Economia

Novo regime de taxa de câmbio melhor solução para o desenvolvimento Macroeconómico de São Tomé e Príncipe

São nota.jpgTomé e Príncipe enfrenta actualmente desafios de reestruturação e de relançamento da economia. Neste quadro há preocupação grande com a escolha de um regime cambial adequado com vista à prossecução dos objectivos de estabilidade e crescimento. Neste sentido o centro de investigação e  análises  de políticas de desenvolvimento , apresentou no dia 29 de Maio na casa da cultura, um estudo intitulado , integração económica e monetária versus ancoragem.

Um documento elaborado pelo investigador do CIAD , Dr. Dilson  Tiny  . Com este estudo pretendia -se analisar e seleccionar um regime cambial mais adequado para este o país , atendendo às suas características específicas .

De acordo com o estudo, o regime flexível não se apresenta como capaz de ter êxitos numa economia com as especificidades da economia santomense. A economia santomense apresenta características específicas que não são compatíveis com um regime de taxas de câmbios flutuantes. São estas características, a própria dimensão da economia do país ( mercado interno demasiado pequeno e com pouca liquidez ) , a incerteza política, altas taxas de dolarização e  eurorização informal da economia , altos níveis de exposição a riscos cambiais , altos níveis de inflação ,vulnerabilidade externa da economia , a concentração de comércio a nível geográfico ( privilegiando a Europa ) , o nível de desenvolvimento económico fraco , os baixos níveis da reserva externa , o sistema financeiro pouco sólido , e a falta de rigor orçamental .

Deste modo , para S.Tomé e Príncipe , um país em que a prioridade se situa na estabilidade dos preços como condição necessária para o  crescimento económico e redução da pobreza, a adopção de um regime de taxa de câmbio fixo apresenta-se como melhor solução , porque este tipo de regime cambial , dá uma paridade credível, segundo o investigador Dr. Dilson Tiny , minimiza os custos de instabilidade  monetária e propicia uma melhor credibilidade monetária e cambial .

A análise das opções de regimes cambiais fixos mais relevantes para são Tomé e príncipe , indicam segundo ainda o estudo , que um regime  cambial rígida , do tipo ancoragem com o euro como âncora nominal ,é o mais susceptível de conferir a disciplina política necessária a estabilidade macroeconómica . Este tipo de arranjo cambial , no contexto do país , tem a vantagem de permitir salvaguardar alguma autonomia das políticas monetárias e cambiais .

A ancoragem apresenta ainda as seguintes vantagens segundo o estudo apresentado pelo CIAD . A redução de custos de transacção e o risco cambial, limitada volatilidade da taxa de Câmbio real, o que por seu lado, fomenta o comércio e o investimento, proporciona uma âncora externa credível para a política monetária e transmite um efeito disciplinador para as outras políticas macroeconómicas e estruturais.

Não implica a substituição da moeda do país acima de tudo. Por outro lado, as bases jurídicas, juntamente com as características inerentes a este tipo de regime constituem também uma fonte de estabilidade e credibilidade que por sua vez traduz-se em vários aspectos benéficos para a economia do país. Tanto as taxas de inflação como as taxas de juro deverão convergir para as prevalentes no país de âncora.

Genisvaldo Nascimento

Recentemente

Topo