Espaço Sondagem

Doravante o Téla Nón disponibiliza mais um espaço para avaliar o sentimento do público em relação ao dia a dia do país. A possibilidade de a Central Térmica que está a ser construída na Vila de Santo Amaro vir a ser gerida pela EMAE após o primeiro ano de administração Taiwanesa, é a questão que abre o espaço.

  1. img
    ABDULAY VEIGA SILVA Responder

    uma vez mais eu quero parabenizar o tela nón pela mudança e pela dinámica em busca cada vez mais opiniões dos cidadão acerca dos factos que acontecem em s.tóme e príncipe.A minha fiel opinião acerca da entrega da nova central a EMI é um grande erro, podia-se sim abrir concursos a outras empresas privadas de forma a gerenciar essa nova central, porque a EMI já é sem duvida um grande erro e se isso acontecer isso significara de certeza cometer o mesmo erro, onde é que já se viu um país em que se almeja o desenvolvimento estar a uma decada ou mas se não estou no ero com constante pproblema de energia eletrica que é sem duvida um dos factores que contribuem e muito para o progreso de qualquer país.e isso é fruto de más e crueis gerencias feitas pelos diversos dirigentes que ali passaram.eu sou da firme opinião q ate mesmo a EMAI precissa ser privatisada, e quem sabe se mudacem esse nome essa ferida cronica sarava.

  2. img
    dos santos Responder

    vamos corrigir os erros e aceitar os nossos erros…..EMAE outra vez? ja chega o que Chanana(Raul)fez.

    • img
      Xnove Responder

      Carga, claro k devemos votar em nao, pois esta empresa ja deu mostras de falencia de RH e não só..

  3. img
    jaka doxi Responder

    Agradeço ao Abel Veiga por ter concordado com a minha sugestão.
    Pelo menos assim os nossos dirigentes começam a perceber que o povo não está nada contente com o que estão a fazer ao país.
    Pode ser que a partir destas sondagens aprendam alguma coisa.
    Abraços.

  4. img
    quequa Responder

    A Emae já deu provas ao longo destas 3 décadas pós independência, que só sabe facturar. A gestão deverá ser feita por uma empresa que preste uma serviço de qualidade e que pratique uma facturação que possibilite que os pobres (99,9% da população)também consigam pagar aa factura, uma vez que quando o sol nasce, nasce para todos.

  5. img
    Alberto Nascimento Responder

    Sera temos algum ponto a favor da EMAE?

  6. img
    Bili Uê Responder

    Se não for a EMAE serão os mesmos senhores de sempre que todos os santomenses conhecemos muito bem. Já estamos fartos disto tudo.

    Bom seria colocar uma empresa privada (séria) para administrar todo o processo através de concursos e licitação.

    Várias empresas têm que tomar parte disto, desde a administração até o setor de limpezas.

    Chega de má gestão, abaixo a EMAE!

  7. img
    Teodoro Menezes Responder

    Credo!Outra veZ? O significado de mudança começa precisamente aí.Pelos resultados obtidos até então,Já não resta dúvidas que o Estado já não tem cndições para gerir devido a filosofia de que o que é de Estado é para usar abusar e destruir.Tenho certeza em 99.99% que se não assumirmos uma atitude diferente da habitual,haverá fracasso nesta gestão e não digo isto porque tenho algo contra EMAE, mas o historial ao longo do tempo nunca conveceu ninguém e não é agora.Portanto,se os governantes quiserem corrigir os erros do passado,é agora.Quem não demonstrou a sua capacidade na gestão,não se lhe deve atribuir responsabilidades a não ser que haja algum objectivo em tirar dividendo com desorganização que surgir.Os erros são cometidos mas não devem ser repetidos;quando assim acontece,teremos o País que temos durante décadas.Obrigado,tela Nón

    • img
      Moreno Responder

      Amigo teodoro gostei do teu comentario e tu como homem de santo amaro falaste muito bem , um abraco

  8. img
    abreu Responder

    EMAE!!?? NAO NAO NAO

    nem pensar.

  9. img
    Mario Pinto Responder

    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?
    Credo!Credo!Credo!Credo!Outra veZ?

    Passo a seguir: Privatizar reabilitar toda rede e desmantelar o roubo de enegia porque se nao estamos a apanhar a agua com cesto.

    Fui

  10. img
    Queixada Responder

    Meus senhores por amor de Deus, entregar o ouro aos bandidos. Os altos dirigentes da EMAE só sabem …….pobre para enriquecerem.

    Por amor de Deus NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  11. img
    TAVARES MELO Responder

    MINHA GENTE NAO COMETA ERRO EM ENTREGAR O CENTRAL NAS MAOS DOS SENHORES COMEDORES ASSIM SERA O FIM DA CENTRAL NEM QUE SAISSEMOS A RUA NAO…,OLHA SO PARA O DITO AEROPORTO INTERNACIONAL ISSO E UMA VERGONHA PARA OS S.TOMENSES.

    • img
      Manuel Jorge Responder

      Isso é um pedido especial meu, por favor, não chamem isso aeroporto internacional, melhor fosse AERODROMO INTERNACIONAL, por simples razão: Damos volta ao mundo e jamais encontraremos um aeroporto internacional igual a esse. Si eu pudesse mandava arrancar a palavra internacional e deixava apenas aeroporto de São Tomé.

  12. img
    Antonio Responder

    A EMAE já deu provas de que é incopetente, é uma empresa que só esta para enrequecer os coruptos. E se a nova central vai ser entregue a EMAE certamente é para que os nossos dirigentes continuem a nao pagarem energia.

  13. img
    Jacinto Responder

    Simplesmente NÃO!!!!!!! Para não continuarmos a ter os problemas energéticos que sempre tivemos.

    Por favor NÃO!!!!! Basta a má gestão e irresponsabilidade.

  14. img
    Manuel Jorge Responder

    Antes de tudo, gostaria de felicitar ao téla nón na pessoa do Sr. Abel Veiga, por excelente trabalho que tem feito para o desenvolvimento do “informar” em são tomé e principe, primeiro com o espaço comentario e agora com o espaço sondagem. Exitos.
    Em Segundo lugar gostaria que os resultados dessas sondagens fossem divulgadas não só no jornal téla nón como tambem nos outros orgãos de comunicação como a tvs, rnstp, rtp-africa, etc.

  15. img
    jose soares de barros Responder

    Boa tarde se me permitam este espaço vem contribuir para clarificação de muitas situações caricatas que tem estado acontecer no nosso querido país.
    Com relação a central termica de S.Amaro sou da opinião que continue a ser gerida pela EMAE, mas com pessoa credível que possa prestar conta da sua administração a quem de direito nós queramos ou não queramos,esta é uma empresa estratégica,o Estado não deve abdicar da sua gestão.
    S.Tomé e Principe não existe empresários nacionais com capacidade financeira nem de gestão para administração de uma empresa com esta dimensão e com vários problemas associada a ela.
    Como também não se deve abdicar da administração do aeroporto,porto educação,saúde, comércio, etc,no país não existe uma cultura empresarial, mas sim alguns mero curiosos.

    • img
      jaka doxi Responder

      O senhor José Soares de Barros deve ser um dos que vive a custa das aldrabices dos nossos dirigentes.
      O senhor acha que o estado Santomense é uma pessoa de bem para gerir a EMAE?Um estado que não consegue garantir agua potavel a população e a um hospital é um estado falido que deve ser reformado.
      Já temo 35 anos e o país continua a ser mal gerido.
      Entregar a nova central a EMAE e entregar o ouro ao bandido.
      A minha proposta é que o Taiwan deve gerir a nova central por muitos anos.
      Pelo menos assim o ZÉ POVINHO nunca vai ficar as escuras e depender dos “malfeitores” do nosso país.
      Abraços.

      • img
        esperanca Responder

        querido amigo jaca doxi,estou de acordo que a nova central electrica nao devia ser entregue a EMAE,mas este projecto pertence a EMAE e depois de terminar o contrato os Taiwaneses terao de entrega-lo a EMAE que sera mais umae vez a nosssa dsesgraca.Esse grupo que esta trabalhando nesse campo pertence a uma empresa privada de Taiwan entretanto nao pertence ao governo Taiwanes,entao no meu ver,se eles continuarem aqui a EMAE tera que custiar tudo.Sera que a EMAE esta em condicoes de pagar?O que tenho a dizer aos senhores cabeceiros da EMAE,assim como o amigo Teodoro disse:os erros sao cometidos mas nao repetidos.Gaste dinheiro para uma boa causa e nao em coisas alheias.Investe em Taiwaneses Ja que sao mais copetentes do que voces.So espero que tenham o bom senso e que pensem no povo e nao nos seus bolsos.Estamos cansados da escuridao e da vossa ma gestao.

        Trabalhem com amor e mostrem o vosso talento, voces foram chamados para fazer crescer o STP e nao para destrui-lo.

  16. img
    Paracetamol 500mg Responder

    Entregar a gestão a EMAE, não, porque esta, já nos mostrou a sua capacidade ineficaz. Acho que se deve instituir uma Entidade publica de gestão privada, mas com recrutamento de indivíduos que não tenha ligações\relações laborais com a anterior gestão da EMAE.Gostaria que fosse uma empresa nova com caras novas, sem os velhos rostos da EMAE.
    O problema da EMAE, é só um, tirar quem não presta. temos que começar a demitir pessoas que n têm capacidade. Abraços

  17. img
    tangareles Responder

    COM O CORONER NÃO SEI NÃO… PREFIRO QUE A O GOVERNO TENHA CORAGEM DE COLOCAR GESTORES POR RESULTADOS E NÃO POR “BOY IN JOB”…A PARTIDARIZAÇÃO DO PAÍS A CADA DIA NOS DEIXA A BAIXO DO LIMIAR DA POBREZA….. VIVA A JUSTIÇA SOCIAL, VIVA A ENERGIA ELÉCTRICA PARA TODOS… O PAÍS GANHARÁ COM MAIS 8 Mw E NÃO COM CADUCOS CORRUPTOS GOVERNANTES..

  18. img
    A. da Silva Responder

    Não só S. Amaro, como a própria gestao da EMAE deveria ser privatizada há muito.

    esta seria a chave para proporcionar melhor bem estar social aos cidadaos e tornar o país mais produtivo.

    PS:
    Acho que o telanón deveria, dentre outros temas, conhecer a opinião pública sobre a mais valia de Uma Associação de Defesa dos Consumidores.

  19. img
    Edgar Faustino Responder

    Caro Senhor Teodoro Menezes com estas linhas quero expressar-lhe o meu mais profundo agradecimento pelo que defende aí para Santo Amaro.Foi nessa localidade onde cresci e estudei as primeiras letras na velha escola que ficava perto da entrada da roça Bela Vista. Quiz o destino que tive de deixar esse recanto de onde tenho tantas recordações para ter que ir para a cidade deixando meu tio avô Matias da Desejada, e outros familiares onde, minha avó me levava tantas vezes e onde tanta coisa aprendi.
    Depois foi o deixar S.Tomé e nunca mais lá voltar.Defenda esse rincão e eu ficar-lhe-ei eternamente agradecido.Um forte abraço Edgar.

  20. img
    quequa Responder

    jose soares de barros, você esta louco, emae outras vez para gerir oquê ?

  21. img
    Chinha Responder

    Nao se podem entregar, um bem preciosissimo, para as maos nao habilitada para tal.

    Sera uma catastrofe na dine faeee…, nadifa

  22. img
    Dr.Joaquim Costa Responder

    Bom dia a toda gente!
    Estive em S.Tome a ultima vez em 1997. Mas tenho telefonado para familiares e amigos toda semana. Os problemas que vi la ainda continuam a ter vida, como por exemplo o problema de energia electrica. Desculpa-me mais e vergonhoso. Estamos no seculo 21. Eu penso que ja e tempo de vestir a EMAE um vestido preto (luto) e ao governo uma nota negativa pelo trabalho. O melhor sera atraves de um concurso. A concurencia entre uma “nova” empresa de energia e EMAE trara resultados positivos para o pais.

  23. img
    Jose Duarte Responder

    Senhores Santomenses.
    O Problema de electricidade do pais deve ser analisado com muita cautela e com muita profundidade. O problema nao e somente de gestao, nem e puramente a falta de producao. Ha anos houve gestao Francesa e o que melhorou? Nada! Depois o entao ministro de Recursos Naturais empossou um grupo de gestores emcabecado pelo engenheiro especializado em frigorificos industriais (meu chara Ze Barbosa),como salarios chorudos, o que melhorou?
    EMAE deve ser uma empresa estrategica do Estado, assim como a Enco devia ser, a Enaport, a Enasa. Estas empresas devem garantir o poder ao poder do estado. No entanto estao a ser privatizadas sem uma estrategia clara do estado, como foram a fabrica de confeccao “Agua-grande”, Ceramica de Bobo-Forro e por ai em diante. Falta uma visao e uma nova filosofia estrategia do estado.
    O estado, e nao o partido no poder, deve ter uma intervencao profunda nessas empresas de forma a criar regras proprias e adequadas de gestao participativa e moderna com punicao severa para os infractores.

  24. img
    a Responder

    Ah ah ah ah, EMAE………….Brincadeira, como dizem os Brasileiros.

  25. img
    pai grande Responder

    isso é um grande erro.
    ja chega de corrupçao em santola.
    uma central termica gerida pela EMAI devem estar todos sem cabeça.
    a EMAI ja deu muitas provas que nao tem competência para poder gerir.
    logo seria mais erro e perda e dinheiro.
    cheiga de roubo.
    a EMAI( governo ) devia sentir vergonha da tremenda gestao que anda a fazer.
    pois cada dia que passa isto vai torna-se cada vez mais podre do que ja esta.
    NAO.DEIXE OS OUTROS TENTAREM FAZER ALGO JA QUE VCS NAO O FIZERAM.
    Creio que têm outras empresas com competencia para poder gerir esta central.

  26. img
    Klincata sa ca tete Responder

    O maior Patrimonio de um povo é a sua soberania. Ser livre e gozar a liberdade não é coisa vã.
    Digo isto porque, parece um pouco a imagem de que nós não podemos com o Sao Tomé e Principe. É muito falso. A central hidroelectrica de Contador, Guegue, e outras do tempo colonial funcionaram com os nossos tecnicos.
    Não foi preciso, adiar a independencia por não sabermos manejar os motores e as turbinas.
    Hoje o país está nun estado de dormencia, mas muito cuidado em querer passar a imagem de que nada sabemos fazer.
    è preciso um plano de formação, porque as tecnologias de ponta são usadas e se não houver acompanhamento, chapéu.
    Por isso e por outras razões o meu aplauso para a acordo celebrado entra a Fundação Paulista de Tecnologia e Educação com a Fundação Aurélio MArtins.
    Os nossos tecnicos estão desmotivados, salarios baixos, PCCS, desajustados.
    Com uma formação intensiva, pode sim senhor a Central ser gerida pela EMAE. temos bons quadros no país, temos.

  27. img
    Arlindo Pereira Responder

    Considero que esta questão deve ser analizada na Assembleia Nacional. A decisão deve ser no sentido de privatização, ou seja o Estado deve vender ao privado mais do que 55% da Central. Seguindo o exemplo do BISTP/CST. Por outro lado, esta minha opinião é abrangente ao Barco Principe, e alguns sectores das empresas publicas.
    Com urgencia.

  28. img
    calima Responder

    Não, Não,Não, Não, Não, Não,Não, Não,Não, Não,Não, Não, Não, Não,Não, Não

  29. img
    Fala verdade Responder

    Dr. Joaquim da Costa e meu querido professor gostei da tua opinião.E já agora porquê não vens a S.tomé dar a tua contribuição? sei que estas em Karicov ( Ucrania ) até Consul de S.Tomé querias ser. O País precisa de homem como tu.
    Bem Haja

  30. img
    PATRICIO E FODIDO Responder

    Pensando bem oderiam da isso a EMAE sim uma vez que eles pelo meu conhecimento nunca tiveram uma central nova,as ki nos erdamos dos “TUGAS” apos 1975 recebeu manutencao a nossa maneira e duraram cerca de 35anos, e foram os funcionarios da EMAE ki garrantiram estas maquinas ate hoje, se os santomenses sao honesto deveriam entregar a EMAE gestao sim

  31. img
    meymadra Responder

    creio que o problema nao esta na EMAE, penso que sim deve estar sob a sua tutela, mas o que se deve fazer é reestruturar o funcionamento da instituição, começando pela mudança dos actuais dirigentes e a filosofia do trabalho, buscando outras formas de energia, mas amiga do ambiente e que seja menos dependente da ENCO, pois na ENCO esta o fracasso da EMAE.

  32. img
    cosme leitao Responder

    a empreza de ser girido por uma empreza Aestrangeira na esperencia que tenho nesta area,e que ja trabalhei nesta empreza por muito anos, e agora encontro-me em portugal e trabalha na mesma area e estou formar em formaçao proficional bem relevante ,e nao concordo -aminha avaliaçao-0 0

  33. img
    J.Oliveira Responder

    É que o problema de energia, do meu ponto de vista, não está na empresa que vai gerir. Está sim nas orientações do Estado, do Governo.

    Quando houver um governo capaz e interessado na solução do problema energético para um pequeno país de 160 000 habitantes, o problema será resolvido. Enquanto esse governo não surge teremos sempre o mesmo problema, seja que empresa gerir.

    A ideia que se está deixando passar é que a Central de Santo Amaro, tal como hoje está concebido com uma capacidade instalada de 8,5 MGw é uma solução.

    Mentira!

    Essa Central com capacidade instalada de 8,5 MGW só irá produzir cerca de 4 ou 5 MGW no máximo, sem contar com a obrigatoriedade de manutenção, reparação e repouso. E enquanto essas actividades estiverem em acção, do que eu saiba os equipamentos não produzem.

    E nenhuma máquina vai produzir a 100%.

    O país precisa de um mínimo de cerca de 30MGW, como capacidade de consumo! Imaginem só.

    Isso quer dizer que se a Central de Santo Amaro não vier a triplicar ou mesmo quintuplicar a sua capacidade instalada, dificilmente teremos o problema energético resolvido.

    Abramos

    • img
      Faustão Responder

      Muito bem meu caro. A EMAE ao fim de contas é de quem? Quem tutela a EMAE? Ela é privada? Dizer que o problema de fornecimento de electricidade, é um problema da EMAE, foi sempre uma saída dos governantes para resolverem os seus problemas, e são os trabalhadores que são OS MAUS DA FITA, dizem que são incompetentes e mais coisas. Quem vem nomeando os Administradores e Directores pra EMAE? Os favores que a EMAE tem feito. A EMAE passou a ser passagem de modelo para os dirigentes. Todos os anos é nomeado um novo director. Então onde está o problema?
      Dar exemplos de “BENS SUCEDIDOS COMO ENCO/CST/BISTP” meus caros, nada disso. Fazendo as contas o pais tem ganhando por ter privatizado esses sectores? Pois esse é que é o problema. No fundo acredito que não. Os nossos responsáveis não fazem as contas, não… sabem bem o que passa, ñ querem é divulgar. Se existe corrupção, não é entregar de mão beijada as empresas, é que é a solução. STP ganharia muito mais se lutasse contra corrupção.
      Privatizar como se tem vindo a fazer vai permitir ainda pior, aumenta a corrupção, a electrificação vai ser letra morta, etc..
      Vocês ja pensaram porquê que em determinados paises, a energia não foi privatizada? Pois, informem. Sei que existe essa ganância de privatização. Assim estarão os nossos politicos por detraz e com protecção de empresas estrangeiras e nada mais, a ganharem muito mais sem fazer nada. Ou estão com os olhos tapados.
      Estou de acordo que se deveria fazer um outro tipo de gestão dessa central, entregar à EMAE, NÃO e NÃO, entregar 14,5 milhões a uns gatos pintados também ñ.

    • img
      Arlindo Borja Responder

      Quem tutela a EMAE? todos nós sabemos é o governo, estou de acordo com a opinião do J.Oliveira. Devemos sim é apostar nas energias renovaveis, energias LIMPA, temos todas as condições de apostar na produção desse tipo de energia, meus carros, sabem como são produzidos as energias nos país desenvolvidos? claro, eles produzem energia nuclear!!!!! entendem, enegeria de baixo custo…nós temos Agua, vento e o sol…nisso sim devemos apostar e não em uma central de porcaria que vai demorar 5 anos, e devemos mudar as peças dos motores, claro, pedir novamente aos parceiros ajuda no sentido de fornecer peças…verganha para o país. sejamos inteligente, investir seguros e não na coisa barato…veja a central de hidroelectrica de Neves, quantos anos de vida, mais de 40 anos….meus senhores os socessivos governos sempre tiveram proveito da EMAE, apanharam combustivel gratis, energia gratis, roubam dinheiro, inventam viagens, população que rouba energia…são muitos males para a empresa, como é possivel ter uma empresa rental com essa situação, todos somos culpados….

      fui

  34. img
    Octavio da Mata Responder

    penso q devemos reflectir com cabeça fria, uma coisa é a instituição e outra é uma ou outra pessoa q por ma fé gere mal a empresa pública originanda q a mesma entra em flalência, esta atictude ou comportamente não tira o dereito da empresa do estado q é a EMAE gerir a central é preciso sim q as instituições fiscalizadoras do estado funcionem, porque se não qualquer dia o presidente também não poderá será ser Santomense porque o pais é q esta a ser mal governado.
    esta é a minha modesta contribuição

  35. img
    Helves Santola Responder

    Claro que a EMAE ñ pode ficar a frente da nova central. É preciso arrenjar formas de se acabar com os problemas energéticos do país, coisa que a EMAE deu provas de ñ conseguir fazer…..!

  36. img
    Miguel Angelo Correia Vaz da Conceição Responder

    lol, acho que essa questão nem poderei vir em pauta; oq a EMAE tem feito para o melhoramento do nosso sistema enegético , a resposta é nada , então porque dar outra central para gerir,é obvio que eles destruirão;
    Politicas de reforma tem que ser feita nessa EMAE, não vale a pena perder mais tempo com essa empresa, estou vendo que é uma perca de tempo; é bom que se construa essa nova central o mais rápido possivel para que o povo sinta a diferença, em particular os mais precisados que são os dõentes e os mizeraveis que não sabem oq é sinonimo de energia.

  37. img
    AmigoSTP Responder

    ok mt lindo,ok tambem sabemos que a EMAE tem lá grandes bandido á onde que para o papel do Governo?

  38. img
    justino graça Responder

    sem comentários … se é que realmente temos um governo e que quer fazer algo para ser diferente , mesmo reconhecendo que não é o melhor de todos os outros que passaram por este pequeno país, aí está a oportunidade de mostrar que “EMAE” já passou da história já FOI UMA PEDRA NOS SAPATOS DOS SÃO-TOMENSES, já foi chao que deu uvas ; não precisa de votos de confiança da população martirizada durante 30 anos de distracção, roubalheira , atraso, má fé, só tem contribuindo paulatinamente para aniquilar esse povo sofredor… por isso faço apelo a quem de direito de não enveredar por aqueles que sempre quiseram nos ver nas trevas … por favor não entregue outra vez o ouro ao bandido “…militante que não presta estraga a vida do povo ” aonde está o lucro obtido do roubo que fizeram a população ao longo desses 30 anos ?… mesmo sem luz os contadores da “EMAE”nuca parava de contar, sempre facturava ,sempre…

Deixe um comentario

*