Sociedade

Tráfico de armas entre São Tomé e Príncipe e Cabo Verde

Duas armas de guerra foram apreendidas pelo serviço de segurança do aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe. Um passageiro que pretendia viajar de São Tomé para Cabo Verde, no voo da TAAG, transportava duas armas de guerra e dezenas de munições.

O cidadão são-tomense de nome Odair, tinha na bagagem duas pistolas que por lei só podem ser utilizadas pelas forças militares. Uma Makaroff(Exemplar na foto), uma Volg, e várias dezenas de munições.

Segundo o Major na Reserva Fernando Pereira, vulgo Cobó, Chefe do Serviço de Segurança do aeroporto internacional, através do sistema de RX, instalado no aeroporto internacional há cerca de 1 ano, foi possível detectar uma parte da arma na bagagem do passageiro. «Decidimos rastrear toda a sua bagagem, e nessa verificação foi detectada a parte de punho das pistolas», explicou o major Cobó.

Um caso que veio provar, a existência de uma rede de tráfico de armas entre São Tomé e Príncipe e Cabo Verde. Segundo o Chefe de Segurança do Aeroporto Internacional de São Tomé e Príncipe, as autoridades cabo-verdianas já tinham apreendido armas de guerra no aeroporto cabo-verdiano provenientes de São Tomé. «Recebemos reclamações das autoridades cabo-verdianas de que detectaram a entrada de armas dentro de uma fruta-pão e uma jaca. Escavacaram a jaca toda e introduziram a pistola e amararam a jaca com uma fita adesiva e passou, porque naquela altura não tínhamos sistemas de rastreio RX aqui em São Tomé», confirmou Fernando Pereira, vulgo Cobó.

Graças ao sistema de RX instalado há cerca de 1 ano no aeroporto internacional de São Tomé, foi possível detectar o embarque de pistolas de guerra no voo semanal de São Tomé para Cabo Verde.

A quantidade de armamento e munição que a alegada rede de tráfico terá transportado de São Tomé para Cabo Verde durante vários anos em que não havia sistema de RX no aeroporto internacional de São Tomé e Príncipe, é algo que suscita reflexão profunda.

Abel Veiga

    22 comentários

22 comentários

  1. Jorge Ferreira

    20 de Janeiro de 2011 as 2:36

    Que destino foi dado a aquele passageiro? Foi preso? Se nao e por conseguinte deixou o individuo viajar entao estamos mesmo no pais de banana…fuiiiiiiiiiiiiii

  2. Ramos Neto

    20 de Janeiro de 2011 as 7:53

    É de lamentar um país como o nosso, que haja coisas como esta no nosso aeroporto. Acredito que há coisas piores que nós desconhecemos. Esperamos que o serviço de Segurança do Aeroporto Internacional de São Tomé e Príncipe trabalhem mais neste sentido, de modo a diminuírem ou radicalizarem o tráfico de armas e não só. Continuação de um bom dia a todos.

  3. Fernando Augusto(Cocas)

    20 de Janeiro de 2011 as 8:27

    E bom mandar para a cadeia esses aventureiros que estao a deixar mal o pais com estas noticias.Deve investigar fortemente para saber de onde ou quem e o fornecedor destas armas.Acredito na nossa policia de investigaçao.
    Força.Saudades da jaca que estao a utilizar para fim das aventuras…

  4. xaroco

    20 de Janeiro de 2011 as 9:53

    Já oviram falar de kibúto no nosso aeroporto internacional?o que aconteceu é só a ponta do véu.os tapetes rolantes em lisboa com bagagem de stp são uma vergonha…..ilhas maravilhosas………….

  5. kua muntu

    20 de Janeiro de 2011 as 10:11

    Odair estas preso de certeza.
    o Kota Amandio das policias tentou sair de Portugal para sao tome com umas tantas armas foi detido ate hoje autoridade santomense nao disse nada e o kota esta ali no ka subli ka dece mo flominga tamanha .
    Sera que Cobo nao sabe isso?
    codo ca cota ni shito mas flako.

    • José Silva

      20 de Janeiro de 2011 as 18:30

      Armando Correia não Amandio.

      • aluno do Januario

        20 de Janeiro de 2011 as 23:59

        muito obrigado por corrigir Armando Correia

  6. Maria leva leva

    20 de Janeiro de 2011 as 11:23

    Não será os próprios militares a vender as referidas armas?!!!! A pessoa apreendida deve ser chicoteada até abrir a boca e explicar tudo a policia, ou será que a arma ficou e a pessoa continuou a sua viagem sem qualquer punição exemplar!!

  7. Matabala

    20 de Janeiro de 2011 as 13:24

    Era bom que mostrassem caras de pessoas apreendidas nesses factos,porque, muitas vezes são nossos amigos e é bom que saibamos com quem andamos…
    Como diz o velho proverbio “Diga-me com quem andas e dir-te-ei quem tu és”
    É mais um resultado da miséria que os sucessivos Governos deste país têm feito viver este pobre povo…

  8. Abel Castor

    20 de Janeiro de 2011 as 15:35

    Coisas inexplicaveis acontecendo em S.T.P. Ate artigos publicados sao retirados quando menos convem. Fui a procura da intrevista da Sao para ver se ela ja tinha dado explicacao a cerca das razoes obvias que a levaram a nao ter aceite o convite do governo no sentido criar e liderar a equipa que tinha como objectivo gerir a imagem do pais, para meu espanto, ja nao encontro. Porque isso acontece quando artigos muito mais antigos continuam facilmente acessiveis para consulta?

  9. Paracetamol 500mg

    20 de Janeiro de 2011 as 15:42

    Deve-se questionar a origem da arma. Se há contrabando de armas, é porque há uma fonte.
    Será que a fonte esta no arsenal bélico de stp?

  10. Edson Costa

    20 de Janeiro de 2011 as 16:26

    Este é um exemplo vivo de que o nosso paìs precisa de reforçar rapidamente o sistema de seguraça (inclusive maritma), pois no mundo de hoje aonde existe tràfico humano, tràfico de armas, drogas, todo cuidado é pouco. Espero que haja um castigo exemplar à este cidadão para que actos iguais não se repitam! Um bem haja a todos!

  11. rapaz de riboque

    20 de Janeiro de 2011 as 17:54

    bom trabalho das autoridades é de louvar mais uma vez peço para terem cuidado nos comentarios quando falam mal dos europeus como a tempo faziam porque tambem temos muitos bandidos a solta no nosso pais que seje feito justiça de forma exemplar

  12. caboverdiano

    20 de Janeiro de 2011 as 21:28

    bom serviço feito pela policia que sejem punidos severamente tanto o stomense como o caboverdiano e sinal de grupo de gangs e por falar nisso o tal subintendente que a tempo foi preso em lisboa com explusivos como vai a justiça com ele foi pouco comentado porque sera que tem um estatuto especial’? que seje punido igual aos outros

  13. aluno do Januario

    21 de Janeiro de 2011 as 0:03

    Se baterem o rapaz ate ele falar quem sabe ate quem prendeu pode ir preso…nao posso falar muito estou terra de gente …

  14. Mimi

    21 de Janeiro de 2011 as 8:45

    Conhecendo o pais onde vivo, creio que tudo isto vai dar em aguas de bacalhau. A seguranca do aeroporto fez o seu papel, e muito bem, o flagrado foi entregue as autoridades policiais (APOIADO!) mas daqui para a frente (espero estar errada) nao se fala mais nisso. O sistema nao funciona.
    Um caso destes nao teria sido so comentado na comunicacao social pelo responsavel da seguranca do aeroporto. Onde andam as outras autoridades? E quem e este cidadao a quem se refere so pelo primeiro nome?

  15. Nikols

    21 de Janeiro de 2011 as 12:11

    Isso é mais uma prova de que o país não está a conhecer crescimento.Isso de vez em quando é por causa da pobreza que obriga as pessoas fazerem coisas dessas.

  16. madalena

    21 de Janeiro de 2011 as 12:15

    Tem havido a proliferação de armas de fogo e crime. Ainda bem que temos serviços prontos para actuarem. Cedo EUA deve ajudar este arquipelago.
    Obrigado

  17. "Nós por cá e a nossa maneira"

    21 de Janeiro de 2011 as 15:51

    …..meus carissimos para quê tanto alarido numa situação perfeitamente normal e acontece todos os dias nos aeroportos internacionais….??????

    ……nós por cá por cá e a nossa maneira estamos felizes porque até que enfim temos um sistema de RX no aerorporto do país e funcionavel……………. O mal seria se o sistema não funciona-se e o referido passageiro tivesse conseguido viajar com as armas ora apreendidas.

    Vamos colaborar com as autoridades para que situações como estas não voltem a repetir-se.

  18. josé manuel

    22 de Janeiro de 2011 as 15:02

    boas tardes a todos é verdade porque tantos alaridos se é um caso isolado e que acontece todos os dias de uma forma ou de outra nos aeroportos tenho que louvar o serviço dos meus colegas policiais um abraço desde pos açores

  19. Põe Boca Não Tira

    24 de Janeiro de 2011 as 16:54

    Estas são Ifelizmente as notícias que nada ajudam a projetar a imagem do nosso país. Deve-se investigar e saber realmente quem são os potenciais fornecedores de poca vergonha. Será que não são os nossos próprios agentes??????? Fui!!!!!!

  20. Hiost Vaz

    26 de Janeiro de 2011 as 9:47

    beleza pelo menos nao se perdeu tempo a instalar o rx no aeroporto de sao tome viva sao tome mais uma vez

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo