STP-Airways lança campanha aérea promocional para o CAN 2010 que decorre em Angola

Publicado em 13 Jan 2010
Comentários; fechado

A companhia aérea de bandeira nacional, STP-Airways apoia as palancas Negras- selecção angolana-, e está a contribuir para que os estádios dos CAN 2010 estejam repletos de público. Por isso lançou uma campanha aérea de promoção dos jogos do campeonato africano de futebol que pela primeira vez decorre em Angola.

As portas estão abertas para que os são-tomenses e não só, vivam a maior festa de futebol do continente africano. A STP-Airways decidiu dar asas aos sonhos dos amantes de futebol, e daqueles que querem descobrir Angola. Até 31 de Janeiro, a companhia de bandeira nacional impôs tarifas promocionais na ligação São Tomé-Luanda-São Tomé. Por 240 dólares incluindo taxas, a viagem para o futebol está garantida.

A companhia que semanalmente liga Lisboa, São Tomé e Luanda, indica 564 euros incluindo taxas como tarifa para quem viaja de Lisboa para Luanda, com escala em São Tomé, e vive versa. «Uma promoção especial visando os Palancas Negras aumentarem a falange de apoio nas bancadas dos novos estádios de África que estão a mudar a imagem de um continente e de países como Angola e África do Sul que ao longo do ano vivem as emoções do futebol e enviam ao Mundo, imagens de destinos de turismo de economias em desenvolvimento, uma riquíssima oferta cultural de raízes ancestrais, savanas, safaris, Sol e praias paradisíacas», diz o comunicado da STP-Airways.

A companhia de bandeira nacional, acrescenta ainda que «como companhia africana do espaço da CPLP não podia deixar de alhear-se da maior manifestação de desportiva angolana de sempre, não só lança uma campanha de tarifas promocionais entre São Tomé e Luanda como estende no seguimento das manifestações de incentivo que a Selecção de Angola recebeu em Portugal ao longo de dois estágios de preparação a promoção aos voos de Lisboa para São Tomé com ligação imediata a Luanda», frisa a STP-Airways.

No comunicado que o Téla Nón teve acesso a STP-Airways, explica que «foi constituída por escritura pública no dia 23 de Junho de 2008, entre a euroAtlantic airways (37%), Estado de São Tomé e Príncipe (35%), Banco Equador (14%) e Golfo Internacional Air Sevice (14%). A EAA no avião destinado à operação de São Tomé e Luanda, recorde-se, remodelou Classe Executiva, com 22 novas modernas poltronas, com excelentes benefícios de conforto para os passageiros», concluiu.

Abel Veiga