FELIPOR aberta até 7 de Dezembro em São Tomé

A Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe, abriu na última semana mais uma Feira de Livro Português no arquipélago. Uma parceria com a Editora e Distribuidora “Palmo a Palmo”.
livros e mais gentesMuitos estudantes se concentraram a porta do Centro Cultural Português na capital são-tomense, em busca dos livros que tanta falta faz, e ainda mais a preço praticamente de bagatela.

Livros para todas as idades e de todos os conteúdos estão disponíveis ao público. João Neves representante da Editora Portuguesa “ Palmo a Palmo”, ficou encantado com a grande participação dos jovens que invadiram as bancas da feira.

A abertura da feira de livro, contou com a presença especial da poetisa santomense, Olinda Beja, que tem feito expandir a literatura santomense pela Europa. A Embaixada de Portugal, organizadora do evento, exprimiu a sua satisfação pela voz da embaixadora Paula Silva. «Com a força de boa vontade e a parceria fundamental da Editora Palmo a Palmo, lá conseguimos realizar esta feira. Portanto o Centro Cultural Português e a Embaixada de Portugal estão muito orgulhosos com esta iniciativa e esperamos por todos amantes da literatura portuguesa», sublinhou a embaixadora.

Paula Silva, acrescentou que «se é verdade que paraíso é uma livraria, acho que o
paraíso chegou aos santomenses com diversos livros e convido a todos a visitarem a FELIPOR
», concluiu, a diplomata portuguesa.

A embaixadora garante que tudo fará sempre no possível para proporcionar a feira aos leitores e quem sabe, haver uma atividade livreira mais intensa em São Tomé e Príncipe para o futuro, visto que a abertura foi motivadora.

Caso todos os livros não sejam vendidos, a Embaixada pretende negociar com a Editora e distribuidora “Palmo a Palmo”, a cedência dos mesmos para os leitores do Centro Cultural Português.

Inter Mamata

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*