Anúncios

Anúncio do Projecto de Adaptação à Mudanças Climáticas para as Zonas Costeiras

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS E  RECURSOS NATURAIS

Projecto de Adaptação à Mudanças Climáticas para as Zonas Costeiras

TERMOS DO CONCURSO

 

No âmbito do Projecto de Adaptação as Mudanças Climáticas para as Zonas Costeiras (PAMCZC) o Governo da República Democrática de São Tomé e Príncipe pretende contratar um consultor nacional no domínio Gestão do Espaço Costeiro.

  1. Perfil: Ter formação de nível superior (universitário). Ter experiência comprovada e relevante na matéria em causa (pelo menos 10 anos de experiência no domínio de Política de Planificação espacial e ordenamento do território).
  2. Conhecimento de línguas: português e ter um bom domínio das línguas nacionais.
  3. Documentação exigida: curriculum vitae, registo criminal, fotocópia de diplomas e outros certificados, bem como referências concernentes a execução de contratos análogos.
  4.  O Ministério das Obras Públicas e Recursos Naturais através da Direcção-geral do Ambiente, reserva-se o direito de solicitar cartas de recomendação sobre os candidatos elegíveis de pelo menos duas instituições ou personalidades reconhecidas.
  5. Prazo de entrega de candidaturas: até ao dia 05 de Janeiro de 2015 nas instalações do projecto.
  6. Termos de referência detalhados: poderão ser obtidos junto a Unidade de Coordenação do Projecto sita no Edifício de Pereira Duarte – Rua Soldado Paulo Ferreira, 460 H, 1º piso – PAMCZC. Contacto através tel. (00239) 222 79 36; e-mail: climatechangep@yahoo.com.br

VEJA NA ÍNTEGRA O CONTEÚDO DA CÓPIA DO ANÚNCIO – Termos concurso

 

    3 comentários

3 comentários

  1. egberto pinto

    23 de Dezembro de 2014 as 9:27

    Voces acham que ter experencia de 10 e 5 anos de experiencia que vai fazer Africa desenvolver ou e uma maneira de nao deixar novos quadros sem lugar para trabalhar.
    Vendo esses tipos de anuncios me fazem ficar sem vontade de viver em Africa.
    Fala-se de continente jovem e a crescer, mas como vamos crescer se nos mesmos nao queremos dar oportunidade a nos mesmos e nos os jovens do pais.

  2. madalena

    24 de Dezembro de 2014 as 12:18

    Só o senhor diretor geral/ coordenador pode fazer essa consultoria. Ele tem mais de 20 anos como diretor geral e coordenador de vários projetos ao mesmo tempo.

  3. Nitócris Silva

    4 de Janeiro de 2015 as 17:32

    Bom dia Povo,

    Porquê perder tempo a publicar o anuncio de uma vaga que já tem dono? Será para dar trabalho ao departamento de recursos humanos do estado?
    Infelizmente estas barbaridades intelectuais continuam a acontecer, por não existir uma justiça com tensão, nem uma comissão reguladora com mamas para chupar leite dessas consultadorias fantasmas que mamam milhões do povo.
    Podemos dizer que, muda-se a música(político) e a porcaria é a mesma, porque ninguém no final do mandato vai verificar se de facto o serviço foi prestado, e qual o seu benefício para a sociedade.
    Dentro de seis meses pedirei ao amigo do ADI que ganhar o concurso quanto faturou pelo serviço prestado ao país, bem como quando vai ser aplicado o seu parecer/projeto.

    Até quando São Tomé?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo