Sociedade

Julgamento do caso GGA adiado até 22 de Dezembro

A decjuiz.jpgisão do colectivo de juízes em suspender o julgamento do escândalo financeiro foi anunciada quarta-feira. Segundo o juiz presidente, Frederico da Glória, a ausência no país de algumas individualidades notificadas pelo tribunal é uma das razões da decisão de adiamento do julgamento. Pelo menos 1 ex-Primeiro Ministro e dois ex-ministros alegadamente implicados no escândalo financeiro estão ausentes do país. Outra razão importante explicou o juiz tem a ver com o facto de pelo menos 2 juízes que integram o colectivo, estarem envolvidos numa formação de uma semana que vai decorrer na capital moçambicana – Maputo. Assim o julgamento fica adiado para o dia 22 de Dezembro. O juiz Frederico da Glória, aproveitou a ocasião para ordenar os serviços administrativos do tribunal a notificar mais declarantes. Na nova lista de individualidades que em Dezembro deverão comparecer no tribunal, destacam-se um antigo ministro da economia que tutelava o GGA, e dois directores da administração central do estado.

Recentemente

Topo