Política

Próxima cimeira da CGG vai avaliar o desempenho de Miguel Trovoada

A data para a realização da próxima cimeira dos chefes de estado dos países membros da Comissão do Golfo da Guiné (CGG) deverá ser marcada, logo após a conclusão do processo eleitoral em Angola, país que acolhe e preside actualmente a presidência rotativa a organização regional. Continuidade de Miguel Trovoada como Secretário Executivo depende do aval de Pinto da Costa.

Segundo fonte diplomática, ligada a organização, a próxima cimeira vai discutir aspectos relevantes que visam o relançamento da organização, à luz dos acontecimentos que marcam a actualidade político-diplomática africana e em particular no contexto do golfo da guiné e das suas significativas potencialidades económicas e geoestratégicas.

Por outro lado, sabe-se que estará igualmente em cima da mesa a recondução ou não do ex-Presidente são-tomense, Miguel dos Anjos Trovoada, na sua qualidade de Secretario-executivo, e a contribuição financeira dos países membros no funcionamento da CGG, uma vez que Angola tem assumido uma parte considerável da fatia orçamental.

Para a recondução de Miguel Trovoada, pesa a opinião do actual inquilino do Palácio cor de rosa, Manuel Pinto da Costa, de quem foi primeiro-ministro de 1975 a 1979, durante o regime monolítico de São Tomé e Príncipe.

Embora com o desaparecimento físico do então presidente gabonês, Omar Bongo, seu “protector político” durante largas décadas, indica a mesma fonte, tudo aponta que o Gabão irá apostar na recondução de Trovoada.

Mas, por outro lado, Miguel Trovoada tem dois aspectos que podem de alguma forma atrapalhar a sua ficha de desempenho em Luanda. Há especulações de que o seu relacionamento não é o melhor com alguns dos altos funcionários que, com ele, partilham o dia-a-dia nos gabinetes da CGG. Associa-se a este facto, o surgimento de um eventual abaixo-assinado de 12 ex-funcionários da organização, quadros angolanos, dispensados no término do mandato do seu antecessor, Carlos Gomes (Ito), e que aguardam impacientemente pelas suas respectivas indemnizações até a presente data.

Já em 2008, houve uma decisão do Conselho de Ministros da CGG que deliberou sobre o pagamento das referidas indemnizações, e segundo a nossa fonte, existe disponibilidade orçamental para atender a este compromisso.

Téla Nón

    19 comentários

19 comentários

  1. luisó

    28 de Junho de 2012 as 19:00

    Desempenho de quê?

    • Deus é Poderoso.

      30 de Junho de 2012 as 19:39

      Este Srº Miguel Trovoado está claro que não teve e nem tem qualquer capacidade para girir esta Instituição apenas quero ter o emprego e manipular o Seu filho Patrice Trovoada ao interece da sua família , e ja basta tanto mal que fez o povo Santomense quando foi presidente da República , por isso o Srº Drº Manuel Pinto da Costa deve obster-se da sua nomeação,evitando ódeo da presão que lhe tinha posto na era da ditadura. Cabe aos funcionários despididos efectuar uma recolha de assinaturas impedindo asua reeleção e manda-lo para casa descansar e gozar um pouco da sua reforma e dar lugar ao mais novo este Sr M. Trovoada apresenta o cansaso nunca teve interece pelo desenvolvimento da vida humana pela sua arrogância autoritarista e sempre defendeu a ideologia da Pena de morte uma das sua devirgência com o Srº Drº Manuel Pinto que muita energia para dar melhores condições de vida a este povo santomense masacrado com fome e minséria pela família Trovoada.
      Basta mandato do Srº Trovoada.

  2. MASSA CRITICA

    28 de Junho de 2012 as 20:53

    Esta é a prova evidente em como se deve bem governar,quando assim não se faz, ninguém nos vai querer em parte alguma

  3. Ôssôbô

    28 de Junho de 2012 as 22:18

    Este homem ainda existe?
    n’cundá mancè molê za!!
    !!!!!
    Fui!!!!

  4. jamaicano

    28 de Junho de 2012 as 23:36

    Trovoada está velho e com ar cansado.
    Pinto também!!!!

  5. bbb

    29 de Junho de 2012 as 8:35

    Pinto da Costa é o momento para o camarada mandar o homem regressar a casa. A família Trovoada não gosta de si. Isto eles não escondem. O MT teria dito numa certa ocasião queenquanto ele estivesse vivo, o Pinto da Costa nunca seria eleito presidente de S. Tomé. Mas como S. Tomé é grande e poderoso, hoje Pinto da Costa é presidente dos Santomenses e de toda a família Trovoada. Sua Excelência por favor não perdoe o homem. Dê troco necessário ao homem. Camarada presidente Pinto da Costa deve ainda recordar concerteza, de uma entrevista que o Sr. MT deu no ano passado em que ele insinuou que o camarada não gosta de trabalhar. Por isso despacha o homem para que ele possa regressar a S. Tomé e assentar-se no Quiolombo. O camarada mas do que ninguém está a viver na pele a forma como o filho do Miguel(Patrice Trovoada) tem relacionado consigo. Eu sei que o camarada não é rancoroso como a família Trovoada mas deste vez por amôr de Deus, não lhes perdoe. No nosso dialecto diz-se: “Piam só cá tchila piam”.

  6. Óscar Medeiros

    29 de Junho de 2012 as 13:37

    Eu sou da opinião de que O Miguel Trovoada,dado o seu desempenho,deve continuar para mais mandatos em benefício de S.Tomé e Príncipe.

    • santomense em angola

      4 de Julho de 2012 as 22:55

      Com muito respeito Sr. Óscar é uma pessoa de mente aberta, deixa-la de isso, Miguel Trovoado tem muitos problemas de gestão e principalmente de recursos humanos, somente por ter sido presidente de STP, ele pode tudo e outros não, e dá direito de maltratar a outros e sabendo que STP não contribui CGG, sou residente em Angola.
      Maior erro que cometemos foi ter ele como nosso presidente. Espero que Presidente Manuel Pinto Da costa, nem pensa em apoiar sua continuidade, desculpa- lá é uma vergonha, até está a manchar STP.

  7. sulila miranda

    29 de Junho de 2012 as 17:38

    É verdade que eles não escondem o facto de não suportarem Pinto da Costa, mas não é por isso é que Pinto vai votar contra a recondução do sr.
    Não conheço o desempenho do sr, mas
    não partilho a ideia de olho por olho…, o sr só deve lá continuar, se efectivamente trabalhou bem e for reconhecido pelos demais chefes de estado. Não depende somente de Pinto da Costa. E há um outro facto, se ele for reconduzido, todos nós devemos nos sentir regozijados, por ser um filho da terra a ocupar este posto, um santomense! Vamos por de lado, rancor e pensar São Tomé e Príncipe!

    • Lódoma

      30 de Junho de 2012 as 8:17

      Concordo plenamente com o que bbb diz, e não com o que sulia miranda diz, Miguel sempre criou problema a Pinto, e como sempre maldisse.
      Tenho a certeza absoluta que se fosse o Miguel que tem essa oportunidade agora ele dava Pinto fogo com lenha de muandi.
      Miguel Trovoada é malvado da natureza.
      sulia miranda sabe contar a Historia do censo?…
      C

  8. Argenezio Antonio Vaz

    29 de Junho de 2012 as 19:00

    O Miguel é verdadeiramente um homem de Estado, deve continuar.

  9. Barão de Água-Izé

    29 de Junho de 2012 as 21:38

    O Sr. Pai Trovoada devia dar bons conselhos ao seu filho.

  10. VANDLEI

    30 de Junho de 2012 as 10:55

    também sou da opinião de que O Miguel Trovoada,dado o seu desempenho,deve continuar para mais mandatos em benefício de S.Tomé e Príncipe e não śo…!

  11. Matabala

    30 de Junho de 2012 as 15:36

    Kêi Sum Miguêee Homem ôôô…

  12. Anca

    30 de Junho de 2012 as 18:02

    Quem nos dera ter mais cidadãos nacionais a dirigir ou fazer parte de instituições internacionais, como isso é bom para a credibilidade do país(território/população).
    `
    Deve constituir motivo de orgulho, e motivação para os cidadãos SãoTomenses.

    Dividir para reinar, só nos atrasa e isola, ainda mais como país(território/população).

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  13. Santosku

    2 de Julho de 2012 as 14:35

    Que de facto em Angola ele MT tem má relação de trabalho com os angolanos, é verdade. Creio que a sua recondução pode vir em prejuízo de STP e assim prefiro que ele vá mesmo para casa.

  14. maria chora muito

    2 de Julho de 2012 as 16:55

    Nós as Marias vamos assinar um abaixo assinado para que o nosso primo Miguel regresse mais rapidamente a casa. Pinto da Costa, por favor manda o Miguel para casa. BASTA.

  15. Augerio Amado Vaz

    3 de Julho de 2012 as 4:44

    Enquanto Santomense, gostaria que Sua Excelència Senhor Miguel Trovada, continuasse nas suas funções, pois, não há duvidas que o homem é um grande diplomata.

    • santomense em angola

      4 de Julho de 2012 as 23:05

      Já estava a torna fã teu, mas com esse comentário põe em cause a tua personalidade.
      Porque que acha Miguel Trovoada é um bom diplomata?
      Sabes quem é seu secretário em angola?
      Espero a sua resposta.
      “Politica é a arte de mentir “

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo