“A corrupção é um crime que mina a democracia”

Constatação feita pelo Presidente da República Manuel Pinto da Costa na abertura segunda – feira, do terceiro seminário da Organização das Instituições Supremas de Controle da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Responsáveis máximos dos tribunais de contas dos países de língua portuguesa estão reunidos em São Tomé no seu terceiro seminário. Um momento espacial para analisar, o nível de fiscalidade das contas dos respectivos países.

O Presidente da República Manuel Pinto da Costa, consideou que um «eficaz controlo da legalidade dos actos de gestão da administração do Estado é decisivo na promoção da transparência e, dessa forma, um poderoso factor preventivo de fenómenos globais como o da corrupção, tráfico de influências e outros desvios à legalidade».

A corrupção, é um crime que segundo Pinto da Costa, «mina a democracia». O Chefe de Estado são-tomense, acrescentou que « o desvio em proveito próprio ou de terceiros, de alguns dos recursos, ainda por cima escassos, que deviam ser colocados ao dispor de todos põe em causa a coesão social e a confiança dos cidadãos nas suas instituições», pontuou.

O terceiro seminário da Organização das Instituições Supremas de Controle da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, acontece numa altura em que o Tribunal de Contas de São Tomé e Príncipe completa 10 anos de existência.

Depois de Macau e Timor Leste, São Tomé e Príncipe é palco do seminário, que pretende incentivar o papel da sociedade civil no processo de fiscalização das contas do Estado. «Em países com altas taxas de pobreza, como é São Tomé e Príncipe, constitui um autêntico travão ao desenvolvimento, um flagelo que deve merecer um combate sem tréguas devendo constituir, por isso, uma prioridade política permanente, que nunca é demais repetir», precisou o Presidente da República, ainda na análise sobre o impacto da corrupção na sociedade.

Pinto da Costa disse mais «a instrumentalização desse combate à corrupção, ao serviço de interesses particulares, fomenta a inércia acabando por constituir um sério obstáculo à sua eficácia e obtenção de resultados que contrariem a suspeição generalizada que se instalou na sociedade Santomense», frisou.

Abel Veiga

  1. img
    Stwart Neto Responder

    Sinceramente, ouvindo essas palavras pensamos que estamos num pais onde existe alguem que se preocupe com o povo.
    Tantos actos de corrupção, desde 1975 até a data e o que fizeram os nossos deigentes, nada. Estamos feitos a bife…

    • img
      Vai ou racha. Responder

      Democracia? Corupção? Presidente que vive e convive com bandos de coruptos e sempre com o mesmo discursoe o tempo vai e o povo a viver na miséria e cada um com sua reforma, enfim….Tenha pena desse povo senhor PR.
      Nem esse arroz senhor deveria deixa o povo consumir.

  2. img
    O bem saber fazer Responder

    Exmo. Sr. Presidente

    UM RECADO AO MINISTRO DAS FINANÇAS

    Receita Simples para Desenvolvimento do RDSTP
    Senhor ministro de Finanças, o pais para desenvolver é simples. Aposta na arrecadação de recetas proveniente de IMPOSTOS.
    Todos os países desenvolvidos, chegaram a esse nível através de cobranças de Impostos.
    STP existem muitas empresas que não pagam impostos porque os proprietários são deputados ou ministros.
    Aposta certa para o desenvolvimento é ter um sistema de fiscalização MOTIVADOS, impedindo que ele seja subornados pelos nossos deputados proprietários de muitas empresas que labutam em STP.
    DEVE APOSTAR NA INSPEÇÃO GERAL DE FINANÇAS E NA DIREÇÃO DOS IMPOSTOS.
    DEIXA DE SER PEDINTES, ISTO É FEIO PARA O PAÍS.

    ja existe caso que Inspetores de Finanças foram Intimidados porque GANHAM MAL, porque TÊM MEDOS DE repreensão, porque perderam CREDIBILIDADE INSTITUCIONAL.

    TEMOS QUE ACABAR COM ISSO, senhor Ministro!!

    • img
      Chefe de Estado Responder

      Concordo com o bom fazer.
      Infelizmente, temos um Ministro do Plano e Finanças que não está preocupado com o combate à corrupção, bem como outros titulares de cargos públicos que têm responsabilidades no combate à corrupção.
      Senão vejamos:
      A Directora Administrativa Financeira deste Ministério tem violado à Lei de Licitação e Contratação Pública, e consequentemente ela será ouvida num processo relacionado com o alargamento do edifício afecto à direcção de finanças, segundo as palavras de um dos funcionários afectos ao Ministério do Plano e Finanças;
      Mesmo assim, continua como Directora!
      Temos uma Directora da Alfândegas que tem ligações apertadíssima com Agostinho Fernandes e com o ex-Ministro das Finanças;
      Mesmo assim continua a dirigir Alfândega.
      Temos os Directores do Tesouro e do Orçamento que são pessoas de confianças do governo anterior.
      Mesmo assim continuam como directores.
      Resumindo e concluindo, o poder é para ser exercido na sua plenitude, caso contrário, teremos casos idênticos que aconteceram recentemente no Ministério da Agricultura e no Comércio, Industria e Turismo, isto é, haverá fugas de informações que poderão pôr em causa o governo actual, e muito especialmente ao Partido MLSTP/PS.
      Viva ministros reformistas e abaixos os governantes de politica de continuidade.

      • img
        Combate a corrupção Responder

        Meu caro ao ler a parte final do seu comentário não consegui conter-me em risadas. Vê claramente que o sr está somente preocupado com seu MLSTP/PSD. Da proxima esmere mais.

        • img
          E. Santos Responder

          Não só está preocupado com o seu partido como quer que a informação das vossas roubalheiras não chegue cá fora.
          Em tempos vi um documento do ADI que demonstrava que mais de 70 % dos directores com que eles trabalharam era da oposição.
          Porque será que não houve fuga de informação?
          Talvés porque não houvesse informação para fugir…certo?
          Vocês são uns cambalacheiros daí a vossa preocupação em ter o certco apertado para ninguém saber as vossas aldrabices e poderem roubar sem entraves.
          Antes tivesse ficado calado…poupava a sua imagem.

          • img
            Chefe de Estado

            Caríssimos compatriotas E. Santos e Combate a Corrupção!
            Antes de mais, gostaria que ambos soubessem, que não pertenço nenhuma força política reinante no país, que nos viu a nascer.
            Talvez vocês não entenderam o alcance do meu modesto comentário. Quis simplesmente passar a ideia que um Estado deve ser forte de ponto de vista do sigilo profissional, muito embora defendo que um cidadão dirigente ou não, têm legitimidade de denunciar actos ilícitos, que põe em causa o erário público e não só.
            Também quis passar a ideia que o MLSTP/PS deva seguir as pesadas do governo anterior, ou seja, devem ter lideranças fortes e sérios com vista a evitar casos idênticos a do Ministério de Agricultura e do Comércio…
            Resumindo e concluído, sou a favor da justiça social, da paz, do progresso e da exclusão social.

          • img
            Chefe de Estado

            Quis dizer inclusão social.

      • img
        Libertador Responder

        É impossível ser feliz no final se não colocamos DEUS no início.
        A pôs a Independência muitos esqueceram DEUS,deram lugar a promiscuidade, desrespeito a paternidade e maternidade etc….
        VAMOS TODOS ESQUECER O PASSADO E CONSTRUIR O FUTURO COM DEUS DEUS E SÓ DEUS

  3. img
    desta terra Responder

    Sr Presidente da Republica, Pinto da Costa, não basta apenas falar para fazer “o inglês ver”!

    Há necessidade de agir e tomar medidas concretas que levem o cidadão comum a ver que o combate à corrupção não fica apenas em palavras.

    1- O caso de corrupção envolvendo o ministro de agricultura e os funcionários das pescas, qual foi a medida que o sr tomou, sabendo que o governo é da sua iniciativa?

    2- O caso de corrupção do arroz (2 milhões de dólares) envolvendo o deputado Delfim Neves e o Ministro de comércio mais o seu director da DAF, qual foi a medida que o sr tomou?

    Basta de palavreados!

    HAJA, SR PRESIDENTE PINTO DA COSTA!

    O Delfim Neves e os seus não podem mandar em si. Caso não, o sr transformará a nossa republica numa “republica das bananas”.

    Defenda a sua honra como o homem de convicções forte que o sr é, e põe esses tipos corruptos no seu devido lugar.

    Paga o preço que o sr tiver que pagar mas, não aceita este desmando dos corruptos!

    Infelizmente o sr tem estado a conviver com essa cambada de corruptos, e aceitar a sua chantagem contra si, sr Pinto da Costa.

    E tempo de agir!

  4. img
    Pen Drive Responder

    Tudo bem. O que o senhor já fez para combater a corrupção?

  5. img
    malebobo Responder

    já estamos habituados a discurso lindo deste sr.so no papel, na pratica, nunca se viu nada, é so bla bla, ok
    tela non, por ff, não censura o meu comentário

  6. img
    malebobo Responder

    conselho de amigo, vale apena andar sozinho do que andar mal acompanhado, este sr. quero falar de corrupção sem ter que afastar dos seus aliados, delfim n

  7. img
    malebobo Responder

    concordo com o seu comentário do sr.desta terra

  8. img
    Carlos triste Responder

    Deixa PR trabalhar

  9. img
    O bem saber fazer Responder

    Basta de palavradas!!!

    AÇÃO É QUE NOS INTERESSA, senhor Presidente.

  10. img
    HT Responder

    Senhor presidente sempre disse tolerância zero a corrupção, estamos a espera….

    • img
      Teresa Responder

      Bom discurso do senhor Presidente. Depois de terem apanhado o primeiro-ministro em lavagem de dinheiro era preciso passar esta mensagem de que a partir de agora as coisas vão ser a doer. Seja quem for, a partir de agora temos que caminhar para a moralização e defesa da coisa pública em S.Tomé e Príncipe.
      Por isso, o senhor Presidente como o mais alto magistrado da nação tem que dar este exemplo. Muitos parabéns.
      A luta continua. Vai acabar a vida fácil para todos os corruptos.

  11. img
    Timor Responder

    Sr Prsidente, essa sua retórica já não nos enganam! Muito teórico tem sido o senhor. Sabemos que o Delfim tem feito o que quer, roubando este povo ( caso arroz) o ministro da agricultura e o seu staff, enfim… e o senhor tem sido um observador passivo e conivente, pois o Delfim o tem como refém. Sabemos que o senhor nada pode fazer, com medo do PCD não sair do governo. Enquanto isso os Delfins vão roendo do pouco que temos, o povo na miséria, frustrado sem dinheiro, sem emprego e sem esperança, a espera das eleições porque quem lá está não são os seus legítimos representantes! Os senhores tiraram tudo a este povo, até a vontade de escolher os seus representantes, enfim… Enquanto isso o senhor, O Gabriel e o Alcino vão também roendo, fazendo piscinas, colocando banheiras hidromassagens, envidraçando a casa transformando-as em palacetes, o que vocês não faziam há 20 anos! Isso é bonito?!! Onde é que apareceu tão depressa tanto dinheiro, o que não tinham nos últimos 20 anos? ‘Ganharam euro milhões? O sr. Alcino então quer fazer tudo de uma vez. Só lhe faltava é levar dois milhões de dólares de Timor para sua casa!!! Agora quer nos entreter com discursos! Acham que somos parvos?!Levam o pais todo e acabam connosco, prontos! Fôgooooo!!A propalada declaração de bens que fez o Gabriel e seu governito, incluiu as remodelações e as novas construções luxuosas que tem feito em tão pouco tempo??!!

  12. img
    jose mourinho de stp Responder

    cuidado com o cancro da garganta… quando se mente. Isto serve para todos, politicos e nao so.

  13. img
    Jacinto Lucas Responder

    sr Presidente, quem não tem… não pode dar.

Deixe um comentario

*