Centro cultural brasileiro, promove semana de filmes para fortalecer a integração cultural

Publicado em 30 Set 2008
Comentários; fechado

O centro cubrasil.jpgltural Guimarães Rosa, que funciona no anexo da embaixada do Brasil em São Tomé, promove a partir desta semana a  exibição de filmes de produção brasileira, que mostram a riqueza da cultura da terra de Vera Cruz, e a sua similaridade com o continente africano. O embaixador do Brasil em São Tomé, garantiu que a acção cultural em curso visa a integração das culturas brasileira e africana, em especial a são-tomense.

A exibição do documentário “CHORO”, é uma das marcas do cartaz cinematográfico que iniciou esta semana. «É uma forma musical tipicamente brasileira, e espero que possa agradar a todos é mais uma forma de mostrar um pouco da nossa cultura e poder integrar as pessoas, que é um dos objectivos do centro cultural, promover a convivência», explicou o embaixador Manuel Inocêncio.

A projecção da cultura brasileira, acaba por mostrar os traços fortes que tem com o continente negro. «Já há uma presença cultural, já um carinho grande pelo Brasil aqui, carinho que é correspondido também no Brasil por São Tomé e Príncipe. E as pessoas estão se integrando mais. O importante neste centro cultural não é só divulgar a cultura brasileira, mas também servir de integração das culturas, vamos ter também mostras da cultura são-tomense», acrescentou o embaixador.

O centro cultural Guimarães Rosa, vem quebrar a monotonia que domina a capital são-tomense. Um centro polivalente de promoção cultural, construído de raiz pela cooperação brasileira e que começa a dar vida aos eventos culturais.

Abel Veiga