FMI desbloqueou 570 mil dólares referente a segunda tranche do acordo financeiro de cerca de 4 milhões de dólares a favor de São Tomé e Príncipe

Publicado em 02 Mar 2010
Comentários; fechado

dolares.jpgO acordo financeiro assinado entre São Tomé e Príncipe e o FMI, para sustentar o programa de luta contra a pobreza e crescimento económico, tem duração de três anos. Começou a ser implementado em Fevereiro de 2009 e termina em Dezembro de 2011. No total são cerca de 4 milhões de dólares, que segundo Américo Ramos serão desbloqueados em 7 parcelas. Esta semana o FMI anunciou o desbloquemento da segunda tranche no valor de 570 mil dólares.

Para beneficiar das tranches do bolo financeiro de cerca de 4 milhões de dólares, São Tomé e Príncipe tem que dar provas de boa gestão macro-económica. Segundo Américo director do Tesouro do Ministério do Plano e Finanças, as tranches são desbloqueadas após a avaliação pelo FMI da execução das medidas de controlo fiscal, estrutural e monetário.Após a última avaliação feita a situação macroeconómica do país, o FMI registou derrapagens que segundo o Director do Tesouro, foram determinadas pela conjuntura internacional. Por isso, o Fundo Monetário Internacional, preferiu tomar em conta apenas os avanços registados.  «No cômputo geral conseguimos cumprir com a grande parte dessas metas. Há uma ou outra meta em que registamos uma ligeira derrapagem, mas que dependeu da influência da conjuntura internacional», explicou.

Américo Ramos confirmou que após a análise da situação são-tomense, o conselho de administração do FMI, decidiu desbloquear 570 mil dólares a favor do arquipélago para apoio a balança de pagamentos. Um crédito que visa dentre outros objectivos reforçar as reservas financeiras do país.

O valor desbloqueado faz parte de um bolo financeiro de cerca de 4 milhões de dólares, resultante do acordo assinado entre São Tomé e Príncipe e o FMI. 

O Director do Tesouro, acrescentou que o programa financeiro de 3 anos, começou a ser implementado em Fevereiro de 2009, e vai prosseguir até 2011. A primeira tranche de 570 mil dólares foi desbloqueada no ano passado.

Abel Veiga