Anúncios

ATENÇÃO ELEITOR NA DIÁSPORA

A Comissão Eleitoral Nacional informa aos eleitores em Angola, Gabão, Guiné Equatorial e Portugal que os cadernos eleitorais já se encontram expostos até o dia 8 de Junho nas respectivas circunscrições para efeitos de consultas e reclamações.

COMUNICADO

A Comissão Eleitoral Nacional informa aos eleitores em Angola, Gabão, Guiné Equatorial e Portugal que os cadernos eleitorais já se encontram expostos até o dia 8 de Junho nas respectivas circunscrições para efeitos de consultas e reclamações.

A CEN apela para que todos os cidadãos possuidores do Cartão Eleitoral consultem os cadernos para confirmar as suas inscrições.

A Comissão Eleitoral, informa por outro lado, que não assumirá as consequências que poderão advir da não consulta dos Cadernos Eleitorais expostos.

A CEN apela para a boa compreensão e colaboração de todos.

São Tomé 03 de Junho de 2011

Assessor de Imprensa da CEN

João Ramos

    12 comentários

12 comentários

  1. QUEM TRABALHA

    3 de Junho de 2011 as 18:58

    Tudo bem chegaram os cadernos. E o dinheiro das pessoas que trabalharam?

  2. Francisca de Maria

    4 de Junho de 2011 as 8:15

    Em 36 anos de Independencia, os São tomenses em Cabo Verde não votam. Triste agonia, contou o jovem tcheca.
    Não representação consular embora prometido para março de 2011, pelo premier Ministre Trovoada.
    Vamos ver se o novo presidente coloque um Consul em Cabo Verde. Um tempo Novo.

  3. GOMES GOMES

    4 de Junho de 2011 as 9:33

    E CABO VERDE ?

  4. Carla Semedo Correia delgado Nunes

    4 de Junho de 2011 as 14:54

    A Diaspora é apenas Angola, Portugal Gabão E Guine Equatorial.
    Uma pouca vergonha.
    Inglaterra?
    Cabo Verde?

  5. Petroleo Bruto

    4 de Junho de 2011 as 14:56

    Embaixada em Cabo Verde ja era, senhor Premier para março de 2011.
    Mais palha que propria uva

  6. Santos de Agua Telha

    4 de Junho de 2011 as 14:57

    Meu Deus, eu vou votar na juventude, esta não tem culpa de nada.

  7. sir jane

    4 de Junho de 2011 as 20:08

    Não sei que marca de recenseamento eleitoral é esse so em Portugal num universo de 23000 cidadãos eleitores foi recenseado perto de 2 mil isso ainda vai feder. E não tem desculpas quanto vão fazer recenseamento sem avisar as pessoas e no dia de trabalho muita falta de organização.

  8. Sanmedeçuê

    5 de Junho de 2011 as 18:18

    Caros Compatriotas:

    Desta feita o recenseamento eleitoral em Portugal e principalmente em Angola foi uma pouca vergonha. Nem 20 % (Vinte por cento) da comunidade na diáspora recensearam. Tudo por falta de comunicação e informação nos bairros, televisão e orgãos de comunicação local. É pena….!

    Fui chorando!

  9. Ovumabissu

    6 de Junho de 2011 as 10:33

    Um fiasco!

    Disseram que não tinham fundos para o recenseamento. Depois lá arranjaram 35.000 e mesmo assim não pagaram aos recenseadores.

    Em Portugal foram recenseados menos de 3 mil pessoas… as do Alentejo e do Algarve foram esquecidas.

  10. madalena

    6 de Junho de 2011 as 11:07

    Todos podem ir votar no dia 17, inscrito ou não!
    A desgraça chegou a porta.
    Votar é um direito.
    Eu voto.
    com cartão ou não, sou saotomense de gema e clara.

  11. de angola

    8 de Junho de 2011 as 13:46

    nao foi atendido (nao fiz cartao eleitoral) mesmo que mostrei a carta de condu~çao e cartao estrangeiro

    • Jangada Submarina

      10 de Junho de 2011 as 23:16

      Foi uma falta de organização total o recenceamento em Portugal.
      Nem vale a pena enumerar os vários problemas porque foram tantos que era capaz de ficar aqui a noite toda!
      Ineficácia extrema.
      Só valeu mesmo pela iniciativa se ter tornado realidade.
      É preciso é que se tire ensinamentos para o futuro.
      Fui!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo