Crise no futebol nacional

Tanto o Sporting da Praia Cruz, campeão nacional de São Tomé e Príncipe, como a União Desportiva Rei Amador da cidade de Angolares, (UDRA) vencedor da Taça STP, estão fora das competições africanas.

Tudo porque no sorteio feito pela Confederação Africana de Futebol(CAF), e já publicado desde 16 de Dezembro, não consta os nomes das duas equipas são-tomenses.

O Téla Nón sabe que o Presidente da Praia Cruz, Nino Monteiro, ficou magro e está vinagrado mais do que o próprio vinagre.

Segundo a nossa fonte, a Federação Santomense de Futebol, não cumpriu a formalidade para exigida pela CAF para a participação nas competições africanas, nomeadamente as condições internas para receber as equipas adversárias.

Por outro lado também não se sabe se a Federação inscreveu a tempo os dois clubes nacionais, ou se trata mesmo da exigência da CAF. O sorteio da CAF foi realizado um mês antes em relação ao ano passado.

A verdade é que pela segunda vez consecutiva a Federação Santomense de Futebol não consegue levar o Campeão Nacional em futebol, para a prova africana, nem tão pouco o vencedor da taça de São Tomé e Príncipe.

Os responsáveis dos dois clubes dizem que cumpriram com a sua obrigação antecipadamente e agora a batata quente está nas mãos da Federação de Futebol.

Os irmãos Monteiro, nomeadamente Nino como Presidente da Praia Cruz vencedor do campeonato nacional, e António Monteiro Presidente da UDRA que venceu a taça de São Tomé e Príncipe, estão derrotados moral, física e psicologicamente, tendo em conta tantos investimentos feitos que agora estão a  descer na água de charroco.

A polémica explode numa altura em que os dirigentes da Federação de Futebol, estão ausentes do país em missão oficial ao estrangeiro. Existe uma grande expectativa e acidez no seio dos amantes do futebol a espera impacientemente pela chegada do Presidente da Federação, o coronel Idalécio Pachire.

Recorda-se que na temporada passada, o Sporting do Príncipe também não conseguiu viajar para Nigéria para disputar a primeira mão da liga dos campeões africanos, frente ao Ranger, devido a entrega tardia dos passaportes para obtenção dos vistos.

Com este atraso o desportivo do Príncipe, foi castigado pela CAF com uma derrota de 5 bolas a zero, suspensão de 3 anos e uma multa nas costas de 25 mil dólares, que até o momento se desconhece se foi paga ou não..

A culpa morreu solteira e agora? Será que vai morrer casada!!!!!?

Inter Mamata

  1. img
    Dicas dos Santos Responder

    Muito triste e vergonhoso simplesmente .

    • img
      Diogo Responder

      Mais um exemplo de péssimo jornalismo sensacionalista ao serviço daqueles que outrora destruíram o futebol de STP.
      Os leitores deveriam também ter o direito de saber qual a versão dos factos por parte da FSF para daí poderem tirar as suas conclusões com imparcialidade.

  2. img
    Magalhães Responder

    Saiu um e entra outro, sempre a mesma coisa.

  3. img
    anonimo Responder

    Muito triste, há que pedir responsabilidades a FSF, se não estão a altura do desafio ponham o lugar a disposição… Não se pode brincar com o serviço público….

  4. img
    malebobo Responder

    no pais serio onde as coisas funcionam, todos esse dirigente de federação deveriam pedir a demissão de imediato, sem nenhuma justificação, um bando de incompetente.

  5. img
    malebobo Responder

    francamente pais que temos, viva republica das bananas

  6. img
    Wild Santos Responder

    Trata- se de uma situação lamentavel para os os irmãos Monteiro, que, gastaram tanto dinheiro, apoiaram sempre essa federação contra a vontade do seu próprio amigo e dirigente do Praia Cruz e, hoje, gozaram com a cara destes dois irmãos. Frustram, por outro lado, a esforço dos atletas e deufradaram as expectaivas do país. Minha gente, esta Federação não tem outro caminho a não ser ir para casa. É muita incompetência. No ano passado, aconteceu uma coisa quase semelhante com o Sporting, em vez de assumirem a culpa, atribuiram-na ao Jaiminho Costa, Pte d equipa do Sporting.O país já não se compadece com a burice. Espero que os clubs saibam tiram ilação da situação. Um abraço.

  7. img
    pouco inteligente Responder

    crise? que crise? so se pode falar de crise se estivesse numa situação diferente, o nosso futebol sempre esteve em crise como tudo neste País anda em crise de topo a base.crise e sempre crise.

    • img
      oldy Responder

      concordo plenamente com a sua tese, valeu

  8. img
    nilton carvalho Responder

    para muitos que nao sabem,vao ficar a saber agora que sempre a fifa contribuiu com um montante para que o nosso desporto tivesse outro destino(melhor)e o valor era de 250 mil dolares anual.claro que e o desporto Rei o mais previlegiado,mas parece que isto continua pior.tristeza

    • img
      Homem do campo Responder

      Prezado
      A contribuição da FIFA é exclusiva para o futebol e é direccionada e gerida pela Federação Santomense de Fotebol. Outras modalidades desportivas não entram neste financiamento.

  9. img
    FOKOTO Responder

    Essa terra esta feita de fofoqueiros que nao perdem oportunidade para fazer fofocas em vez de por a massa cinzenta a funcionar.
    Alguem ja tem por acaso a verdade sobre esta noticia?
    Vamos mas é reflectir antes de falar e nao contribuamos para de facto que esse pais seja de bananas, frutas e safus como muitos pseudo entendedores da matéria tem o prazer de chamar

    • img
      Rui Responder

      O nosso e querido S.Tomé e Príncipe realmente não anda, porque muitos de nós temos por hábito de condenar pessoas e instituições, sem pelo menos saber delas e ter algum elemento para tal.
      Os senhores Wilde e malebobo, por exemplo, de certeza que de futebol nada sabem,
      Quem traiu os irmãos Monteiro? Esta Federação é igual a outra liderada pelo Manuel Dende, que andou 14 anos e fez 5 campeonatos? Não será que os senhores são do grupo que na altura ia receber dele alguns trocos?
      Será que vocês têm alguma informação da Direcção e da pessoa que lida com esta matéria? De certeza que não.
      São apenas fofoqueiros e mal intencionados.
      Pelo menos procura informações e façam comentários desapaixonados.
      Não condene ninguém sem ter provas. Vocês nunca contribuirão para bem de S. Tomé, com este tipo de comportamento

  10. img
    ALBERTO HELDER Responder

    Excelências. Primeiro terei de me identificar com um incondicional apoiante do futebol de São Tomé e Príncipe e da sua arbitragem em particular, como podem constatar no meu blogue. Contudo, ao analisar o vosso artigo sobre a questão das equipas campeãs santomenses nas provas internacionais promovidas pela CAF, não li nada em que a própria Federação fosse ouvida sobre o assunto, o que me surpreende, já que interessado em saber o que se passa, deram-me conta que tudo fizeram para cumprir o exigido, ao ponto de me informarem que oficiaram a CAF em Novembro passado, isto em tempo útil, a participarem quais as equipas que iriam participar em representação de São Tomé e Príncipe. Portanto, tudo em conformidade. Se houve qualquer anomalia que impede as equipas vencedoras das provas mais importantes realizadas nas mais belas ilhas africanas, há que saber a razão e, penso, que o melhor será contactar os responsáveis da Federação Santomense de Futebol. Saudações natalícias!

  11. img
    malebobo Responder

    ó sr. rui acha aquilo que Aconteu não tem que chamar a responsabilidade a ninguém, por favor convenhamos, só em stp

  12. img
    malebobo Responder

    digo aconteceu

  13. img
    nilton carvalho Responder

    homem de campo,e mais um motive para que o nosso futebol tivesse a vida propria,duma vez que a verba e destinado so para futebol.e bom que entendas bem a frase propriamente escrita ou tas a querer defender federacao santomense de futebol?olha que eu tambem fui futebolista e sei bem da historia toda

  14. img
    Rui Responder

    Digo ao srº Nilton de Carvalho, que o facto de ter jogado a bola, não justifica contar uma história tão mal.

    Se realmente conheces bem a história do futebol santomense e dos valores que têm entrado na conta desta Direcção da Federação, então conta-a no Tribunal para que se faça uma auditoria e se chame a responsabilidade todos os envolvidos. Isto sim é bom para o futebol santomense.

    Acusar com provas ajuda a resolver o problema do país. A fofoca destrói meu caro amigo

    O malebobo é mesmo bobo.

  15. img
    Jerónimo Salvaterra Responder

    A Federação Santomense de Futebol informa ao publico em geral amante do Desporto Rei e em especial os dirigentes do Sporting da Praia Cruz e da UDRA que apesar desta Federação ter inscrito devidamente os supracitados clubes para as provas interclube da CAF 2014, conforme os justificativos em anexo, os nomes dos mesmos não constaram no sorteio feito pela CAF.
    A Direção da Federação assim que tomou conhecimento do facto, o que traduz como sendo um erro gravíssimo da CAF, encentou desde logo uma investida, que ainda esta a correr a sua tramitação e que culminará com um encontro esta noite com o Presidente da CAF Sr. Issa HAYATOU e o Secretario Geral da CAF Hicham ELAMRANI, por forma a se encontrar uma solução para o assunto.
    Muito brevemente a Federação Santomense de Futebol dará a conhecer os resultados das diligências.
    Bem-haja a todos amantes do futebol nacional.
    Jerónimo Salvaterra / 2º Vice Presidente
    Anexo: Inscrição Afro Taças

    • img
      Wild Santos Responder

      Wild Santos,

      Dr. Salvaterra, deixa de lançar areia aos olhos das pessoas e assuma o sr. e seus colegas, e não esteja a culpar a CAF pelo sucedido. No ano passado,vcs fizeram o mesmo e lixaram o Sporting do Príncipe. Chega. Quem não sabe beber não pega no copo. Coloquem o lugar a disposição, é demais, o futebol feminino é um desastre. FIFA dá dinehiro e não se realiza campeonato, será que a culpa , aqui, tbm é da FIFA? Não fica bem estar, constantemente, cometer erros e atirar responsabilidade aos outros.

  16. img
    Dos Santos Raul Responder

    Não acredito que pela segunda vez a FSF, não consegue levar o futebol Nacional para provas africanas conforme escreveu o Inter Mamata, que parece ser um jornalista que esquece muito sedo.
    Ora Vejamos:
    há cerca de um ano, o Desportivo de Guadalupe, participou nas competições Africanas em duas mãos, sendo a primeira em casa e segunda fora de casa. o Sporting de Príncipe não participou por falta de experiência nessas provas tendo em conta que a FSF, só tem a ver com inscrição das equipas, todas outros expedientes é da inteira responsabilidade dos Clubes participantes e se no ano passado foi cumprido todas as formalidades que fez com que o Desportivo de Guadalupe participou, porquê que não iriam cumprir dessa vez Inter Mamata? pergunte aos Dirigentes do Sporting do Príncipe, de quem foi a culpa da não participação na liga Africana e Eles saberão responder. De certeza que saberemos de quem foi a culpa da atual situação em breve. Meu carro Inter Mamata, tenho a certeza que a culpa não more solteira, porque a do não participação do Sporting do Príncipe morreu com o silêncio dos dirigentes daquele clube. “quem cala, consente”, aprendam isso. tenho dito.

  17. img
    Ná Mery Responder

    Meu caro , Dos Santos. peço a si que faça uma reflexão fria e isenta dos factos. Vc apontou a inesperiência do Sporting do Príncipe. E é aqui e por ser inexperiente, é que, a FSF, devia assessora-lo. E não deixar que o clube encaminha-se,ele próprios, os passaportes para MNE e atrasado. Institucionalmente, que, representa os clubes é a Federação. E vc acha, que é , normal, Guadalupe ir ao aeroporto buscar e receber o comissário da CAF, representante do organizador do jogo? Instituição que representa a CAF em S.Tomé, é a FSF e devia ser ela a ir ao aeroporto internacional e não Guadalupe. Tudo isso, meu caro, só traduz uma coisa: BURRICE. Obrigado.

  18. img
    Dos Santos Raul Responder

    Olha Ná Mery, só se pode assessorar quem pede assessoria. Hoje é de conhecimento de todos que a CAF ingressou a equipa de Praia Cruz nas competições africanas. S.Tomé como sabemos é um País muito pobre, será que se a culpa fosse da FSF, a CAF nos daria confiança para tentar resolver a situação como ja fez com Praia Cruz? Será que a culpa foi da FSF? segundo as informações, estão tentando agora ver a situação da UDRA. Será que a nossa Federação tem poderes para interferir no sorteio da CAF? como ja referi, vamos deixar a poeira assentar porque saberemos de quem é a culpa, ela não more solteira e ja estamos a sentir cheiro do culpado.

Deixe um comentario

*