Apagão em 25 localidades do país resulta em 5 detenções

Publicado em 09 Dez 2009
Comentários; fechado

direccao-da-emae.jpg25 localidades do distrito de Mé-Zóchi, Lobata e Cantagalo estão às escuras desde de Domingo passado de acordo a um comunicado da Empresa de Água e Electricidade. Indivíduos ainda não identificados vandalizaram  a subestação 3 da cidade de Trindade, por conseguinte a EMAE não pode fornecer energia eléctrica às populações destas localidades.

O Comunicado da EMAE diz que estão a ser tomadas medidas no intuito de solucionar o problema o mais breve possível.

Homero Boa Esperança, da direcção da electricidade disse que do ponto de vista técnico, estão a tentar a partir dos recursos disponíveis resolver a situação. Mas acrescentou que é necessário haver estabilidade e segurança. Nesse sentido, é fulcral que a autoridade competente faça a sua parte, para se evitar que actos como este se repitam.

O Subdirector da Policia de Investigação Criminal, Martinho Castelo David, disse ao Téla Nón que foram feitas 5 detenções e que os detidos serão entregues ao Ministério Púbico na tarde desta quarta-feira.

Actos de vandalismo e sabotagem deste género têm sido uma prática frequente dos moradores como forma de protesto contra o abastecimento irregular de electricidade.

Há cerca de 4 meses atrás, populares da cidade da Trindade, revoltados com a falta prolongada de energia eléctrica destruíram parcialmente uma cabine de alta tensão e provocaram danos nos equipamentos. Uma força policial foi enviada para o local sem no entanto fazer qualquer detenção. O balanço desta acção resultou num prejuízo de cerca de 5 mil euros para a EMAE.

Katya Aragão