Desporto

Federação de Futebol forma mais mulheres do apito

Como resposta a uma das reivindicações da FIFA, que promove o género na modalidade do futebol, a federação são-tomense decidiu formar mais mulheres para a arbitragem. Nos últimos anos, o país conheceu cerca de três mulheres árbitras.

Algumas delas já arbitraram jogos a nível internacional. Para reforçar o leque outras tomam parte na acção de formação que vai durar 10 dias. Manuel Dendê Presidente da Federação São-tomense de Futebol, reconheceu que há cerca de 6 anos atrás era praticamente impossível «pensar-se em mulheres nos campos de futebol para arbitrar jogos. Hoje já temos algumas árbitras», referiu.

Por isso a federação são-tomense de futebol, considera a presença feminina na acção de formação como um acto de coragem que deve ser valorizado. O governo através do secretário de estado da juventude e desporto Abnildo d´Oliveira marcou presença na abertura do curso de arbitragem.

Abel Veiga

    13 comentários

13 comentários

  1. Franz K

    2 de Setembro de 2010 as 8:46

    Eu pergunto, para quê formar somente árbitros?
    Não faltará formação de jovens futebolistas, que é o essencial?
    E formação nos clubes?
    É isto que me incomoda em STP. O Sr. Dendê está ali há anos, e parece que só faz o que a FIFA manda. Talvez porque seja empregado da FIFA?
    O estado são-tomense não tem mãos nesta federação?
    Mas será que a FIFA sabe do que o país precisa?
    Porque é que não existem projectos de formação de jovens futebolistas em parceria com as escolas secundárias, que permitam projectar da melhor maneira possível alguns jovens que se interessem por estas coisas e o nosso futebol?
    De que adianta cumprir as cotas de árbitros se não existe futebol organizado em STP?
    Estes árbitros vão arbitrar o quê?

  2. sydnei

    2 de Setembro de 2010 as 12:18

    N FAZ SENTIDO FORMA arbitas nem jogadores, se nosso governo sempre esquese de futebol, quado é momento de os santomense irem jogar no exterior são excluido da lista como cães …ja passaram varios anos e esta tudo nammesma
    jogos da CPLP, CAM, FIFA, Entres outros , os santomense estão esquesido no mundo de futebol, porque forma mas as pessoas se nosso futebol e amador e nem temm cara de sair da categoria que estamos …
    a varis escola de futebol em stp e eu pergunto quantos saem todos os anos para exterior representar o pais ..
    quantos representam outros paises que são santomense? quntos são reigeitado a sua vida no desporto quando vam para outros paisse que diz ….é santomense …uma pouca vergonha …..com cara de pau em cima em comunicação social …

  3. Polvo Paul

    2 de Setembro de 2010 as 13:20

    O problema de Futebol em STP é só um, chama-se Manuel Dendê! Desde de que esse senhor entrou para federação que a coisa não vou ter a ser a mesma, passa vida em viagem sem se quer preocupar em formar jovens São-tomenses em matéria de futebol.
    Acabou com centro de treino, mama toda a massa que a FIFA dá para investir no futebol, assim vai fazendo a sua vida.
    O homem está tão gordo que nem sabe aonde meter a gordura.
    O pior é que todo mundo está a assistir a debandada toda de braços cruzados.

  4. Folha Pacatá

    2 de Setembro de 2010 as 15:20

    Todos nós sabemos que o futebol santomense é um hirto e ninguem faz absolutamente nada. As equipas de futebol contribuiram para essa situação. Se estamos a falar de mudança e caras novas entendo que a Federação de Futebol deve haver uma total mudança desde Dende, Ricardino, e a comissão ali existente em que o anterior Ministro de comercio tb faz parte.

  5. Blagúbua

    2 de Setembro de 2010 as 18:56

    Tá visto que os actuais órgãos da Federação não devem continuar. A máfia que grassa a Federação deve ser desmantelada. O Sr. Manuel Dênde, um demandado aos olhos do tribunal de contas já devia ser posto na rua. Esses larápios que papam toda a massa da federação vivendo à grande e à francesa relegando o o nosso desporto ao estado mísero em que se encontra já deviam conhecer os seus lugares. Espero que o Abnildo esteja atento a tudo isto e não tarde em meter ordem nesse antro de bandidagem a que se tornou a federação.
    Justiça na Federação já!!!
    Um bem haja a todos os santomenses de bem

  6. Digno de Respeito

    3 de Setembro de 2010 as 3:37

    Desculpem a minha santa ignorância em matéria da Federação em relação ao seu estatuto e regulamentos. Há mais de cinco ouvi falar do tal Dênde (foi ou é jornalista) como presidente da Federação. O Estatuto, confere-lhe o direito de todo esse tempo? Esse cargo é de eleição ou por indigitação? Se o Estatuto confere-lhe o tempo indeterminado, logo tem razão que continue representando a Federação e se calhar também continuando a mostrar o seu belo trabalho dentro e fora do País. E o resultado da nossa representação futebolística tem sido muito bom tanto nacional e internacionalmente. Por isso, recente-se a dinâmica desportiva para que haja a continuidade. Pois, teria muito gosto de ver o nosso desporto muito mais longe como os tempos do atletismo representado por Filipe Lombá, Filipe Viana, Lúcia Martins, Lucrécia, António Cádio, Mario Pitra. Os tempos do andebol com o professor Fonseca, Alcebiades, Mike, Dódo e Lecho. Do Basquetebol com Sulano, Helder, Victor, Kueku, Olinto. No futebol revivando a representação de Cardoso, Taty, Mario, entre muitos que fizeram brilhar as várias modalidades do País. Pela minha ignorância entendo que hoje poderia apostar num Pavilhão Polidesportivo devidamente equipado e um centro de formação dos desportistas nacionais onde teriamos os formandos representantes de todos distritos do País.

    Como sou um ignorante nessa matéria deixo essa matéria para os mais entendidos e conhecedores no terreno que saberão melhor para o nosso Desporto. Desculpem quaquer atropelo neste espaço onde o meu conhecimento ( atrás referido) é reduzido…

  7. Osama bin Laden

    3 de Setembro de 2010 as 11:42

    Partido de riboque nunca vai deixar Dendê cair, ele representa muitos votos..

  8. kimposso

    4 de Setembro de 2010 as 17:52

    Como entrou o Sr.Manuel Dende, ele tambem podera sair, se nao serve as necessidades e interesses nacional, este Senhor devera ser substituido por alguem dinamico com projectos visivel.Basta de conformismo.

  9. Armindo Fonseca Dos Santos

    4 de Setembro de 2010 as 18:32

    Caro Franz k eu concordo com a sua ideia,porque forma mais árbitros si a federação de futebol não aposta na formação dos jogadores. Não temos uma seleção em condições para desafiar o nossos adversários.Os nossos campos nem sequer tem um balneário para os jogadores.
    A formação de novos árbitros é uma forma dos dirigentes da federação de futebol de STP mostrar trabalho a FIFA de que estão a fazer qualquer coisa.Deste jeito a FIFA possa desbloquear mais verba para os dirigentes da federação poder viajar para o estrangeiro.

  10. Jeka

    5 de Setembro de 2010 as 8:54

    Todos os artigos, comentarios e opinioes aqui expressos devem reflectir o lado mais tolerante do nosso ser. Aceitemos as opinioes de uns e outros, desde que apresentadas com respeito, urbanidade e civilizadamente. Devemo-nos sentir livres, mas responsaveis, quando fazemos os nossos comentarios e nao se esquecam que nem sempre foi possivel exercer esse direito. Se hoje e possivel foi uma conquista da democracia. A democracia deve ser preservada e para isso temos que interiorizar alguns principios basicos, tais como, o respeito pela opiniao contraria, a humildade, a justica, a honestidade, etc..
    A liberdade e a democracia sao como o amor. Exigem atencao, dedicacao e respeito mutuo.
    Bem haja.
    Jeka.

  11. Digno de Respeito

    5 de Setembro de 2010 as 13:17

    Em relação ao futebol, futsal e o atletismo, acho que já é tempo de se fazer uma prospecção dos nossos atletas que operam no estrangeiro. Posso dizer-vos que temos um número rasuável de santomenses activos em diversos escalões do desporto. São os naturais e filhos dos santomenses que teriam muito gosto em representar a bandeira nacional e mostrarem resultados mais satisfatórios e não apenas derrotas daquelas bem grossas que se vem assistindo nas últimas representações.

    Já ouvi dizer que temos um altleta santomense que brilhado no Brasil com excelentes resultados em Karaté, no futebol parece-me que há filhos de santomenses em Inglaterra e França e sem falarmos de Portugal onde andam muitos espalhados. Inclusivé, treinadores ou preparador físico santomense actuando algures fora do País. Haverá algum interesse dos nossos decisores partilharem suas ideias com esses activistas desportivos na diáspora em nome da nossa bandeira?!!

  12. Digno de Respeito

    6 de Setembro de 2010 as 8:59

    No momento que faço uma visita pela web e ao tomar o conhecimento da participação dos clubs africanos no CAN 2011, oiço o resultado da participação de vários paises, inclusivé os lusófonos nos jogos preparativos da CAN. Nessa altura estava bastante espectante pelo resultado da selecção de STP e quando meu espanto não ter sido referido pela rádio. Pronto, assim fico sabendo que mais uma vez verifica-se a ausênsia da selecção santomense. E parece-me ser o único país “palopiano” ausente da CAN.

    Sabendo que a Federação Santomense é beneficiária de apoios da FIFA, questiono a ausência da nossa selecção. Alguém pode esclarecer a ausencia de STP no CAN 2011?!

    • Osama bin Laden

      6 de Setembro de 2010 as 12:01

      Posso.
      Manuel Dendê é nosso maior problema, é por isso que não estamos a participar, ele fica com todo dinheiro que é dado pela FIFA para investir no nosso futebol.
      Pior é que vamos ter que levar com ele até quando Deus o chamar para seu interno descanso, pois muito boa gente diz que homem é casca rija e também tem protecção do partido de riboque capital.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo