato, válido, do ponto de vista jurido e ético, e não cumpriu a sua parte no referido contrato, mas, usufruiu de benefícios da outra parte que cumpriu a sua participando activa e dinamicamente na sua campanha política fazendo com que, pela primeira vez na história da democracia em S.Tomé e Príncipe, o ADI ganhasse na ilha do Príncipe e o MLSTP perdesse. Ou seja, pode-se concluir, de acordo com estes factos políticos irrefutáveis, que o seu partido só ganhou na ilha do Príncipe porque os signátarios do referido contrato fizeram um trabalho excepcional que determinou a vitória do referido partido na ilha do Príncipe. Isto é um facto. E o outro qual é? É que o seu chefe, Patrice Trovoada, que assinou o referido contrato, tendo ganho na ilha do Príncipe, com a ajuda local preciosa daqueles que o assinaram, não cumpriu a sua parte no referido contrato. Isto são factos e é totalmente diferente de promessas eleitorais. Não sei se o senhor percebeu a diferença entre as duas coisas. Ninguém lhe obrigou a assinar o referido contrato mas o seu chefe, Patrice Trovoada, também signatário do referido contrato beneficiou do mesmo.
          Creio que o senhor já percebeu o alcance das minhas palavras. É uma questão jurídica, política e sobretudo ética e moral. Além disso o senhor esquece-se, que muitas pessoas locais que rubricaram o referido contrato faziam anteriormente parte de outros partidos politicos e alguns só o rubricaram, em desfavor dos partidos políticos que representavam porque estava em jogo um facto com importância jurídica e política que poderia contribuir, directa ou indirectamente, para a mudança da realidade na referida ilha tão abandonada pelos sucessivos governos centrais. Ou seja, estas pessoas, signatárias do referido contrato, abandonaram um projecto político que serviam para contribuir para o reforço de uma nova realidade que melhorasse a vida das pessoas que vivem na ilha do Príncipe.O que é que, entretanto, que o seu chefe deu-lhes em troca. Tendo recebido um apoio excepcional e usufruindo de benefícios do mesmo, abandonou-as. Isto não é uma promessa eleitoral senhor EL Poderoso. Foi um contrato que mobilizou pessoas que habitualemente nem sequer votam no ADI. Estas pessoas cumpriram a sua parte do contrato e o seu chefe não cumpriu. Isto é que é mau do ponto de vista ético e moral.
          Quem a partir de agora poderá confiar nas palavras do seu chefe?
          Acha que mesmos os outros primeiros-ministros de outros países acreditarão naquilo que o seu chefe lhes diga? Acha que o povo de S.Tomé acraditará nas palavras do seu chefe, a partir de agora? Quem mente uma vez terá necessidade de mentir todas as outras vezes e perderá credibilidade política, ética, moral e seriedade.
          Não é este exemplo que os politicos devem tramsmitir ao povo.
          Não é este exemplo que os mais velhos devem tramsmitir aos mais novos. Caso contrário os políticos estarão a co
          contribuir para a degradação da moral, da ética, da seriedade e respeito no país. E isto é tão ou mais grave quando é o próprio governo chefiado pelo senhor Patrice Trovoada que pede mais autoridade de estado no país. Como é que ele quererá que os cidadãos sejam respeitadores da legalidade democrática se é este o exemplo de falta de seriedade, de falta de honestidade, de falta de ética e respeito pelos compromissos que ele próprio, como primeiro-ministro, dá?
          Que Deus ajude S.Tomé e Príncipe.
          Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)

          • img
            José Santiago F.

            Muito bem escrito senhor Alexandre. Eu tiro-lhe o meu chapéu pela fundamentação tão cristalina, rigorosa e oportuna.
            O senhor tem razão. Uma coisa é promessa eleitoral, vulgar nos discursos e propostas políticas da generalidade dos actores políticos, nas campanhas eleitorais; outra, bem diferente, é um dirigente politico acertar, em forma de contrato discutido, analisado demoradamente, escrito e assinado, entre duas partes em que uma delas cumpre a sua e a outra diz que não pode cumprir porque não existem condições agora para cumprir. Em que chegámos!!!! Quem mandou este senhor Patrice ir para o Príncipe, comer e beber, dizem que até chorou devido a alguma miséria que ele encontrou lá, assinar um documento com a população e garantir que iria cumprir e agora dizer que não pode? Isto é serviço, minha gente? Para onde é que nós vamos com esta moda de fazer política? Gente de Príncipe ainda vai acreditar neste senhor?
            Isto não tem nada a ver com promessa eleitoral, desculpa lá. As promessas eleitorais são feitas sem se assinar qualquer contrato escrito e têm objectivo de atrair eleitores com as propostas que são feitas. Outra coisa diferente é assinar contrato escrito forçando pessoas a adesão do mesmo perante as causas ou seu conteúdo e usufruir de vantagens políticas tirando proveito disso e depois dizer que não pode cumprir a sua parte.
            Acho que estas pessoas do Príncipe deveriam ir para tribunal e obrigar este senhor a cumprir a sua parte no contrato. Seria uma boa forma, de uma vez por todas, de domesticar estes nossos políticos que passam a vida a enganar o povo. Isto é vigarive, aldrabice e batota. Maus exemplos para os nossos jovens que querem fazer política no país. Este senhor deveria ser demitido automaticamente. É uma grande falta de consideração para com o povo. Isto é pior do que o banho porque em relação ao banho toda a gente sabe que está a tomar o seu banho para votar, quer ele seja rico ou pobre, com curso superior ou sem curso superior. Verifica-se neste caso, falta de cultura ética tanto dos banhados como dos promotores do banho. No caso do contrato, a realidade é diferente porque os envolvidos assinaram um contrato que em princípio deveria beneficiar uma população, trabalharam para tal na campanha eleitoral, cumprindo a sua parte e este senhor primeiro-ministro não cumpriu a sua parte. Ou seja, uma das partes agiu de má-fé, com falta de seriedade emquanto a outra cumpriu a sua parte.
            Viva S.Tomé e Príncipe
            Abaixo Patrice Trovoada
            Viva a África
            Viva gente do Príncipe
            Abaixo políticos com falta de carácter
            Abaixo corruptos
            José Fermandes

          • img
            El Poderoso

            Sim, Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande)

            Já me apercebi que estou diante de um jurista, da oposição MLSTP-PCD, e quiçá do próprio mentor do tal contrato, pela forma tão vigorosa que defende a parte jurídica da questão.
            Conclusão: O Sr. Patrício Trovoada, ingenuamente e de boa fé, assinou um documento, macabramente, planeado e rígido pelos oportunistas da oposição e agora esta sendo injustiçado.

            Meu caro Xande , a sua atitude é como quem diz, podemos prometer tudo deste mundo, que nada fique escrito, porque caso não cumpramos, ninguém nos podera acusar de faltar a verdade. Foi precisamente esta a táctica usada nas sucessivas campanhas pre-eleitorais dos sucessivos governos durante décadas, entretanto, desta vez pagaram caro.

            Actualmente o povo tem os olhos mais abertos e, desta vez, não se deixou cair nas vossas armadilhas votando na mudança.

            Não se esqueça que durante as campanhas eleitorais há sempre registos áudio e imagens televisivas que, embora não sendo um contracto assinado com a população, juridicamente, tem o mesmo valor.

            Fica sabendo que o Sr. Patrice Trovoada não é o meu chefe, ele é, simplesmente, o Primeiro Ministro de S.T.P e Primeiro Ministro de todos os santomenses inclusivamente do Sr Xande.

          • img
            ovumabissu

            Xandê,

            A argumentação é boa e pertinente, mas há sempre um “mas”.

            O que PT assinou foi um contrato ou um simples protocolo, com um rol de intenções… whatever? É um contrato juridicamente válido, com assinaturas reconhecidas no notário e todas essas formalidades? Ainda estão recordados dos pactos de estabilidade que foram parar ao caixote de lixo?
            Não conheço os meandros da coisa, mas creio que esta questão será mais de natureza política que jurídica. Os principenses julgarão, na devida altura (eleições, p.ex.) o incumprimento das promessas (sim, apesar de documentado continuam a ser… promessas). Mesmo sendo contrato, seria sempre um comtrato-promessa.

            Outra questão que se coloca é saber se é politicamente admissível os políticos em campanha contratarem (ainda que em contrato-promessa) benefícios específicos para esta ou aquela parcela do território. Esta é, para mim, a questão de fundo deste imbróglio.

            Do meu ponto de vista é uma péssima prática política este tipo de negociatas. Não há inocentes. Quer o PT/ADI , quer quem assinou em nome do Príncipe prestou um péssimo serviço ao país e à democracia.

            N’besa za ê…

          • img
            El Poderoso

            Alexandre Coelho da Mota Viegas (Xande) = José Santiago F. e também = José Fernandes

            Pois, alguém tirando o chapéu a si próprio. Só mesmo os verdadeiros hipócritas vaidosos praticam actos semelhantes!

        • img
          El Poderoso Responder

          Caro(a)San,

          Obrigado(a)!
          Estou plenamente de acordo contigo, a corrupção e outra das grandes diferenças.

          • img
            Alexandre Viegas

            Não senhor EL Poderoso

            Uma coisa é o senhor e o seu chefe Patrice Trovoada, em contexto de campanha eleitoral, prometerem tudo a todos, independentemente da capacidade de resposta; outra, bem diferente, senhor EL Poderoso, é o senhor em termos de responsabilização objectiva e singular, contratualizar com um conjunto de pessoas um conjunto de promessas, válidas, de ponto de vista jurídico e ético, e dizer posteriormente, que não pode cumprir a sua parte. O senhor que é provavelmente advogado do seu chefe deve saber isto melhor do que eu.
            O grande problema das campanhas eleitorais é que, tratando-se de um contrato político ele não não tem valor jurídico porque a componente de expressão política inerente à manifestação eleitoral e programática assim o define. Ou seja, a origem do poder numa sociedade democrática está no voto e um dos instrumentos de cativação emocional do eleitorado são as promessas eleitorais, neste contexto. Outra coisa, bem diferente, é um político chegar a uma região e, independentemente, do processo eleitoral em curso, acertar com a população local um conjunto de premissas e condições, contratualizar de ponto de vista jurídico, estas condições e premissas, usufruir de apoio político e logístico inerente ao referido contrato e, posteriormente, tendo ganho as eleições, não cumprir a sua parte no contrato em causa assinado pelas partes de forma voluntária. O senhor acha que isto é equivalente às promessas eleitorais? Alguém mandou ou obrigou o seu chefe a assinar o referido contrato? O senhor é jurista e sabe perfeitamente que um contrato, de ponto de vista jurídico não é nem mais nem menos do que um pacto entre duas ou mais pessoas que se obrigam a cumprir o que foi entre elas combinado sob determinadas condições. Ou seja, foi um acordo de vontades assinado entre as partes com o objectivo de ambas cumprirem a sua parte. Nas campanhas eleitorais isto não se passa. O senhor e o seu chefe não andaram todo o país a assinar contratos com as respectivas comunidades locais onde estava escrito e descriminado aquilo que cada um deveria fazer para o cumprimento do referido contrato. Neste caso concreto, porquê que uma das partes do contrato cumpre e a outra não? E qual é a necessidade de formalizarem, de ponto de vista jurídico, o referido contrato? Se fosse somente uma promessa eleitoral o senhor acha que haveria necessidade de formalização jurídica do referido contrato entre as partes? É assim que o senhor e o seu chefe têm feito as campanhas eleitorais em S.Tomé e Príncipe? Nos registos vídeos e audios, das campanhas eleitorais, que o senhor proclama como existindo várias promessas eleitorais o senhor constata nalguns deles a existência de algum contrato escrito e assinado por signátarios bem identificados aquilo que cada parte deve cumprir para a materialização do contrato em causa? É óbvio que não, porque trata-se de uma campanha eleitoral e de promessas subjectivamente assumidas pelos grupos políticos sem constrangimentos formais de natureza jurídica que obrigam os seus promotores ao cumprimento daquilo que foi assumido publicamenmte.
            Eu sou da opinião que seria bom até para domesticar certa classe politica do país que fossem os tribunais a resolverem este assunto até para evitar que outros políticos emitassem este gesto tresloucado do senhor primeiro-ministro. Na política não deve servir tudo. As pessoas têm de ser responsabilizadas pelos seus actos e suas iniciativas. Aquilo a que o senhor e seus correlegionários chamam banho começou assim. Se o mal fosse cortado pela raíz hoje em dia não teríamos este problema. Neste caso acho que os tribunais deveriam interferir como forma de domesticar políticos que não olham aos meios para atingir os seus objectivos dando cabo dos pilares do estado de direito democratico. A impunidade tem de acabar em S.Tomé e Prnícipe e dar lugar ao respeito, trabalho, boa-fé, seriedade, honestidade e valores éticos. Não se pode continuar numa espécie de selva onde cada político toma as suas decisões sem olhar para regras legais, valores éticos, respeito pelos outros e pela democracia.
            Espero ter-lhe elucidado senhor EL Poderoso
            Alexandre Coelho da Mora Viegas (Xande)

          • img
            Nicolau Almeida

            O problema que mais me aflige em tudo isto é que todo este problema poderá estar a contribuir para a cristalização de um certo radicalismo de alguns grupos pequenos na nossa ilha irmã do Príncipe. Não há necessidade para isso. Os nossos sucessivos dirigentes políticos são os grandes responsáveis por isso. A forma como têm tratado a região do Príncipe não deve continuar. É preciso muita irresponsabilidade politica para que as coisas ganhassem esta dimensão. Eu sei daquilo que estou a falar. Qualquer pessoa que chega ao Príncipe e fala com alguns grupos de jovens nota-se que estão mais radicais e com uma posição mais contrária aos interesses de coesão nacional e territorial. E os nossos politicos do governo central não percebem isto porque são políticos de gabinete. Quando despertarem pode ser tarde. Não creio que toda a culpa seja dos governos centrais. Mas grande parte dela é dos sucessivos governos centrais que marginalizaram a nossa ilha irmã. Isto está a criar um certo radicalismo que qualquer dia eu acho que vai desembocar numa grande complicação. Não há necessidade para isso. O país é pequeno e deveríamos respeitar os direitos e reinvidicações das populações que estão fartas de sofrer. Eu acredito que o Tózé Cassandra, que é grande amigo meu, tem feito um trabalho meritório no sentido de conter algum radicalismo mais exacerbado na ilha do Príncipe. Só que ele não consegue fazer milagres. Se não fosse ele tenho muitas reservas naquilo que poderia acontecer. Os políticos têm de deixar de prometer e não cumprir as suas promessas. Isto não é a melhor forma de fazer política. O diálogo tem de se sobrepor à arrogância. Os políticos têm de saber ouvir as pessoas.
            Quem mandou este senhor Patrice Trovoada assinar um contrato com aquelas pessoas? Quem lhe mandou? Isto é a forma de se fazer política? Se prometeu tem de dar! Ninguém lhe mandou fazer aquilo. Além disso parece-me legítimo que a população do Príncipe reivindique melhores condições para a sua sobrevivência. Não se admite o abandono que a ilha tem sido votada nos últimos trinta anos. Se não fosse a intervenção do Tozé Cassandra nestes últimos tempos eu não sei o que estaríamos a observar agora.
            Viva S.Tomé e Príncipe
            Viva União entre as ilhas
            Viva o Príncipe
            Abaixo políticos que prometem e não fazem nada
            Viva o povo de S.Tomé e Príncipe
            Nicolau Almeida

          • img
            O Juiz

            Tenho acompanhado a troca de argumentos entre os Senhores Alexandre Viegas e El Poderoso e eis a minha opinião:

            Estou plenamente de acordo com o Sr El Poderoso e em total desacordo com o Sr Xande.

            Pois, o discurso de Sr Xande faz lembrar aqueles homens que não resistem a formosura feminina. Eles para seduzirem e conquistarem a mulher, por natureza muito afáveis, prometem tudo e mais alguma coisa, fartam-se de iludir e engana-la como o intuito de conseguir os seus objectivos; entretanto, caso a mulher se engravide, estes mesmos homens serão capazes de afirmar, categoricamente, nunca terem tido um caso com a referida mulher e esta indefesa nem se consegue defender porque este dirá que não é casado com ela (lá esta a argumentação jurídica, não há documentos assinados).

            Infelizmente temos vários casos em S.T.P em que as mulheres ficam entregues a sua propria sorte, com um filho entre as mãos para cuidar, e entretanto o irresponsável do pai continua impunemente dando sequencia a sua onda de conquistas amorosas.

            A conclusão que retiro das palavras do Dr Xande é de que ele também deve pertencer ao grupo dos tais irresponsáveis que nunca assumem as responsabilidades, refugiando-se em argumentação jurídica, fugindo, sempre que possam, sem querer deixar a sua impressão digital na hora do ajuste de contas.

            O Sr Xande é mais um daqueles oportunistas e irresponsáveis que, infelizmente, abundam na nossa praça. Isso tem de acabar em S.T.P, as pessoas tem de ser responsabilizadas pelos seus actos.

  13. img
    maria chora muito Responder

    O tal propalado DOUTOR Patrice já está aflito. É só cosmetica para Inglês ver.

  14. img
    Polvo Paul Responder

    Senhor Carlos Cassandra vulgo Number, o senhor é o maior culpado desta situação ainda teve o desplante de defender o senhor Patrice Trovoada, oh Number o povo de Príncipe não perdoar a tua traição, senhor terá que definir de lado o senhor está. Se tu és deputado do Príncipe terás que defender o interesse do independentemente do partido onde o senhor está filiado a procura de tachos de embaixador.

    O Governo ao invés de preocupar com a governação do País e governar para todo cidadão de STP sem olhar o sua cor politica esta a preocupar em perseguir os nossos embaixadores espalhado por esse mundo fora só porque não do ADI, pensei que depois das eleição do ADI esse tipo de coisa pudesse terminar em STP.
    Este governo foi feito com pessoas fracas e resultado está a vista. Num país serio aonde que já se viu uma Ministra de Saúde sem curso Superior, Ministério da Justiça na mão de um garoto, nunca esperei que Varela que está metido em todos negócios de STP pudesse ser Vice 1º Ministro do meu país. Estou a ficar fartos de vós, fizeram um orçamento sem nível, sem rigor. Aonde que já se viu um ministro das finanças acumular a pasta de cooperação!!!?

    O Patrice agora inventou uma moda de não dar explicação ao povo de o elegeu, não disse nada sobre 30 mil barris de petróleo, não disse nada sobre caso Jorge Amado, não disse nada sobre o porquê de ter assinado uma coisa no Príncipe e não cumprir, não explica porquê que não pára em STP e passa vida no Gabão almoça, janta e toma pequeno almoço no Gabão, não explica aonde é que vê tanto dinheiro para tantas viagens. O senhor quer fazer a mudança sem incluir o povo que o elegeu digo-lhe já que não vai longe. Acredite nisso se o senhor gosta mais de Gabão do que STP vai par lá deixa-nos em paz, alias o senhor nasceu lá. Um ditado que diz que “terra de gente é terra gente” você pode dar 1000 volta ao mundo mais os teus pensamentos está sempre na tua terra. Deixa STP para as pessoas que gostam dela e não troca ela por mais nenhuma no mundo.

    Já estou francamente arrependido de ter votado no ADI, Sinceramente que estou Credo.
    É só arrogância desses ministros não falam com as pessoas, recusam receber as pessoas mesmo nos dias de audiência. Estou a ficar farto.
    Marquei audiência com ministro da Educação, ele mandou dar recado a secretaria para transmitir a ele, isso é político um politico que se preze tem que dar atenção ao seu povo.

    • img
      Arnaldo Santiago Responder

      Este acontecimento vem demonstrar aquilo que sempre acontece em S.Tomé. A política tem como utilidade servir interesses pessoais e partidários e não os interesses das populações ou do povo em geral. É muito triste todo este acontecimento. Porquê que fazem o povo sofrer assim?
      Ora, vejamos:
      O senhor Carlos Cassandra, vulgo Number, foi eleito deputado à Assembleia Naciaonal em representação da população do Príncipe pelo partido ADI. Ele deveria saber que está na Assembleia Nacional para defender os interesses do povo de S.Tomé e Príncipe e, sobretudo do Príncipe, e não para defender os interesses do ADI nem seus interesses pessoais. Esperava-se, então, que ele decidisse em função dos interesses do país e da sua região.
      Mas, afinal o que é que aconteceu? O senhor Carlos Cassandra, vulgo Number, como está mais preocupado com um lugar de embaixador em Portugal, resolveu dar cobertura ao seu chefe Patrice Trovoada e ao ADI em vez de servir os interesses da população do Príncipe. Como é que um deputado pode desempenhar este papel? Só por causa de um lugar de embaixador as pessoas vendem-se desta forma, prejudicando a sua população? Isto é serviço, minha gente? Isto é serviço?
      Só que o senhor Carlos Cassandra, vulgo Number, esqueceu-se que o Patrice Trovoada não é flor que se cheira. Quando o senhor Carlos Cassandra despertar, o Patrice dá-lhe com os pés, e eu estarei aqui para ver como é que a população do Príncipe o vai tratar. Ninguém compreende que um miúdo que tem todo o tempo do mundo para fazer uma eventual boa carreira política ou profissional se deixa vender por um simples cargo de embaixador prejudicando a sua própria população. Este país não tem salvação. Eu sempre penso nisto. Este país não tem salvação porque as pessoas não têm carácter e não são dignas do papel e função que desempenham ao serviço do mesmo. São oportunistas, egoístas e só pensam nelas e em interesses pessoais de curto prazo.
      Até amanha
      Arnaldo Santiago

    • img
      Estudante Revoltado Responder

      Num país serio um indevido que só tem 12º ano sem qualquer experiencia politica e governativa é escolhido para ser embaixador, convenhamos isso gozar com povo de STP, então porquê o país gasta rios de dinheiro com pagamento de bolsa de estudos dos nossos jovens no estrangeiro? Para depois ignora-los sem lhes dá quaisquer oportunidade!!! Como é que uma pessoal que sofreu para estudar sente qundo vê coisas dessas!!? O senhor Number só por ter cartão da politica não precisa não precisou de estudar a serio, esteve em Portugal para cima para baixo não tirou curso superior limitou a viajar para Londres, Irlanda armado em neto de colono, agora chega no país assina um acordo em nome de povo o que acho tanto quanto abusivo, ganhar graça do senhor Patrice arranja tacho como deputado, agora dizem que vai ser embaixador em Portugal, só pode ser brincadeira.
      Olha se o senhor Patrice não sabe fica a saber, nós estamos bem servidos com o nosso embaixador cá em Portugal, desde que chegou cá a verdade seja dita muita coisa mudou cá na embaixada, ao principio quando ele foi nomeado fiquei com alguma duvida mais deixa-me dizer lhe que homem tem competência.
      Só se for burrice trocar um embaixador deste só porque não é dá sua cor politica.
      Isso é vergonhoso.

      Se o Number vier para cá vamos fazer uma grande revolução na Embaixada cá em Lisboa.
      Outra trata de pagar as nossas bolsas urgentemente, preocupa com essas coisas e não com politiquices de tipo Rafael Branco.
      É para trabalhar que senhor foi eleito, para ser diferente, não dar a perseguir as pessoas como os senhores do MLSTP/PCD. Homem é bom é cidadão não importa o partido mostra-lhes a outra face das coisas e seja serio.

      Quando a senhor Number o senhor vai pagar pela traição que tem feito a gente do Príncipe S. António não dorme ou senhor defende o interesse do Príncipe o sai de lá imediatamente.

      Viva a Competência.

      • img
        Pico Papagaio Responder

        Numbem enquanto traidor do Principe devia levar um grande sova para aprender a não a trair a terra onde nasceu.

        Rei Amador foi traido por Zé Mulato
        Principe está sendo Traido por Number Mulato.
        Sova com ele…..

        • img
          Pico Papagaio Responder

          È verdade Mulato não presta, já minha avó dizia isso…. morde e sopra….

          • img
            Mulato

            Racista, voce devia fazer uma lavagem celebrar.
            Este tipo de comentario racista, deveria com certeza ser censorado, pelo tela nom, ou sera porque nao sao mulatos?

          • img
            san

            Se mulato não presta qual e o vosso mal com Patrice Trovoada? Ele soprou e agora esta a morder sem dó……toma! Não é a cor da pele que faz a atitude de um homem…. São Tomé e Príncipe merecem mais do que indivíduos avaliados pela cor da pele. Foca no assunto em causa e deixa de ser politiqueiro!……Viva Príncipe, viva São Tomé e Príncipe.

          • img
            Atento Mulato

            Afinal em que fico, ja sofro racismo dos brancos agora estou sofrendo racismo dos meus compatriotas?? Que raiooooo

        • img
          Rio Papagaio Responder

          Olha, eu tenho medo de resto de Branco é uma coisa irritante….

          • img
            san

            O país está mal, por isso é natural que fiques irritado, mas delirar e disparatar são coisas de doidos….Vai-te tratar e depois vem fazer comentários que o assunto aqui é sério….

          • img
            ovumabissu

            Ou resto de negro. Também pode ser visto desse prisma. Ou ainda, o melhor dos dois.
            Não tenha medo Papagaio. Estamos em STP desde sempre e vamos continuar por lá, porque somos os únicos que não temos para onde ir (ou podemos ir a qualquer lado, também é verdade). Bem vistas as coisas, até somos os verdadeiros e genuínos santomenses, os únicos que não vieram de outro lado, seja da costa africana, seja da Europa!
            Sim, mordemos e sopramos, porque temos que agradar ao pai e à mãe, e isso meu caro não é fácil. É um exercício extenuante. Não podemos tomar partido de ninguém (nem de nós próprios). Somos logo acusados disto e daquilo. O negro pode dizer que é negro, o branco pode dizer que é negro. Só o mulato não pode dizer. Sou mulato, e com muito orgulho. Não quero ser nem negro, nem branco. Mas se quiser posso ser as duas coisas, porque sou… mulato.
            Não tem que gostar, tem apenas que respeitar. Nada mais. Por muito que isso lhe custe.

        • img
          Mixana Responder

          Deixa ele leite dele está no fogo….

          • img
            Atento Mulato

            Gostei muito do seu discuro ovumabissu… Bem dito.

      • img
        El Poderoso Responder

        Pelo que saiba o Presidente Lula Silva do Brasil não tem formação universitária, entretanto, o desempenho enquanto líder, deixou as melhores referencias a nível historia mundial.
        Meu caro, não é necessário ter se formação universitário para se ser um bom líder. O mais importante é ter colaboradores competentes e honestos e nunca oportunistas e traidores.

      • img
        El Poderoso Responder

        Pelo que saiba o Presidente Lula Silva do Brasil não tem formação universitária, entretanto, o seu desempenho, enquanto líder, deixou as melhores referências a nível mundial.
        Meu caro, não é necessário ter-se formação universitária para se ser um bom líder. O mais importante é ter-se colaboradores competentes e honestos e nunca oportunistas e traidores

  15. img
    nelson pontes Responder

    Temos de ser realista em relação a este primeiro ministro, muita gente votou no ADI por causa do dinheiro, tudo é dinheiro e não interessa de onde vem este dinheiro – dinheiro sujo….Patrice Trovoada não viveu a historia do povo santomense e o que ele sabe foi-lhe dito pelo pai…voces acham que este homem vai conseguir tirar s.tomé do buraco em que se encontra? Para já é um grande mentiroso e incumpridor das promessas! depois tem ligações com os governantes mafiosos dos paises da costa africana.
    Tenham muito cuidado com este primeiro ministro.
    Saudações.

  16. img
    Nelson Capela Responder

    Meus senhores,deixemos de ser pessimistas.As promessas feitas nas campanhas eleitorais nem sempre sao cumpridas isso nos ja sabemos.Isso nao acontece so com o nosso pais,nem tao pouco com o governo de Patrice Trovada.Quem acompanha a politica internacional sabe que isso acontece universalmente,Na inglatera que um pais rico e industrializado aconteceu o mesmo.O primeiro ministro prometeu mundos e fundos e foi obrigado a pedir desculpas porque nao conseguio cumprir com as suas promessas.Como consequencia disso os estudantes sairam a rua e manifestaram.Em Portugal,Franca,Grecia,Espanha tambem nao fugiram a regra.Por isso cabe a oposicao fazer o seu trabalho.Da forma que falam,criticam o Patrice ate parece que ele ja anda no poder ha anos.Ele sabe que nao pode mentir e enganar o povo porque ele precisara sempre do povo,mas infelizmente o povo e “carneiro”por issoas cisas mantem

  17. img
    jaka doxi Responder

    Credo meu Deus.
    Ainda agora começaram e já estão a ser atacados pela oposição oportunista?
    Estão a utilizar o Tela Nón para fazer a oposição porque não tenhem coragem de enfrentar o povo.
    Esta noticia é falsa e parece que foi colocada de proposito para beliscar a imgaem do governo.
    A verdade é que houve um aumento de verba para o orçamento da região autonoma do principe comparado com anos anteriores.
    Abel cuidado com os fantoches e as fantochas que estão a apuderar do teu jornal feito desde a primeira hora com muito sacrificio.
    Fui

  18. img
    Edson Costa Responder

    Ora ai està mais um caso que leva muitos compatriotas a desacreditar nos politicos santomenses. De facto, durante a campanha o sr Patrice Trovoada prometeu e iludiu muito ao povo santomense, especificamente a ilha do Principe, apòs a tomada de posse não se verifica nenhum cumprimento daquilo que foi dito. Penso que os politicos devem ser “politicamente responsàveis” e não criar ilusões no povo para fins pessoais. Queria parabenizar o senhor Antònio Barros pela inciativa em denunciar o incumprimento da promessa pela parte do sr P.Trovoada. O paìs precisa de homens sérios, coerentes e honestos, na direcção da coisa pùblica parem de brincar com o povo!

  19. img
    JorgeK Responder

    Patrice não é santomense, por isso…

  20. img
    Miguel Arcanjo Responder

    Alguém pode me dizer se o Patrice Trovoado é formado em que?

  21. img
    helmer dias Responder

    pos sinceramente nao estava a espera dessa atitude do sr primeiro ministro,mais eu tambem espero que derigentes de princípe e os seus cidadoes,nao ficam calados mais o deputados nao sao prisioneiros nem refem de ninguem tem a suas opinoes livres,mais quando esta em causa o bem estar de uma populaçao entao a populaçao ganha por isso pensem nas pessoas e nao no partido sr primeiro pensa bem pais chama-se saõ-tome e princípe nao saõ-tome e resto o princípe.bem aja estou triste

  22. img
    Edgar Faustino Responder

    Os governantes são eleitos numa base de confiança e de crédito que os eleitores depositam neles.
    Durante as campanhas eleitorais os políticos socorrem-se de todas as artimanhas para convencerem os eleitores a acreditarem nas suas propostas usando até o poder que ainda não têm para firmarem acordos e até parcerias que não passam das chamadas falsas promessas.
    Aos eleitores cabe andarem atentos para se aperceberem onde está a verdade e o que é mentira.

  23. img
    Diáspora Responder

    Caros amigos e compatriotas; já alguma vez, viram um elemento natural de S.tomé fazer alguma coisa pela nossa querida Ilha do Príncipe?

  24. img
    zeme almeida Responder

    Se a memoria nao me falha,em alguns comentrios ali passados nao tem razao de ser.O senhor primeiro havia dito,que o dinheiro que a China Taiwan poe a disposicao do governo anualmente,iria por a disposicao do governo regional da ilha do Principe, cerca 600 mil dolares americano.No entanto devemos aguardar por esta promessa.Pelo que vejo neste espaco reservado para comentarios muita gente esta a aproveitar este espaco para campanha.O governo nao deve dar ouvidos a estes pequenos grupinhos e fazer pelo povo que vos confiou em governar o Pais nos proximos 4 anos.Queremos criticas construtivas e nao as destrutivas.Viva S.T.P

  25. img
    zeme almeida Responder

    Neste Pais,muita gente nao sabe a proveveniencia da sua raca.Fala-se de mulato,Gabones e mais porque tudo isto? Neste Pais serviu de muita paragem mercantical de certeza que deixaram ficar ali muitos ovos.No entanto,quase que nenhum Saotomense pode provar a sua origem.Neste Pais passaram Brasileiros,Ingleses,chineses e mais.Isto de dizer que o fulano e Gabones,portugues,isto nao significa nada deste que prove que uma das partes progenitoras seje Saotomense.Viva STP

    • img
      ovumabissu Responder

      Zeme,

      Se nenhum dos progenitores for de STP e ele/a nasceu em STP? Deixa de ser santomense?
      Já agora o termo correcto é “Gabon” e pouco ou nada tem que ver com o país (Gabão). “Gabon” é todo aquele que vem do continente (africano), seja do Gabão, Camarões, Angola, Moçambique (se bem que para estes exista outro termo que é “moçambique”).

  26. img
    zeme almeida Responder

    Quero dizer{criticas construtivas e nao destruitivas}peco desculpas pelo erro.

  27. img
    zeme almeida Responder

    Se o Pactrice Trovoada nao e Saotomense,por favor podem me dizer quem e o seu pai?O senhor Jorgek conhece o senhor Miguel Trovoada?Este senhor e de que Pais?Pergunte aos seus pais qual e a vossa provoniencia!

  28. img
    José Silva Responder

    Caros leitores

    Acredito que estamos todos por uma só causa “S.Tomé e Principe”, País onde nos viu nascer e que noutrora os Santomenses foram caracterizados como povo humilde e acolhedor.
    Fazendo uma introspecção ao nosso País, sabe-se que depois da independência o mesmo foi palco de recíprocos governos onde o brio e zelo para o seu desenvolvimento manteve-se na estaca zero. Pergunto, sera que durante este tempo o programa de governação teve como objecto o desenvolvimento do País? Ou a vontade dos governantes é e simplesmente enriquecerem-se a custa do mesmo boicotando o que de mais sublime possa enaltecer os nossos ideais?
    Eu pessoalmente acredito na mudança, no desenvolvimento mas é preciso caminharmos depressa,unirmos sem complexos de que se não fiz aquele não pode fazer. Seja ele o governo que for, temos todos que unir e lutar pela mesma causa, “desenvolver S.Tomé e Principe” mas temos que fazê-lo de forma construtiva sem rancores e ganãncias que é caracteristico dos Santomenses. É preciso apostar-se no desenvolvimento e como tal estarmos atentos aos programos e ou manifestos que nos possa garantir que de facto é o rumo que devemos percorrer para triunfarmos.
    Caros leitores, vamos todos mais todos lutarmos por um STP mais digno e coeso e a todo nivel.
    Viva STP.

  29. img
    Jonas Ventura - AO MANO Responder

    Qual é a formação do Dr. Patrice Trovoada?

  30. img
    Artur Seixas Responder

    Tb gostaria de saber qual é a formação do Patrice? É ADVOGADO? ENGENHEIRO? MEDICO?

  31. img
    Mak Responder

    Meu caro não interessa saber a formação de Dr. Patricce. Voce e da oposição. Contribua. Lula da Silva não é um quadro superior mais governou bem. Não esta em causa a isso para ser um bom governante. É necessario vontade politica. Por isso que ele tem os MINISTROS. O governo precisa de tempo para trabalhar. Deixem-lhe cumprir o seu mandato. MLSTP, e PCD ja estiveram la e nada fizeram. Lebrem q o ADI recebeu o pais com defice na economia. BANCA ROTA. Agora esta na hora de recuperar o situação financeira do pais e desenvolver o pais. Deixa de briga. Mau hábito. Vocês querem q um pais tão pequeno como S.tomé fique na rotina de queidar sempre o governo? Colaborem, para q o país saia a ganhar. Pense no futuro do povo e não pence a atingir o poder ou fazer propraganda para que o teu Partido suba ao poder. Fica calmo. Agora a vez do ADI. Não te metas la….

  32. img
    Deus é Grande e Seja Louvado Responder

    Isto é que, Comparar o ex Presidente Lula da Silva com este 1º Ministro Mediucre.
    S.tomé e Principe Merece Melhor.
    Viva S.tomé e Principe

  33. img
    Deus é Grande e Seja Louvado Responder

    Queria eu Dizer “” Isto é que Faltava “”

  34. img
    Próprio Responder

    Bem pessoal com toda esses comentários ca tou eu pra deixar algumas opniões bem como algo mais….. realmente o Sr Patrice Trovoada havia de ter cumprido com as suas famosas promessas durante a campanha., mas o povo destas ilhas ja deviam estar acostumados de que isso é um mundo de subrevivencia. tudo do piorio que nao acontece nos outros lados, acontece em stome e principe. lamentavel. mas de qualquer forma e relativamente ao orçamento do estado que foi cortado uma fatia do prometido, acredito que o Sr Patrice trovoada nao é parvo nenhum. Com tanto ESBANJAMENTO do dinheiro e tudo canalizado para interesses pessoais nao pode continuar acontecer. tudo neste momento é feito e negociado na ilha do principe sob interesses pessoais do Sr Toze cassandra. mta mta mas mta corrupção.

  35. img
    Próprio Responder

    LAMENTAVELMENTE COMO O GOSVERNO REGIONAL ESTÁ DE MAL A PIOR. DE TANTA AREIA QUE ELES JA ATIRARAM AOS OLHOS DO POVO….. AGORA ESTÃO EM QUEDA LIVRE.
    O TOZE CASSANDRA NO ULTIMO COMGRESSO PDO SEU PROPRIO PARTIDO, DEPOIS DE TANTA VERGONHA DEVIDO AS INUMERAS BESTEIRAS E AS SUJEIRAS DO QUAL ESTÁ ENVOLVIDO EM VARIOS CASOS DE CORRUPÇÃO E DIVERSOS REVOLTOU-SE MUITO ENVERGONHADO FAZENDO FITAS DIZENDO AOS SEUS COLABORADORES DE QUE JA NAO SE CANIDATARIA PARA AS PROXIMAS ELEIÇÕES. AGORA O POVO PERGUNTA, SERÁ QUE COM ISSO TUDO E MAIS.. MAIS… MAIS… PORQUE O SR TOZE CASSANDRA NAO SE DEMITE DO CARGO??????

Deixe um comentario

*