Greve no Hospital Central Ayres de Menezes

Médicos paralisaram todas as actividades, no único hospital do país, exigindo aumento do subsidio das horas extraordinárias e melhoria das condições de trabalho. Assunto que o Téla Nón vai desenvolver dentro de instantes.

  1. img
    boca calada Responder

    até dói !!!que raio de País é este ?

  2. img
    lyetet mendes Responder

    SAO.TOME TODO PODEROSO ATE QUANDO??????

  3. img
    Gigolo Responder

    Greve com justa causa. Paguem um salário digno aos Medicos e vejam a responsabilidade que eles têm com os doentes (nós sem recusrso de meter-nos no avião para ir a outro lado tratar da saúde)

  4. img
    Santos Responder

    Tudo isso acontece pk muitos Ministros já pensam que são donos dos Ministérios, eu posso faço e mando, cumprem o que mando e mais nada. Não aceitam dialogos o que o ADI muito prometeu e as vezes um dialogo pequenos para resolver no momento fica em meses para resolver, agora para o Ministério da saúde em particular só resta o Doutor Patricio nomear outro Ministro para não ser o principio do fim de … Santos

  5. img
    Conóbia cumé izê Responder

    O primeiro acto do Primeiro Ministro Pratrice TROVOADA, foi Hospital Ayres de Menezes,não se compreender como é que o sistema sanitário esteja tão frazilizado.Os médicos, Enfermeiros e todo os outros técnicos de apoio a diagnostico sanitário do País,fazem por vezes milagres para trabalhar; os membros de governo devem reduzir as suas mordomis,para atender os sectores da Saúde e consequentemente os da Educação, enquanto setores estratégicos do Estado; comparados com outros sectores.A vida não tem preço; A formação do homem santomense é a garantia de STP ao desenvolimento do País.Até fios de sotura e outros materiais faltam no Hospital Ayres de menezes. Não se pode ter quadros que lidam com vida humana para todas combater as patologias do País na misérias. metigão aqui e ali para irem sobrevivendo. O salário digno para exgir responsabidades é fundamental. O governo não pode mater os médicos e outros quadros da saúde no segundo plano. O Marguiting político do governo na comunicação social, deve lugar e mestria e imaginação dos membros do governo.Esta é a diferença de ter pouco seber faz !!! … Governar STP em diálogo franco pode ser uma saída.Dizia alguém em STP; nesta minscula barca chicoteada pelo OCEANO; ou salvamos todos, ou afundamos todos ! ADI não são somente os seus agentes/militantes,mas,todo Povo de STP. Por isso precisamos de imaginação e distribuição justo por todos. Os males existem e devem repartidos por todos, e não somente pelas maiorias e uma minoria afurtunada.Então que espalhemos os males pelas aldeis. Torna-se necessário que o País tenha imaginações credíveis que identifiquem defacto alternativas. É adopção de plano nacional de desenvolvimento, curto,médio e longo prazos, que qualquer partido que ganhe as eleições,conforme os seus programas com o plano nacional de desenvolvimento de STP.Basta de mordomias exageradas e povo na miséria. Viva a greve dos médicos e de todos quantos lutam sobrevivencia e pelos seus direitos !!!… FUI

    • img
      Mimi Responder

      Ao “inaugurar” o seu mandato e numa de alegrar os seus eleitores, a primeira visita, o primeiro sinal público de demonstraçao de poder (e saber) pelo actual governo foi uma visita ao hospital com direito a marcaçao de faltas e tudo. Pensava-se, na altura, que gerir era isto!. Bastava fazer shows para ter sucesso na governaçao. Depois vieram as danças das cadeiras… Mais uma medida para alegrar quem queria, e demonstrar que bastava dançar para gerir a saúde. Agora esta greve é a demonstraçao da fraca capacidaade de gestao e també de negociacao. O governo nao devia (nunca) permitir que se chegasse a este ponto! Greve de médicos? Porquê? Cadê os bons gestores?…

  6. img
    Fome Munto Responder

    Não somente os médicos.Todos os técnicos do ministério de saúde e assuntos sociais deveriam entrar em greve.A verdade é que não há condiçoes para trabalhalhar com esse salário.No ex ministério de trabalho já nao se fala. É uma lástima. A pobreza é cada vez maior. Só falta aos santomenses a coragem para sairem as ruas e comessarem a gritar pedindo socorro.

  7. img
    Nando Responder

    Abaixo a injustiça salarial na Função Pública.

  8. img
    Ronny Lopes Responder

    já era sem tempo. isso já deveria ser feito a + tempo. pena são os pacientes, o sr. Patrice só sabe falar de previsão “temos previsão” o ki é + importante ela ñ faz…já deveria substituir a ministra de saúde, ela é 1 problema para a saúde…

  9. img
    eu Responder

    Uma ministra que nem sabe falar. Sempre envia o seu representante. Que vergonha

  10. img
    lyetet mendes Responder

    Desculpe mais quem é a ministra da saÚDE???

Deixe um comentario

*