Taiwaneses leccionam mandarim em São Tomé e Príncipe

Dois voluntários taiwaneses, vão leccionar mandarim (língua chinesa), para jovens em São Tomé e Príncipe. Garantias do ministro da educação Olinto Daio, no encerramento de mais uma acção de cooperação cultural entre os dois países.

Nós conseguimos, através deste intercâmbio, colocar aqui dois jovens taiwaneses que vão trabalhar connosco na aprendizagem da língua inglesa e mandarim”. Anunciou Olinto Daio, Ministro da educação cultura e formação.

O titular da educação enalteceu, por outro lado, a embaixada da república da China-Taiwan, pela iniciativa de ter organizado 3º do intercâmbio cultural, em são Tomé, entre jovens taiwaneses e santomense, no liceu da Trindade, designado  Manuel Margarido.

Durante duas semanas, o polo desportivo da trindade, serviu de oficina de arte, cultura e desporto, os jovens dos dois países, interagiram-se num ambiente de festa.

Hilário Sousa estudante do nono ano, disse “ter apreendido, escrever letra chinesa, e a contar até dez em mandarim”. No final levou consigo uma mochila com diversos manuais com ensinamentos práticos da língua inglesa.

Olinto Daio gostou do que viu, anunciou que o executivo pretende enviar jovens santomenses para Taipe para promoverem actividades do género. “Estamos a trabalhar neste sentido, já manifestamos a nossa vontade a embaixada de Taiwan, o que nos trava um pouco, são os elevados custos das passagens para Taiwan», disse o ministro Daio.

Já a taiwanesa Zi-Yun Hang estudante do terceiro ano de antropologia, na universidade de Taiwan entrevista ao Téla Nón mostrou-se satisfeita, com lágrimas nos olhos, avançou “que foi a minha primeira experiência em África.

Ela explicou ainda que apreendeu a dançar em quinze dias, os ritmos quentes das ilhas como puíta e ússua que animaram o fim das actividades, em que estiveram presentes dezenas jovens encarregados da educação dos finalistas.

Jack Chieng embaixador da república de Taiwan, na cerimónia de encerramento do intercâmbio cultural que reuniu os 6 melhores estudantes da universidade de Taiwan em diversas áreas, e jovens estudantes santomenses, congratulou-se com a realização desta actividade.

O diplomata taiwanês aproveitou a ocasião para oferecer cinquenta bolas de futebol para a secretaria do estado da juventude e desporto.

Téla Nón

  1. img
    Lede di alame ça ua Responder

    Muito bem….., aceitaram mandarim, por acaso pensaram em introduzir tambem o nosso criolo e o da ilha do principe, ja que muitos acham ser vergonhoso falar os dialectos das ilhas, afinal oque devemos realmente ter vergonha; de ser colonizado culturalmente por outros ou conservar a nossa propria cultura?????

  2. img
    Justo Responder

    esse ministro tem pouca visão e mais astucia é muita arrogância, se ñ conhecesse o percurso deste homem diria que nem um pai nosso sabe rezar.

  3. img
    Fbi Soares Responder

    Eu desde ja começo agradecendo O governo Taiwanes pela ajuda, pelo apoio que tem prestado à Sao Tomé, nao so por esta iniciativa mas também, por outros grandes apoios que tem estado a ser feito ao nosso pais, tudo isso para contribuir para o desenvovlvimento de Sao Tomé e principe…
    Muito obrigado: Taiwan

  4. img
    zuchi dletu Responder

    Boa ! dizem que o tal daio da educação nada faz ? tomem lá, hem ? quem diria, santomesnes vão saber contar até !dez! em mandarim !!! e vejam como o homem tem esperto no cabeça dele ! chinês vem para santomé ensinar “inglês”, esse ministro tem cada carta na manga… já estou a imaginar os nossos garotos e garotas do liceu e de monte macaco, e de praia melão, a contar pelo dedos até dez em mandarim, estou maravilhado com o progresso … espero que todos os nossos estudantes bolseiros, que vão passar frio e fome neste inverno, que devem as propinas, que devem aos senhorios, possam ser aquecidos e iluminados com a esperança de se virem a queixar em mandarim …vamos lá meus senhores ser mais sérios …mas aproveitem meus caros estudantes, se souberem mandarim o chinoglês, assim vocês poderão escrever diretamente ao governo mandarim de taiwan a pedir uns troquinhos para pagar renda de casa, propinas e para comer e comprar roupas. aproveitem a oportunidade. mas cautela, lembram-se de que dizem que os chineses não gostam de dar um peixe a quem está à beira rio com fome ? lembram ? eles gostam de os mandar pescar…

  5. img
    Mafili Responder

    Realmente ,os nossos governantes são sui-generis.
    As nossas crianças e jovens não sabem falar as nossas linguas locais….mas vão aprender mandarim.
    Só mesmo em São Tomé. nós temos prioridades que não lembram nem o diabo.

    • img
      lupuye Responder

      Que diabo voces querem?! Quando nao se faz, criticam, quando se faz, criticam…, so em STP.

  6. img
    vugu vugo Responder

    STP é mesmo coitado!

    • img
      Realista Responder

      Não sou contra esse tipo de iniciativa, temos que ser abertos a novas oportunidades que vão surgindo destas cooperações, Taiwan é o caso. Para mim é de louvar o ensino do mandarim em STP.Falou-se de cabo verde, angola,etc,não devemos fazer comparações aleatórias e sem base, pois, podemos estar incorrendo a erro,porque não conhecemos as suas politicas.Hoje cabo verde, angola em termos de desenvolvimento está a frente de nós,porquê? Há todo um conjunto de coisas que temos de analisar e procurar dar resposta para que cada um faça e dê o seu melhor,é isso que precisamos.
      Não devemos misturar as coisas, pois, o facto de não termos ainda ao nível do nosso ensino o nosso criolo,não implica banirmos de outras linguas.
      O que se deve ter em mente é criar meios para que também possam implementar o ensino do nosso criolo nas escolas. Que uma coisa é certa é preciso consciencia e vontade de querer fazer as coisas por parte dos nossos políticos dirigentes, o nosso grande problema é que tudo fica em carteira e não há implementação. Portanto, temos que ver que estamos num mundo globalizado e quanto mais linguas souberes e dominares melhor.É uma das principais exigencias do mundo em que vivemos e mormente no campo profissional.
      Que Deus ilumine os nossos caminhos para que juntos possamos fazer zarpar este navio estagnado designado por “Povo de STP”. Bem haja a todos.

  7. img
    Picasso PT Responder

    Eu so gostaria de saber quais são os beneficios?
    Pouca vergonha!!!

  8. img
    safu pontado Responder

    Mr picasso have ever gave stp any help before? i think in my optnion for you to keep quiet and shut your bloody mouth .

    • img
      Picasso PT Responder

      sr.safu pontado, como ja lhe disseram cá este é um site que todos comentem em Português, so me diz uma coisa porque comentar em inglês? de modo a que eu não perceba? Ai é onde enganas porque o inglês é uma lingua de negocios, isso sim vale perder o tempo apredendo, como o fiz e porque não fisest comentario em “MANDARIM” porque se calhar nem um “a” tu sabes, mais vale é deixar ignorancia de lado!!

  9. img
    Eliseu Neto Vaz Responder

    mas o sr picasso tem razao de saber qual e o beneficio que esta lingua traz a santomense. olha, o mandarim nao e uma lingua internacional, e nao faz sentido perder esse tempo. em qualquer lado do mundo, fala se inglesh, frances, espanhol…e porque nao ensinar essas linguas? nao vamos construir castelo no ar meus senhores…..mandarim, convenhamos!!!!!!!porque nao o criolo santomense na escola? veja so o exemplo de cabo verde, angola, mocambiqie e guine..o crioulo e falado na radio, televisao e na rua por gentes de toda a faixa etaria….enfim, e o pais que temos…

  10. img
    Eliseu Neto Vaz Responder

    sr safu pontando, este e um site que todos comentam em portugues!!!!!!nao faz sentido esse izibicionismo futil….

  11. img
    Felisberto Bandeira Responder

    Quanto mas lingua nos aprendermos e melhor e e
    sempre bem vinda Senhor M.da Educaçao faça bem quantas vezes for necessario.

Deixe um comentario

*