Filmes para sexta – feira

Confira os filmes que serão exibidos no Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe no dia 27 de novembro, sexta-feira, sempre às 18h.

 

Entrada Gratuita!

 

AUDITÓRIO

Filme: Amor e Cia

Documentário: Rua do Amedoim.

Classificação Indicativa: 12 anos

 

 

SALA DE EXPOSIÇÃO

Filme: Castelo Rá-Tim-Bum

Classificação Indicativa: Livre

 

 

Cine Brasil

 

Amor & cia. de Helvécio Ratton

Ano: 1998

Gênero: Ficção

Duração: 100 min.

Sinopse:

Em São João Del Rey, no final do século XIX, vive Alves (Marco Nanini), um próspero negociante. Um dia ele vai para casa mais cedo para comemorar com Ludovina (Patrícia Pillar) os quatro anos de casados, mas a encontra com Machado (Alexandre Borges), seu sócio, em atitude suspeita. Apesar de, aparentemente, nada de muito grave ter acontecido, Alves expulsa a mulher de casa no mesmo dia e pensa em desafiar seu sócio e ex-amigo para um duelo, no qual apenas uma arma estaria carregada e a distância seria de dois passos. Entretanto, os acontecimentos tomam um rumo inesperado.

 

unnamed (2)Rua do Amendoim de João Vargas Penna

Ano: 1998

Gênero: Ficção

Duração: 11 min.

 

Crítica

A ARTE DE CONTAR BOAS HISTÓRIAS

Marcelo Miranda*

 

O cinema, para muitos espectadores e realizadores, define-se essencialmente como mais um meio de se contar histórias – boas histórias, preferencialmente. O diretor mineiro Helvécio Ratton segue essa vertente no seu trabalho desde que estreou em longa-metragem com o infantil “A Dança dos Bonecos” (1986). Talvez a propensão de Ratton à narrativa tipicamente clássica tenha atingido o auge dentro da sua obra “Amor & Cia”, adaptação de livro do português Eça de Queiroz.

O diretor preocupa-se, acima de tudo, com o enredo em questão. Para tanto, posiciona a câmera em ângulos tradicionais, segue a montagem num crescendo basicamente de apresentação-desenvolvimento-conclusão e utiliza diversos recursos de linguagem (especialmente a música, criada por Tavinho Moura) para dar ênfase dramática às situações apresentadas. É um tipo de cinema que se assume, desde a primeira cena, como exatamente o que é: a narrativa direta de uma trama previamente moldada.

Se bem trabalhada, a narrativa clássica gera boas reações de quem a vê e retira das imagens expressividade suficiente para emocionar o espectador. No caso de “Amor & Cia”, a vida do empresário Alves vai ao avesso quando, no dia do aniversário de seu casamento, flagra a esposa aos beijos com o sócio. É a partir e sob este conflito que se fixa o roteiro. As desventuras de Alves, seus ataques de raiva, a ânsia por desafiar o rival, os conselhos dos amigos, a melancolia, o arrependimento, tudo se soma na trajetória daquele pobre homem traído.

Para tanto, o filme conta com a presença e talento imprescindível de Marco Nanini. Estivesse o protagonista a cargo de algum intérprete limitado e toda a potencial força do filme seria destruída. Mas com Nanini, o diretor consegue manter sempre o interesse de quem assiste à produção. O ator dá corpo, voz e expressão a Alves – e é no olhar dele que a câmera se fixa para registrar cada momento.

 

Cine Brasileirinho

 

Castelo Rá-Tim-Bum

Classificação Indicativa: Livre

Duração: 105 min.

Gênero: Ficção

 

Sinopse:

Nino (Diego Kozievitch) um aprendiz de feiticeiro que vive com seus tios, Morgana (Rosi Campos) e Victor (Sérgio Mamberti), há 300 anos. Ansiando em ter uma vida normal como todos os demais garotos, ele acaba participando, involuntariamente, de uma trama orquestrada por sua tia Losângela (Marieta Severo), que pretende roubar o livro de magias de Morgana.

Programadora Brasil

O Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe recebeu, da Cinemateca Brasileira, por meio do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores, uma doação de importância inestimável: o acervo da Programadora Brasil.

Trata-se de um projeto da Secretaria do Audiovisual e Sociedade Amigos da Cinemateca que produziu, sob a coordenação da Cinemateca Brasileira, 295 DVDs contendo mais de 900 filmes brasileiros de várias épocas e todos os gêneros, de longa, curta e média metragem.

 

Deixe um comentario

*