Sociedade

As mulheres santomenses querem ter maior intervenção nas decisões politica e social

Desde a mulheres.JPGultima segunda-feira que as mulheres são-tomenses estão a reflectir sobre a sua emancipação a nível politico e social. No quadro da semana da mulher que termina este domingo atenção especial foi dada as mulheres deficientes. Um grupo social que segundo as ONG  sofre dupla marginalização, por um lado por ser mulher , tradicionalmente considerada  pela sociedade são-tomense como sendo as mais fracas. A deficiência é outro aspecto que contribui para a marginalização da mulher. Ao nível politico, as organizações femininas dos três partidos que sustentam o governo nomeadamente o MLSTP/PSD,MDFM/PL,  e o  PCD  decidiram desenvolver uma campanha de sensibilização do estado no sentido de aumentar a participação das mulheres nos órgãos de decisão politica. Maria das Neves ex-primeira-ministra em representação das mulheres parlamentares deu o exemplo da Assembleia Nacional onde  existe neste momento uma representação feminina. Tudo enquadrado nos festejos do dia internacional da mulher que se assinala no dia 8 de Março.

Recentemente

Topo